quinta-feira, 22 de abril de 2010

Após conversa com Pastor Marcos Pereira, homem que pichou o Cristo Redentor se entrega a polícia


O pintor de paredes Paulo Souza dos Santos, de 28 anos, confessou ter pichado a estátua do Cristo Redentor, na noite de 14 de abril, e afirmou que vai se entregar à polícia na próxima segunda-feira (26).

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A confirmação foi feita nesta quarta-feira (21) pelo pastor Marcos Pereira da Silva, que realiza trabalhos de evangelização em favelas, e a quem o pintor procurou para pedir apoio.

Segundo o dirigente da Igreja Assembléia de Deus dos Últimos Dias, seu advogado, Alexandre Magalhães, procurou a titular da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal e ficou acertado que Paulo se apresentará na segunda-feira (26).

“Ele está arrependido e isso deve ser levado em consideração”, acredita o pastor. Paulo está escondido na casa de um amigo, temendo sofrer algum tipo de hostilidade.

Além de Paulo, a polícia apontou Edmar Batista de Carvalho, de 26 anos, como o outro pichador do monumento. Os responsáveis pelo vandalismo serão acusados por crime ambiental e injúria discriminatória e, se condenados, podem pegar até quatro anos de prisão.

A estátua do Cristo Redentor amanheceu pichada na quinta-feira (15) em parte dos braços e na face. As pichações diziam “Onde está a engenheira Patrícia?” e “Quando os gatos saem os ratos fazem a festa”.

A entrega

Com cara de arrependido, voz embargada, e demonstrando alguma surpresa pela recompensa que ofereceram por sua captura, o pintor de paredes Paulo Souza dos Santos, de 28 anos, confessou, na noite desta quarta-feira (21), que pichou a estátua do Cristo Redentor na noite de quarta-feira (14). Ele admite que não esperava que isso fosse causar tanta repercussão e, ao lado do pastor Marcos Pereira da Silva, a quem procurou para pedir apoio, foi orientado a se entregar à polícia nesta quinta-feira (22).

“De repente acordei e me senti um traficante, procurado, criminoso. Sou trabalhador, chefe de família, não esperava isso. Sei que estou errado. Pedi perdão à Deus e quero pedir também a todas as pessoas. Não tenho preconceito contra nenhuma religião e nem sou racista”, diz.

Inicialmente, ele pensava em se entregar na segunda-feira (26).

Morador de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, Paulo é casado, pai de um filho de quatro anos. A mulher do ex-soldado do Exército está grávida de quatro meses. Segundo ele, sua família ficou indignada quando soube que ele era o autor da pichação.

Sem querer comprometer o outro rapaz que teria participado da pichação – “Eu respondo por mim” -, Paulo não sabe explicar bem por que pichou as frases “Onde está a engenheira Patrícia” e “Quando os gatos saem os ratos fazem a festa” deixadas no monumento.

“Foi só um protesto para alertar sobre pessoas desaparecidas”, tenta justificar. O outro suspeito foi identificado pela polícia como Edmar Batista de Carvalho, de 26 anos.

Crime ambiental
Os responsáveis pelo vandalismo serão acusados por crime ambiental e injúria discriminatória e, se condenados, podem pegar até quatro anos de prisão.

“Pensei em colocar uma faixa, só depois resolvi fazer a pichação com o spray que estava comigo”, contou o pintor. No entanto, admite que, quando viu as câmeras de seguranças – não sabia que estavam desligadas – cobriu o rosto com a camisa antes de subir nos andaimes das obras de reforma da estátua.

O advogado Alexandre Magalhães, que acompanhou as declarações do pintor ao lado do pastor Marcos e do cantor Waguinho, integrante da Igreja Assembléia dos Últimos Dias, espera que ele responda pelas acusações em liberdade.

“Ele está disposto a se apresentar e contar toda a verdade. É trabalhador e tem residência fixa. Além disso, não tem passagem pela polícia”, disse o advogado.

Fonte: G1 / Gospel+

Francisco de Assis: sanfona na mão e Jesus no coração


Ele é o principal representante da música gospel nordestina. Com mais de trinta anos de ministério e dezenas de CDs lançados, Francisco de Assis evangeliza através de um estilo próprio que mescla o popular forró ao tradicional louvor e adoração. Em entrevista ao site Line Records, o cantor fala sobre conversão, ministério, preferências e planos para o futuro.

Como conheceu a palavra de Deus?
Através de programas de televisão apresentados pelo Bispo Macedo.

E sua conversão, como aconteceu?
Conheci a Deus através de um problema de saúde da minha esposa.

Como começou seu ministério musical?
Desde pequeno eu já era músico e quando cheguei à IURD tive a oportunidade de continuar cantando, porém com a mensagem evangelística, mantendo a mesma cultura musical nordestina, que é a minha raíz.

Quais são suas influências musicais?
Antes de vir para a IURD eu já era cantor e me inspirava muito nos ritmos do trio nordestino “Os Três do Nordeste” e de Luiz Gonzaga. Hoje aproveito para levar minhas músicas ritmadas para evangélicos e não-evangélicos.

A escolha pelo estilo nordestino se deu por alguma razão especial?
Essa escolha se deu pelo fato de ser nordestino e ter convivido com muitos artistas nordestinos, além de ter composto muitas músicas com os mesmos e também de gostar do toque da sanfona, do replique do triângulo e do som da zabumba.

Quantos álbuns têm em sua discografia?
São dez álbuns, sendo cinco pela Line Records, além das Seleções de Ouro e músicas nas coletâneas “As Canções Preferidas do Bispo Macedo”, “Louvor Deles”, “As Melhores da Rede Aleluia”, “Louvores da Universal”, “Coletâneas de Israel”, “Sertanejo Gospel”, “Cultura Evangélica”, entre outras.

E o CD “Alma Sertaneja”, o que ele traz de especial?
Neste CD eu tive a oportunidade de acompanhar de perto toda a produção, os efeitos, letras de músicas, etc. Eu mesmo toquei o acordeon e fiz do jeito que eu pretendia, destacando o instrumento principal do nordeste, que é sanfona.

Por que decidiu gravar uma música que resume a sua história de vida?
Porque queria evangelizar através da música com a minha história de vida, mostrando o que Deus fez de maravilhoso nela. Muitas vezes não temos a oportunidade de contar o nosso testemunho, mas a música chega a todas as classes sociais.

Como está a divulgação deste trabalho?
Estamos participando de muitas entrevistas e shows em outras instituições. Também tive a oportunidade de ir em vários programas de televisão, contando e mostrando a minha história de vida. Tenho visitado vários estados, principalmente nas regiões Sul, Norte e Nordeste.

E seus planos para o futuro, poderia adiantar algum?
Tenho planos de continuar evangelizando através das músicas que Deus me inspira a transmitir para o povo, ou seja, continuar pregando a palavra de Deus, propósito para o qual fui escolhido. O primeiro plano da minha vida é levar as pessoas a conhecerem a Deus e serem salvas.

Bate Bola

Natural de: Lagoa de Dentro / Paraíba

Idade: 56 anos

Estado civil: casado

Filhos: Três (Ana Paula, Adriano e Alessandro)

Igreja em que congrega: Universal do Reino de Deus – Catedral – Natal /RN

Tempo de conversão: 31 Anos

Prato preferido: Feijão Verde e Galinha Caipira

Cantor preferido: Valdeci Aguiar e Bispo Marcelo Crivella

Música preferida: Armadura de Deus

Ator preferido: Fernanda Montenegro

Livro: Os passos de Jesus (Bp. Macedo).

Versículo: “Porque Todo Aquele que é de Deus Vence” (l João, cap. 5, vers. 4)

Um bom lugar para descansar: minha casa.

Mania: sempre que estou em casa abro a geladeira a todo instante e como alguma coisa

Defeito: ser pontual demais

Virtude: paciência

Recado para os internautas do site Line Records: Obrigado a todos aqueles amigos de fé, que acompanham meus trabalhos e que divulgam pela internet, jornais e outros meios de comunicação. Fico muito feliz de ter vocês de alguma forma perto de mim. Que o Senhor Jesus abençoe abundantemente suas vidas. Um abraço do seu Amigo Sertanejo Bispo Francisco de Assis!

Fonte: Line Records/OVERBO

Suzana Vieira afirma que Jesus não é o filho de Deus


Com uma flor no cabelo, blusa de paetés e milhares de jóias, Suzana Vieira entrou no auditório Plínio Salgado, onde ocorreu a coletiva de imprensa com os atores da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, na noite da última quinta-feira, causando rebuliço. Já na porta, a atriz dá mostras que não é exatamente uma pessoa paciente e simpática: “Não, meu bem, vou primeiro conversar com os jornalistas, depois, se você quiser, a gente tira uma foto”, falou para algumas de suas inúmeras fãs presentes.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Um ponto para ela, que respeitou os repórteres que estavam esperando pela coletiva. Na hora de sentar, porém, outro problema: a cadeira era muito baixa. “Ai gente, vou sentar nisso não. Arrumem alguma cadeira mais alta!”, reclamou. Questão resolvida, Suzana começa a entrevista falando de sua Maria, que seria diferente das feitas em anos anteriores. “Queria uma personagem inconformada. Gente, o filho dela está morrendo, não posso ficar só chorando. Nenhuma mãe ficaria”.

