sábado, 8 de janeiro de 2011

Heloísa Périssé, atriz da Globo, afirma: “Quero estar em concordância total com o plano de Deus pra minha vida”


Fugindo à regra de uma tendência da multidão que faz planos individualistas e sem Deus, uma das atrizes mais populares e competentes da TV Globo declara em público sua resolução de ano novo para 2011: “Quero apenas estar em concordância total com o plano que Deus tem para a minha vida”. E ainda faz uma sugestão para seus milhares de leitores na coluna da Revista de TV “Tudo de bom” da edição de domingo (2/1) do jornal carioca O Dia: “de todo meu coração, mesmo que não acredite, eu te desejo a mesma coisa, que você aposte nessa relação vertical”.
Esse ano, eu decidi o que eu realmente quero. Quero apenas uma coisa, mais do que saúde, dinheiro, paz… Quero apenas estar em concordância total com o plano que Deus tem para a minha vida. Quero apostar com tudo nessa relação vertical. Só! Só? Será que é só? Acredito que isso seja tudo! Fazer com que Deus se agrade de mim. E como eu posso conseguir isso? Tudo virá da intimidade, da amizade que esse ano eu quero aprofundar com Ele. E, de todo meu coração, mesmo que você não acredite, eu te desejo a mesma coisa, que você aposte nessa relação vertical.
“Experimenta, quem sabe? Eu quero acreditar esse ano, que do céu, pra mim, vai cair mais do que chuva apenas: vão cair bênçãos infinitas de Deus para a minha vida. E como a vida também é aquilo que a gente acredita… Acredite você também! Um ano maravilhoso para todos nós!”, afirmou a atriz.
A atriz Heloísa Périssé é carioca e viveu parte de sua adolescência na Bahia. Seu início de carreira foi em 1990, no programa Escolinha do Professor Raimundo, da Rede Globo, onde também atuou em programas como Sai de Baixo, Zorra Total, Os Normais, Sob Nova Direção e vários quadros do Fantástico. A adolescente Tati é um de seus personagens mais conhecidos, inclusive com filme nos cinemas. As crianças também devem lembrar da voz de Heloísa, que dublou a personagem Glória, do longa de animação Madagascar 1 e 2. No teatro, o sucesso foi com a peça “Cócegas”.
Fonte: Agência Soma / Gospel+

Pessoas pensam mais em individualismo do que em Deus e no próximo nas promessas de ano novo, diz pesquisa

Uma pesquisa sobre as resoluções de ano novo dos norte-americanos foi divulgada nesta segunda-feira, 3/1, pelo Instituto Barna, que tem sede nos Estados Unidos e direção evangélica, com a maioria das respostas apontando menos atitudes de solidariedade e preocupação com o próximo por parte dos pesquisados. Segundo o título da matéria de divulgação no site da entidade, “Individualismo brilha nas resoluções de ano novo de 2011 dos americanos” (Individualism Shines Through Americans’ 2011 New Year’s Resolutions). Nos comentários do relatório, afirma-se que isso não é nenhuma supresa.
Os tipos predominantes de resoluções da ano novo são: 30%, as relacionadas com peso, dieta e saúde; 15%, dinheiro, dívidas, finanças; 13% aperfeiçoamentos pessoais (incluindo ser uma pessoa melhor, mais generosa, reservar mais tempo para descanso e lazer, organizar a casa etc); 12%, combater vícios; 5%, emprego e carreira; 5%, espiritual ou relacionadas à igreja; 4%, educacional
Estes números revelam que poucos norte-americanos dizem que querem seu relacionamento com o próximo. Não houve menções a voluntariado ou serviço comunitário, somente alguns comentários sobre casamento e parentes. Quase nada sobre focar em ser um amigo melhor e apenas uma pequena fração mencionou o desejo de melhorar sua vida com Deus entre os planos para 2011.
O presidente do Instituto Barna, David Kinnaman, comentou: “Somente 9 dos 1.000 pesquisados mencionaram que um de seus objetivos para o novo ano era se aproximar mais de Deus de alguma maneira. Até nos raros casos de pessoas que mencionaram metas espirituais não eram relacionadas a uma busca pessoal ou uma experiência com Deus”.
Outro ponto destacado foi que não houve nenhuma resposta que mencionasse algo relacionado a preocupações ambientais. “Apesar da atenção que recebe os temas ambientais no mundo de hoje, nenhum dos pesquisados mencionou uma intenção de maior responsabilidade nesta área em 2011”.
O problema não parece ser exclusivo da parte mais ao norte do continente americano. Na maioria dos países latinos, predominam resoluções mais individualistas.
Fonte: Soma / Gospel+

