segunda-feira, 18 de junho de 2012

Arqueólogos encontram, em igreja na Bulgária, ossada que pode ser de João Batista

Estudos arqueológicos revelaram que uma ossada encontrada em uma igreja búlgara em 2010 pode ser de João Batista. A constatação foi feita por pesquisadores da Universidade de Oxford, Grã-Bretanha, que submeteram os ossos a uma nova datação de carbono 14.

Os ossos foram encontrados em uma igreja localizada na ilha búlgara denominada Sveti Ivan, que significa, literalmente, “São João”. Perto o altar da igreja, os arqueólogos encontraram um pequeno sarcófago de mármore contendo restos humanos – entre os quais uma falange, um dente e a face de um crânio.

Os arqueólogos também encontraram, ao lado do lado do sarcófago, uma pequena caixa com inscrições em grego antigo mencionando explicitamente São João Batista. O texto em questão pede a ajuda de Deus para “nosso servo Thomas”, que segundo certas teorias teria ficado encarregado de levar estas relíquias para a ilha búlgara.

De acordo com iG, um grupo de cientistas, da Universidade de Copenhague, reconstituiu uma parte do genoma de três ossos, e concluíram que as sequências de DNA obtidas pertenceram a um único indivíduo. Segundo os cientistas, trata-se provavelmente de um indivíduo sexo masculino, portador de genes característicos do Oriente Médio, região de onde São João Batista era originário.

“Nós ficamos surpresos que a datação tivesse revelado uma idade tão avançada. Nós pensamos que os ossos fossem mais recentes, talvez dos séculos III ou IV. Contudo, os resultados são realmente coerentes com qualquer um que tenha vivido no século I”, declarou o professor Higham, que observou: “Se se trata de São João Batista ou não é uma pergunta que nós não podemos e provavelmente nunca poderemos responder”.

Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.