sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

DEIXA NO CONTROLE DO PAI, DEUS ABENÇOE


Feiticeiro que matou mais de 20.000 pessoas se converte a Cristo

Seu nome é Joshua Milton Blahyi, ele foi considerado um dos homens mais temidos na guerra da Libéria. Ele confessou ter matado cerca de 20 mil pessoas durante 14 anos de guerra civil naquele país.
Mas agora, Joshua Milton Blahyi, afirma ser uma nova pessoa, é um cristão evangélico e diz estar arrependido de seus pecados e de ter confessado a Jesus como seu Salvador. Agora ele tem dedicado a sua vida para evangelizar as nações e pede desculpas ás pessoas que ele causou danos.

Blahyi, foi selecionado pelas revistas The Economist e PBSNewsHour, para contar sua história em um documentário intitulado: “The Redemption of General Butt Naked”.

O filme é arrepiante pela impressão deixada de como era a vida de Joshua Milton Blahy e também como ele renunciou o seu passado violento, sendo uma história que surpreendeu milhares de pessoas porque ele era um brutal senhor da guerra na África.

Poderia essa pessoa realmente existir?
Os cineastas Eric Strauss e Anastasion Daniele passaram cinco anos com Blahyi, seguindo de perto sua vida conturbada enquanto ele procurava o perdão de seus ex-soldados e suas inúmeras vítimas.

Strauss se interessou por Blahui, depois que leu sobre ele em um livro chamado de os lugares mais perigosos do mundo.

“Era somente um pequeno relato sobre um líder famoso, que havia matado milhares e agora estava caminhando pelas ruas pregando a verdade e a reconciliação”, disse Strauss a Los Angeles Times. “Eu me perguntava: Poderia essa pessoa realmente existir? Foi esta transformação extremamente possível?” disse Straus

Oferecendo uma visão geral de suas perguntas através de seu documentário, os cineastas criaram a The Redemption of General Butt Naked, enfatizando a fé e perdão.

“Somente o cristianismo pode ajudar esta nação, porque o cristianismo é a única crença, somente a fé que o diz para amar os vossos inimigos, para aceitar e perdoar aqueles que te machucaram”, disse Blahyi, num trecho do filme.

“Todos os que você vê aqui sentados eram rebeldes conhecidos. O único que é capaz de desarmar é o amor, o amor foi o único conversao 2 Homem que matou cerca de 20 mil pessoas se converte a Cristo (Assista)que me desarmou. Somente Deus pode mudar a sua vida.”, diz Blahyi.

Antes de sua conversão, Blahyi foi membro da tribo Sarpo na Libéria, foi conselheiro espiritual do falecido presidente da Libéria, o sargento Samuel K. Doe

Aos 11 anos, começou como um sacerdote tribal e participou de seu primeiro sacrifício humano, que realizou mensalmente até  chegar a idade de 25 anos. Mais tarde ele foi nomeado como sumo sacerdote do povoado de Krahn e conselheiro espiritual de Doe, Blahyi disse que em sua vida passada, se reunia regularmente com satanás com quem falou várias  vezes.

Ele foi apelidado de “General Butt Nakerd” (Butt, o General Pelado), porque cada vez que entrava em combate, fazia apenas com sapatos e uma arma, crendo que sua nudez o fazia invencível as balas.

Ele afirma ter matado muitas crianças que oferecia a satanás, com quem ele tomou o sangue, o coração, que ele comeu antes de uma batalha. Não admira por isso que todos em todo o país, ainda o temem, apesar de sua conversão.

Jesus apareceu para ele como a Paulo

No ano de 1996, Blahyi, teve um encontro dramático com Jesus, durante uma das lutas mais brutais na historia de guerra da Libéria, um encontro que muitos consideram similar com a conversão do apostolo Paulo a caminho de Damasco.

Jesus lhe apareceu com uma luz ofuscante e lhe disse que morreria se não se arrependesse de seus pecados, informou o Daily Mail

O impacto foi imediato. A partir daquele dia os assassinatos, os sacrifícios e canibalismo terminaram e Blahyi entrou num período de turbulência que levou os seus homens a acreditar que ele havia enlouquecido. Foi quando ele começou o seu processo de conversão. E agora defende a paz e não a violência.

“Sinto muito. Desculpe”, disse Blahyi, embora muitos acreditam em seu arrependimento e transformação, outros acreditam que ele está mentindo. Apesar das dúvidas, o ex-senhor da guerra continua demonstrando a sua entrega pregando o Evangelho a todas as pessoas que encontra.

Atualmente ele é presidente e fundador do ministério “End Time Train Evangelistic Ministries” em Gana, fundado em 1999, que esta atuando em lugares remotos da África, incluindo o Togo, Republica de Benin, Nigéria, Chile, República de Guiné e Libéria sua terra natal.
 
O filme ira ao ar no dia 22 de janeiro de 2012, pela Documentary Channel.

“Acredito firmemente que a Bíblia diz que Deus já me perdoou”, diz o novo Blahyi ao Daily Mail em 2010. Ele diz que este disposto a ser julgado e até mesmo enforcado pelos crimes de guerra em Haia, se esse for o caminho para resolver a dor que causou a tantas pessoas.




Fonte: Portal Padon | Divulgação: Midia Gospel

Muçulmano joga ácido no rosto de pastor durante o culto de natal

O pastor Umar Mulinde, da Igreja Evangelho de Vida, em Kampala, Uganda, foi atacado como forma de protesto à sua conversão do islamismo para o cristianismo. O pai de Mulinde era um Imã, líder muçulmano, e sua família sempre foi rigorosa. O pastor foi um xeque antes de abraçar o cristianismo, uma decisão que gerou polêmica em sua comunidade.

O ataque ocorreu por volta das 9h da manhã na véspera do Natal. Um homem entrou na igreja e jogou ácido sobre ele. O pastor foi rapidamente levado para o Hospital Internacional Kampala por membros da igreja. A condição do pastor agora é estável. Com a esposa do seu lado, ele concedeu uma entrevista onde conta os detalhes:

“Eu fui atacado por um homem que dizia ser cristão. Ele me chamou, gritando: “pastor, pastor! Quando me virei para ver quem era, ele derramou ácido no meu rosto”, disse Mulinde. “Quando me virei para fugir, outro homem derramou mais ácido nas minhas costas e saiu correndo e gritando Allah Akbar [Deus é grande]”.

O pastor revela que tinha recebido ameaças há algum tempo, mas não as levou a sério. Como resultado do ácido, ele perdeu o olho direito e teve seu rosto seriamente desfigurado.

Os líderes da Convenção Nacional de Igrejas Pentecostais de Uganda, pediu que o governo identifique os responsáveis ​​pelo ataque e faça justiça. Os pastores já disseram que estão dispostos a contratar a Scotland Yard para rastrear os criminosos.

O bispo David Kiganda, classificou o incidente como “um ato de terrorismo”, e disse que mais pessoas podem estar correndo perigo se o governo não agir rapidamente para prevenir  ataques futuros. Ele também explicou que uma grande vigília de oração está marcada para 31 de dezembro em Nakivubo, onde os fiéis vão orar principalmente pelo pastor Milinde e pelo fim dos atos terroristas em Uganda.

Kiganda disse ainda: “Nós temos liberdade de culto em Uganda, e não há sentido em condenar alguém que decide trocar de religião. Não acredito que podemos matar nosso próprio povo. Deus não é tão fraco que precise de alguém para matar em seu nome. Se Deus estava insatisfeito com os atos Mulinde, faria alguma coisa, não precisaria de outra pessoa”.

O bispo deixou claro, no entanto, que esses ataques não vão desencadear pânico entre a comunidade cristã. Ele classifica as perseguições como naturais. “Jesus também foi perseguido e aterrorizado. Não devemos temer a perseguição. Até mesmo o apóstolo Paulo foi tratado assim, embora não saibamos quem entre nosso rebanho continuará seguindo Jesus”, explicou.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Christian Post

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

PERSEVERE ATÉ O FIM


Fotos manipuladas tentam ligar pastor Silas Malafaia à Maçonaria

Algumas denominações evangélicas brasileiras tem posição contrária ao envolvimento de seus membros e pastores com a Maçonaria. Outras, não proíbem seus líderes de participarem.

Uma antiga denúncia, que nunca foi comprovada, de que o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, esteja envolvido com essa sociedade discreta, voltou à tona esta semana.

Algumas fotos estão circulando por email e pela rede social Facebook aparentemente provando o envolvimento do pastor Silas com os maçons. Entretanto, a maioria delas foram claramente alteradas, tendo o símbolo do Esquadro e Compasso Maçônico incluído na imagem.

Uma das imagens manipuladas por computador mostra Malafaia recebendo uma honraria da Câmara Municipal da cidade de Natal e posa com o quadro. A comprovação da edição eletrônica é clara, veja as imagens.
Original:
Manipulada:
Essa não é a primeira vez que a internet é usada para “provar” que Malafaia tem ligação com essa sociedade que possui cerca de 150 mil seguidores que se reúnem em 4.700 lojas no Brasil. Há anos circulam vídeos no Youtube alegando o suposto envolvimento do pastor com a Maçonaria.