Al Qaeda intensifica atentados contra Cristãos


O general Robert Cone, comandante geral adjunto das operações dos EUA no Iraque, disse que o grupo islâmico sunita parece determinado a continuar os ataques contra os cristãos, depois de um cerco a uma catedral católica, há dois meses.
A Al Qaeda mudou de estratégia e decidiu atacar cristãos em suas casas’, disse Cone em entrevista à Reuters, acrescentando que não havia nenhuma informação da inteligência sobre ataques contra outras minorias no país.
Uma série de ataques a bomba contra as casas de cristãos minoritários na última quinta-feira em Bagdá matou duas pessoas e feriu pelo menos 16. As explosões se seguiram a um atentado, em 31 de outubro, a uma catedral católica síria na capital do Iraque, que deixou 52 pessoas mortas.
O grupo Estado Islâmico do Iraque, afiliado local da Al Qaeda, disse que os cristãos iraquianos deverão sofrer novos ataques, a menos que pressionem a igreja cristã do Egito para que liberte mulheres, que, segundo o grupo, foram presas pela igreja depois que se converteram ao Islã.
No dia de Ano Novo, uma explosão em frente a uma igreja na cidade portuária egípcia de Alexandria matou 23 pessoas. Radicais islâmicos estão conclamando há meses por ataques contra a igreja copta — os católicos do Egito — em sites jihadistas.
Cone disse que as forças de segurança iraquianas estão apreensivas e aumentaram o nível de proteção para os cristãos. As tropas dos EUA devem se retirar do Iraque até o final de 2011, mais de oito anos após a invasão.
‘Há 144 igrejas no Iraque e eles (as forças de segurança iraquianas) têm ajudado a colocar barreiras e proteções contra explosões’, disse.
‘Despacharam patrulhas adicionais de segurança e policiais e, em alguns casos, ajudaram na criação de vigilância comunitária em áreas de moradores cristãos’.
Os cristãos do Iraque já chegaram no passado a totalizar cerca de 1,5 milhão de pessoas, mas agora acredita-se que há menos de 850 mil, em uma população total de 30 milhões de habitantes.
Cerca de mil famílias cristãs, ou seis mil pessoas, fugiram para a região curda do norte do Iraque, ou para países vizinhos da região, desde o ataque à catedral, informou a ONU no mês passado.
Fonte: Reuters e MSN News / Gospel+

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Kit Gay nas escolas gera polêmica: Material didático mostra história de lésbicas e adolescente que virou travesti