Polêmica, ela revela que discorda que Jesus seja filho do Espirito Santo, como escrito na Bíblia. “Para mim, ele foi concebido por José e Maria e só depois Deus o escolheu para representar seu filho na terra”. Na primeira pergunta da noite, mais um “fora”. Uma criança presente na plateia pergunta: “E quem é Maria para você?”. Suzana retruca de pronto: “Meu filho, passei meia hora falando justamente isso”.

Segunda pergunta da noite: “Suzana, percebemos que você teve dificulade com a sincronia entre suas falas e o texto pré-gravado…”, ensaia um jornalista da Rádio Palmares. Antes dele concluir o raciocínio, outra resposta desconcertante da atriz. “Você foi o único jornalista que veio aqui fazer uma pergunta irritante. Parece com os repórteres cariocas. Errei sim, porque não estou acostumada. Esse sistema só existe aqui, até na Brodway usa-se microfones”, disse aspera e irônica.

Ela também revelou que seu filho, nora e neto mais velho, devem vir no próximo sábado, direto dos EUA, para ver o espetáculo. “Descobri que aqui no Recife vocês têm voo direto para Miami. Pedi para os meninos virem me assistir, porém eles voltam na segunda-feira. Pois é, a gente é rico né? A gente pode!”, afirmou, arrancando gargalhadas da plateia.

E as pérolas da atriz não param por aí. Entre um e outro comentário, Suzana disse que acha incrível como algumas pessoas do Nordeste, região que considera atrasada e miserável, conseguem subir na vida. “Quando fiz Maria do Carmo, na novela Senhora do Destino, quis mostrar uma nordestina que não é pobre, nem palhaça. As pessoas têm essa ideia daqui e quis fazer diferente”.

Suzana explicou ainda a causa da vermelhidão do seu olho esquerdo. “Fui tirar uma foto e acabei, eu mesma, enfiando um graveto no meu olho. Mas, amanhã vou para Caruaru. Me disseram que tem uns três bons médicos lá e que eu poderia me consultar com eles sem receio”. Por fim, na hora das fotos, mais uma “graça”. Ao tentar enquadrar a atriz, o fotógrafo demorou um pouco para achar o foco da máquina. Suzana, então, se irritou: “Meu filho, se você trabalhasse comigo, já estaria demitido”.

Fonte: Diário de Pernambuco / Gospel+
Via: O Galileo

Homossexualidade é "pecado grave" como o "homicídio

As paróquias da Baixa-Chiado estão a distribuir um panfleto de preparação à confissão, "sacramento de penitência e da reconciliação", lê-se na capa. E um dos "pecados graves" que os crentes se devem penitenciar diz respeito à vida sexual. "Guardei a castidade? Consenti em maus pensamentos? Participei em conversas indecentes. Pratiquei alguma acção grave contra a castidade (masturbação, relações sexuais fora do casamento, leitura, audição ou visionamento do material pornográfico, práticas homossexuais)?
Aquelas são algumas questões que as pessoas devem colocar se querem "obter a reconciliação com Deus e com a Igreja". Tal como as perguntas sobre se cometeram "alguma falta contra os direitos sagrados da vida: homicídio, aborto, eutanásia, violência contra os outros, suicídio tentado ou planeado, uso de drogas, abuso de álcool, condução imprudente e sistemática, riscos desnecessários e excessos tomados por aventureirismo ou bravata, ou qualquer acção que represente violação do 5.º mandamento da lei de Deus".
José Ribeiro e o companheiro ficaram indignados quando encontraram o folheto na Igreja de S. Nicolau. Sentem-se tratados como criminosos e é contra isso que lutam. O DN não conseguiu falar com o padre daquela paróquia.
António Sezerdelo, presidente da Opus Gay, tem nome de santo e educação religiosa. Vai todos os anos a Pádua, Itália, diz ter grandes debates no confessionário, mas nunca deixou a religião: "Não ando à procura de uma religião cómoda. E já tem havido padres que me disseram, quando refiro a minha homossexualidade: "Só isso, mas quais são os pecados?"
Os homossexuais católicos congratulam-se pela aprovação da lei sobre o casamento de pessoas do mesmo sexo, algo que o cardeal- -patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, classificou como uma "ousadia". "Estamos a viver um momento de ousadia quando se quer decidir que, afinal, o casamento já não é, necessariamente, a união de um homem e de uma mulher", afirmou o prelado há uma semana, no congresso dos Centros de Preparação para o Matrimónio, em Fátima. E apelou: "Ajudem os cristãos a escolherem noivos ou noivas que possam fazer com eles esta caminhada. Expressões como 'ele (a) não se importa, respeita, não se opõe', não chegam", realçou o prelado, que acrescentou: "As núpcias cristãs supõem sempre uma intimidade e uma cumplicidade com Jesus Cristo, que só é plena se for do casal."

DN/Notícias Cristãs

Igreja cubana defende libertação de presos e diálogo com os EUA

O líder da Igreja Católica em Cuba, cardeal Jaime Ortega, pediu, em entrevista publicada na segunda-feira, que o regime comunista liberte seus presos políticos e retome o diálogo com os Estados Unidos.
Na entrevista, publicada pela revista católica Palabra Nueva (www.palabranueva.net), o arcebispo de Havana diz que Cuba atravessa uma "situação muito difícil".
As autoridades cubanas têm sofrido pressão internacional para libertar cerca de 200 dissidentes que estariam detidos, e as críticas aumentaram depois da morte, em fevereiro, do preso político Orlando Zapata, após 85 dias de greve de fome, e das agressões, em março, ao grupo Damas de Blanco, que reúne familiares de dissidentes presos.
"Com respeito aos presos por causas políticas, a Igreja fez historicamente todo o possível para que sejam postos em liberdade, não só os doentes, mas também outros", disse Ortega.
O presidente cubano, Raúl Castro, afirma haver uma campanha internacional contra o regime comunista, e já advertiu que não cederá a "chantagens".
Ortega disse que a "violência midiática" contra Cuba exacerba a crise, mas alertou sobre incidentes de violência dentro da ilha, e qualificou de "penoso" o assédio de simpatizantes do governo às Damas de Blanco.

Reuters/Notícias Cristãs

Associação de teólogos cristãos pede renúncia de Bento 16


Segundo manifesto, o papa "não tem mentalidade" para responder aos problemas da Igreja.
Associação de teólogos defende a democratização da igreja e que os fieis católicos participem das eleições dos cargos de responsabilidade do Clero.
A Associação de Teólogos João 23 pediu nesta quarta-feira (21), em um manifesto, a renúncia de Bento 16. Segundo o jornal espanhol El País, eles consideram que o papa não tem a idade nem a mentalidade para lidar com os desafios que a Igreja Católica enfrenta.
"Nos parece que o pontificado de Bento 16 está esgotado e que o papa não tem a idade nem a mentalidade para responder adequadamente aos graves e urgentes problemas que a Igreja Católica possui atualmente", diz o manifesto do grupo, divulgado pelo jornal.
A associação foi criada em 1982 com o objetivo de cultivar o espírito de liberdade e diálogo do Concílio Vaticano 2 e reúne teólogos cristãos. Os membros da associação exigem a saída do papa. “Pedimos para ele, com o devido respeito à pessoa do papa, que apresente a renúncia de seu cargo”.
De acordo com o manifesto, as propostas são destinadas à transformação evangélica da Igreja Católica e incluem iniciar um processo de democratização da Igreja com a participação de todos os fiéis católicos na eleição dos cargos de responsabilidade dentro do clero.
A associação diz que acredita que a atual organização da Igreja Católica é obsoleta e corresponde mais a uma monarquia absoluta do que a um movimento fundado por Jesus. Além disso, eles mencionam que, desde as origens do Cristianismo e durante vários séculos, a igreja foi organizada e governada com a participação do povo.

Teólogo pede que clero se rebele contra pontificado de Bento 16
No dia 15 deste mês, o teólogo suíço Hans Küng pediu que o clero da Igreja Católica se rebele contra o pontificado de Bento 16, diante dos atuais escândalos de abusos de menores.
A questão da pedofilia ganhou força no fim do ano passado, e desde então, a igreja está sendo abalada com inúmeras queixas de casos de padres que abusaram de crianças.
A situação se agravou nos últimos meses quando suspeitas de encobrimento de casos de pedofilia envolveram o próprio papa.
Segundo o Vaticano, o papa não sabia pessoalmente dos abusos cometidos pelos padres. Bento 16 disse que sente vergonha pelos episódios de pedofilia.