Malafaia já desmentiu as acusações várias vezes. Em outubro deste ano ele afirmou que não pertence ao grupo e ainda ironizou as acusações. “Se eu for da Maçonaria, só se a loja for na rua Montevidéo, 1191, e o grão-mestre é Jeová”, citando o endereço da igreja onde preside, no bairro da Penha, Rio de Janeiro.

Infelizmente rumores na Internet quase sempre são espalhados rapidamente e com intenções obscuras. Muitas pessoas repassam a informação sem se certificar de onde ela provém.




Resposta do pastor Silas em seu programa:


 http://noticias.gospelprime.com.br

Religião ajuda brasileiros que vivem no exterior

 Na Inglaterra 30 mil brasileiros frequentam igrejas evangélicas

O Jornal do SBT mostrou na última terça-feira que a religião tem sido a grande aliada de brasileiros que se mudam para a Inglaterra. No país há 104 igrejas evangélicas que fazem cultos em português e a grande maioria dos fiéis são brasileiros.

Os fatores que levam as pessoas para as igrejas são as dificuldades de conviver com uma sociedade mais fechada, longe de amigos e parentes. Fora isso estrangeiros são muitas vezes destratados como aconteceu com o brasileiro Frederico Camdo que está há 10 anos no país.

“Às vezes, eu entendia eles falando: manda esse cara embora, ele não fala a língua. Ai vc chega naquela animação, vê as pessoas falando assim: eu to enrolado, né!”, diz ele.

Assim como Frederico milhares de outras pessoas encontraram na religião uma forma de superar essas dificuldades, tanto que dos 30 mil brasileiros que frequentam as igrejas da Inglaterra, sete de cada dez se converteram depois que mudaram para o exterior.

Para o pastor Edmilson Bueno a razão para se procurar a igreja pode ser a frustração de sair do Brasil imaginando melhorar de vida e quando chegam percebem que a realidade é outra. “Eles pensam que vão ser recebidos em um tapete vermelho e quando eles encaram a realidade de Londres, de pessoas com cara fechada, a falta da família e tudo”, diz.

As igrejas servem até mesmo para ajudar as pessoas a aprenderem a língua de forma mais fácil, muitas delas oferecem cultos em inglês com tradução em português que acaba atraindo não só brasileiro como portugueses, angolanos e moçambicanos.

Assista a reportagem:
http://noticias.gospelprime.com.br/religiao-ajuda-brasileiros-que-vivem-no-exterior/

Com informações SBT e CPADNEWS

Pesquisa americana diz que orar traz benefícios ao cérebro e a saúde

Uma equipe de profissionais da NewsMax Health pesquisou os efeitos que a oração provoca no cérebro e resultou que há vários benefícios quando a pessoa ora. Sem promover nenhuma religião os pesquisadores estudaram como a oração afeta o cérebro e o que a prática pode oferecer para a saúde física, mental e emocional das pessoas.

O resultado dessa pesquisa foi transformado em um vídeo para que um maior número de pessoas possa entender que a oração faz bem para a saúde. A comunidade médica que participou da pesquisa percebeu que a prática muda as quatro áreas do cérebro humano: Lobo Frontal, o córtex cerebral, o Lobo temporais e o sistema límbico.

Os pesquisadores descobriram que orar todos os dias durante um mesmo período pode ajudar a prevenir doenças como a perda de memória, a demência e o Mal de Alzheimer. Fora esses os médicos conseguiram perceber 47 benefícios que foram comprovados cientificamente.

Os mais destacados são que a oração pode diminuir a dor, diminuir o risco de morte por ataque cardíaco, o derrame cerebral, a ansiedade e a depressão. Fora isso ficou provado que orar melhora o sistema imunológico e outros sistemas.

O editor da Newsmax Health, Travis Davis, disse que a pesquisa não promove nenhuma religião e nem prática espiritual, apenas analisa sob uma luz prática o que acontece com três de cada quatro americanos que oram regularmente. “A maioria das pessoas tem consciência das crescentes pesquisas da neurologia que te estudado cientificamente a relação entre o cérebro e os fenômenos espirituais”, diz ele.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de Cristianos

Rayssa e Ravel - Te Levo no Colo - 2011



DEUS TE LEVA NO COLO, E TE CHAMA DE FILHO MEU, E CHORA JUNTO COM VOCE!!! GLÓRIA A DEUS

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

NÃO DESISTA, DEUS TEM PLANOS PARA VOCÊ!!!


Pastor evangélico afirma ter fotografado o diabo

Um pastor evangélico disse que fotografou o diabo quando registrava imagens no mercado existente na fronteira entre a República Dominicana e o  Haiti. Ele diz que pode submeter a imagem a qualquer especialista para provar que não houve manipulação e que ele não está brincando.

“Não é uma montagem, não perco tempo com isso e não sei fazer essas coisas” foram as palavras do pastor Francisco Alberto Rosa Feliz. Ele explicou que costuma fotografar com seu celular tudo que acha interessante.

Ele foi ao mercado no dia 19 de dezembro e fotografou algumas bancas de frutas. Quando chegou em casa para ver com calma as imagens, descobriu que o diabo fora retratado de forma inesperada.

Surpreso, procurou ajuda para fazer o download da imagem, pois não tinha bluetooth nem cabo USB consigo.  O pastor Francisco vasculhou as centenas de fotografias de paisagens diferentes que armazena no celular, mas só havia uma foto com a imagem demoníaca .

Ele diz ter certeza que o diabo estava no mercado binacional da fronteira do Haiti. Lembrou das imagens do demônio na fumaça durante os atentados de 11 de setembro contra as torres gêmeas. Também disse que isso pode ser um sinal e que os não-crentes devem buscar a Deus.

Com informações Acontecer Cristiano

 http://noticias.gospelprime.com.br

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Seguidores da “Ordem de Jedi” se espalham pela Europa

A República Tcheca divulgou os números do Censo mais recente do país. Oficialmente, o catolicismo é a religião mais popular da República Tcheca. Contudo, alguns dados chamaram atenção.

A opção “moravianos”, antiga tradição do grupo batista/menonita, embora julgada extinta por muitos, dobrou seu número de aderentes. Em 2001, eram 380.474, ou 3.8% dos moradores. Já em 2011, o total quase dobrou, chegando a 522.474 pessoas, ou 6.7% da população.

O mais surpreendente, porém, indicando ter mais de 15 mil pessoas pertencentes á “Ordem de Jedi”, sistema de fé não organizado que acredita na “força” que comanda o universo ficou famoso pela saga cinematográfica “Star Wars”.

Segundo o site CzechPosition, a maioria dos seus seguidores está na capital Praga, o site oficial do censo afirma que “um número considerável de pessoas adere aos valores ensinados pelos Cavaleiros Jedi”.

O porta-voz da empresa que fez a pesquisa explicou que a opção foi incluída nas entrevistas mesmo que sua seriedade seja discutida “Não cabe aos estatísticos dizer o que é e o que não é religião”, afirma.
Não é a primeira vez que essa religião fictícia aparece em censos oficiais. Em 2001, milhares de moradores do Canadá afirmaram seguir a “Ordem de Jedi” como religião. No mesmo ano, 53 mil moradores da Nova Zelândia disseram o mesmo.

Em alguns países, marcar a opção Jedi era uma forma de protesto dos ateus. A British Humanist Association [Associação Humanista da Grã-Bretanha] lançou no final de 2010 uma campanha para tentar dissuadir pessoas a se declararem jedis, no site YourenotaJedi.com.

Eles insistiam para que os ateus não se declarassem jedis, mas assumissem seu ateísmo. Os números mostram que muitos ainda optam por insistir na brincadeira, uma vez que os jedis não são uma forma de religião organizada, pelo menos por enquanto.

Traduzido e adaptado por Gospel Prime de CeskaPozice

Pastora se recusa a entregar dízimos a assaltante e acaba morta dentro da igreja

Uma pastora foi assassinada a tiros durante um culto por ladrão que pretendia roubar os dízimos e as ofertas. Elsa Rosa Guzman Gomez, de 50 anos foi assassinada perante os fieis da Igreja Evangélica El Shaddai Condevilla, na cidade de San Martin de Porres.

Os tiros atingiram a pastora no ombro e no abdômen, e mesmo socorrida ao hospital local, ela não resistiu aos ferimentos. Testemunhas afirmaram que o assassino chegou ao templo de moto, foi até o altar e disparou os dois tiros.

Há dúvidas se o crime foi vingança, pois um dos filhos da pastora Elsa está preso, ou se realmente trata-se de um assalto. O portal Peru Ojo afirmou que o crime aconteceu devido à relutância da pastora em entregar as ofertas ao criminoso.

Outro órgão de imprensa, a agência Orbita, relatou que segundo informações conseguidas pelos policiais, o atirador possuía uma cicatriz no lado direito do rosto, e fugiu sem levar o dinheiro.

Fonte: Gospel+

Abaixo-assinado promovido por Renê Terra Nova contra Jô Soares repercute na mídia

O site do jornal Folha de S. Paulo repercutiu na última quinta-feira, 15/12 o abaixo-assinado promovido pelo Apóstolo Renê Terra Nova, cobrando do apresentador e escritor Jô Soares uma retratação pelo episódio da entrevista com os cantores Tom Zé e Moraes Moreira, em que foram feitas piadas sobre a Bíblia.