Kit Gay para alunos conterá um DVD com uma história aonde um menino vai ao banheiro e quando entra um colega, se diz apaixonado pelo mesmo e assume sua homossexualidade
Ele ainda nem foi lançado oficialmente. Mas um conjunto de material didático destinado a combater a homofobia nas escolas públicas promete longa polêmica. Um convênio firmado entre o Ministério da Educação (MEC), com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e a ONG Comunicação em Sexualidade (Ecos) produziu kit de material educativo composto de vídeos, boletins e cartilhas com abordagem do universo de adolescentes homossexuais que será distribuída para 6 mil escolas da rede pública em todo o país do programa Mais Educação.
Parte do que se pretende apresentar nas escolas foi exibida ontem em audiência na Comissão de Legislação Participativa, na Câmara. No vídeo intitulado Encontrando Bianca, um adolescente de aproximadamente 15 anos se apresenta como José Ricardo, nome dado pelo pai, que era fã de futebol. O garoto do filme, no entanto, aparece caracterizado como uma menina, como um exemplo de um travesti jovem. Em seu relato, o garoto conta que gosta de ser chamado de Bianca, pois é nome de sua atriz preferida e reclama que os professores insistem em chamá-lo de José Ricardo na hora da chamada.
O jovem travesti do filme aponta um dilema no momento de escolher o banheiro feminino em vez do masculino e simula flerte com um colega do sexo masculino ao dizer que superou o bullying causado pelo comportamento homofóbico na escola. Na versão feminina da peça audiovisual, o material educativo anti-homofobia mostra duas meninas namorando. O secretário de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do MEC, André Lázaro, afirma que o ministério teve dificuldades para decidir sobre manter ou tirar o beijo gay do filme. “Nós ficamos três meses discutindo um beijo lésbico na boca, até onde entrava a língua. Acabamos cortando o beijo”, afirmou o secretário durante a audiência.
O material produzido ainda não foi replicado pelo MEC. A licitação para produzir kit para as 6 mil escolas pode ocorrer ainda este ano, mas a previsão de as peças serem distribuídas em 2010 foi interrompida pelo calor do debate presidencial. A proposta, considerada inovadora, de levar às escolas públicas um recorte do universo homossexual jovem para iniciar dentro da rede de ensino debate sobre a homofobia esbarrou no discurso conservador dos dois principais candidatos à Presidência.
O secretário do MEC reconheceu a dificuldade de convencer as escolas a discutirem o tema e afirmou que o material é apenas complementar. “A gente já conseguiu impedir a discriminação em material didático, não conseguimos ainda que o material tivesse informações sobre o assunto. Tem um grau de tensão. Seria ilusório dizer que o MEC vai aceitar tudo. Não adianta produzir um material que é avançado para nós e a escola guardar.”
Apesar de a abordagem sobre o adolescente homossexual estar longe de ser consenso, o combate à homofobia é uma bandeira que o ministério e as secretarias estaduais de educação tentam encampar. Pesquisa realizada pelas ONGs Reprolatina e Pathfinder percorreram escolas de 11 capitais brasileiras para identificar o comportamento de alunos, professores e gestores em relação a jovens homossexuais. Escolas de Manaus, de Porto Velho, de Goiânia, de Cuiabá, do Rio, de São Paulo, de Natal, de Curitiba, de Porto Alegre, de Belo Horizonte e de Recife receberam os pesquisadores que fizeram 1.406 entrevistas.
O estudo mostrou quadro de tristeza, depressão, baixo rendimento escolar, evasão e suicídio entre os alunos gays, da 6ª à 9ª séries, vítimas de preconceito. “A pesquisa indica que, em diferente níveis, a homofobia é uma realidade entendida como normal. A menina negra é apontada como a representação mais vulnerável, mas nenhuma menina negra apanha do pai porque é pobre e negra”, compara Carlos Laudari, diretor da Pathfinder do Brasil.
Veja abaixo vídeo do deputado Jair Bolsonaro sobre o assunto:






Assine a petição pública contra o "kit gay": http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=PROL

Notícias Cristãs com informações do Correio Braziliense

Link Original: http://news.noticiascristas.com/2011/01/kit-gay-nas-escolas-gera-polemica.html#ixzz1AMgvgAuK 
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial

