sexta-feira, 6 de julho de 2012

Cantora considerada “diva gay” é criticada por ativistas do movimento LGBT por elogiar pastor evangélico

Nessa segunda feira a cantora Cher, considerada como uma “diva” do público gay, foi duramente criticada por ativistas da comunidade LGBT por elogiar a trajetória de vida de um pastor evangélico.

Através do Twitter a cantora o primeiro livro do pastor Joel Osteen, e afirmou que o líder religioso é um exemplo de vida cristã. Segundo o site Mix Brasil, tais elogios não foram bem aceitos por seus seguidores, que massacraram a cantora pela rede social.

- Ele é um exemplo de cristão. Faz todos se sentirem bem em sua igreja – teria afirmado a cantora através do Twitter.

No início desse ano, Osteen causou polêmica entre os homossexuais ao afirmar no programa de Oprah Winfrey que a Bíblia mostra claramente a homossexualidade como sendo pecado.

Criticada por seus seguidores, que acusaram o pastor de ser contra os homossexuais, a cantora reafirmou sua proximidade com o público LGBT. – Os gays e eu temos uma ligação há mais de 40 anos – respondeu a Cher.

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.