A entrevista foi ao ar no último dia 17/11 no “Programa do Jô”, e durante a conversa foi exibido um trecho do documentário “Filhos de João – O Admirável Mundo Novo Baiano”. Nesse vídeo, um dos entrevistados relata episódios em que os músicos faziam cigarros de maconha com as páginas da Bíblia.

Comentando o depoimento, o apresentador Jô Soares afirmou que “sabia que a Bíblia possuía mil e uma utilidades”. O abaixo-assinado promovido por Terra Nova já recolheu as assinaturas de mais de treze mil pessoas, que cobram de Jô Soares e dos músicos uma retratação formal.

Em comunicado enviado pela Central Globo de Comunicação ao jornal Folha de S. Paulo, a direção da emissora afirma que “evidentemente, não foi um comentário ofensivo, mas é assustadora toda iniciativa contra a liberdade de expressão”.

Segundo o jornal, o Apóstolo Terra Nova não atendeu as ligações para se pronunciar a respeito da posição da emissora. O músico Tom Zé afirmou em seu blog que é “inveterado leitor [da Bíblia]” e que “converso sobre ela com amigos, ouço o que os doutores têm a dizer. E divulgo”.

Fonte: Gospel+

Silas Malafaia afirma que Lei da Palmada é “palhaçada de deputado que não tem o que fazer” e promete campanha contra

Citando princípios bíblicos, o pastor Silas Malafaia criticou veementemente a aprovação da Lei da Palmada na Câmara dos Deputados, e afirmou que quando a lei for votada no Senado, fará uma campanha para que ela não seja aprovada.

Para Malafaia, “essa lei da palmada ė mais uma palhaçada de deputado que não tem o que fazer e não entende nada de educação de filho”. A polêmica declaração foi feita através do Twitter, onde Malafaia acrescentou: “Quantos de nós já levamos uma boa chinelada, e nem por isso morremos, pelo contrário aprendemos a respeitar limites. O que estamos vendo ė uma geração indisciplinada que não respeita ninguém, e ainda querem piorar as coisas. Isto está me cheirando a ideologia de governo. Querem se intrometer e determinar sobre a educação de nossos filhos. Não aceitamos!”

A Lei da Palmada é polêmica por permitir interferência do Estado no pátrio poder, ou poder paternal. Ela foi aprovada na última semana após acordo da relatora do projeto com a bancada evangélica, que cobrava alterações no texto da lei. As alterações pretendidas inicialmente pela bancada evangélica não foram conseguidas, mas ainda assim houveram alterações, que forçaram a troca de termos. A principal alteração foi a troca do termo “castigo corporal” por “castigo físico”.

Silas Malafaia prometeu fazer barulho contra a Lei da Palmada, usando também seu programa de televisão: “No meu programa de tv Sábado 24 de Dezembro vou ‘descer o bambu’ nesta lei da palmada. Quando o assunto entrar em pauta no Senado, faremos uma campanha para impedir a aprovação dessa lei”.

Fonte: Gospel+

Pastor sargento é condenado a prisão por intolerância religiosa pela Justiça Militar




O terceiro-sargento José Ricardo Mitidieri, que também é pastor evangélico, foi condenado a dois meses de prisão pelo Superior Tribunal Militar por intolerância religiosa.

Mitidieri foi denunciado pelo Ministério Público Militar por ter apontado uma arma para a cabeça de um soldado adepto do candomblé. Dhiego Cardoso Fernandes dos Santos teria afirmado possuir o “corpo fechado”, ou seja, livre de qualquer ameaça.

Ao saber da declaração do soldado, o terceiro-sargento apontou uma pistola 9 milímetros e perguntou ao subordinado por duas vezes se ele realmente tinha o “corpo fechado”. Com as respostas afirmativas do soldado, Mitidieri o obrigou a contar até três, porém, antes que ele terminasse a contagem, ele abaixou a arma e afirmou: “Não é para você brincar com coisa séria. Você tem que aceitar Jesus!”.

Em depoimento, Mitidieri admitiu ter apontado a arma para o soldado, mas afirmou que não tinha a intenção de humilhá-lo e que se desculpou pelo ocorrido. Segundo o jornal Extra, ele argumentou que queria “defendê-lo de brincadeiras posteriores”, e que a arma não estava carregada com munição letal.
Porém, o Ministério Público Militar entende que o soldado foi obrigado a se submeter a “um verdadeiro teste de fé religiosa”. Para o MPM, o soldado “apostou sua vida ao responder afirmativamente à pergunta que lhe foi feita pelo réu, sendo certo que não há previsão legal no sentido de que alguém seja obrigado a testar ou provar sua fé religiosa, independentemente da crença que possui ou da doutrina que segue. Ao contrário, a Carta Magna assegura a inviolabilidade da liberdade de consciência e crença”.
Fonte: Gospel+

Pastor da Assembleia de Deus é assassinado a facadas enquanto dormia

O pastor da Assembleia de Deus, João Miguel do Nascimento, de 46 anos, foi assassinado a facadas enquanto dormia em sua residência, na cidade de Malta, Paraíba

O crime foi cometido no último Sábado, dia 17/12 e segundo informações do portal Patos Online, João Miguel estava dormindo ao lado de sua esposa.

Em depoimento, a esposa do pastor afirmou ter visto um homem encapuzado sair correndo de dentro do quarto, logo após ter matado seu marido.

A polícia informou que algumas testemunhas viram uma motocicleta em alta velocidade saindo da rua onde fica a residência do pastor. Porém a polícia não divulgou maiores informações sobre o caso.

Fonte: Gospel+

Após ser interrogado por 50 líderes islâmicos, missionário é liberado para fazer seu trabalho

Um missionário ligado à Junta de Missões Mundiais, JMM, mantida pela Convenção Batista Brasileira, foi interrogado por mais de 50 líderes e autoridades islâmicas em uma mesquita.

Segundo informações do site da JMM, o missionário foi convocado a prestar depoimento no último dia 14/12, e esclarecer sua atuação no país em que está servindo, pois a pregação do evangelho no país é proibida. A JMM não divulgou o nome do missionário nem a localização dele.

Relatos do próprio missionário para a JMM dão conta de que os muçulmanos estavam irritados com a situação, porém no interrogatório a que foi submetido, ele pode esclarecer todas as dúvidas a respeito de seu trabalho, e enfim provou que sua atuação ajuda a população local.

A JMM afirma que todo o grupo de missionários da região está sob intensa vigilância dos muçulmanos, e que a região possui grande número de fundamentalistas islâmicos. Ao final do longo interrogatório, os líderes liberaram o missionário: “Que Deus faça o bem para você!”, teria dito um dos líderes.

Fonte: Gospel+

Festival Promessas colocou Globo na liderança do horário; Pastor Silas Malafaia comentou no Twitter

O Festival Promessas, transmitido ontem pela TV Globo, alcançou média de 13 pontos no Ibope em São Paulo, segundo informações do colunista Lauro Jardim, da Revista Veja. No Rio de Janeiro, local onde o evento foi gravado, a audiência chegou a 19 pontos.

A audiência do programa em São Paulo, maior mercado publicitário do país, foi quase o dobro da TV Record, emissora tradicionalmente ligada aos evangélicos por sua proximidade com a Igreja Universal do Reino de Deus e que alcançou 7 pontos no Ibope durante o programa.


No Twitter, o Pastor Silas Malafaia “narrou” a transmissão do evento, incentivando que seus seguidores assistissem ao programa, e rebateu críticas de que a emissora estaria veiculando o programa apenas por interesse comercial. “Enquanto uns criticam olha o que a Folha de São Paulo diz: ‘hoje ė um novo dia, de um novo tempo que começou para a globo e os evangélicos’”, postou Malafaia.

Relembrando as polêmicas que envolveram a TV Record por causa da reportagem sobre o “cair no espírito” e as declarações do Bispo Edir Macedo que afirmou que os cantores gospel são todos “endemoniados”, o Pastor Silas Malafaia exaltou a iniciativa da TV Globo: “Enquanto a Rede Record fala mal dos cantores e da igreja, a Globo abre espaço para o louvor e adoração a Deus. A Record não acreditou nos evangélicos, a Globo acreditou e arrebentou na audiência!”.

Fonte: Gospel+

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Quero tanto agradecer

Soraya Moraes // Abraca-me, Senhor (Clipe Oficial)

Jornalista acredita que em breve o mundo poderá ver imagens da Arca da Aliança

A Arca da Aliança era o obejto mais sagrado do povo hebreu, e continha, segundo a Bíblia, as tábuas da lei que foram entregues a Moisés por Deus, a vara de Arão e maná, o alimento enviado todos os dias ao povo em êxodo. Teólogos e historiadores acreditam que desde a invasão de Israel pela Babilônia, o precioso objeto estaria desaparecido. Os judeus acreditam que o Profeta Jeremias foi o responsável por escondê-la.

Há uma igreja na Etiópia que reivindica a posse da Arca desde 1960. Os cristãos ortodoxos da localidade, embora nunca tenham mostrado a Arca da Aliança, afirmam que ela estaria guardada na capela da cidade de Aksum. Segundo os moradores do local, um monge é o responsável por zelar da Arca, e teria assumido o compromisso de nunca sair do terreno da igreja.