AFP/Notícias Cristãs

Lucas reaparece e diz que é feliz

Acusado pela avó de ter desaparecido depois de entrar para a seita, Lucas reaparece e diz que mora com mãe e irmãs em uma associação de agricultura familiar.
O adolescente José Lucas Lourenço de Almeida, 16 anos, que a avó Valdete Ferreira da Silva, 60, diz ter desaparecido depois de entrar para a seita religiosa Jesus Verdade que Marca em 2005, apareceu terça-feira em encontro marcado com o BOM DIA e negou as acusações contra a seita.
“Nem seita existe. O que há é uma associação em que todas as pessoas trabalham igualmente em fazendas, produzem e sobrevivem desse trabalho”, disse o rapaz.
“Vivo ali com minha mãe, meu pai e minhas irmãs. E não é trabalho escravo. Trabalhamos e somos bem tratados. Eu sou feliz ali. Tenho meus amigos, fazemos nossas tarefas, jogamos bola”, acrescentou.
Sobre as denúncias feitas pela avó e pela também adolescente identificada como Priscilinha – uma das 10 rio-pretenses supostamente aliciadas pela seita –, de que o rapaz teria sofrido castigos e privações por se relacionar com outra adolescente, Lucas disse: “Isso é assunto da minha intimidade, que tenho direito de preservar. Mas sobre os castigos, posso garantir que é enorme mentira.”
O encontro aconteceu terça de manhã em Olímpia, no escritório do advogado Silvio Roberto Ribeiro de Lima, que representa judicialmente a associação citada por Lucas. O neto compareceu ao encontro acompanhado da mãe Valéria Cristina Souza de Almeida, 41 anos, filha de Valdete.
Na saída, encontraram Valdete, que tinha acompanhado a reportagem, e foram abraçá-la. Não houve entendimento.
Sobre as acusações da mãe, Valéria rebate: “Já convidamos minha mãe para ir lá. Ela sempre recusa.”
Valéria também desmentiu a existência da seita. “Somos uma associação onde cada qual executa uma tarefa. Posso trabalhar na cozinha, na estufa de mudas, na criação de porcos, plantação de morangos. Cada qual dá sua contribuição.”

Lavagem cerebral

Valdete diz que a filha e os netos sofreram lavagem cerebral e por isso defendem a seita. “Eles venderam uma casa e deram todo o dinheiro para os pastores. Agora a seita faz a cabeça deles para não ter de devolver o dinheiro.”
Valéria ri dessa afirmação. “O dinheiro da casa está em uma poupança”, rebateu, sem mostrar qualquer documento da aplicação financeira. Lucas disse que está estudando. Mas não soube dizer o nome da escola.
“Faltam alguns documentos que estou providenciando. Quero me formar técnico veterinário ou agrícola para ajudar mais no trabalho das fazendas.”
A entidade está registrada no cartório de Andrelândia (MG) como associação de Agricultura Familiar Paraíso Manancial.

Estatuto

O advogado Silvio Lima apresentou o estatuto que revela o objetivo da associação: “Desenvolver e estimular a busca de soluções conjuntas para uma melhor qualidade de vida de seus associados, através da igualdade e cooperação mútua, baseando-se no princípio da propriedade comunal, na produção e no consumo, tendo como princípio que cada um dá de acordo com sua capacidade e recebe de acordo com sua necessidade.”
As acusações contra a seita começaram em 2005. A Associação de Agricultura Familiar Paraíso Manancial só foi criada em 2009.

Rede Bom Dia/Notícias Cristãs

Polêmica de véu islâmico continua em Madrid


Aumentam os gestos de solidariedade para com a jovem de 16 anos, Najwa Malha, expulsa da sala de aula por usar um véu islâmico na cabeça, em Portuzelo, Madrid.
São já cinco as alunas do Instituto espanhol que se apresentam esta terça-feira com a vestimenta islâmica. Mas as cabeças cobertas, eram mais um gesto simbólico do que propriamente um desafio às normas do estabelecimento de ensino. As cinco raparigas espanholas mas de origem marroquina destaparam as cabeças antes de entrar na escola.
«Esta terça-feira ninguém entrou com véu na escola, sabem que não podem usar e tiram-no sem problema» , disse ao El País, a secretária da escola Camilo José Cela, Rosa Bernal, acrescentando que o dia está a correr dentro da normalidade.
As normas do instituto são claras, não é possível dentro da escola usar gorros, chapéus ou qualquer outro adereço que tape a cabeça. O pai da menor Najwa, Mohamed Malha, diz que o regulamento contradiz o artigo 32 da Constituição, que garante a liberdade religiosa.
A jovem está com uma depressão e corre o risco de se hospitalizada. Em declarações ao El Pais, Najwa disse que usa a cabeça coberta porque isso a faz sentir bem com a sua religião e também porque gosta. «Sinto-me discriminada», contou.
A secretária do Instituto diz que o conselho escolar, composto por pais, alunos, professores e pessoal não docente vai-se reunir esta terça-feira à tarde para tomar uma decisão. A direcção, que não permite a entrada a jornalistas, prefere não entrar em polémicas. No final da reunião será emitido um comunicado com a decisão final acerca do assunto.

IOL/Notícias Cristãs

Famosas convertidas gravam programa cristão


Elas cansaram de ser sexy. Regininha Poltergeist, Roberta Foster e Marinara Costa agora vão falar sério e sobre temas religiosos. No projeto Boladas, atração que a pastora Priscilla Mastrorosa, da igreja Bola de Neve - que reúne vários famosos -, está produzindo para a TV, elas debatem assuntos cotidianos sob o ponto de vista bíblico. Como celebridades chamam a atenção em qualquer lugar, nos templos não é diferente e a presença delas é fundamental para o sucesso da ideia.
"Fazer esse programa com mulheres cristãs comuns não teria o mesmo impacto. Percebi que, quando artistas se convertiam, todos tinham curiosidade para ver seus testemunhos. Então, resolvi juntá-las para que pudessem passar suas histórias e contar sobre suas transformações", justifica a pastora.
Depressão e sucesso profissional fazem parte das conversas e as convidadas variam de acordo com o assunto do dia. Roberta Foster conversou sobre drogas, sexo e até a tragédia do Haiti em um dos programas já gravados. A atriz, que recentemente fez uma participação em Cama de Gato como a prisioneira Geni, ficou muito conhecida como a Eva do Zorra Total.
"Enquanto fiz essa personagem, me afastei da igreja. E sofri em vários setores da minha vida. As pessoas acham que artista não tem problemas e é interessante elas verem nossa experiências para se identificarem. Há um ano, me firmei na fé e cheguei a receber convites de outros trabalhos também muito ligados à vaidade, mas estava preparada para dizer não. Tanto é que em Cama de Gato fiz algo totalmente diferente do que fazia. Agora tenho foco", avisa Roberta.
Munida de um piloto e três programas, em fase de finalização, a pastora pretende ter um bom material em mãos para apresentar a uma emissora até o final de maio. Com 170 templos no Brasil e cerca de 1.200 fiéis frequentando os cultos no Rio só aos domingos, a Bola de Neve já tem um horário na madrugada da Rede TV!.
"Mas agora o perfil do programa é outro. Tem uma hora de duração e mostra a importância de uma pessoa se levantar depois de tantas quedas", diz Priscilla, citando o exemplo de Regininha Poltergeist: "Quando ela chegou à igreja, estava para lançar seu quarto filme pornô, depressiva, triste. É legal ver como se levantou. É bom ver o crescimento espiritual e de vida de cada uma", valoriza.

Terra/Notícias cristãs

Malta relata no Senado detalhes da CPI da Pedofilia em Alagoas


O presidente da CPI da Pedofilia, senador Magno Malta (PR/ES), fez um pronunciamento no plenário do Senado Federal nesta terça-feira, 20, onde relatou detalhes sobre os três dias de depoimentos colhidos pela CPI no município de Arapiraca.
Malta disse que, diante das evidências e testemunhos, o monsenhor Luiz Marques, ex-pároco da Igreja São José, – preso no domingo após prestar depoimento a CPI – deveria optar pela delação premiada .
O senador também teceu comentários acerca do vídeo que foi exibido no Fórum de Arapiraca, onde o monsenhor aparece mantendo relações sexuais com um ex-coroinha de 19 anos: “Se eu tivesse metade do vigor dele, minha mulher seria a mulher mais feliz do mundo”, disse.
Entre outros detalhes, Malta criticou o consumo de bebidas alcoólicas pelo religioso e disse que o padre molhava o pênis dos ex-coroinhas no uísque antes da prática de sexo oral. O ex-coroinha que aparece no vídeo afirma que era abusado sexualmente pelo padre desde que era menor de idade.
Malta falou ainda que denúncias sobre supostas ameaças de morte aos coroinhas também estão sendo investigadas pela CPI e solicitou a presença do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para acompanhar o depoimento do padre Edílson Duarte, em Brasília, onde outras lideranças religiosas devem depor e novas prisões podem ocorrer.
O Monsenhor Luiz Marques teve a prisão decretada pela Justiça após ter sido encontrado em sua residência indícios de que poderia deixar o Estado. Na tarde desta terça-feira ele deixou a sede do 3º BPM em Arapiraca e cumpre prisão domiciliar.

Agência Senado/Notícias Cristãs

Mara Maravilha diz que Dia D é um símbolo de libertação

Mara: "Eu não era feliz como hoje"

Para a cantora, a fé a ajudou a superar problemas pessoais e a solidão.