Kit aborto: indústria da morte na internet


Para quem descobre a gravidez antes da 12ª semana, a indústria do aborto oferece a opção do kit. Nele, além do Cytotec, o comprador recebe o Mifepristone. O remédio funciona como um potencializador do abortivo mais conhecido. Ele bloqueia o hormônio progesterona, responsável por manter a gravidez, até a 12ª semana. Assim, o Cytotec consegue expulsar o feto do ventre com mais facilidade.
Uma mistura ‘bombástica’, segundo o médico Marcelo Nogueira, coordenador da maternidade São Francisco de Assis em Jacareí. “O uso deste medicamento pode desencadear uma hemorragia muito grande. Realmente estes vendedores pegam pesado para expulsar o feto”, declarou ele.
Passo a passo
Além da dose dupla de remédios abortivos, o comprador recebe um aplicador intra uterino e um manual, para o uso dos medicamentos, com ilustração, além de informações sobre o que a mãe sentirá, a cada passo que der para expulsar o feto do ventre.
Estratégia
A única coisa que incomoda os vendedores é a concorrência. Um deles, faz questão de certificar a qualidade do serviço. “Mesmo se tratando de um medicamento cujo a venda é ilegal em nosso país, queremos que saiba que não faremos nenhum milagre em sua vida, mas você pagará um valor justo para adquirir um medicamento original e que vai resolver seu problema”.
Muitos medicamentos abortivos vendidos na internet são falsificados, diz o médico.
Fiscalização
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou que realiza ações junto com a Polícia Federal para coibir a venda deste medicamento pela internet. “O problema é que não tem como ‘deter a internet’. Ainda não temos leis para isso”, informou o órgão. “Se a Anvisa manda tirar do ar um site de domínio brasileiro, ele abre como ‘.com’”, concluiu a assessoria.
Feministas defendem descriminalização
Em São José , Angela Aparecida da Silva, ativista do movimento ‘Marcha Mundial das Mulheres’, defende que a mulher deve decidir sobre o próprio corpo. “A decisão da mulher precisa ter o amparo do Estado. Nós entendemos que a não legalização do aborto sustenta as clínicas clandestinas, além de deixar as mulheres entregues à própria sorte. O estado entra para respaldar a decisão da mulher”. E concluiu. “O aborto é uma violência para a mulher. Se ela não tem o acompanhando correto, tem uma sequela para toda a vida”.
Igreja Católica faz ‘cruzada’ de combate ao aborto na região
Hermes Rodrigues Nery, vereador em São Bento do Sapucaí, está na linha de frente da comissão em defesa da vida da Diocese de Taubaté. Hermes, vereador pelo PHS (Partido Humanista da Solidariedade), lidera o movimento católico que pretende recolher 300 mil assinaturas, em dois anos, para endurecer a legislação paulista, vetando o aborto em todo o Estado. O bispo Dom Carmo Rhoden, pretende agendar até março um encontro com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para debater o tema. O número de adesões, equivale a 1% do eleitorado paulista, e é necessário para que o projeto seja votado na Assembleia Legislativa. “Nosso projeto está indo bem, os formulários estão espalhados por várias igrejas. Temos ainda o apoio de centros espíritas, igrejas evangélicas e no seicho noie. Várias pessoas estão assinando”, disse Hermes. O grupo católico acredita que, dificilmente o tema seria discutido no Congresso, devido à polêmica. Sendo assim, seria mais fácil iniciar a discussão primeiro no estado de São Paulo, para somente depois levar a Brasília. No Brasil, o aborto é considerado crime contra a vida pelo Código Penal Brasileiro, prevendo detenção de 1 a 10 anos.
Fonte: Rede Bom Dia / O Verbo

Neto de Lula e bispo da Universal também conseguiram passaporte diplomático, informa jornal


