segunda-feira, 29 de julho de 2013

Famosa atriz pornô se converte e grava testemunho

Em 2010 ela foi eleita uma das maiores estrelas pornô do mundo.  Brittni Ruiz, que usou  durante anos o nome profissional de Jenna Presley, começou a dançar para ganhar um dinheiro extra quando estava no primeiro ano de faculdade, em 2005.

Foi quando dois homens que estavam no clube depois de uma de suas apresentações e lhe convidaram para fazer um filme.

Aos 18 anos, ela não sabia o que a esperava. “Eu estava apenas procurando amor em todos os lugares errados”, lembra. Vinda de uma família desestruturada, pela primeira vez diz que sentiu-se valorizada. “Eu me senti tão amada naquele dia, havia uma cabelereira e uma maquiadora. Disseram que eu era bonita e que iria ser uma estrela. Nos primeiros meses, me senti bem.”

Os produtores aproveitaram seu rosto jovial e exploraram sua imagem como uma colegial, visando lucrar com as fantasias depravadas de homens por meninas mais novas. ”Era a perversão completa”, lamenta.  Lembra que chegou a trabalhar por até 60 dias sem ter uma folga, filmando duas ou três cenas de sexo por dia. Foram mais de 100 filmes estrelados por ela.

Durante sete anos viveu nesse mundo sem saber como seria o seu futuro, mas o dinheiro que ganhava a convencia a continuar, embora relutantemente. Até que conheceu Rachel Collins, missionária da XXXChurch.com, um ministério que se dedica a combater o vício da pornografia. Numa dessas convenções eróticas ela ouviu de Collins sobre o amor de Deus e ganhou uma Bíblia cuja capa dizia “Jesus ama as estrelas pornô”.

Nos primeiros anos elas mantiveram contato, mas somente no final de 2012 que Brittni deixou definitivamente a indústria de entretenimento adulto.  A mensagem do Evangelho mostrou a ela onde encontrar o amor que estava procurando durante tanto tempo.

“Eu odiava o que eu estava fazendo, mas eu ficava me perguntando o que iria fazer se saísse”, lembra. Depois de ter tomado a decisão de seguir a Cristo, no início deste ano, ela passou a trabalhar em uma empresa de limusine e ganha um salário bem menor do que estava acostumada, mas está feliz.

“Descobri que existia uma vida depois da pornografia para mim. Onde não há drogas e prostituição”. Também diz que fez algumas tentativas de suicídio, felizmente mal sucedidas. Grande parte do dinheiro que ganhou ela desperdiçou com drogas pesadas, incluindo heroína. Hoje está livre do vício.

Brittni também voltou a contatar seus pais e hoje tem um relacionamento maravilhoso com eles. Através de seu testemunho, toda a sua família vai junta à igreja. ”Minha irmã decidiu se batizar e meu irmão fez a oração de salvação depois de falarem comigo”.

Em um vídeo que fez para a XXXchurch.com, ela dá seu depoimento apelando para que as mulheres se valorizem mais, pois foram criadas por Deus do jeito que são. Também faz um apelo para que as pessoas envolvidas na indústria da pornografia reconheçam que Jesus é o Senhor de suas vidas e quer transformá-los. Com informações The Christian Post.

Assista (em inglês):

gospel prime

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.