A cantora gospel Mara Maravilha, que fará um show nesta quarta-feira (21) no Dia D, no Autódromo de Interlagos, na zona Sul de São Paulo, afirmou à reportagem do R7 que o evento é um símbolo de libertação em sua vida. Evangélica há 14 anos, Mara disse que não se sentia totalmente realizada antes da conversão.
- Não era feliz como hoje. Eu era viciada em remédios e sofria de solidão. Hoje, meus conflitos e lutas são resolvidos de outra forma.
Na expectativa para o show, que deve começar às 15h, Mara contou que sua próxima missão é gravar um DVD em Israel. A cantora disse que já perdeu a conta de quantos CDs já tem gravados.
Segundo Mara, a ideia de produzir músicas gospel surgiu do conflito entre acreditar e ter fé em algo e cantar outro tipo de música.
- Sou dona de casa, procuro ter uma vida onde o deslumbre não prevaleça e eu possa ser uma cantora de Deus.
Durante a entrevista, Mara Maravilha disse que sempre foi uma pessoa de muita fé. Ela lembrou a música que gravou com o cantor Roberto Carlos, Jesus Cristo. Atualmente, ela está casada e ainda não tem filhos.

R7/Notícias Cristãs

Padre teria pago R$ 40 mil para tentar barrar vídeo de sexo

Segundo advogado, o religioso Luiz Marques Barbosa foi vítima de extorsão.
Polícia Civil encontrou na casa do religioso provas como passagem de avião, bebidas alcóolicas e cremes corporais íntimos.
O religioso Luiz Marques Barbosa, 82, ex-pároco de Arapiraca (AL) e investigado por suspeita de abuso sexual de adolescentes, teria pago R$ 40 mil em 2009, segundo seu advogado, para tentar barrar a divulgação de um vídeo em que aparece fazendo sexo oral em um rapaz. Algumas das imagens foram divulgadas em março em um programa de televisão.
Daniel Fernandes, defensor de Barbosa, disse que o sacerdote foi procurado no final de 2008 por dois advogados que pediram inicialmente R$ 5 milhões para não divulgar as imagens. Eles falavam em nome de dois ex-coroinhas que acusaram o, à época, monsenhor de ter abusado sexualmente deles desde crianças. Um terceiro ex-coroinha é que aparece no vídeo – segundo o religioso, ele já tinha mais de 18 anos na época.
Em junho do ano passado, sempre segundo Fernandes, o religioso relatou a tentativa de extorsão que vinha sofrendo a seu defensor, que passou a negociar os valores.
O acordo firmado entre Barbosa e os ex-coroinhas, segundo Fernandes, previa o pagamento de R$ 32 mil para quitar uma dívida dos rapazes com um agiota, R$ 7.000 para os honorários dos dois advogados e mais uma ajuda pessoal de R$ 500 a cada um. Em outubro, eles voltaram a pedir mais dinheiro e ameaçaram entregar o vídeo a uma emissora de TV. Segundo Fernandes, o sacerdote não tinha mais dinheiro.
No domingo, Barbosa foi preso preventivamente após depor na CPI da Pedofilia, pois a polícia suspeitava que ele fugiria do país – tirou passaporte recentemente. Ontem, a Justiça decretou a prisão domiciliar.
Fernandes disse que encaminhou em novembro uma notícia-crime ao Ministério Público do Estado relatando a extorsão, à qual foram anexadas as gravações de conversas telefônicas com os rapazes e um recibo assinado por eles. Nas gravações, os rapazes pedem dinheiro a título de compensação pelo abuso sexual sofrido.
Segundo o advogado, nem a Polícia Civil nem o Ministério Público investigam a suposta tentativa de extorsão.
O promotor José de Oliveira Neto, que acompanha o caso, disse que determinou a investigação do caso no inquérito que apura o suposto caso de abuso sexual. Afirmou ainda que tem dúvidas de que se trata de extorsão. A delegada Maria Angelita Sousa, que apura a suspeita de abuso sexual, disse que foi aberto um novo inquérito para investigar a suposta extorsão.

Providências
O bispo da Diocese de Penedo (AL), Dom Valério Breda, disse por meio de seu advogado que tomou todas as medidas possíveis diante da suspeita de abuso sexual por parte de três sacerdotes, incluindo o sacerdote. Segundo o advogado, Barbosa foi afastado de sua paróquia já em 2009, após os primeiros rumores sobre ele.

Prisão domiciliar
O padre Luís Marques Barbosa deixou nessa terça-feira (20) a carceragem do 3º Batalhão de Polícia Militar, em Arapiraca. O advogado do sacerdote, Edson Lucena Maia Neto, conseguiu junto ao juiz Rômulo Vasconcelos que o pedido alternativo de prisão domiciliar fosse acatado.
De acordo com o advogado, o padre aguardará em casa a avaliação da Justiça quanto ao pedido de revogação. “Nós conseguimos o deferimento no tocante ao pedido da prisão domiciliar e o monsenhor ficará em casa enquanto o juiz analisa a outra solicitação que é a revogação do decreto. Estou, inclusive, neste instante, agilizando a transferência do meu cliente aqui no batalhão”- esclarece o advogado.
Quanto ao motorista José Reinaldo e a cozinheira do monsenhor, o advogado disse que ainda não constituíram advogados. “A família disse que ia avaliar a situação e depois me procuraria para ver se eu assumiria a defesa dos mesmos. Mas, até o momento isso não ocorrei”- disse Edson Lucena.
Ele acredita que também só obterá algum posicionamento sobre a revogação do decreto de prisão do monsenhor na próxima semana, por conta do feriado do dia 21.

Punição pela Igreja
Os padres Luiz Marques, Raimundo Gomes e Edilson Duarte poderão sofrer a pena máxima da Santa Sé dada a religiosos, caso seja comprovado que eles cometeram crime de abuso sexual contra menores. Conforme o instrutor investigador do caso na Diocese de Penedo, padre Daniel do Nascimento, eles poderão receber demissão do estado clerical. Os acusados foram afastados das funções clericais, e por isso, Luiz Marques e Raimundo Gomes perderam também o título de monsenhor.
“Existe a possibilidade de eles perderem, de forma permanente, todas as ordens, e assim não poderem mais ministrar eucaristia, celebrar missas e fazer confissões, casos os crimes relacionados à pedofilia sejam comprovados. Nesse caso, a punição vem da Santa Sé, no Vaticano, não é uma decisão da diocese”, disse padre Daniel. Ele explica que mesmo nesse caso, eles não perdem a condição de cristãos católicos, e poderão participar como leigos de ritos religiosos.

Folha/GazetaWeb/Notícias cristãs

Sula Miranda diz que fama, dinheiro e beleza não a completavam

Sula: "As músicas que eu cantava deprimiam as pessoas"

A ex-cantora sertaneja conta o que mudou em sua vida depois que tornou-se evangélica.

Depois de quase 25 anos de carreira, pela primeira vez, Sula Miranda cantou para um público de cerca de 2 milhões de pessoas. A cantora se apresentou no Dia D, evento organizado pela Igreja Universal do Reino de Deus, no autódromo de Interlagos, na zona sul de São Paulo, nesta quarta-feira (21). Há seis anos, a ex-cantora sertaneja se tornou evangélica e começou a cantar música gospel.
Em conversa com o R7, Sula comparou o tipo de música que fazia antes com as de agora.
- As músicas sertanejas que eu cantava deprimiam ainda mais as pessoas. Agora, com a gospel tem o poder de fortalecer quem escuta.
Sula ainda contou que a fama, dinheiro e beleza, que conquistou na época do sertanejo gerou certa insatisfação e impulsionou sua conversão.
- Eu tinha tudo, mas não me sentia completa. Eu era muito egocêntrica, mas agora me sinto mais feliz, é bem diferente.
A cantora também afirmou que o público evangélico é bem diferente daquele que estava acostumada.
- Agora eu desço do palco e as pessoas têm reações mais tranquilas, porque o propósito delas é louvar a Deus. Um artista secular, se fizesse um show e não ouvisse o público gritar seu nome, chegaria em casa e cortaria os pulsos.

R7/Notícias Cristãs

Grande Explosão de Adoração em Fortaleza


Próxima Sexta, dia 23 de abril, a Igreja da Paz realizará no Siará Hall (em Fortaleza, Ceará) o evento denominado “Explosão de Adoração” com o pastor Antônio Cirilo e o Ministério Santa Geração.

Antônio Cirilo tornou-se uma referência no âmbito do louvor, adoração e pregação do Evangelho. Suas canções revelam profunda intimidade com o Espírito Santo e têm sido uma valiosa ferramenta de libertação e curas, tanto físicas quanto emocionais e espirituais. São muitos testemunhos de pessoas que, através dessas canções alcançaram em Deus um renovo, um avivamento, uma inteligência do que seja estar na presença manifesta de Deus e no seu poder. Seus trabalhos têm alcançado o mundo comprovando o êxito de um ministério que tem como objetivo ganhar e restaurar vidas para Deus. Sua característica principal é a adoração íntima. Ou seja, adorar na presença de Deus em espírito e em verdade buscando atrair a presença da glória de Deus.

Assista o spot do evento:



Serviço:

Evento: Explosão de Adoração com Antonio Cirilo e Ministério Santa Geração
Dia e Horário: 23 de abril, as 20h
Local: Siará Hall (Av. Washington Soares, 3199)
Ingressos: R$ 20,00
Mais informações: (85) 3229-1378 begin_of_the_skype_highlighting (85) 3229-1378 end_of_the_skype_highlighting / 8781-4464
ou pelo site www.igrejadapaz.com.br/fortaleza

Pontos de venda de ingressos:
- Art Ótica
- Bíblia & Opções
- Casa da Bíblia
- Secretaria da Igreja da Paz Fortaleza (em horário comercial)

Fonte: Igreja da Paz Fortaleza/OVERBO

Fernandinho na TV – DVD Uma Nova História


Às 21h00min horas dos dias 25 de abril, 21h00min horas do dia 02 de maio e 18h00min horas do dia 05 de junho será transmitido para todo o Brasil pela Rede Gênesis de Televisão o “Especial Fernandinho – DVD Uma Nova História”.