A novidade nessa história está no fato de que as fortes chuvas da região danificaram o teto da “capela das tábuas da lei”, como é conhecida, e agora, é necessário uma reforma no local, o que obrigaria a remoção do objeto, que segundo a Bíblia, mede 1,30 metro de comprimento, 80 centímetros de altura e 80 centímetros de largura, e é coberta de ouro.

Atualmente a capela foi coberta com uma lona, que impede que mais água infiltre o já frágil teto. Tim Makins, jornalista e fotógrafo britânico, acredita que se realmente for necessário mover a Arca de lugar para uma reforma, essa seria a melhor oportunidade para o mundo ver o objeto. “Durante a minha visita mais recente à igreja, fiquei surpreso ao ver o terreno ao lado da capela sendo limpo e nivelado por trabalhadores. Há uma grande quantidade de pedras usadas para construção empilhadas nas proximidades”, afirmou Makins em entrevista ao Daily Mail.

Tim Makins aguarda ansioso pela oportunidade de fotografar o objeto que é guardado na capela, afim de saber se realmente trata-se da Arca da Aliança, e para isso, torce para que a construção da capela provisória (que está sendo feita ao lado da “capela das tábuas da lei” para abrigar o objeto durante a reforma do teto) termine logo: “Quando o trabalho for concluído, a Arca da Aliança terá de ser levada para esse novo local. Isso muito dificilmente poderá ser feito apenas pelo monge que a guarda. É improvável que ela seja carregada apenas por uma pessoa. As Escrituras dizem que existem duas varas que são encaixadas na lateral da Arca para carregá-la e são necessárias duas pessoas”.
Se ele estiver certo em suas expectativas, em breve poderá ser feita uma imagem da Arca da Aliança. Resta saber se o objeto guardado pelos etíopes é a verdadeira Arca.

Fonte: Gospel+

Revista Época elege o Pastor Silas Malafaia como uma das 100 personalidades mais influentes do Brasil em 2011

O Pastor Silas Malafaia foi citado pela Revista Época como uma das personalidades mais influentes do Brasil em 2011. Listado na categoria “Líderes”, Malafaia entrou na lista que contém figuras ilustres como o apresentador Jô Soares, e políticos emergentes, como o ativista gay Jean Wyllys.

Esse tipo de lista é famoso em todo o mundo, e talvez a publicação mais reconhecida nesse sentido seja a da Revista Times. Há ainda a lista das pessoas mais ricas do mundo, que todo ano é publicada pela Revista Forbes.

Não foram divulgados detalhes dos critérios que são usados na escolha das 100 pessoas mais influentes do país, mas o engajamento do pastor Silas Malafaia para que o PL 122 não seja aprovado, certamente foi um dos motivos que o creditaram para estar nessa lista.

O pastor, que também é empresário e apresentador de um programa de TV, tem atraído atenção da mídia por suas declarações contundentes contra o movimento gay. Recentemente, Silas Malafaia foi convidado a discursar na audiência pública que discutia alterações no projeto que censura críticas a homossexuais.
O conceituado jornal “The New York Times” também deu destaque ao pastor publicando uma entrevista em que Silas se referiu à jornalista Eliane Brum como “vagabunda”, por sua opinião a respeito da intolerância dos evangélicos em relação aos ateus. Dias depois o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo pediu desculpas públicas pelo Twitter à jornalista, que afirmou que Silas havia dado prova da intolerância mencionada por ela com as declarações ao NYT.

Na descrição do personagem, a revista convocou um outro pastor para fazer a apresentação. Ronaldo Didini, pastor e assessor da Igreja Mundial do Poder de Deus descreve Malafaia como um homem “convicto, coerente, direto e sincero. Incansável na luta para tirar as ovelhas da boca de seus predadores!”.
Fonte: Gospel+

Cientistas anunciam estar perto do bóson de Higgs, a “partícula de Deus”

Os físicos que buscam o misterioso bóson de Higgs acreditam ter localizado o lugar onde se esconde o elemento que falta ao quebra-cabeças das partículas elementares, anunciaram nesta terça-feira (13), em Genebra, os pesquisadores do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern).

“Ainda é muito cedo para tirar conclusões definitivas. Precisamos de mais dados, mas estabelecemos sólidas fundações para os apaixonantes meses pela frente”, declarou Fabiola Gianotti, chefe da experiência Atlas no Grande Colisor de Hádrons (LHC), em um seminário do Cern, transmitido pela internet.

Duas experiências separadas - o Atlas e o CMS - têm feito buscas independentes pelo  bóson de Higgs com aceleradores de partículas como o LHC. No seminário, os chefes do Atlas e do CMSafirmaram ter encontrado ”picos” em uma mesma massa: de 124 a 125 giga elétron-volts (GeV). Ou seja, este é provavelmente o endereço do tesouro que os cientistas tanto buscam.

O bóson de Higgs é uma partícula ainda hipotética, fundamental para entender a construção do universo. Ele também é considerado o pedaço que falta na principal teoria conhecida como Modelo Padrão – que descreve como partículas e forças interagem.

Segundo essa tese, o universo foi resfriado após o Big Bang, quando uma força invisível, conhecida como Campo de Higgs, formou-se junto de partículas associadas, os Bósons de Higgs, transferindo massa para outras partículas fundamentais.

O físico britânico Peter Higgs postulou em 1964 a existência dessa partícula que leva seu nome

O VERBO

"Não restam dúvidas de que cunhado matou Bianca Consoli", diz delegado


R7.COM

O DHPP (Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa) informou, no início da noite desta terça-feira (13), que concluiu o inquérito sobre a morte da jovem Bianca Consoli. Para a polícia o crime foi premeditado e cometido por Sandro Dota, cunhado da vítima, possivelmente por motivação sexual.

- Não restam dúvidas de que o cunhado matou Bianca Consoli.

A afirmação foi feita pelo delegado Maurício Guimarães após o depoimento de Dota, feito nesta tarde. Segundo o delegado, o motoboy não respondeu a nenhuma das perguntas feitas pela polícia no depoimento e disse apenas que era inocente. A frase foi novamente dita à imprensa por Dota quando ele saia do DHPP com destino ao presídio, por volta das 17h10. Ele foi indiciado por homicídio triplamente qualificado.

"Sou inocente", diz Sandro Dota

Roubo

O delegado Mauricio Guimarães, que participa das investigações do caso, disse na manhã desta terça-feira que também é possível que Dota tenha entrado na casa da jovem para praticar um roubo e teria acabado assassinando Bianca.

- Havia dinheiro na casa da vítima, ele tinha bronca do sogro. Pode ter sido só o roubo, só a motivação sexual ou as duas coisas.

Para entrar na casa da vítima, o suspeito tinha uma cópia da chave, que teria sido feita dias antes do crime. De acordo com a polícia, o motoboy havia pedido a chave para a avó de Bianca com a desculpa de que precisava usar a máquina de lavar roupa da casa.

Ainda de acordo com a polícia, o mesmo tipo de saco plástico encontrado na garganta de Bianca durante o exame do IML (Instituto Médico Legal) foi achado na casa de Dota.

Exame

 De acordo com Guimarães, o exame que comprovou que a pele embaixo da unha de Bianca era geneticamente compatível com o sangue de Dota foi definitivo para colocá-lo como principal suspeito. O sangue estava na calça que o motoboy usava no dia do crime.

 - A calça foi entregue pela esposa dele [irmã da vítima] por livre e espontânea vontade. Tiramos até foto para mostrá-la entregando.

A Polícia Civil prendeu Sandro Dota no início da noite da segunda-feira. A versão contada pelo suspeito no dia do assassinato foi desarticulada. Segundo o delegado, Dota não esteve com sua mulher em uma feirinha, e mentiu ao dizer que o ferimento que ele tinha na perna foi causado em uma reforma na casa de sua tia.

- Ele havia dito que se machucou com uma caibro de madeira. Mas a viga tinha 40 cm e o machucado 29 cm. No crime, tudo leva a crer que teve luta corporal.

Além disso, a tese do ferimento em uma obra foi negada por um pedreiro que prestou depoimento  à polícia.

Crime 
 
O corpo de Bianca foi achado pela mãe dela, caído próximo à porta de saída da casa onde moravam, no dia 13 de setembro deste ano. Segundo a polícia, a jovem foi atacada quando havia acabado de tomar banho e se preparava para ir para a academia.

Na cama, os investigadores encontraram a toalha usada por ela, ainda molhada. A garota teria reagido à presença de um criminoso e começado uma luta escada abaixo. Foram encontradas mechas de cabelo pelos degraus. dentro da garganta da jovem, a polícia encontrou um saco plástico.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Aumenta o número de casamentos no Brasil feitos em centro de umbanda e candomblé

A revista Raça Brasil publicou uma extensa matéria em sua edição deste mês sobre o crescimento dos casamentos nos espaços sagrados das religiões de matriz africana. A reportagem chamou atenção para um fato pouco conhecido, a dificuldade de reconhecimento, pelas autoridades, de cerimônias de casamentos não cristãs. Embora não signifique que as religiões afro sejam praticadas apenas por descendentes de escravos, mas estatisticamente  eles ainda são a maioria.