Além dos filhos, um neto de 14 anos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um bispo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) também receberam passaporte diplomático do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) faltando dois dias para o fim do mandato. Segundo informações divulgadas pelo jornal “Folha de São Paulo”, os documentos para o adolescente e para o bispo Romualdo Panceiro foram emitidos com base no decreto 5.978/ 2006 , que prevê a concessão de passaporte diplomático para autoridades e ex-presidentes, incluindo alguns parentes.
Os filhos e o neto de Lula, além do religioso, estariam fora das normas exigidas para obtenção do documento, mas outro decreto do Itamaraty prevê a concessão para pessoas “em função do interesse do país”. A “Folha” apurou que o passaporte dado a Panceiro foi um pedido do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), integrante da base governista. Procurado pelo jornal, a assessoria do parlamentar informou que ele está viajando.
A assessoria do ministério informou que a liberação dos documentos diplomáticos (que foram emitidos sem custo) para parentes do ex-presidente tem como objetivo “evitar problemas com autoridades de outros países. Sobre o passaporte do bispo da IURD, o Itamaraty informou que houve “caráter excepcional em interesse do país”.
Fonte: SRZD / O Verbo

Reprodução assistida agora é um direito de homossexuais e solteiros

Mas pagamento pelo uso do útero "de aluguel" segue proibido. Apenas parentes próximos podem carregar o feto


As novas regras para reprodução assistida elaboradas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) não fazem restrição quanto a orientação sexual e nem ao estado civil e, com isso, autoriza que solteiros e casais homossexuais recorram ao método. De acordo com o documento publicado ontem no Diário Oficial da União, a fertilização com o sêmen ou óvulos de um parceiro que já faleceu também está regulamentada, mas a utilização de barriga de aluguel continua proibida.

Relator da resolução, José Hiran Gallo defende que qualquer pessoa capaz tem direito a recorrer à inseminação artificial. “A discriminação não pode mais existir. Todos têm direito a procriar e ter um filho.” Especialista em bioética da Universidade de Brasília (UnB), Débora Diniz concorda com o texto da nova resolução do CFM. “É uma reparação a uma discriminação injusta que durou 18 anos”, diz. O antigo documento, que regulamentava a reprodução assistida, datava de 1992 e permitia que a técnica fosse realizada apenas em mulheres casadas, ou em união estável, e sendo necessária a aprovação do cônjuge ou companheiro.

Com a atualização das regras, dois homem que decidirem ter um filho podem gerar a criança no ventre de uma parente, utilizando o óvulo dela ou de uma doadora anônima e o sêmen de um deles, por exemplo. O pagamento pelo uso temporário do útero de uma terceira pessoa não é permitido. Só quem pode disponibilizar o ventre para gestação são parentes próximas, de até o segundo grau de parentesco — avó, mãe, sogra, irmã, cunhada, filha ou neta.

Para a servidora pública, Lúcia*, 39 anos, a medida veio regulamentar algo que já acontecia informalmente. “Muitos casais já tiveram filhos sem esse amparo legal. A medida trouxe a legislação para perto da realidade”, comemora. Ela e a arquiteta Vera*, também de 39 anos, começaram um relacionamento há oito anos e, em 2010, decidiram ter um bebê. Henrique* nasceu há cinco meses. O útero e o óvulo que geraram o bebê foram de Vera e o sêmen partiu de um doador anônimo. Agora, Lúcia também quer passar pela experiência da gestação ainda este ano.

Diniz acredita que o próximo desafio será a regulamentação do registro dos bebês. “Hoje, a legislação reconhece apenas duas maternidades, quando é utilizado o óvulo de uma delas e o útero de outra, mas casais homossexuais ainda não conseguem registrar uma criança”, lamenta.

Limite de embriões
Com as novas regras, o limite de embriões que podem ser implantados no útero mudou e deve respeitar a faixa etária da mulher. “A intenção é evitar gestações indesejadas de trigêmeos ou quadrigêmeos”, explica Gallo. Mulheres de até 35 anos podem receber até dois embriões, aquelas que têm entre 36 a 39 anos, três embriões, e as com idade igual ou acima de 40 anos, quatro embriões. “As mulheres mais velhas recebem mais embriões por causa da dificuldade de sucesso pela baixa hormonal”, esclarece. Agora, também é permitido o uso de gametas criopreservados — conservados sob condições de baixíssima temperatura — de pessoas que já morreram, desde que previamente autorizado.