A iniciativa é uma parceria da Onimusic e da Faz Chover Produções com a Rede Gênesis que exibirá o programa no dia 25 de abril e reprisará nos dias 02 de maio e 05 de junho.

A Onimusic e a Faz Chover esperam com esta iniciativa levar o Especial Fernandinho aos locais mais distantes do Brasil.

Mais detalhes sobre a programação podem ser obtidos na chamada em vídeo publicada no youtube:



Confira a cobertura da Rede Gênesis em todo o Brasil e qual o canal disponível em sua cidade.

Fonte: Onimusic/OVERBO

Ali Agca, turco que tentou matar João Paulo II, quer se encontrar com Bento XVI em Fátima, Portugal


O turco Mehmet Ali Agca, que em 1981 tentou assassinar João Paulo II, pediu ao porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, para marcar um encontro com o papa Bento XVI quando este for ao Santuário de Fátima, em maio.

A solicitação foi feita pelo advogado de Agca, Aci Hali Ozhan, que também reportou à agência Ansa o conteúdo da mensagem de 11 linhas.

Na missiva, o representante legal escreveu que “como é notório, Mehmet Ali Agca foi libertado na data de 18 de janeiro de 2010, depois de ter cumprido 29 anos e dois meses de reclusão”.

“O pedido para um possível encontro com o Papa, já anunciado em 2008, foi levado por mim pessoalmente a Bento XVI em 13 de fevereiro de 2009. Soubemos da próxima visita do Pontífice em 13 de maio de 2010 à cidade de Fátima, em Portugal. Também Mehmet Ali Agca estará em Portugal nesta data e quer se encontrar com o Papa”, explicou Ozhan.

Segundo ele, a solicitação já foi comunicada ao presidente do país europeu, Aníbal Cavaco Silva, e ao premier, José Sócrates.

A carta foi enviada também ao secretário de Estado do Vaticano, cardeal Tarcisio Bertone; ao prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, José Saraiva Martins; e à Nunciatura Apostólica em Ancara.

Na semana passada, Ozhan havia dito que seu cliente já tinha escrito a Sócrates pedindo permissão para se dirigir a Fátima na época da visita de Bento XVI. Até agora, no entanto, o governo de Portugal não respondeu à missiva.

Agca abriu fogo contra João Paulo II em plena Praça São Pedro, no Vaticano, em 13 de maio de 1981. O polonês Karol Wojtyla, que morreu em 2005, ficou gravemente ferido, sobretudo em função de disparos que atingiram a região do abdômen.

O turco foi detido imediatamente, e dois anos mais tarde, ao visitá-lo na prisão, o papa o perdoou pelo atentado. Em 2000, Agca foi extraditado da Itália para a Turquia, onde permaneceu preso por outros crimes cometidos antes do ataque.

Bento XVI fará sua viagem apostólica a Portugal entre os dias 11 e 14 de maio, em ocasião do décimo aniversário da beatificação dos pastorinhos de Fátima Jacinta e Francisco.

Fonte: O Globo/OVERBO

Pichador do Cristo Redentor vai se entregar à polícia, diz pastor


Ele confessou o crime a um pastor de igreja evangélica. Delegada da PF já foi comunicada por advogado.

O pintor de paredes Paulo Souza dos Santos, de 28 anos, confessou ter pichado a estátua do Cristo Redentor, na noite de 14 de abril, e afirmou que vai se entregar à polícia na próxima segunda-feira (26).

A confirmação foi feita nesta quarta-feira (21) pelo pastor Marcos Pereira da Silva, que realiza trabalhos de evangelização em favelas, e a quem o pintor procurou para pedir apoio.

Segundo o dirigente da Igreja Assembléia de Deus dos Últimos Dias, seu advogado, Alexandre Magalhães, procurou a titular da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e Patrimônio Histórico da Polícia Federal e ficou acertado que Paulo se apresentará na segunda-feira (26).

“Ele está arrependido e isso deve ser levado em consideração”, acredita o pastor. Paulo está escondido na casa de um amigo, temendo sofrer algum tipo de hostilidade.

Além de Paulo, a polícia apontou Edmar Batista de Carvalho, de 26 anos, como o outro pichador do monumento. Os responsáveis pelo vandalismo serão acusados por crime ambiental e injúria discriminatória e, se condenados, podem pegar até quatro anos de prisão.

Visitação reaberta

Depois de 15 dias interditado por causa das fortes chuvas que caíram no Rio, a visitação ao Cristo Redentor foi finalmente reaberta nesta quarta-feira (21).

O acesso, no entanto, está restrito a veículos cadastrados, das 8h às 17h, e, se chover, local pode voltar a ser fechado.

Fotos divulgadas

A polícia do Rio divulgou, na terça-feira (20), a foto de dois suspeitos de terem pichado a estátua.

A estátua do Cristo Redentor amanheceu pichada na quinta-feira (15) em parte dos braços e na face. As pichações diziam “Onde está a engenheira Patrícia?” e “Quando os gatos saem os ratos fazem a festa”.

Fonte: G1/overbo

terça-feira, 20 de abril de 2010

Família de Minas Gerais é impedida de batizar bebê com o nome de personagem de novela


BELO HORIZONTE - Uma família de Central de Minas, no leste do estado, não consegue dar ao filho o nome que escolheu. Eles querem que o menino se chame Raj Emanuel, como o personagem da novela 'Caminho das Índias', da TV Globo, vivido pelo ator Rodrigo Lombardi.

O problema é que o oficial titular do cartório de Central de Minas não quer fazer o registro da criança, baseado numa lei. O caso foi parar na Justiça.

- O nome já estava escolhido antes mesmo dele nascer. Agora é aguardar e correr atrás. Tanta gente consegue colocar nome estrangeiro no filho - disse a mãe, Luciene Cabral.

" O nome já estava escolhido antes mesmo dele nascer. Agora é aguardar e correr atrás. Tanta gente consegue colocar nome estrangeiro no filho "

O pai explica que desde a novela tinha a intenção de colocar o nome do personagem no primeiro filho.

- Gostei muito da atuação do personagem, mostrando ser uma pessoa sábia, de destaque na sociedade. E também gostei muito do nome. Falava que quando tivesse uma criança se chamaria Raj Emanuel - diz o pai, Renaldo José Ferreira.

A criança nasceu no último dia 31 e o nome já estava até no álbum de fotos da gravidez. A mãe diz que o menino chora demais, mas não consegue levar ao médico pela falta de registro. O pai então procurou o cartório de Floresta, a 6 km de Central de Minas, onde conseguiria fazer o registro. O problema é que o documento precisa ser feito na cidade onde a família mora.

O juiz Anacleto Falci, da comarca de Mantena, informou que o caso foi encaminhado para o Ministério Público na tarde desta segunda-feira. O promotor deve se manifestar em cinco dias. Só depois disso, a Justiça vai decidir se dará ao menino o nome de Raj Emanuel.

O GLOBO

CNJ aposenta juíza que prendeu menina em cela com homens

Clarice Maria de Andrade será investigada pelo MP por falsificar documento.
Juíza disse que reúne provas para recorrer da decisão do CNJ.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou, nesta terça-feira (20), a aposentadoria compulsória da juíza Clarice Maria de Andrade, que permitiu a prisão de uma menor numa cela com homens no município de Abaetetuba, no Pará, em 2007.

Segundo o presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, ela foi punida por prender a menina de 15 anos em um espaço divido com homens, mesmo conhecendo a situação do cárcere, e pela falsificação da data do pedido de transferência da garota. “São dois fatos gravíssimos que comprometem a permanência da juíza na magistratura”, disse Gilmar Mendes. A juíza teria sido comunicada sobre a prisão de uma menor de 15 anos por tentativa de furto e a manteve presa por 24 dias na mesma cela de presos masculinos.

Clarice Maria Andrade afirmou ao G1 que está reunindo provas para recorrer da decisão do CNJ. Ela discorda dos depoimentos que basearam a aplicação da pena e disse que não teve oportunidade de se defender. Segundo ela, outra juíza estava de plantão quando o Conselho Tutelar do estado fez o pedido para retirar a menor da cela com os homens.

Além disso, ela afirma que não recebeu visita do diretor do presídio para relatar a situação da garota. “O diretor do presídio não me procurou. Eu tenho uma história na magistratura, minhas promoções foram por merecimento. Se ele tivesse me procurado e me relatado eu teria tomado as providências. Só se eu não fosse uma pessoa sã”, relatou a juíza, que veio a Brasília acompanhar o julgamento do CNJ.

Punição
A aposentadoria compulsória é a punição disciplinar máxima que o CNJ poderia aplicar à magistrada, que ficará impedida de trabalhar e receberá salário proporcional ao tempo de serviço na magistratura. Um juiz só pode perder o cargo em definitivo se for condenado em processo judicial.

Gilmar Mendes também decidiu encaminhar os autos do processo da juíza ao Ministério Público do Pará para que seja investigado o crime de falsificação de documento, já que Clarice Andrade teria retroagido a data da decisão que pedia a transferência da menina. O documento foi encaminhando à Corregedoria do TJ-PA.