O babalorixá Jorge Kibanazambi explicou que na cultura ioruba, oriunda da África, a família é “a base fundamental da sociedade e o pilar que dá condição para a prosperidade do ser humano”.
Ele diz que mesmo sem o conhecimento da cerimônia pela sociedade em geral, “Existe todo um ritual para a o casamento, com preparativos até a consumação da união… Dentro da comunidade de terreiro… acreditamos que a benção dos pais, da família, dos amigos é importante para a felicidade dos noivos. Através de cerimônia/ritual, invoca- se a energia conhecida como Orixá Oxalá para contemplar o casal que constituirá a nova família de ‘coisa’ boa, filhos, enfim, riquezas que o ser humano não tem condições de conceder. Os familiares e amigos expressam por meio dos presentes oferecidos ao casal os desejos de felicidade, em que cada objeto tem seu significado específico.”

No Brasil, devido à miscigenação de raças, os costumes e hábitos dos escravos africanos foram modificados pela influência das muitas culturas que formam a população. Isso inclui as questões religiosas. O que sempre predominou foi o ensinamento da Igreja Católica Romana. Só deixou-se de considerar o catolicismo como a religião oficial do país depois da proclamação da República. Até então, todos os que ensinavam algo que diferente dos preceitos católicos não tinham o reconhecimento oficial de sua validade.

Jorge Kibanazambi lembra que desde o período colonial os sacramentos só eram aceitos se fossem oriundos do catolicismo. Isso ficou tão inserido na cultura das pessoas que, mesmo após a permissão e o reconhecimento da Constituição Federal de 1988, continua sendo hábito da maioria dos seguidores de religiões afro consumar os batizados e casamentos na igreja católica.

Isso ocorre por que “Muitos têm a percepção que é a única Instituição ainda em condições legais para realizar tais atos… Mas cada religião tem seus rituais e suas cerimônias para todas as necessidades de seus fiéis. E as de matriz africana incluíram-se nessa colocação”.

Marcio Marins, coordenador de articulação política do Fórum Paranaense das Religiões de Matriz Africana, entende que continua difícil separar a ligação do catolicismo com a religião afro. “Até mesmo babalorixás e yalorixás se casam fora dos terreiros. Essa ação nos ajuda a fortalecer a religião para que possamos reconhecer que somos de matriz africana com vários nomes, mas não precisamos recorrer a outras entidades religiosas para realizar a cerimônia de casamento”.

Para Marcio, a união matrimonial celebrada no candomblé aumenta a autoestima da população de terreiro e faz com que cada vez mais as pessoas busquem e reivindiquem seus direitos civis.
Isso nem sempre é fácil, em 2002, Gorete Dorneles Machado ficou viúva e tentou provar a validade de sua união com Renato Fernando Guedes, realizada num terreiro de Umbanda em 1983. Gorete solicitou a pensão pós-morte do marido ao INSS, mas ela foi negada. O motivo alegado foi que ela não tinha uma união estável.

Quando apresentou uma certidão de casamento emitida pela Federação de Cultos Afros, recebeu a informação de que ela não tinha validade. Foi preciso recorrer ao poder judiciário.
Com o apoio do babalorixá Dyba e da ONG CEERT (Centro de Estudos do Trabalho e Desigualdades), que luta pelos direitos da comunidade afro, a viúva percebeu que conseguira a ajuda necessária. O julgamento ocorreu na 8ª Vara Civil do TJ/RS e o resultado foi favorável à Gorete, por unanimidade.
“Daria um filme aquele julgamento, fiz a sustentação oral num tribunal repleto de pessoas de religião de matriz africana com atabaques, com as indumentárias, lutando por seus direitos. Pela primeira vez o judiciário brasileiro reconhecia a validade do casamento nas religiões de matriz africana, afirmando que o casamento no terreiro tem a mesma validade que o casamento na catedral, na mesquita, na sinagoga… ”, declara Hédio Silva Junior, diretor executivo da CEERT e advogado de Gorete na ocasião.
Embora não haja números oficiais, as associações que defendem os direitos das religiões afro-brasileiras acreditam que o número de casamentos cresce não só dentro dos terreiros, mas também dentro de igrejas católicas, que passaram a fazer referências ao candomblé.

Silvana Veríssimo integra o Conselho Nacional de Direitos da Mulher e é seguidora da religião afro. Em 2009, relembra, foi realizado no interior de São Paulo, um dos primeiros casamentos em um terreiro.
“Foi uma experiência maravilhosa, o terreiro encheu de gente, mesmo de não adeptos das religiões de matrizes africanas, que demonstraram o respeito pela religião e por seus adeptos. Compareceram tanto a família da noiva quanto do noivo. O casamento torna-se uma oportunidade para que as pessoas conheçam mais o funcionamento de um terreiro e isso faz com que quebre preconceitos por falta de conhecimento”, afirma.

A lei brasileira exige que alguns detalhes devam ser observados para que a cerimônia seja reconhecida:
● É válido o andamento da documentação antes ou depois da cerimônia. Quando posterior, o prazo é de 90 dias. Os documentos devem ser entregues no cartório que irá constituir a equiparação do casamento civil
● No lugar de um juiz de paz, a união é realizada por um sacerdote da religião. O templo deve estar regularizado, e o sacerdote constituído de poderes para exercer sua função.
● O terreiro deve ter o seu estatuto e atas, onde uma diretoria constituída reconhece o sacerdote como representante. A partir disso, nem o presidente da República pode dizer que não há a devida validade. O Estado não exige formação para o sacerdote religioso, mas tem que haver uma organização que o reconheça como autoridade.
● No terreiro também deve existir um livro de registros para a expedição de uma certidão, que posteriormente é levada pelos noivos ao cartório. Outro item é a presença de testemunhas na cerimônia
● A forma do ritual não é relevante na questão jurídica. O casamento tem as mesmas características que nas demais religiões e segue as mesmas questões de validade, ou seja, entre pessoas de sexos distintos e as que ainda não foram casadas.

Com informações Raça Brasil
http://noticias.gospelprime.com.br/aumenta-o-numero-de-casamentos-no-brasil-feitos-em-centro-de-umbanda-e-candomble/ 

sábado, 10 de dezembro de 2011

Os bastidores da votação da PLC 122: Marta Suplicy e Jean Wyllys brigam em público, Marco Feliciano e Magno Malta reclamam e mais

Após retirar a PL 122/2006 de votação para reexaminá-lo, a Senadora Marta Suplicy, relatora do projeto, foi severamente criticada por ativistas gays que não concordaram com as alterações feitas por ela.
Uma das críticas mais pesadas partiu do Deputado Federal Jean Wyllys, que afirmou que as alterações de Marta Suplicy tornaram o projeto inócuo, e que da forma como estava, a PL 122 “não atendia as necessidades da comunidade gay”.

A senadora, ao saber das críticas, disparou contra Jean Wyllys, afirmando em entrevista ao Portal Terra, que o deputado tinha “má fé”. “Tive que ceder aos acertos. Os acertos criaram coisas que não existem. Hoje, se você for discriminado no trabalho, vai reclamar para o bispo, porque não tem para quem. Se você for chutado na rua e xingado numa fala homofóbica, você não tem como dar queixa, porque não configura em nada e o projeto faz ser apenado. Então, dizer que o projeto é inócuo é de uma má-fé extraordinária. Ele vai acrescentar várias conquistas. Não é o 122 que eu queria, mas é o que é possível”, defendeu-se Marta.

Ainda criticando o colega parlamentar, a senadora afirmou que a postura de Jean Wyllys mostra que ele não tem outras propostas: “Toda a fala dele é em relação ao casamento (entre pessoas do mesmo sexo). Com a união estável aprovada pelo Supremo (STF), ele perdeu um pouco a fala e não consegue coletar as assinaturas da PEC. Então, fica bombardeando o projeto da homofobia que estou fazendo. Isso mostra uma imaturidade enorme, porque o projeto pode passar na Comissão de Direitos Humanos (do Senado), na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania), no plenário e ir para a Câmara. Aí, ele pode ser o relator e usar a grande competência dele para acrescentar tudo que o quiser”.

Jean Wyllys rebateu as críticas afirmando que “apesar de a senadora Marta ter me atacado com deselegância, em entrevista, por eu ter criticado suas concessões, o tempo me deu razão. A senadora – e certos militantes do PT – não conseguem conviver bem com a crítica às vezes, infelizmente, daí o ataque deselegante”.

O ativista gay ressaltou que as ideias a respeito do projeto são diferentes porque a vivência que ambos tiveram com os ataques de homofobia, foram diferentes: “É difícil para a senadora compreender que, se ela é uma aliada histórica, eu sou um homossexual que conhece no corpo o peso da homofobia. O que para ela pode ser negociável por orientação partidária não o é para mim, porque minha dignidade está acima de partido e de vaidade”.

O Senador Magno Malta, que é membro da Comissão de Direitos Humanos do Senado, e participou da reunião em que o projeto foi retirado de votação, foi destaque no Twitter e ficou entre os assuntos mais falados, por ter dito durante as discussões que “os assassinatos dos homossexuais não são problema dos senadores” e que a maioria da população brasileira não é homofóbica.