Decretada prisão de Abdelmassih
» A Justiça Federal em São Paulo decretou ontem a prisão do médico e especialista em reprodução assistida Roger Abdelmassih, 66 anos, condenado a 278 anos de cadeia sob a acusação de estuprar pacientes. Ele estava em liberdade, por força de uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas promotores do Ministério Público pediram a prisão depois que souberam que o médico tentou renovar o passaporte. A Justiça acatou o pedido, por temer que ele esteja planejando fugir do país.



http://www.correiobraziliense.com.br

Livro polêmico retrata Jesus como um bissexual abortista vivendo em Nova York no século XXI


James Frey é um escritor controverso. Ele já foi chamado de mentiroso, de uma fraude e de vigarista. Outros o consideram um salvador, um revolucionário e um gênio. Desde sua estréia no mundo da literatura mundial com Um Milhão de Pedacinhos (Objetiva, 2003). A obra biográfica relatava a vida de um Frey que foi alcoólatra por dez anos e viciado em crack durante três. Ele afirmava ter duas opções: aceitar a morte antes dos 24 anos ou encarar o inferno que sua vida se tornara e mudar radicalmente. A obra que foi escrita depois de seus três meses numa clínica de reabilitação fez sucesso, vendeu bem e agradou a crítica. Era uma marco de como uma vida podia se reconstruída. A apresentadora Oprah Winfrey recomendou entusiasticamente a biografia no clube do livro que mantinha em seu programa e que ajudou a alavancar dezenas de títulos.
Cerca de dois anos depois, a verdade apareceu. O livro não era biográfico, Frey o considerava uma obra de ficção, mas deixou ser vendido como real. A apresentadora o repreendeu publicamente, leitores chegaram a processá-lo. A editora precisou recolher as cópias restantes nas livrarias e anexar uma explicação do próprio Frey sobre o conteúdo da falsa biografia.
Acabou perdendo seu contrato com a editoras por causa de suas controvérsias. Acabou ficando com fama de maldito. Lançou outros livros. Já foi publicado em 38 idiomas e tornou-se conhecido por leitores de todo o mundo. O que passou a marcar a vida e a obra de Frey é que o jogo com a verdade, a tênue linha que separa a realidade da ficção. Aventurou-se a escrever roteiros para uma série de televisão sobre a indústria pornô. A rede HBO ainda não decidiu se o projeto será lançado.
Desde 2008 ele vem trabalhando em seu novo livro, chamado “Illumination” [Iluminação]. Mas que chegará às livrarias na Páscoa de 2001 com outro título “The Final Testament of the Holy Bible” [O Testamento Final da Bíblia Sagrada]. Como não poderia deixar de ser, Frey já está sendo alvo de críticas e polêmicas antes do lançamento oficial.
O título sugestivo relata uma vida fictícia de Jesus na Nova York de hoje. Mas o personagem central está longe do Jesus descrito na Bíblia. Neste “Testamento Final”, Cristo realiza casamentos de casais gays, engravida uma adolescente e depois a obriga a abortar, trata o Antigo e o Novo Testamento como bobagens que não merecem credibilidade. Mantém relações sexuais com homens e mulheres, cura os doentes mas pratica a eutanásia, desafia o governo e condena o que os outros chamam de santo.
A história é escrita pela perspectiva de 13 pessoas, familiares, amigos e seguidores de Jesus – incluindo um velho rabino, um jovem sem-teto e um médico. “É uma tentativa séria de escrever uma história válida sobre um Messias. É um hipotético terceiro livro da Bíblia. Uma versão de como poderia ser se o Messias aguardado pelos judeus, ou o Jesus Cristo dos cristãos, aparecesse nas ruas da Nova York contemporânea”, diz Frey. “O livro aborda idéias sobre Deus e a religião, o que isso significa, se essas idéias são válidas. Pessoalmente, acredito que se o Messias viesse para a Terra, ele não seria uma pessoa intolerante, que condenaria pessoas ao inferno pelo modo como viveram ou a quem eles amaram”.
Frey consultou diferentes especialistas, religiosos e seculares: rabinos, padres católicos, pastores evangélicos, neurocirurgiões, advogados e psiquiatras. Mas acredita que falar de sexo na vida de Cristo inevitavelmente criará polêmica. Por que ele acha que sexo é tão importante? “O sexo é parte do amor”, responde Frey. “Então, se alguém está pregando o evangelho do amor, o sexo precisa fazer parte disso. E eu não acredito que o sexo seria limitado a uma relação entre homens e mulheres. Jesus faz sexo com as pessoas que ele ama. Por isso, no meu livro, o Messias tem relações sexuais com homens e mulheres. Acho que a maioria dos cristãos fundamentalistas e evangélicos deste país se revoltaria com ele. Acredito que ele iria desmentir boa parte dos absurdos sobrenaturais na Bíblia, o universo sendo criado em uma semana, anjos com asas voando como super-heróis, um Deus barbudo com voz de trovão”.
Ele tem certeza que não será bem entendido: “Eu recebo críticas por tudo o que faço.” Mas insiste em afirmar que esta não foi a sua motivação. “Se você faz para enfurecer as pessoas, escreverá um livro ruim. Mas se fizer isso porque acredita no que está escrevendo, poderá criar algo interessante e significativa. É fácil escrever apenas para irritar as pessoas”.
Nas viagens da tour de lançamento d0 seu último Frey ele contratou os motoqueiros do Hell’s Angels como seus guarda-costas. Parece que irá precisar de seus serviços novamente no lançamento do novo também, pois certamente ele conseguirá irritar muita gente.
O livro já pode ser encomendado na Amazon e será lançado propositalmente em 12/04, perto da semana da Páscoa.
Fonte: The Guardian, Gawker e Interview / Gospel+
Tradução: Livros e Pessoas