Segundo a assessoria do CNJ, o MP pode ainda verificar a possibilidade de propor uma ação civil pública para cassar a aposentadoria e punir a juíza com a perda do cargo. O Conselho revisou a decisão do TJ-PA que havia decidido pelo arquivamento de sindicância contra a juíza, na época titular da 3ª Vara de Abaetetuba.

G1

Padre suspeito de pedofilia passa a cumprir prisão domiciliar em AL

Ele estava preso desde domingo no 3º Batalhão da PM em Arapiraca.
Advogado aguarda decisão de juiz por revogação da prisão preventiva.

O padre suspeito de cometer abuso sexual contra adolescentes em Arapiraca (AL) recebeu, nesta terça-feira (20), o benefício de cumprir a prisão preventiva em regime domiciliar. Ele foi preso após prestar depoimento na CPI da Pedofilia, neste domingo (18), e transferido para o 3º Batalhão da Polícia Militar de Arapiraca. Os dois padres estão proibidos de deixar Arapiraca.

O advogado Edson Maia, que representa o religioso, disse ao G1 que pediu a revogação da prisão preventiva com base da Lei de Execuções Penais, que prevê o benefício para réus e investigados com mais de 70 anos de idade e problemas de saúde. "O monsenhor tem 83 anos e enfrenta problemas de pressão, que foram acentuados desde que ficou preso."

Maia explicou que a prisão domiciliar terá efeito até que o juiz John Silas, da 8ª Vara Criminal de Arapiraca, analise o pedido do advogado pela revogação da prisão preventiva. "A prisão não tem limite de prazo para acabar, vai até a investigação ser concluída. Ele [monsenhor] vai ficar em casa, preso, até a nova decisão do juiz, seja pela manutenção da prisão domiciliar ou pela revogação da prisão, o que o colocaria em liberdade."

O advogado disse que o religioso segue com o mesmo discurso que prestou à Polícia Civil e aos integrantes da CPI da Pedofilia. "Ele confirma que manteve relações sexuais com os coroinhas, mas quando estes já estavam na fase adulta. Ele afirma categoricamente que não manteve relações com eles enquanto eram menores de idade. O monsenhor nega que seja pedófilo."

Investigação

A Polícia Civil de Alagoas investiga possíveis de casos de abuso sexual que teriam sido cometidos por religiosos da Igreja Católica em Arapiraca. A delegada responsável pelo inquérito, Bárbara Arrais, informou ao G1 que a investigação atende a um pedido feito pelo Ministério Público Estadual (MPE). "Tínhamos prazo incial de 30 dias para concluir a investigação, mas o prazo foi prorrogado por mais 60 dias. Agora, o que preciso saber é se o prazo será reduzido automaticamente pelo fato de termos réu preso."

Bárbara preside o inquérito policial, em segredo de Justiça, em conjunto com a delegada Maria Angelita Souza, da Delegacia da Mulher da capital alagoana. Ambas são de fora da cidade de Arapiraca, conforme pedido do MPE.

Outro lado

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nota em que o bispo da diocese de Penedo (AL), dom Valério Breda, informa sobre o afastamento dos religiosos de suas funções eclesiásticas e a instauração de um Processo Administrativo Penal, de acordo com o Código de Direito Canônico.

No texto, o bispo diz "reprovar, de forma irrestrita e com o coração despedaçado pela vergonha e pela tristeza, os fatos, mesmo que ainda não provados". Breda afirma que, "nenhuma das supostas vítimas citadas nos supostos atos de abuso, tampouco seus familiares, procuraram oficialmente o bispo diocesano para denunciar o caso."

No documento, o bispo diz ainda que vai ajudar a polícia e a Justiça no esclarecimento do caso.

G1

Após sair do coma, croata só fala alemão


Jovem ficou inconsciente por 24h e esqueceu a língua materna.

A história incomum de uma adolescente croata de 13 anos está intrigando a comunidade médica. Ela acordou de um coma de 24 horas falando alemão fluentemente, mas incapaz de pronunciar uma única palavra em sua língua materna.

Natural da cidade de Knin, no Sul do país, a adolescente estudava alemão na escola, e, para melhorar o aprendizado da língua, começou a ler livros e assistir a programas da TV alemã. Segundo os pais, porém, ela tinha apenas noções básicas de alemão e não era fluente. Agora, a menina se comunica com os pais com a ajuda de um intérprete.

Surpresa ficou também a equipe médica da jovem, que já submeteu a garota a vários exames para descobrir a causa da mudança. Em entrevista ao jornal britânico “The Daily Telegraph”, Dujomir Marasovic, diretor do hospital onde ela está internada, disse que quando o cérebro se restabelece de um trauma como aquele, não é possível saber como vai reagir. O médico acrescentou que há várias teses, mas que não falaria mais nada para respeitar a privacidade da família.

Também citado pelo “Telegraph”, o psiquiatra Mijo Milas afirmou que, em outros tempos, o caso da menina seria considerado um milagre – o que não é aceito hoje em dia. A questão é que ainda não foi encontrada uma explicação lógica para o episódio. Conforme o psiquiatra, já houve casos em que pessoas gravemente doentes e em estado de coma que acordaram falando línguas antigas, como as citadas na Bíblia.

Para o neurologista Clovis Francesconi, a explicação está no fato de o cérebro armazenar as informações em locais diferentes. O episódio que gerou o coma, continua ele, deve ter lesionado a área do cérebro onde ficava o conhecimento da língua materna, preservando o local reservado às línguas estrangeiras.

O médico destaca outro ponto importante: a adolescente não criou o conhecimento do alemão, mas já o tinha armazenado, apenas não o empregava inteiramente com frequência.

Fonte: ClicRBS / O Verbo

Inauguração da sede da Igreja Bola de Neve no Olympia bate record de público presente na casa


Um momento especial para os membros da Bola de Neve Church. Em 2010, o Ministério completa 10 anos de existência. Há alguns meses a Igreja anunciou que havia alugado a antiga casa de espetáculos Olympia, na Zona Oeste da capital paulista. O local agora é a nova sede da Igreja.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Neste sábado (17), ocorreu o 1º culto na nova casa da Bola de Neve. A necessidade da mudança dos cultos da Rua Turiassu, também na Zona Oeste, para o Olympia surgiu devido ao número de membros da Igreja ter crescido consideravelmente nesses últimos anos. Já não havia mais lugares para todos se sentarem nos tradicionais cultos de quinta e domingo a noite – era comum ver pessoas em pé e sentadas no chão devido a falta de lugares.

O Ap. Rina fundador da Igreja foi quem conduziu o culto. Ele fez questão de mostrar a felicidade que estava sentindo, mas também fez questão de dar uma ‘cutucada’ em alguns jornalistas que estamparam manchetes como ‘Templo é dinheiro’ e falsas informações de que o Olympia havia sido comprado pela Bola de Neve, quando na verdade o local foi alugado.

Rina ainda apresentou um filme com a história da Igreja – nesta apresentação participaram também pastores de outros ministérios parceiros da Igreja como o grande avivalista Luiz Schiliró (presente no culto) e o fundador da Igreja Batista do Povo, Enéas Tognini.

Também estiveram presentes no culto os Deputados evangélicos Vaz de Lima e Fernando Capez, este último é membro da Bola de Neve. O ex-Governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, marcou a sua presença também. Rina e Geraldo Alckmin se conheceram há algum tempo.

Cerca de seis mil pessoas acompanharam o culto de inauguração – vieram ônibus com membros de outros estados e cidades próximas.

Fonte: O Galileo / Gospel+

Kaká grava clipe com Shakira e outros famosos em prol do Haiti


O meia Kaká e os cantores Alejandro Sanz e Shakira são alguns dos astros que participaram da gravação de um videoclipe cuja renda será destinada a trabalhos de reconstrução no Haiti.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Além do brasileiro, outros jogadores soltaram a voz para o projeto, denominado “Ay Haiti”. O meia Andrés Iniesta, do Barcelona, o zagueiro Sergio Ramos, companheiro de Kaká no Real Madrid, e os atacantes Diego Forlán e Sergio Agüero, do Atlético de Madri, deixaram a rivalidade dentro de campo e cantaram juntos em favor do país caribenho, arrasado por um forte terremoto em janeiro.

Já os destaques do meio musical, além de Sanz e Shakira, são Enrique Iglesias, Juanes, La Oreja de Van Gogh e Estopa, entre outros.

Fonte: EFE / Gospel+
Via: Creio

Davi Silva: Casa de Davi denuncia Twitter falso


O Ministério Casa de Davi denunciou no último dia 14 de abril em seu site e twitter oficial (http://twitter.com/casadedavi_info) que Davi Silva não tem nenhum twitter oficial e que os apresentados são, na verdade, falsos.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

Diante da confissão de Davi Silva (veja matéria clicando AQUI), muito tem sido divulgado e falado sobre – nem sempre as informações são verdadeiras.

O twitter oficial do Ministério Casa de Davi apontou qual o usuário falso em resposta à cantora Nívea Soares: “@niveasoares Olá querida ! o Perfil de @davi__Silva é falso. inclusive mudou de nome já para @davisilvaAmovc. Que o Eterno abençoe seu dia.”