Defendendo-se das acusações de ser homofóbico, por causa de suas declarações, o senador pontuou o assunto: “Não sou contra homossexuais, respeito todos os cidadãos, mas é meu dever evitar os exageros. É o melhor momento para acabar com o preconceito contra os negros, contra os índios e outras minorias, não só defender interesses de um único segmento que busca privilégios que outros não tem, mas a luta continua e vamos buscar um acordo sempre com tolerância e respeito. Marta percebeu que seria o fim do PL 122 e estrategicamente pediu reexame da matéria. Perdemos uma boa oportunidade de avançarmos para outro texto mais importante e abrangente”.

Porém, a senadora Marta Suplicy foi cumprimentada pela retirada do projeto. A Articulação brasileira de Gays – Artgay , associação que congrega 80 ONGs ligadas ao ativismo homossexual em todo Brasil, encaminhou um ofício à senadora parabenizando-a por não deixar que o projeto fosse votado naquela reunião. Segundo o site Mix Brasil, no ofício a Artgay solicitou que a senadora incluísse na discussão a proposta de entidades do movimento LGBT que representam também as pessoas negras, transgêneras e que professam algum tipo de fé religiosa. O ideal, no ponto de vista de Marta Suplicy, seria a elaboração de um projeto novo, que trate apenas do crime de homofobia, segundo informações da Agência Senado.
A repercussão em torno dos debates sobre a PL 122 fez com que uma entidade internacional se posicionasse contra o novo texto do projeto, proposto por Marta Suplicy. A “Allout” divulgou nota afirmando que “considera que a nova redação do PLC 122 não contempla a criminalização do discurso de ódio contra a população LGBT , um dos maiores “ ativadores de homofobia” no Brasil, tornando, portanto, a legislação proposta incompleta.

Em discurso no Senado Federal, Christovam Buarque afirmou que o “Estado não se mete no que é pecado e igreja não deve se meter no que é crime”, e pediu que o diálogo fosse retomado, para evitar “que a luta contra a intolerância não passe a idéia de que se está criando outra forma de intolerância”.
Como a reunião da Comissão dos Direitos Humanos terminou em tumulto, o Senador Aníbal Diniz fez um apelo para que o principal objetivo da Comissão fosse mantido: “As pessoas são iguais e merecem ter seus direitos respeitados. Temos que trabalhar para que não se estabeleça um clima de guerra. É preciso cultivar a paz e o entendimento entre os diferentes segmentos para fazer valer a igualdade contida no artigo 2º na Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

Ao saber do tumulto no Senado, o Deputado Pastor Marco Feliciano pediu a palavra ao presidente da Câmara dos Deputados e lamentou que a reunião tivesse terminado daquela forma. “É com profundo pesar que venho deixar uma palavra acerca do que aconteceu no Senado. O movimento religioso foi altamente atacado pelo PL 122 que criminalizava a homofobia de pessoas que tinham pensamentos contrários a esse respeito. De repente, a senadora traz à tona, mas recua do bom debate. Que o PL 122 seja votado o mais rápido possível e vamos sepultar esse lixo”, afirmou Marco Feliciano.

Assista ao vídeo do discurso do Senador Christovam Buarque:


 Assista ao vídeo do discurso do Deputado Marco Feliciano:


 Fonte: Gospel+

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Assembleia de Deus em Brasilia recebe representante do “novo Messias”

 Reverendo Moon se fortalece no Brasil usando a Assembleia de Deus ministério de Madureira

O reverendo Moon, ou Sun Myung Moon,  nasceu na Coréia (antes da divisão), em 1920. É o segundo filho dos oito que nasceram em uma família camponesa de cristãos presbiterianos.
Ele conta que na Páscoa de 1936, aos 16 anos, enquanto orava em uma montanha teve um “encontro espiritual” com Jesus. Durante os anos seguintes estudou e pesquisou a Bíblia até que em 1945, atendendo a um “chamado de Deus”, foi para a então Coréia do Norte e começou a pregar uma “nova mensagem de Deus”, Ele afirmava que esse é o Princípio Divino,  uma terceira parte da Bíblia, um outro Testamento.

Dizendo-se uma nova encarnação de Jesus, fundou a seita chamada Igreja da Unificação. Em 1960 casou-se com Hak Ja Han e tiveram 13 filhos e 40 netos. Eles passaram a se apresentar com o título de “verdadeiros pais”, pois restaurariam o erro de Adão e Eva, dando início a uma “nova cultura e linhagem do Céu”.

O aspecto mais confuso dos ensinamentos de Moon é que Jesus falhou na cruz e Moon seria o messias final, que terminaria a obra divina na terra. Como o nome indica, a Igreja da Unificação deseja unificar todas as religiões, consideradas boas por ele.

Algum tempo atrás Moon e sua igreja vieram para o Brasil, fizeram investimentos no país, mais especificamente no Mato Grosso do Sul, e tentaram buscar o apoio das lideranças evangélicas. A grande maioria negou-se a apoiar esse homem que se diz a “segunda vinda de Jesus”.

Porém, o Bispo Manoel Ferreira, ex-deputado e líder do Ministério Madureira, tem se envolvido com Moon. Ferreira já esteve na Coreia e participou de cerimônias de casamento na Igreja da Unificação.
Este é um dos eventos mais importantes para a seita, pois seus fiéis acreditam que se tornam “filhos espirituais” do reverendo Moon através do casamento.

Agora, surge a denúncia que decidiu “retribuir”  e convidou representantes da igreja de Moon para usarem o púlpito da Assembleia de Deus de Brasília.  O culto realizado na igreja em Brasília no mês de outubro foi chamado de “Festival Global da Paz”, cujo objetivo seria “apresentar a mensagem do Reverendo Moon como o novo Messias”.

O tema “uma família sobre Deus” mostraria que a mensagem que “cumpriria o sonho de Deus de todas as pessoas do mundo serem uma  só família”. A iniciativa do festival foi de Hyun Jin Moon, um dos filhos do líder da Igreja da Unificação, que mostra os seus pais como os originadores da “verdadeira família” capaz de salvar a humanidade.

Tudo está registrado em um vídeo que circula na internet:


A denúncia do que é considerada uma “profanação” pelo Pastor Enoque Lima, que pertence ao Ministério Madureira e chegou a ser preso por suas acusações ao Bispo Manoel Ferreira, segundo informações de Julio Severo.

No referido vídeo, ele faz um alerta para que outros pastores da Assembleia de Deus não se deixem enganar e denunciem e alertem as suas igrejas.

Não é a primeira vez que surgem protestos do envolvimento do líder do Ministério Madureira com o Reverendo Moon. Porém, este episódio recente mostra que, apesar dos protestos anteriores, os laços entre os dois líderes tem se estreitado, pois se encontraram repetidas vezes em outros países e agora trazem o festival para o Brasil.

 http://noticias.gospelprime.com.br

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Lutador de MMA descarta convite de desfilar no carnaval por ser evangélico

Ao ser o campeão da 34ª edição do Jungle Fight, o lutador de MMA peso-leve, Adriano Martins, disse que não pretende desfilar o carnaval pela escola de samba Mangueira. Ele diz que é evangélico e por isso não gosta muito de carnaval, mas se mostrou bastante feliz por conhecer a quadra da escola onde aconteceu a competição.

“Sou evangélico, não gosto muito de carnaval”, disse ele que pertence a uma família de mangueirense. O lutador esteve na quadra da escola lutando contra Neilson Gomes e por sua vitória conquistou o cinturão interino.

“A gente tem vários planos, mas entrego minha carreira nas mãos de Deus”, disse ele que vence cinco das seis competições que participou em 2011. A única luta que perdeu foi contra Francisco Massaranduba, ele não descarta uma luta de revanche, mas diz que não é ele quem escolhe os adversários. “Se acontecer, vamos receber o desafio com muita honra”, declarou ele.

A popularização do MMA no Brasil tem revelado diversos atletas evangélicos como é o caso de Vitor Belfort, Wanderlei Silva, Erick Silva e outros que encaram o vale-tudo como um esporte, uma profissão e não como uma briga violenta.

Com informações Combate

GOSPEL PRIME

Senado realiza audiência pública para discutir as propostas do PLC 122

Na próxima terça-feira, 29, os senadores da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realizarão mais uma audiência pública para discutir o projeto de lei que criminaliza a homofobia. Dessa vez eles vão falar sobre a ampliação da Lei 7.716/1989, que trata sobre a discriminação decorrente de raça, religião e origem.

A ideia é acrescentar à essa legislação os crimes de discriminação por gênero, sexo e orientação sexual, esse é o objetivo do PLC 122/2006 que já esteve em pauta na CDH em maio deste ano, mas foi retirada por falta de entendimento para votação.

A proposto será discutida com os os presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ophir Cavalcante; da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Raymundo Damasceno Assis; e da Frente Nacional Cristã de Ação Social e Política (Fenasp), Wilton Costa.

A audiência pública foi sugerida pelo senador Magno Malta (PR-ES) que é contrário à alguns items do texto do PL 122, o mais polêmico se refere as opiniões contrárias ao homossexualismo, classificando-as como crime.

Com informações Verdade Gospel

 http://noticias.gospelprime.com.br

Em entrevista, músicos da MPB afirmam ter usado páginas da Bíblia para fumar maconha

No último dia 17/11 o apresentador Jô Soares entrevistou em seu programa os músicos, Moraes Moreira, Tom Zé e Henrique Dantas, pelo lançamento do DVD “Filhos de João – Admirável mundo novo”.

