domingo, 3 de fevereiro de 2013

Boate Kiss em Santa Maria se transforma em local de peregrinação e orações

O local onde funcionava a boate Kiss, que foi palco de uma tragédia que matou mais de 200 jovens no último fim de semana, se transformou em um local de peregrinação. A frente da boate foi transformada em um memorial em homenagem às vítimas do incêndio, e várias pessoas têm ido até o local para fazer orações pelas vítimas da tragédia.

O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul, deixou 235 mortos na madrugada do último domingo (27). O fogo teve início durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que fez uso de artefatos pirotécnicos no palco.

Segundo informações do G1, desde segunda feira (28), um dia depois da tragédia, várias pessoas têm depositado flores diante da fachada da boate, junto a fotos dos jovens vitimados pelo incêndio. Há também mães que escreveram cartas direcionadas para outras mães que perderam os filhos no incêndio, tentando com suas palavras levar um pouco de conforto às famílias enlutadas.

- Quero expressar meus sentimentos a todas essas mães. Estou à disposição no que precisarem, para o que der e vier – diz o trecho de uma das cartas deixadas no local.

A engenheira Marilene Rubim, é uma das pessoas que têm ido ao local chorar pelos mortos. Ela mora em Quebec, no Canadá, e está em Santa Maria para visitar a mãe. Em uma oração solitária, a engenheira não conseguiu segurar as lágrimas.

- O que me deixa chocada é a falta de prevenção. Como pode haver tanta falha e tanta irresponsabilidade? – desabafou Rubim.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.