No site do ministério ainda há a informação de que não há qualquer usuário em qualquer rede de comunicação de Davi Silva, seja no Facebook, Orkut ou Twitter. Ainda fala que o único local com informações oficiais é o http://casadedavi.wordpress.com/.

A fim de trazer a informação completa e de fontes oficiais, o Gospel+ se compromete através desta notícia com seu público que somente publicará informações baseadas no site oficial do Ministério Casa de Davi.

Fonte: Gospel+
Com informações do site e twitter oficiais do Ministério Casa de Davi

Lançado relatório Etnias Indígenas Brasileiras 2010


Crescente migração urbana, uma explosão de indivíduos que passam a se autodeclarar indígenas nos últimos 15 anos, acelerada perda da língua materna nas etnias periféricas às áreas urbanas e intensificação dos problemas de saúde, educação e subsistência nos ambientes de aldeamento. Estas são as principais conclusões do relatório Etnias Indígenas Brasileiras 2010, um banco de dados atualizadíssimo sobre a situação dos índios brasileiros e a atuação missionária evangélica neste campo. O estudo foi realizado pelo Departamento de Assuntos Indígenas da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB) e coordenado pelo antropólogo e pastor Ronaldo Lidório. A AMTB possui 41 agências missionárias filiadas com missionários vinculados a mais de 120 diferentes denominações evangélicas.
O universo indígena brasileiro, diversificado e multicultural, tem sido constante alvo de dimensionamento estatístico e sociocultural. Na pesquisa da AMTB, o objetivo foi contribuir com dados sobre tendências demográficas, composição étnica e iniciativas evangélicas entre os povos indígenas em diversas áreas. Foram observadas as 37 etnias indígenas vivendo em risco de extinção, as 41 emergentes e o processo de urbanização em 111 diferentes grupos. Pelo prisma missionário, também foram vistas as 121 etnias pouco ou não evangelizadas, as 95 sem presença missionária e as 38 línguas com clara necessidade de tradução bíblica ou projeto especial de oralidade. Destaque para a informação de que há 257 programas e projetos sociais coordenados pela força missionaria evangélica junto aos povos indígenas.
Mesmo assim, ainda há muitos desafios. Como relacionou o organizador do relatório, Ronaldo Lidório, os principais são: (1) pesquisa e avaliação, (2) evangelização e discipulado, (3) tradução e uso das Escrituras bíblicas, (4) treinamento indígena, (5) necessidade de novos missionários, (6) necessidade de apoio aos projetos já em andamento e (7) apoio especializado .
Concluído este ano, com ampla pesquisa e revisão de dados juntamente com parceiros, o trabalho reuniu: Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas (CONPLEI), ETHNOLOGUE/SIL, PNA100, SEPAL, Instituto Antropos, diversos pesquisadores de campo e colaboradores de análise. Carl Harrison, Rinaldo de Mattos, Isaac Souza, Ana Bacon, Osvaldo Álvares, Ted Limpic, Enoque Faria e Paulo Bottrel, entre outros, desenvolveram com competência ao longo dos anos esta pesquisa, organização e análise de dados, cujo resultado é o Banco de Dados do Departamento de Assuntos Indígenas da AMTB.
Sobre a metodologia, foram feitas 27 pesquisas de campo, 76 entrevistas, consultados os bancos de dados do IBGE, FUNASA e FUNAI, entre outros, com um total de 4.200 dados avaliados. Um grupo de trabalho foi formado para a revisão do Banco de Dados: Edson Bakairi, Stan Anonby, Wilsamara Filgueiras, Andreas Fuchs, Richard Eger e Ronaldo Lidório. Também participaram: Elisabete Wiens, Cassiano Luz, Adriano Hedler, David Philips, Marcelo Carvalho e Gedeon Lidório. Os diretores do DAI/AMTB, Rocindes Correia e Edward Luz, coordenaram o andamento do trabalho e o processo de conclusão das análises.
Veja aqui a íntegra do relatório Etnias Indígenas Brasileiras 2010, da AMTB, incluindo demontrativo estatístico com gráficos e tabelas.

Soma/Notícias Cristãs

Santa Sé divulga guia sobre abusos sexuais

Os casos de abuso sexual de menores cometidos por padres devem obedecer a lei civil e ser denunciados sempre às autoridades civis, estabelece o guia sobre procedimentos canônicos da Congregação para a Doutrina da Fé, publicado na segunda-feira passada, pela Santa Sé.
O guia não é um documento novo, mas um adendo a documento de procedimentos já existentes, denominado Motu Próprio Sacramentorum Sanctitatis Tutela, de 20 de abril de 2001, e do Código Canônico, de 1983. Mas pela primeira vez a Congregação define que, em casos de abuso sexual, o recurso às autoridades civis é obrigatório.
É a primeira vez, também, que a Santa Sé torna público o documento de 2001. Em casos de abuso sexual, o procedimento começa na diocese, quando se indaga, nesta instância, sobre a suspeita de abusos sexuais por parte de algum religioso. Se a suspeita resulta verossímil, então o caso é levado à Congregação.
O bispo local transmite a informação necessária a esse organismo e dá sua opinião quanto a procedimentos e medidas a adotar, tomando em conta as disposições do direito civil de cada país sobre tais crimes.
Depois a Congregação examinará o caso e pedirá, se assim requer, informação adicional. Fica facultado ao bispo local instruir um processo penal-administrativo. O sacerdote acusado pode apelar da sentença emitida por tribunal eclesiástico, mas deverá fazê-lo ante a Congregação, cuja sentença será inapelável.
Os procedimentos judicial e administrativo prevêem uma série de penas canônicas, a mais radical delas a demissão do réu do ministério clerical e que, em casos de especial gravidade como abusos de menores, o organismo citado pode levar o caso diretamente ao papa, pedindo que ele emita decreto de demissão. De igual modo se apresentará ao pontífice aqueles casos de sacerdotes que, conscientes de seus crimes, solicitem dispensa do ministério.
O manual diz que se o sacerdote acusado admitir seus crimes e aceitar levar uma vida de oração e de penitência, a Congregação autorizará ao bispo a formular um decreto que proíba ou limite seu ministério público.

ALC/Notícias Cristãs

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Sexo ilícito causa terremotos, diz aiatolá


Religioso Kazem Sedighi também afirmou que mulheres mal vestidas corrompem os jovens.
Sexo ilícito causa terremotos, diz aiatolá O aumento de relações sexuais ilícitas é a causa do aumento dos terremotos para o aiatolá Kazem Sedighi, imã das orações de sexta-feira em Teerã, citado neste sábado (17) pelo jornal iraniano Aftab. Sedighi declarou:
- As catástrofes naturais são o resultado de nosso próprio comportamento. Muitas mulheres mal vestidas [que não respeitam a roupa islâmica] corrompem os jovens, e o aumento das relações sexuais ilícitas faz crescer o número de terremotos.
Os religiosos conservadores denunciam regularmente o desrespeito ao rígido código de vestimentas islâmico de parte das jovens iranianas, principalmente em Teerã e nas grandes cidades do país.
O aiatolá Sedighi, lembrando as recentes declarações do presidente Mahmoud Ahmadinejad que havia advertido para os riscos de um terremoto em Teerã, prosseguiu:
- Não temos outra opção a não ser nos conformarmos com as regras do Islã.
Sedighi também afirmou que um esforço coletivo é necessário para solucionar os problemas da sociedade provocados pelo aumento da idade do casamento e pelo número de divórcios.

AFP/OGalileu/Notícias Cristãs

Recomeçam os trabalhos da CPI da Pedolifia, em Arapiraca

Senador Magno Malta disse que não dá para ter pena de quem 'roubou a infância de crianças'.
“Em nome de Deus, vamos reabrir os trabalhos da CPI da Pedofilia”. Foi dessa forma que o senador Magno Malta, presidente da CPI da Pedolifia, abriu os trabalhos da Comissão, na manhã deste domingo (18), no fórum estadual do município de Arapiraca. Hoje estão previstos os depoimentos dos mosenhores Luiz Marques Barbosa e Raimundo Gomes e do padre Benedikt Lennartz, pároco da cidade de Craíbas. Ontem (17), o religioso Edílson Duarte confessou que mantinha relações sexuais com ex-coroinhas e que dava a eles dinheiro do dízimo da Igreja Católica.
Para acompanhar os depoimentos deste domingo, o auditório do fórum ficou lotado. Todos os 200 assentos estão ocupados e ainda há muita gente em pé e sentada nos corredores. “Eu sempre ia às missas do mosenhor Luís Marques, com minha esposa e as minhas três filhas. Gostava das pregações dele, eram palavras muito bonitas. Além do que, o monsenhor defendia os bons costumes e era muito conservador, ninguém podia freqüentar suas celebrações com roupas decotadas e curtas. Assim que eu soube do escândalo, custei a acreditar e realmente só tive essa certeza quando o padre Edílson confessou tudo ontem. Por isso, decidi vir hoje ao fórum para ouvir do mosenhor o que ele tem a dizer. Como arapiraquense e cidadão, estou em choque e decepcionado. Queremos que a polícia e a Justiça punam essas pessoas”, disse o empresário Liberto Firmino de Oliveira, acrescentando que não se afastará da Igreja por causa do escândalo de pedofilia envolvendo ex-coroinhas e sacerdotes de Arapiraca.
Também estão no auditório os advogados dos religiosos, a delegada Bárbara Arraes e o Ministério Público.
Antes mesmo de começarem os depoimentos, o advogado dos monsenhores pediu para que Luiz Marques Barbosa e Raimundo Gomes fossem ouvidos reservadamente, sem as presenças da população e da imprensa. Entretanto, o pedido foi indeferido pelo presidente da CPI. “Os ex-coroinhas estavam protegidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que prevê a preservação deles nos crimes dos quais eles foram vítimas. Entretanto, os três se expuseram, por isso, não vamos autorizar que os religiosos tenham essa proteção”, respondeu Magno Malta, determinando que o mosenhor Raimundo Gomes começasse a depor.