Em determinado momento da entrevista, são mostrados depoimentos do filme, em que é revelado que os músicos fumavam maconha com páginas da Bíblia.

O Apóstolo Renê Terra Nova criticou a atitude em seu perfil no Twitter, afirmando que “muito mais do que o casamento homo afetivo, o Tom Zé dizer que fumava maconha com os livros da Bíblia é queimar profanamente a carta magna”.



Terra Nova mencionou em sua postagem no microblog a opinião favorável do músico em relação á união entre pessoas do mesmo sexo, expressada na mesma entrevista. O curioso foi a confusão feita pelo líder do Ministério Internacional da Restauração ao se referir à Bíblia como “carta magna”, termo usado juridicamente para se referir à Constituição Federal.
A citação ao fato que envolveu a Bíblia e o uso da maconha pelos músicos, acontece em torno dos 29 minutos da entrevista, que pode ser conferida na íntegra no vídeo abaixo:



 Fonte: Gospel+

Vídeo: Missionário desabafa e desafia pregadores da TV a levarem o “evangelho falso da prosperidade” ao sertão

Junto a uma ossada, o Missionário Claudio Pimenta gravou um protesto bastante contundente, e convidou os Pastores que pregam na TV a conhecerem a realidade das cidades mais pobres do sertão brasileiro.

“Esse vídeo é um desabafo. Eu queria convidar os senhores evangelistas da TV, que estão nas grandes metrópoles, cidades com maiores índices de desenvolvimento humano, para virem pregar o evangelho falso da prosperidade nessa região, uma terra em que urubu morre de fome e só missionário compromissado com o Reino dos céus sobrevive”, declara o Missionário.

Ironizando a prática recorrente nas igrejas neopentecostais, o Missionário pede para que os pregadores da televisão visitem a região assolada pela seca e pobreza para que levem as riquezas mencionadas em suas pregações ao local: “Eu faço um apelo a vocês: se quiserem conhecer essa região, uma das localidades menos evangelizadas do Brasil, já que tudo que vocês tocam vira ouro podem vir aqui, transformar a vida desse povo. Aí sim, nós vamos dar credibilidade ao falso evangelho da falsa prosperidade”.

Citando passagens bíblicas em que o cristão é exortado a viver com o básico, como roupas e alimento, ele desafia novamente os pregadores da teologia da prosperidade. “Quero ver você, pregador da TV, pregar o evangelho da prosperidade na favela da Rocinha, ou no sertão do Ceará ou do Piauí, nas regiões menos evangelizadas, com pobreza extrema, onde as pessoas vivem com bolsas do governo federal, R$ 90, R$ 130, R$ 160 por mês. Quero ver vocês construírem suas catedrais, comprarem aviões, viverem luxuosamente, num lugar como esse” desafia Pimenta.

O Missionário encerra seu desabafo convidando os líderes cristãos a uma reflexão: “Fica aqui o meu apelo: usem o dinheiro que vocês estão gastando na compra de jatinhos, mansões, ternos de R$ 10 a R$ 2o mil e relógios caros, para pregar o evangelho e abrir igrejas nas cidades de menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano, que é estabelecido pela ONU – quanto menor, maior a pobreza) do Brasil, nas cidades mais miseráveis desse país. Aí sim, vocês estarão cumprindo o mandamento de Cristo”.

Assista ao vídeo na íntegra:

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Ana Paula Valadão fala sobre proposta da Globo

O Verdade Gospel noticiou nesta quinta-feira uma matéria em que a “TV Globo” estaria levantando projetos para lançar programas evangélicos em sua grade, no próximo ano. Ana Paula Valadão seria a mais cotada como apresentadora.

A cantora falou ao Verdade Gospel que não houve nenhum tipo de conversa entre ela e a “Globo” nesse sentido, mas não descartou aceitar a proposta, caso ela aconteça. “Tudo depende do que seria proposto. Se o Evangelho puder ser apresentado como cremos, como amamos, como desejamos que seja levado a mais e mais pessoas, acredito que poderíamos entrar por esta porta”, disse Valadão.
Quando perguntada sobre o que achava do crescimento dos evangélicos nas mídias seculares, a cantora fez questão de enfatizar que o mérito é coletivo.

“Qualquer concretização de ideias como esta, de um possível programa evangélico na Globo ou em outra emissora de TV, deve ser visto não como uma conquista de uma pessoa ou grupo que participaria. Mesmo se eu não for chamada para um dia fazer parte de algo assim, serei uma intercessora e vibrarei com as oportunidades novas que têm se aberto para a expansão do Reino de Deus nos corações do nosso povo brasileiro. Estamos vivendo um tempo maravilhoso de oportunidade. Que possamos entrar por essas portas, com sabedoria, e dando um bom testemunho do Senhor Jesus em nós”, declarou Ana Paula

 http://www.midiagospel.com.br/

Funkeiro de Os Hawaianos se converte a Deus

O líder do grupo de funk ‘Os Hawaianos’, deixou o mundo das danças e músicas sensuais e se converteu à igreja evangélica para se dedicar a Deus.
Everton Luiz da Silva Chagas, o ‘Tonzão’, de 24 anos, morador da Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, ficou reconhecido depois de uma programação de TV divulgar o trabalho do grupo, agora Tonzão faz parte da igreja do Pastor Marcos Pereira e disse que não irá mais fazer shows, segundo as informações do ‘Extra’ desta terça-feira.
Nos dois últimos meses houve uma série de acontecimentos que levaram Tonzão a se converter. Desde o início do ano, ele vinha frequentando os cultos da Assembléia de Deus.Ele conta que após se sentir mal quando saía de uma balada, foi para o hospital e nenhum médico sabia o que ele tinha, até que ele procurou o pastor Marcos, que o ajudou e depois disso não teve mais nada.

Video do Tonzão na Igreja Assembleia de DEUS

 

 

 

 http://www.midiagospel.com.br

terça-feira, 22 de novembro de 2011

[Exclusiva]-Eliane Silva"Chegou Pra Você"Lançamento 2011

VOZ DA VERDADE - EU ACREDITO, NOVO LANÇAMENTO 2011

Jairinho Manhães - Canaã Chegou (Lançamento 2011 - CD Cantar é Viver)

Rayssa e Ravel - Biografia de Um Vencedor (Exclusiva)

[Exclusiva]-Eyshila "Meus Sonhos Não Tem Fim" Lançamento 2011

Em entrevista, Pastora Sarah Sheeva conta o motivo de sua abstinência: “preciso me consagrar”

A Pastora Sarah Sheeva e seu “Culto das Princesas” foi tema de reportagem do Programa TV Fama, da RedeTV! No vídeo, Sarah aparece inflamando a platéia que reage: “Fora cachorrada”. Nessa entrevista, Sarah explica à repórter o que significa essa reunião: “O “Culto das Princesas” é uma campanha, que visa implantar uma nova cultura no meio das mulheres brasileiras, na vida delas. Queremos ensinar a mulher os motivos que fazem elas atraírem os caras errados, o cara mal educado, o cara grosso, mau-caráter. Por que ela passa por isso? Por que ela emite sinais errados, e eu quero ensinar ela a se comportar como princesa, a emitir o sinal certo e atrair pra ela o cara certo, príncipe de Deus e receber o amor que ela merece” conta a Pastora.

Falando sobre sua conversão, ela conta parte de sua trajetória no evangelho: “Eu me converti em outubro de 1997, só no ano passado fui consagrada a pastora. Eu fiquei na banda com as minhas irmãs, o SNZ, até o final de 2002. Elas me disseram: vai fazer o que você quer. Eu comecei a fazer um trabalho ministerial, espiritual, em 2003”.

Questionada se no começo do ministério tinha dúvidas sobre a fé, Sarah responde: “Eu achava que eu seria uma cantora de música secular, que ia ser uma freqüentadora de igreja, ia ter o meu trabalho, até que um dia eu comecei a entender que eu poderia cantar uma música que mudaria a vida das pessoas, que eu poderia usar o meu talento para trazer o reino dos céus na Terra, e aí isso começou a arder no meu coração”.

Solteira, ela conta que faz sacrifícios pelo ministério: “Continuo esperando a pessoa certa me encontrar. Você deve fazer isso se isso está dentro do seu coração, se isso tem a ver com você. No meu caso, eu sou uma mulher que ministra na vida das pessoas, uma sacerdotisa. Eu preciso me consagrar, e fazer cumprir a bíblia: só ter vida sexual depois do casamento. Agora imagina depois do casamento? Vai ser tremendo esse mistério! Já passa de dez anos. Uns nove anos tranquilo sem beijar na boca. Só vou beijar no altar, por que eu fiz uma promessa. Mas vai ser muito bom, também, já pensou? Vou beijar muito!”.
Sarah Sheeva afirma não compreender o motivo de sua declaração sobre não praticar sexo há dez anos ter virado polêmica: “Eu era ninfomaníaca. Não sei por que isso dá tanta polêmica. Eu não tenho vergonha de me guardar. Outro dia vi um jovem influente, declarando que fez sexo grupal com sete pessoas e ninguém fala nada”.

