quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Ana Paula Valadão fala sobre adoração e diz que “crescimento evangélico atrai pessoas com motivações erradas”. Leia na íntegra

Às vésperas da realização de um novo Congresso Internacional de Louvor, a cantora e pastora Ana Paula Valadão falou sobre o evento, sua área de atuação ministerial e da busca por um aprofundamento na relação do fiel com Deus.

O congresso deste ano tem como tema “Adoração, Transformação” e contará com a presença do ministério de louvor Diante do Tronou, que fará a gravação do álbum “Renovo”, além dos produtores Robert Quintana e Walker Beack da Gateway Worship, que farão palestras sobre a área musical, e o preletor John Mulinde, que é o fundador da Word Trumpet Mission, entidade que trabalha na divulgação do Evangelho.

Para Ana Paula Valadão, o tema escolhido para a edição 2013 do congresso “vem reforçar nosso compromisso com a busca por mais de Deus em nossas vidas e o propósito que Ele tem de nos usar como agentes transformadores da nação”.

Segundo a cantora, “nossa adoração também é uma das mais poderosas armas espirituais para a transformação do coração, de circunstâncias, e de uma nação inteira”, e por isso é importante para a igreja como um todo.

Ana Paula Valadão afirmou ainda que o crescimento dos evangélicos no Brasil precisa ser olhado com mais atenção, para que a qualidade da mensagem pregada não seja prejudicada.

“Ao mesmo tempo em que vivemos dias de grandes oportunidades, eles também são dias perigosos. É lindo vermos tantas pessoas se convertendo a Jesus, mas existe o perigo de não amadurecerem na fé e viverem o Evangelho só na superficialidade. O mesmo acontece com a adoração, que para muitos não atinge o estilo de vida, e fica restrita à música, da boca para fora, sem passar pelo coração. O crescimento do público evangélico também atrai pessoas com motivações erradas, e por isso todo o Brasil precisa voltar à essência da adoração, que é a vida diante de Deus. Tenho conhecido muitas pessoas comprometidas com uma adoração sincera e que agrada a Deus Brasil afora, mas tenho chorado pela perda do foco que corrompe a muitos”, pontuou.

Confira a íntegra da entrevista concedida por Ana Paula Valadão ao site da Igreja Batista da Lagoinha:
O tema do Congresso já foi definido há algumas semanas. Há algum motivo específico para escolha? Quais são os critérios para seleção do tema?
O nome do nosso Congresso é Louvor e Adoração. Mais do que música, vivemos nossa adoração como estilo de vida, e por isso abordamos diversos temas. Sou a responsável por orar sobre a direção do tema, palestrantes e programação. Este ano o tema vem reforçar nosso compromisso com a busca por mais de Deus em nossas vidas e o propósito que Ele tem de nos usar como agentes transformadores da nação. Nossa adoração também é uma das mais poderosas armas espirituais para a transformação do coração, de circunstâncias, e de uma nação inteira. Precisamos aprender mais sobre isso.

Na edição passada, aproximadamente doze mil pessoas estiveram presentes no Expominas e outras milhares acompanharam pela internet e televisão. Organizar uma atividade com essa proporção demanda muita responsabilidade, como você lida com tudo isso? Existe uma pressão por parte do público?
A responsabilidade é enorme, pois as pessoas se dispõem a viajar e investir nesses dias, vindo do país todo e de diversas nações. A organização é muito complexa e agradeço a Deus pela equipe que serve ao meu lado. São muitos detalhes e estamos sempre melhorando de um ano para o outro. Mas o que me impressiona não é a pressão, mas sim a confiança que sinto do público para conosco. Mesmo antes de divulgarmos a programação milhares de pessoas fazem suas inscrições. Acredito que elas reconhecem nosso compromisso de seguir as orientações de Deus para cada edição do Congresso, e tem muita gente que não perde um! O Congresso se tornou lugar de encontro de amigos, e um renovo das “baterias espirituais”. Deus é bom e fiel e tem feito coisas maravilhosas a cada ano na vida dos congressistas.

Como estão as expectativas para o congresso?
A expectativa é enorme! Iniciamos nossa consagração de 40 dias antes do Congresso, estamos constantemente em oração por aqueles dias, em jejum de delícias e muito trabalho. Temos a convicção de que Deus está nos chamando para irmos mais fundo Nele e vamos liberar as Palavras, as profecias, e as canções que Ele quer para esse tempo sobre o Seu povo. Não temos dúvidas de que serão dias marcantes, um divisor de águas, e viveremos o antes e o depois do Congresso DT 2013.