Não ao sentimento de pena
Magno Malta também fez duras críticas aos sacerdotes arapiraquenses. “Os padres também são seres humanos, portanto, passíveis de erros. Mas, nós repudiamos o que eles fizeram e não dá para ter sentimento pena de quem roubou a infância de crianças. Sei que não posso pedir a vocês que deixem de amá-los, afinal, foram anos de convivência e admiração. Todavia, também sei que é muito difícil continuar amando alguém que abusa de crianças e de adolescentes. Não podemos tolerar aqueles que, para satisfazer as suas taras, atreveram-se a dar fim à infância de pessoas inocentes”, condenou o senador.
A Gazetaweb está acompanhando os trabalhos da CPI da Pedofilia e traz mais informações a qualquer instante.

Depoimento deste sábado
Após ter sido pressionado pelo senador Magno Malta, que presidente a CPI da Pedofilia, o padre Edilson Duarte, da Paróquia Bom Conselho, confessou, durante audiência realizada na manhã deste sábado (17), em Arapiraca, que praticou sexo com dois dos três coroinhas envolvidos na acusação contra os religiosos. O padre também admitiu que é homossexual e que os monsenhores e o bispo de Penedo possuíam ‘apelidos’ comprometedores.
Para conseguir a confissão, o senador ofereceu o benefício de delação premiada e fez uma acareação entre o padre e os coroinhas C.F.B, F.S.F e A.F.S, que já haviam prestado depoimento na última sexta-feira (16). No início, Edílson Duarte quis negar, mas depois, acabou revelando detalhes sobre os fatos acontecidos.
A confissão do padre ocorreu depois que Malta afirmou que tinha vídeos e provas contra o pároco e ressaltar que qualquer mentira proferida em audiência acarretaria em sua prisão. Diante disso, o religioso admitiu o crime, informando que teria feito sexo com C.F.B e F.S.F. Entre as declarações, o padre também confirmou que Dom Valério Breda, de Penedo, monsenhor Luiz Marcio e monsenhor Raimundo Gomes tinham apelidos comprometedores.
O depoimento foi suspenso por 40 minutos, para uma discussão a portas fechadas entre membros da CPI da Pedofilia, Ministério Público e o advogado do padre, Wellington Wanderley. Quando do retorno da audiência, o padre decidiu aceitar a delação premiada e contou ainda mais detalhes a respeito de quem praticava os crimes de pedofilia. Após ouvir o sacerdote, a CPI decidiu convidar Dom Valério Brêda a prestar depoimento.

Religioso mantinha casa para encontros sexuais
E também neste sábado, o ex-coroinha Fabiano Ferreira acusou o monsenhor Luiz Marques Barbosa de manter uma casa no balneário da Barra de Santo Antônio, a 47 quilômetros de Maceió, para encontros sexuais com jovens e adolescentes que trabalham para a Igreja Católica na região de Arapiraca.
Este fato foi considerado surpresa para os integrantes da CPI da Pedofilia e comprometeram ainda mais o religioso.
Fabiano foi o responsável pela filmagem do vídeo onde o monsenhor Luiz Marques aparece em ato sexual com o ex-coroinha Flávio Silva.

As denúncias
O suposto escândalo envolvendo os monsenhores Luiz Marques Barbosa e Raimundo Gomes e o padre Edílson Buarque, que foram acusados de abusar sexualmente de ex-coroinhas quando estes ainda eram crianças, veio à tona após a divulgação de um vídeo, gravado por uma das vítimas e divulgado num programa de rede nacional.
As imagens mostram um dos ex-coroinhas, Fabiano Ferreira, de 20 anos, mantendo relações sexuais com o monsenhor Luiz Marques Barbosa. Na reportagem, o adolescente alega que era abusado desde os 9 anos.
Cícero Flávio, 22 anos, é outro ex-coroinha que também denunciou os religiosos.
E o vídeo também afirma que a casa do monsenhor foi construída com recursos da comunidade católica de Arapiraca.
O advogado dos padres, Daniel Fernandes, garante que seus clientes foram vítimas de chantagem e extorsão por parte dos ex-coroinhas.

Religiosos foram afastados
Depois do escândalo, que abalou a comunidade católica alagoana e inclusive provocou a reação do Vaticano, a CPI da Pedofilia veio a Alagoas para ouvir as vítimas e os acusados.
Os três sacerdotes envolvidos no escândalo foram afastados das atividades eclesiásticas na região, por determinação do bispo de Penedo, Dom Valério Brêda, no último dia 13. Naquela data, o sacerdote, que é o responsável pela Diocese de Arapiraca, leu uma carta durante a missa do sábado, na igreja Nossa Senhora do Carmo, determinando a suspensão dos párocos.

GazetaWeb/Notícias cristãs

Padre Edilson confirma homosexualidade e diz que bispo de Penedo era conhecido como "Vera Fisher"

Edilson Duarte, 43 anos; Raimundo Gomes, 52 anos; Luiz Marques, 82 anos
Uma revelação trouxe espanto às pessoas que participam dos depoimentos da CPI da Pedofilia em Arapiraca. O primeiro padre que foi ouvido, Edilson Duarte, com mais de dez anos de batina, confirmou o homossexualismo e disse que fez sexo com pelo menos três menores. CPI oferece a ele delação premiada.
Depois de começar seu depoimento negando as acusações, o Padre Edilson foi pressionado pelos senadores e posto de frente aos ex-coroinhas Cicero Flavio Duarte e Fabiano Vieira, em um processo de acareação e acabou não resistindo.
“Eu não posso mentir, sou mesmo homossexual e fiz sexo com o Flavio e com o Fabiano quando os dois tinham 16 anos de idade”, disse o padre para espanto da platéia, inclusive de dois irmãos seus, que são militares e que imediatamente se retiraram do local ao ouvir a revelação.
Depois deste momento o padre Edilson não parou mais de falar e confirmou a casa na Barra de São Miguel, que era mantida pelos padres para orgias e encontros sexuais, e que o bispo Dom Valério era chamado de Vera Fischer, o Monsenhor Luiz Marques de Simone e o Monsenhor Raimundo de Mônica.
Ele confirmou ainda que uma das vezes que fez sexo com Fabiano foi dentro da Catedral de Arapiraca e que já os presenteou com dinheiro de doações de fiéis.
Ele falou ainda, que a história de que uma criança desapareceu em Feira Grande foi inventada por ele para assustar os meninos, mas os senadores não se convenceram e pediram para ele parar de mentir, disseram que se ele contasse toda a verdade teria direito a delação premiada.
O Padre Edilson, que minutos antes tinha confessado também que teria feito sexo com o adolescente ouvido ontem, disse que gostaria de conversar com sua advogada e a reunião da CPI foi provisoriamente suspensa.

Correio do Povo de alagoas/Notícias Cristãs

Religião dá ritmo aos clubes de Rondonópolis


Culto no templo da Igreja “Jesus Está no Comando”, na região da Avenida Rotary Internacional, em Rondonópolis, quem conduz o culto é o pastor Ronaldo Ortega. Isso mesmo, Ortega que é jogador de futebol profissional e defende as cores do União também é pastor evangélico.
Na Igreja Internacional da Graça de Deus, na região central da cidade, mais um culto e quem está lá atuando como obreiro é Carlos Eduardo da Silva, conhecido no mundo do futebol como Zumbi. O jogador também está presente na igreja, nos momentos em que não está em campo.
A religião hoje é uma realidade nos dois times de Rondonópolis e tem servido para os próprios jogadores como apoio nos momentos difíceis do grupo.
Ronaldo Ortega, por exemplo, diz que no União, grande parte do elenco é evangélico e frequenta igreja. Ele mesmo sempre conduz as orações no clube. “O fato de termos a religião tem ajudado na união do grupo”, pontua o jogador.
Ortega, que tem 31 anos de idade e passou pelas principais equipes de Mato Grosso, é evangélico desde 2005. Porém, há 1,5 ano virou o pastor Ronaldo Ortega e tem trabalhado ativamente na Igreja. Ortega também tem feito um trabalho de evangelização dentro do Colorado.
No Vila Aurora, o atacante Zumbi, há mais de um ano, está presente nos cultos da Internacional da Graça de Deus. O atleta confessa que, desde quando começou a ir à igreja, a vida dele mudou para melhor e no Tigre da Vila tem agido como um canal de aproximação. “Eu sempre que posso chamo o pessoal para ir à Igreja”.
O jogador, no entanto, já antecipou que assim que deixar o futebol vai trabalhar para ser pastor da mesma igreja.

Tribuna MT/Notícias Cristãs