Apóstola Neuza Itioka confirma conteúdo da carta sobre a vinda de Jesus até 2018, mas se nega a comentar


A Apóstola brasileira Neuza Itioka confirmou a veracidade e conteúdo da cartaenviada a Cristãos em todo o Brasil, mas se negou a responder as polêmicas em torno do conteúdo.
A carta causou extrema polêmica após a Apóstola, comentando sobre a volta de Jesus, citou uma suposta teoria de um rabino que teria morrido em 1217 e profetizado o fim do mundo em 2017 e defendeu a tese: “Sim, de acordo com os acontecimentos, a figueira que representa Israel floresceu em 1947 e o Senhor disse que, a geração que assistiu o florescimento não passaria, até que todas estas coisas acontecessem. Uma geração dura 70 anos. De 1947 mais 70 anos corresponde a 2017. ( Lc. 21; 29-33) Aparentemente, o Messias está para voltar, logo e logo. Você e eu poderemos estar no meio desta igreja que sobe ou fica.” Neuza ainda comentou na carta que a data do acontecimento poderia ser em 2018 e não em 2017 como profetizou o rabino.
Entre outros conteúdos além da polêmica de 2017, a Apóstola afirma que há uma Nova Ordem Mundial supostamente criada pelas 13 famílias mais ricas do mundo, estes seriam os Iluminates que junto com a ONU estariam trabalhando para acelerar a vinda do anti-cristo. Neusa Itioka também previu para os próximos anos a eliminação de 90% da população mundial e pediu muitas orações e jejuns, recomendou ler 20 vezes os dois livros de Tessalonicenses e alertou que muitos evangélicos não irão ter com o Pai devido a suas condutas, mudanças de opinião ou pouca dedicação a Deus.
Procurado pelo Gospel+, o Ministério Ágape e Neuza Itioka se negaram a comentar a polêmica, mas confirmaram que a carta foi realmente toda escrita e enviada pela Apóstola líder do Ministério.

