sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Nívea Soares e Fernanda Brum fazem campanha para ajudar vítimas das enchentes no Rio


Tragédia causada pelas chuvas na região sudeste do Brasil, leva a artistas, pastores a clamarem por orações e doações.
“…Pr Max! Ajude em oração e doação! Estamos precisando! O Rio de Janeiro está uma calamidade,” clamou Fernanda Brum em seu twitter. E urgiu, “Vamos participar! Doando principalmente produtos de higiene pessoal, alimentos não perecíveis, água potável e outras necessidades básicas …”
As chuvas que vêm ocorrendo desde os princípios do ano, devastou nos últimos dias, principalmente, a região serrana do estado do Rio de Janeiro e partes do estado de São Paulo.
A cantora Nívea Soares pelo twitter pede orações para as vítimas da maior catástrofe do Rio de Janeiro, apresentando até o momento 381 mortos.
“Os noticiários nos fizeram chorar nesta manhã. Oremos pra que haja consolo, graça e livramento no estado do Rio de Janeiro,” escreveu a cantora Nívea Soares no microblog.
Elas urgem solidariedade dos milhões de cristãos brasileiros para com as cidades como Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo no Rio de Janeiro e Atibaia, Bragança, São José dos Campos, Franco da Rocha, em São Paulo.
Nesta terça-feira, dia 12, Luiz Fernando Pezão, o vice-governador do Rio de Janeiro, percorreu de helicóptero os três municípios da região serrana atingidos pelas chuvas. Ele disse que nunca viu uma tragédia igual à ocorrida nos municípios dessa região.
“Nunca vi nada igual, nem mesmo nos deslizamentos de Angra dos Reis, no final de 2009. Este é o momento de ver o que pode ser feito para resolver a situação dessas pessoas, buscando, principalmente, desobstruir as estradas e garantir o acesso de serviços e apoio para se devolver à normalidade à população,” afirmou Pezão.
Ele vai passar a noite em Nova Friburgo, onde acompanhará pessoalmente as medidas que estão sendo adotadas para atenuar o sofrimento da população.
Em São Paulo, pelo menos 13 mortes foram contabilizadas pelo Corpo de Bombeiros na Grande São Paulo e interior do Estado por causa das chuvas que começaram a cair ainda na noite de segunda-feira. A madrugada de terça-feira foram mais de 10 horas de chuva e 53 pontos de alagamento por conta do transbordamento de vários córregos e de trechos do rio Tietê.
A presidente Dilma Rousseff telefonou nesta quarta-feira para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e colocou o governo federal “à disposição” para socorrer regiões atingidas pelas fortes chuvas do início do ano.
O governo federal, imediatamente, garantiu as atuações dos ministérios da Saúde, Integração, Defesa, Desenvolvimento Social, Transportes e Meio Ambiente, além do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para auxiliar as regiões atingidas pelas chuvas com vacinas e medicamentos, hospitais de campanha, reconstrução e desobstrução de estradas.
Fonte: Gospel+
Com informações de Christian Post e Creio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.