quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Líderes evangélicos mundiais comentam a renúncia do Papa e pastor brasileiro lembra “quem é o cabeça da Igreja”

A renúncia do Papa Bento XVI ao cargo máximo da Igreja Católica tem causado uma série de comentários sobre sua atuação como líder máximo do catolicismo e também questionamentos em torno do cargo e do então Sumo Pontífice católico.

Vários líderes evangélicos teceram elogios ao Papa Bento XVI por sua defesa da dignidade da vida humana, depois de ouvir sobre sua renúncia. Para elogiar o Papa, esses líderes escolheram se concentrar em terreno bíblico comum, onde as diferentes crenças cristãs partilham pontos em comum, em vez de se aterem sobre as diferenças doutrinárias entre o catolicismo e a fé protestante.

- Como cristão batista, discordo de Roma em muitas coisas, é claro, e algumas dessas coisas se relacionam com a natureza do ministério petrino, a relação do Bispo de Roma para o resto da igreja, a fusão de civil e poder eclesial, e assim por diante (…) porém, uma das ênfases principais do Vaticano na última geração tem sido sobre a dignidade e a liberdade da pessoa humana – escreveu Russel D. Moore, decano da Faculdade de Teologia da Southern Baptist Theological Seminary.

Moore enfatizou ainda que o Papa “tem constantemente falado para aqueles cujas vidas são vistos como um fardo para a sociedade: o bebê com síndrome de Down, a mulher com Alzheimer em estágio avançado, a criança morrendo de fome no deserto e o preso sendo torturado”.
- Eu aprecio a sua coragem de ideias, mesmo quando elas não ressoam com atitudes contemporâneas. Eu estava especialmente comovido por sua ousadia em nos alertar dos perigos do relativismo moral e da tirania de ideologias autocentradas – disse o Secretário-Geral da, WEA Dr. Geoff Tunnicliffe, segundo o The Christian Post.
A organização, que diz representar mais de 600 milhões de evangélicos em todo o mundo, afirmou ainda em nota oficial que sua comunidade tem particularmente se interessado e apreciado os escritos do Papa. A WEA diz que tal material “revela uma pessoa que tem uma reflexão teológica profunda. Sua visão sobre a história, mensagem e obra de Jesus Cristo, como Filho de Deus, Salvador do mundo, tem proporcionado foco em Jesus como central na vida de Igreja e no seu próprio ministério pessoal”.

O presidente da New Orleans Baptist Theological Seminary, Chuck Kelley, afirmou à Baptist Press que Bento XVI “é um homem digno do nosso respeito e apreço”.

- Embora haja diferenças profundas entre as perspectivas batistas e católicas sobre fé, nós compartilhamos um compromisso com a santidade de vida e outros valores bíblicos – disse Kelley sobre Bento XVI.
A renúncia do Papa foi comentada também por pastores brasileiros, como o reverendo Hernandes Dias Lopes. A ênfase da mensagem do pastor foi sobre as discussões acerca das verdadeiras lideranças e fundamentos da igreja, que foram novamente levantadas com a renúncia do Sumo Pontífice.

Em seu comentário, feito através das redes sociais, Lopes questionou a ideia de que o papa seria o cabeça da igreja cristã e a pedra sobre a qual ela está edificada e, citando as cartas de Paulo aos Efésios e Coríntios, e também o livro de Atos, reafirmou que Cristo sim é o cabeça e a pedra fundamental do cristianismo.

Leia na íntegra o comentário de Hernandes Dias Lopes:
QUEM É CABEÇA DA IGREJA: O PAPA OU CRISTO?
Com a renúncia de Bento XVI mais uma vez o mundo inteiro discute quem é o cabeça da igreja? Será o papa? Será o papa a pedra fundamental da igreja, o sumo pontífice e o substituto de Cristo na terra? O que a Bíblia diz a esse respeito? A Bíblia diz que Cristo é o cabeça da igreja (Ef 5.23). A Bíblia diz que Cristo é a pedra sobre a qual a igreja está edificada (At 4.11; 1Co 3.11; 10.4). A Bíblia diz que Cristo é o sumo pontífice ou seja o supremo e único mediador entre Deus e os homens (1Tm 2.5). A Bíblia diz que o Espírito Santo é o substituto de Cristo na terra (Jo 14.16). É melhor ficar com a Bíblia, porque Jesus disse que a Palavra de Deus é a verdade (Jo 17.17) e as Escrituras não podem falhar (Jo 10.35).
Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.