A Pastora conta ainda sobre a relação com os pais e as irmãs: “Mamãe e papai a gente quase não se vê. Minha mãe tem a mesma visão em relação a se guardar. Papai me respeita, me apóia. Minha irmã Zabelê não é seguidora da nossa fé e ela. A Nana é, e começou um trabalho ministerial junto com o marido, contando o testemunho deles. Ela é uma benção”.

Assista à entrevista



 Fonte: Gospel+

Cantor Falcão interpretará um pastor avarento em filme de comédia

O cantor Falcão interpretará no cinema um pastor evangélico avarento, que usa diversas artimanhas para conseguir arrancar dinheiro dos fieis, em um filme que tem estreia prevista para 02/12/2011.

Na história do filme “Um assalto de fé”, o pastor Rick, personagem do cantor utiliza o dízimo como desculpa para tirar forçar os seguidores de sua igreja a doarem seu dinheiro.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a comédia também mostra uma quadrilha que tenta roubar a igreja, liderada pelo personagem “Galinha Preta”, interpretado pelo vocalista da banda Natiruts, Alexandre Carlos.
A diretora do filme, Cibele Amaral, conta que a história foi bem aceita por evangélicos que participaram dos testes de audiência do filme.

Fonte: Gospel+

Enquanto aguarda sentença final, Pastor Yousef Nadarkhani estaria sendo torturado na prisão

O Pastor Yousef Nadarkhani estaria sofrendo maus-tratos e torturas na prisão, enquanto aguarda o desenrolar de seu caso na justiça iraniana. As torturas estariam sendo feitas para forçá-lo a renunciar ao cristianismo.

Segundo membros da igreja que Nadarkhani liderava, a saúde do Pastor estaria fragilizada, e as torturas físicas e psicológicas o estariam deixando mais fraco a cada dia. Informações do site da Missão Portas Abertas relatam que o contato com Nadarkhani é precário.

O Pastor aguarda a sentença do Tribunal, e segundo fontes locais, quando existe silêncio por parte das autoridades, é sinal de que a sentença a ser proferida seja negativa. Há boatos no Irã de que a sentença final deverá ser proferida pelo Tribunal na segunda metade de Dezembro, próximo ao Natal, data simbólica para o cristianismo.

Fonte: Gospel+

Jairinho Manhães lança CD “Cantar é Viver”

O cantor e maestro Jairinho Manhães lançou recentemente o seu CD “Cantar é Viver” pela Sony Music. Jairinho é famoso pelos CDs em que realizava dueto com a sua esposa, Cassiane.
Apesar de já ter trabalhado junto dos CDs de diversos artistas cristãos, este é o primeiro trabalho solo de Jairinho. A gravadora Sony Music já tem agendado diversos eventos de divulgação do álbum, bem como promoções e entrevistas, cumulada com campanhas na internet, sobretudo em redes sociais.
O álbum é o resultado de uma parceria entre a Sony Music e o selo Reuel Studios, pertencente ao cantor. As músicas que fazem parte do CD tem a autoria de Tony Ricardo. Entre elas está o seu primeiro single, “Canaã Chegou”.
Para ouvir “Canaã Chegou”, acesse a página da Sony Music Gospel no SoundCloud.
Fonte: Gospel+
Com informações de Sony Music

Pastores são proibidos de recolher o dízimo em presídios

A nova regulamentação para cultos em presídios, elaborada pelo Conselho Nacional de Política e Penitenciária (CNPCP), proíbe que pastores vendam materiais religiosos ou recolham dízimos e ofertas dentro das penitenciárias. Essa nova norma engloba todas as religiões.

Em relação à segurança, foi definido que os religiosos voluntários para prestar assistência aos presos não precisam mais passar por revista íntima, porém apenas entidades com mais de um ano de fundação poderão se cadastrar para exercer atividades dentro das cadeias. “A resolução efetiva o direito, deixando bem claro o direito da prática religiosa, mas sem abrir mão da segurança, porque estamos falando de presídios e não de locais abertos”, resume o presidente do CNPCP, Geder Luiz Rocha Gomes.

Materiais necessários para a realização de cultos, como por exemplo, Bíblias, estão liberados, porém há uma observação de que qualquer material usado não pode representar riscos à segurança do estabelecimento.

Segundo informações do Exibir Gospel, o Pastor Edvandro Machado Cavalcante, que coordena os trabalhos da Pastoral Carcerária da Igreja Metodista no Rio de Janeiro, elogiou as novas normas, pois ele entende que agora, há mais clareza em relação às regras. “A legislação dava uma de João sem braço. Isso era um ponto muito delicado, principalmente aqui no Estado do Rio. Os agentes penitenciários não faziam, mas teoricamente poderiam fazer. Acho muito importante que isso fique claro. Porque aquela revista é vexatória”, relata Cavalcante.

O Pastor concorda com a proibição em relação às ofertas: “Ir lá para arrecadar junto a essa população tão espoliada é uma indignidade, violenta o principio mais básico da dignidade humana. É uma preocupação de muito bom tom, apesar da portaria 005 da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária di Rio de Janeiro (SEAP), que regulamenta a ação do agente religioso, já deixar claro que não pode haver comércio nem arrecadação”, afirma.

Fonte: Gospel+

Assembleia de Deus é atacada pelo exército de Miamar; Fiéis são sequestrados para serem escravos

A Igreja Assembleia de Deus em Muk Chyik, em Mianmar (país localizado no sul da Ásia) sofreu ataques por uma tropa do exército daquele país. Segundo informações do Gospel Prime, os soldados efetuaram disparos contra os fiéis no dia 06/11.

“Os militares de Mianmar desencadearam uma onda de terror contra civis num momento em que o regime está falando sobre reforma”, afirmou Benedict Rogers, da Christian Solidarity Wordwide (em tradução livre, Rede Cristã Mundial de Solidariedade). Um relatório desta entidade afirma que o Pastor Yajawng Hkawng foi torturado, assim como o diácono Hpalawng Hkawng Lum.

O ataque feito pelos soldados da 88ª Divisão de Infantaria Ligeira do Exército de Mianmar não se restringiu a tortura dos presentes no local. O mesmo relatório afirma cinquenta fiéis foram presos e obrigados a trabalharem como escravos, realizando o carregamento da tropa, que também levou o cofre da igreja, onde eram guardadas as ofertas e dízimos.

A crise pela qual os cristãos passam no país asiático é a mais severa dos últimos tempos, com relatos de assassinatos, torturas físicas e psicológicas, estupros e perseguição.

Fonte: Gospel+

Hospitalizada, muçulmana evangelizada por missionários cristãos vai do céu ao inferno e se converte

Uma muçulmana russa converteu-se ao cristianismo após uma experiência familiar trágica, que desencadeou em um milagre. Ela vivia junto com o esposo, que ciumento, a acusou de traição e a esfaqueou diversas vezes, após ter bebido. Por uma questão de segurança, os nomes verdadeiros do casal foram omitidos, segundo o Gospel Prime.
Socorrida ao hospital, a mulher precisou passar por cirurgias de emergência e seu marido foi preso, acusado de tentativa de assassinato. Porém, devido ao ataque, a saúde da russa foi ficando cada vez mais frágil. Enquanto esteve internada, ela recebeu a visita de missionários cristãos, que deixaram um número de telefone para que ela retornasse, caso precisasse.
Na sequência de sua recuperação, teve uma crise e perdeu a sensibilidade das mãos e dos pés, e antes que pudesse identificar a causa desses sintomas, a mulher relata que foi arrebatada: “Eu não via quem me segurava, mas senti que era Deus. Rapidamente, comecei a subir. Via as estrelas, e o sol e a lua passaram como um relâmpago. Cheguei até o céu. Tudo era muito bonito. Ouvia uma voz falando comigo. Comecei a suplicar: ‘Senhor, eu não estou pronta para vir para Ti agora. Eu tenho um filho e pais idosos que precisam de mim. Não me leve, por favor. Eu não o conheço bem, Senhor. Ensina-me, para que eu possa viver somente para Ti”, conta emocionada.
Ela afirma que após essa breve oração, ouviu uma voz que a tranqüilizou. “’Calma! Vou te dar uma chance de ser minha filha e viver. Mas antes de voltar, quero te mostrar o paraíso e o inferno’”, conta a russa, que descreve os lugares por onde passou: “No céu, tudo é belo, todo mundo estava feliz! Eu realmente queria ficar ali, mas de repente, estávamos no inferno… Que horror! As pessoas em meio ao fogo eram horríveis, a atmosfera era insuportável. Sentia uma forte sede, como nunca havia sentido. ‘Dê-nos água’, gritavam aquelas pessoas, mas não havia água para lhes dar. Para saciar a sede, eles colocavam pedras na boca, mas isso não matava a sede deles. Deus me disse: ‘Não há água aqui’. Quando dei por mim, começamos a voltar. Mais uma vez o sol, a lua e as estrelas passavam numa velocidade incrível. Voltei ao meu corpo e sentia minhas mãos e pés outra vez”.
Acreditando estar curada, a russa removeu os aparelhos que a mantinham viva e pediu água aos enfermeiros, que a repreenderam para que não tirasse os equipamentos. “Estou curada”, retrucou, antes de ligar de volta para os missionários e contar-lhes sua experiência.

Fonte: Gospel+