sábado, 15 de outubro de 2011

Cantora cristã que passou dois anos presa em contêiner vem ao Brasil contar seu testemunho


A cantora cristã Helen Berhane, que foi torturada em seu país, Eritreia, por se recusar a negar a Cristo, e passou dois anos presa em um contêiner, no deserto, virá ao Brasil contar suas experiências a convite da ONG “Portas Abertas Brasil”.
Entre os dias 20 e 23, Helen ministrará palestras em um evento no Parque da Aclimação, em São Paulo contando as experiências vividas enquanto foi prisioneira de consciência na prisão militar de Mai Serwa, Eritreia.
Seu país, que ganhou independência em 1993, possuía uma Constituição que garantia a liberdade religiosa, porém Helen foi caçada, presa e torturada por manifestar suas ideias sobre religião e política. Na prisão militar, foi submetida a temperaturas extremas, pois no deserto, o calor durante o dia é severo, assim como o frio à noite. Em uma sessão de tortura, Helen foi dada como morta e levada a um hospital, o que possibilitou sua fuga para o Sudão.
O livro Canção da Liberdade, escrito por Helen, narra suas histórias na cadeia e no exílio, na Dinamarca. O livro foi lançado esse mês aqui no Brasil, pela Editora Vida. Atualmente, Helen e sua filha Eva, agora casada e trabalhando na Dinamarca, vivem em prol de divulgar sua trajetória e amor pelo cristianismo, em países onde não há censura. No site eritreialivre.org.br há uma agenda com a programação da viagem de Helen ao Brasil.
Abaixo, assista ao vídeo em que a cantora Fernanda Brum conta a história de Helen Berhane:
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.