O outro lado

O Ministério Ágape Reconciliação negou que Neuza tenha afirmado ou sugerido que Jesus faria sua segunda vinda a Terra em 2017. Segundo o Ministério, Neuza Itioka apenas citou e defendeu em sua carta aos Cristãos a profecia do Rabino Ben Samuel como alerta.
O Ministério Ágape Reconciliação também afirmou que irá fazer correções na carta e publica-la no site oficial do Ministério.

Sobre Neuza Itioka

Neuza é formada em Pedagogia pela USP e publicou os livros Os Deuses da UmbandaA Noiva Restaurada,Restauração SexualLibertando-se de Prisões EspirituaisCristo nos resgata de toda maldição, entre outros. Foi ungida Apóstola pelo também Apóstolo Rony Chaves, da Costa Rica, o mesmo ungiu Valnice Milhomes ao mesmo título em 2001, todos são ligados ao Dr. Morris Cerullo. Tanto Valnice quanto Morris já profetizaram o fim do mundo, o americano anunciou que seria em 2000 e a brasileira em 2007, ambos erraram.
Fonte: Gospel+

Bispo Edir Macedo lidera concurso criado por principal autor da Rede Globo para saber qual é “O Maior Brasileiro de Sempre”


Responsável pelas maiores audiências de telenovelas e minisséries da Rede Globo, o dramaturgo, escritor e jornalista, Aguinaldo Silva, abriu um concurso intitulado “O Maior Brasileiro de Sempre”, em seu portal. Entre os 100 nomes para votação estão o de Chico Xavier, Lula, Lampião, Aleijadinho, Anita Garibaldi, Antônio Conselheiro, Tom Jobim, Assis Chateaubriand, Ayrton Senna, Chico Buarque de Holanda, Dom Pedro II, Garrincha, Pelé, Getúlio Vargas, e outros. O nome do bispo Edir Macedo também está na lista, e lidera com folga a votação popular, segundo as próprias palavras de Aguinaldo, em seu twitter: “Edir Macedo tem 250 mil votos e lidera com folga o concurso ‘O Maior Brasileiro de Sempre’ no meu portal”.
No entanto, esse número já foi ultrapassado, e agora, o bispo já está com 46%, dando um total de mais de 700 mil votos, até o momento. Em segundo lugar está o empresário Eike Batista (17%), em terceiro, Chico Xavier (14%) e em quarto, o empresário Silvio Santos.
Qualquer pessoa pode participar da votação
O concurso, dividido em três fases, iniciou no dia 8 de novembro de 2010 e vai até o dia 30 de junho deste ano. Na primeira fase, não há limite de voto individual, possibilitando que a pessoa vote quantas vezes quiser (esta fase vai até o dia 28 de fevereiro).
Em seguida, apenas os 30 mais votados passarão para a segunda fase, que iniciará a votação no dia 5 de março, finalizando no dia 30 de abril. Desta fase, sairão os 10 nomes mais votados. É importante frisar que tanto na segunda, quanto na terceira e última fase, cada internauta poderá votar apenas uma vez.
Na última fase, a votação iniciará no dia 5 de maio, terminando no dia 30 de junho. O resultado sairá até o dia 5 de julho no portal do dramaturgo.
O objetivo do concurso é eleger “a personalidade mais marcante da história do Brasil”. De acordo com o regulamento, “o concurso é um verdadeiro desafio ao País e a toda a sociedade brasileira”.
Se você deseja participar da votação, acesse o Portal de Aguinaldo Silva.
Fonte: Arca Universal / Gospel+
Via Gospel Prime