quarta-feira, 24 de julho de 2013

Silas Malafaia critica beijo gay na porta de igreja católica

 O líder evangélico voltou a se referir aos ativistas gays como intolerantes que não respeitaram a fé dos católicos que estavam presentes.

O pastor Silas Malafaia comentou a respeito do beijaço gay organizado em frente a uma igreja católica no Rio de Janeiro. Como protesto, dezenas de manifestantes se reuniram na segunda-feira (22) para protestar em favor da causa gay.

O beijo de duas mulheres seminuas deixou os fiéis católicos chocados e gerou a indignação em muitas pessoas que assistiram o noticiário pela TV e outros meios de comunicação.

Malafaia voltou a dizer que os ativistas homossexuais formam um grupo de intolerantes que querem calar a voz de quem se opõe às suas práticas.

“Querem ter liberdade para fazer o que bem entenderem, não respeitando os valores e princípios de ninguém”, escreveu o pastor da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo.

“É bom que a sociedade brasileira veja quem são os verdadeiros intolerantes. Vão para a porta de uma igreja católica nus e seminus para afrontar as pessoas religiosas com seus atos obscenos. É uma vergonha!”, enfatiza o pastor.

A opinião de Silas Malafaia reflete a de muitos internautas que comentaram as reportagens sobre o caso dizendo que “quem não respeita os valores dos outros, não tem autoridade para pedir que os outros respeitem seus valores”.

O apresentador do Programa Vitória em Cristo afirma que muitos homossexuais já foram presos por se beijarem dentro de igrejas afrontando os princípios constitucionais que protegem os locais de culto.

 Essa não é a primeira vez que o pastor Silas Malafaia defende a Igreja Católica, em 2011 ele criticou os organizadores da Parada Gay de São Paulo que usaram imagens de santos católicos em posições homoeróticas desrespeitando a crença de mais de 60% da população brasileira.

GOSPEL PRIME

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.