Haverá novidades para a atividade deste ano?
Temos muitas surpresas que não posso compartilhar, mas já divulgamos a gravação do CD Renovo! O Senhor falou claramente comigo em Mateus 14.52 sobre o homem que tira do seu tesouro coisas novas e velhas. Temos que receber as novidades do Céu, mas Deus já compartilhou preciosidades que precisam ser revividas e renovadas. Renovo! é um projeto muito especial porque trará algumas das músicas mais queridas do DT em novos arranjos musicais. Estou maravilhada com os novos arranjos. Podemos perceber a unção se renovando nas mensagens e melodias tão preciosas que já conhecemos e que agora virão carregadas com um novo som.

Falar sobre esse assunto durante tantos anos leva você a qual conclusão: que a adoração no Brasil está se aproximando ou se afastando dos princípios cristãos?
Ao mesmo tempo em que vivemos dias de grandes oportunidades, eles também são dias perigosos. É lindo vermos tantas pessoas se convertendo a Jesus, mas existe o perigo de não amadurecerem na fé e viverem o Evangelho só na superficialidade. O mesmo acontece com a adoração, que para muitos não atinge o estilo de vida, e fica restrita à música, da boca para fora, sem passar pelo coração. O crescimento do público evangélico também atrai pessoas com motivações erradas, e por isso todo o Brasil precisa voltar à essência da adoração, que é a vida diante de Deus. Tenho conhecido muitas pessoas comprometidas com uma adoração sincera e que agrada a Deus Brasil afora, mas tenho chorado pela perda do foco que corrompe a muitos.

Para você o que é a adoração?
Desde que entreguei meu coração a Cristo e passei a ser morada do Seu Espírito Santo, entendo que sou um “templo ambulante”. Por onde vou e em tudo que faço, adoro a Deus. Adoro a Deus com meus pensamentos, com o secreto das intenções do meu coração. Adoro a Deus com as minhas palavras, com minhas atitudes para com as pessoas. Adoro a Deus com a minha maneira de vestir. Adoro a Deus nas minhas decisões. Adoro a Deus na administração das minhas finanças. Adoro a Deus como esposa, como mãe, filha e irmã, em todos os meus relacionamentos. Enfim, adoro a Deus com tudo o que tenho e sou. Essa consciência faz com que as canções, as danças e tudo mais que acontece em uma reunião de louvor, sejam uma expressão desta vida inteiramente consagrada para Seu louvor.

John Mulinde já foi divulgado como um dos preletores da atividade, há outras confirmações?
Em minhas viagens fora do Brasil tenho visto grandes coisas que Deus tem feito nas nacões. Mulinde é o preletor que mais me impactou até hoje. A unção do Espírito Santo, aliada à autoridade na Palavra, faz com que multidões o escutem atentamente por horas. Ele também traz os fortes testemunhos sobre como seu país tem sido transformado por Deus. As chaves desta transformação serão compartilhadas conosco e a adoração é uma delas. Além de Mulinde teremos a participação do Pr. Walker Beach e do Pr. Robert Quintana, da Igreja Gateway no Texas. Eles ministrarão especificamente às equipes de louvor e ministros de louvor. Temos aprendido muito com o modelo de ministério de louvor da Gateway e aplicamos na IBL. As canções deles também nos abençoam muito e agradecemos a Deus por esta parceria. Outras participações ainda não podem ser divulgadas, mas são pessoas poderosamente usadas por Deus que estão considerando a possibilidade de estar conosco.

O Congresso de Louvor e Adoração já foi realizado na Lagoinha, no Chevrolet Hall e desde o ano passado está sendo organizado no Expominas. O que você acredita que existe de diferente no evento que atrai tantas pessoas?
Por alguns anos realizamos o Congresso na IBL até que o número de pessoas que de repente apareciam tentando entrar dificultava a organização e o conforto dos congressistas. Lembro-me de pessoas que não saiam do templo entre os cultos para não perderem o lugar. Por isso procuramos um lugar maior. Fomos para o Mineirinho, que durante muitos anos foi a única estrutura capaz de receber nosso Congresso, mas ali o som era o principal problema. Fomos para o Chevrolet Hall, voltamos para a Igreja, até que as portas do Expominas se abriram. O local é ideal para a realização de eventos grandes. O acesso é bom, pelas grandes vias de fluxo de trânsito e pelo metrô. Há um espaço enorme para a praça de alimentação (que será utilizado este ano pela primeira vez). Acreditamos que estaremos no Expominas até que o novo Templo da IBL seja construído.

Deixe um convite para os internautas do Lagoinha.com.
Contamos com as orações e a participação de muitos dos leitores e internautas! As inscrições estão abertas pelo site diantedotrono.com e a Rede Super transmitirá ao vivo para todos os que não puderem ir. Não percam esse banquete do Céu para todos nós!
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.