sábado, 20 de julho de 2013

Amanda Ferrari - Vaso de Alabastro | CD: Sobreviventes 2013

Modelo evangélica será capa da revista Playboy

A revista Playboy anunciou antecipadamente qual será a “pauta” da edição do mês de setembro.

Esta é um estratégia da revista que segundo rumores estaria fechando as portas. No entanto, a investida da vez é a modelo Aline Franzoi. Ela já participou de concursos de Miss e também teve uma participação no novela “Guerra dos Sexos”.

Aline ganhou notoriedade ao se tornar a primeira ring girl  do UFC (Ultimate Fighting Championship).
Com apenas 20 anos a modelo realizou um ensaio sensual para revista Vip. Quando perguntaram se ela posaria nua, respondeu que não por ser evangélica. O que despertou surpresa.

Nas redes sociais de Aline é possível ver muitas mensagens religiosas, além de fotos em trabalhos como modelo. A revista deverá sair em setembro, mas pouco se sabe do ensaio da ring girl.

Em entrevista ao Uol, ela declarou. “Sou evangélica e uso meu Facebook para dizer o quanto Deus foi e é poderoso em minha vida. E, afinal, o que tem de errado? É muito relativo o que é certo e errado, concilio não só essa nova carreira, como a carreira de modelo também, pois, na minha concepção, Deus olha o nosso coração e a nossa intenção”.

O VERBO

Pastor pede respeito aos evangélicos “Não somos gado”

O pastor Geremias de Couto criticou a falta de propósito da reunião das cantoras evangélicas com a presidente Dilma Rousseff, em um post no seu blog chamado “Não somos gado, Dilma Rousseff” . Além de pastor assembleiano, Couto é escritor e jornalista.

O pastor falou sobre Dilma abrir seu gabinete para ouvir diversos grupos e numa tentativa de ouvir o que estes tem a dizer sobre a atual situação do país, diante dos protestos realizados.

A questão que Geremias levantou é de que um pessoa ou grupo de pessoas, não pode ser identificado com “representante” de um todo. Cada grupo, segundo ele, fala representando – no máximo – a si próprio.

Afinal “não temos nenhuma voz institucional com procuração para falar em nosso nome. Cada grupo fala, no máximo, representando o próprio grupo. Somos diversificados e as nossas lideranças não são ainda capazes de estar unidas em questões dessa monta”, argumenta.


Geremias pensa como certamente a maioria dos líderes evangélicos, é que se aproveitasse a oportunidade para o que chamou na ocasião de “exercício da voz profética”. Segundo a imprensa; músicas, orações e palavras de apoio à presidente. Aconteceram lá dentro durante a reunião.

Ele ainda classificou assim como Feliciano, negligência o fato de as cantoras e pastoras não quererem. “discutir uma pauta definida que contemple os anseios da população e confronte os erros do governante com suas medidas injustas, opressivas e destruidoras dos valores que sustentam a sociedade”.

O pastor lamentou que nada de concreto resultou o encontro, e classificou como “uma estratégia eleitoral para engabelar os cristãos”. O pastor acredita que Dilma não pode olhar para os evangélicos como “mero curral eleitoral”. Mas sim como “voz profética que tem muito a oferecer para a construção de um país mais justo e mais próspero”.

O VERBO

Arqueólogos e pesquisadores descobrem palácio do Rei Davi

Na última quinta-feira (18), foi anunciada a descoberta que segundo perquisadores. “a melhor prova, encontrada até agora, da existência da cidade-fortaleza do rei Davi”. Arqueólogos e pesquisadores israelenses trabalharam em escavações durante sete anos.

Foram descobertos por pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém e da Autoridade de Antiguidades de Israel, em Khirbet Qeiyafa. Dois edifícios do que seria o reino de Judá, com data do século 10 a.C..

Acredita-se que pertença à cidade bíblica de Shaarayim as ruínas encontradas, cidade onde o rei Davi teria lutado contra o gigante Golias e vencido.

Um dos edifícios foi identificado como o palácio real e outro seria um grande depósito, de acordo com os professores Yossi Garfinkel, da Universidade Hebraica, e Saar Ganor, da Autoridade de Antiguidades de Israel.

A cidade bíblica de Shaarayim fica a aproximadamente 30 Km de Jerusalém, segundo o jornal britânico Daily Mail.

Além dos dois edifícios, os arqueólogos também recolheram centenas de  artefatos, incluindo objetos religiosos, selos, cerâmicas e ferramentas da época, encontradas ao redor do palácio.

O palácio por sua vez se encontra no centro do terreno e possui visão privilegiada de todas as casas da cidade. A parte sul do palácio esta no topo da cidade. E existe ainda um muro que envolve o edifício e possui cerca de 30m de comprimento e duas entradas gigantescas.

O rei que morava no palácio tinha uma vista incrível para admirar. Das dependências da corte real é possível avistar o Mar Mediterrâneo, as montanhas de Hebrom e parte de Jerusalém.

Até então não havia sido encontrado nenhum palácio que pudesse ser atribuído ao século 10 a.C.. A  exposição da cidade bíblica e os achados descobertos levaram as autoridades e outras instituições relacionadas a transformar a área em um parque nacional, e que os moradores sejam realocados em outros bairros.











Com Informações: R7