sábado, 12 de novembro de 2011

Quando o “EU” quiser



Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue tome a sua cruz e siga-me (Mc 8:34)

Uma vez conversando com uma prima, falei da importância de seguir Jesus e ir após Ele. O que ouvi foi mais ou menos isso: Quando “eu” quiser e “sentir” de ir eu vou,talvez não seja “essa a hora”.
E muitos hoje em dia, como minha prima, tem usado destas palavras, ouvindo estes sussurros sutis do inimigo dizendo: “Não vá”, “quando você quiser”, “quando você sentir”, “essa não é a hora”. Algumas pessoas tem aceitado ficar aonde está, estagnados e parados em suas vidas, abraçando as circunstâncias contrárias e conservando na mente esses sofismas do inimigo. São estes mesmos que também passam por tribulações tremendas, que não dão o braço a torcer em carregar a cruz, mas preferem que o adversário torça seu braço e vença.
Talvez não saibam estes que o o inimigo não somente quer torcer nossos braços,mas quebra-los, para que não possamos lutar e com isso, ergue-los no dia da vitória. Por não ter o conhecimento do peso da cruz, acabam carregando peso muito maior em seus lombos(adultérios, mentiras, misérias e etc).
Muitos preferem carregar pecados ocultos até a morte, bem como, toda sorte de obras da carne(Gl 5:18-21) do que levar a cruz. Infelizmente isso ocorre também na igreja. São muitos dentro do corpo, da igreja que carregam dentro de si, um peso maior, mas aparentam estar carregando a cruz.
Foi assim com o jovem rico(Mc 10:17), que chegou aos pés de Jesus, ajoelhou-se e o adorou(chamando-lhe de bom). Como muitos na igreja de Cristo , aquele jovem seguia os mandamentos de Deus(ou achava que seguia), pois cria ter “TUDO” observado. Mas havia alguma coisa que ele não tinha feito. Ele não tinha dado o seu “TUDO”.
O TUDO daquele rapaz na verdade era as riquezas. O seu “TUDO” é onde você deposita sua confiança e sabemos que onde está o seu tesouro, também está o seu coração(Mt 6:21).
Aquele rapaz queria Jesus, mas queria também satisfazer-se pessoalmente no conforto de suas riquezas. O “eu” dele não deixou que ele seguisse. O Senhor pede que neguemos a nós mesmos. E negar a nós é negar nossas vontades, nossas manias, nossos bens e etc… Quando o jovem rico ouviu as palavras de Jesus, ele preferiu escolher o “senhor riquezas”. A palavra diz que não podemos servir a dois senhores ,porque aborreceremos um e amaremos o outro. Não podeis servir a Deus e as riquezas (Mt 6:24). Porque aonde está teu tesouro, ai está também teu coração(Mt 6:21).
Muitos hoje, incluindo líderes, ouvem Jesus falar como foi com o jovem rico: Vai, vende tudo que tens dá aos pobres e terás tesouro no céu, mas por preferirem tesouros terrenos , se fazem de surdos para esta palavra e poucos são os que agem nesse sentido e pouquissimos ainda os que pregam esta palavra(principalmente aqueles que só pregam prosperidade).
Outro que queria seguir Jesus foi um escriba que queria ir aonde Jesus fosse, que recebeu como resposta que os animais tinham suas habitações, mas que ele não tinha nem lugar para reclinar a cabeça e também dois discipulos: um queria sepultar seu pai e o outro, despedir-se da família(Lc 9:59-61). Para seguir Jesus é preciso abnegação e submissão a cruz(Lc 14:26-33)
E ai esta a diferença entre os chamados e os escolhidos. Muitos são chamados para segui-lo, mas os escolhidos (que são poucos) é que se negam e tomando sua cruz, seguem Jesus (Mt 22:14). Os escolhidos não tem nada a perder, eles ouvem a voz do mestre e vão. Sabem que não estão prontos, mas prontamente seguem a Jesus.
Já os chamados acabam dando desculpas do tipo: “Não estou pronto”, tenho que fazer isso, tenho que fazer aquilo e etc).
Colocam sempre o “eu”antes de qualquer coisa (Eu tenho observado e guardado) (Eu tenho que me despedir de casa) (Eu tenho que sepultar meu Pai) (Eu não estou pronto).
Estes são aqueles que trocam o necessário pelo supérfluo e o eterno pelo transitório. Os escolhidos porem, mesmo sabendo que não estão prontos, andam de acordo com o que já alcançaram(Fp 3:16) e prosseguem.
Já os chamados (que são muitos) olham para trás,podem até meter a mão no arado, mas pelo fato de olharem para trás,acbam não sendo úteis para o reino.
Jesus disse que “todo aquele que não renunciar o “TUDO” quanto tem, não pode ser discípulo Dele(Lc 14:33), para que não zombem deste servo, pois ele começou e não terminou(Lc 14:29-30)
Aqueles que seguem Jesus devem saber que a seara é grande, os dias são maus e a SALVAÇÃO é JÁ. Devemos abreviar o tempo. O Senhor diz que: Quem não toma sua cruz e vem após ele, não é digno Dele.(MT 10:38).
Então, meu amigo, qual será a sua decisão. Você quer fazer parte daqueles que entregaram o seu “EU”, o seu “TUDO” a Jesus, OU fazer parte daqueles que ficaram no meio do caminho. Cabe a você decidir entre uma vida de “eternas” desculpas e medo ou de uma vida plena de verdade e regozijo.
Lembre-se , Jesus disse que aqueles cujo Deus é o ventre, ou seja que pensam em si mesmos,que se preocupam com as coisas desta terra(Fp 3:18-19) são inimigos da sua cruz.
Jesus disse que todo aquele que deixar o “eu” e todas as coisas, receberão no presente o cêntuplo de tudo que se abdicou e mesmo com perseguições receberão no mundo por vir a vida eterna(Mc 10:29-31).
E amado(a), está é a promessa que o Senhor tem nos dado. Não perca tempo, prometendo.
Entregue o seu “TUDO” a Jesus, pois assim receberás todas as promessas quem o Senhor tem reservado para você.
Obs: Sabe aquela minha prima, do começo deste artigo, pois é, em razão dela dizer que “essa não era hora” ! , eu respondi:
“Se soubesse o que me aconteceria no dia de amanhã, eu não responderia “essa não é minha hora”. Pois não cabe a mim o curso da minha vida.

Esta palavra tocou ela e naquela mesma semana, ela havia voltado a congregar depois de mais ou menos 20 anos.

Por 


gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.