sábado, 13 de março de 2010

VÍDEO DO DIA - QUE OS IRMÃO TENHAM UM ÓTIMO E ABENÇOADO FIM DE SEMANA

Papa abrigou padre suspeito de pedofilia quando era arcebispo, diz igreja alemã

‘Abade H.’ foi acolhido em 1980, quando Ratzinger dirigia arcebispado. Comunicado confirma dados que serão publicados em jornal neste sábado.

O Papa Bento XVI fez acolher, quando era arcebispo de Munique, no sul da Alemanha, em 1980, um padre suspeito de atos de pedofilia, para que ele se tratasse, anunciou em comunicado, nesta sexta-feira (12), o arcebispado da cidade alemã.

“A pedido do bispo de Essen, o abade H. foi recebido no arcebispado de Munique e Freising em janeiro de 1980″, do qual era titular Josef Ratzinger, no período de 1977 a 1982, segundo a nota.

O comunicado confirma informações que serão divulgadas neste sábado no jornal “Süddeutsche Zeitung”.

Apesar da decisão sobre a necessidade de terapia e das suspeitas de abusos sexuais que pesavam sobre ele, “foi designado assistente de capelão numa paróquia da diocese de Munique, pelo vigário geral da época”, Gerhard Gruber, diz o texto.

Em junho de 1986, o abade foi condenado à pena de 18 meses de prisão com direito a sursis e ao pagamento de multa de 4.000 marcos (US$ 2.813), por abusos sexuais cometidos contra menores, pelo tribunal de Ebersberg, que ordenou, além disso, que fizesse psicoterapia.

Desde então, prossegue em atividade na Baviera, mas as autoridades episcopais não tiveram conhecimento de nenhum outro incidente, segundo o comunicado do arcebispado.

“A nomeação em várias oportunidades do abade H. para funções espirituais foi um grave erro. Assumo toda a responsabilidade”, declarou monsenhor Gruber, citado no texto.

“Lamento profundamente que esta decisão tenha contribuído para que adolescentes tenham sido molestados e peço perdão a todas as pessoas que tenham sido prejudicadas”, acrescentou.

De novembro de 1986 a outubro de 1987, o sacerdote H. atuou num asilo de anciãos, depois foi nomeado administrador do conselho paroquial na comunidade de Garching.

“Para as nomeações para funções espirituais foram determinantes a condenação relativamente clemente do tribunal de Ebersberg e o relatório do psicólogo que o tratava”, destacou o texto do arcebispado.

Vaticano

O Vaticano esclareceu que Bento XVI não tem relação com o caso.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, ressaltou que a arquidiocese de Munique-Freising já “explicou” os fatos, no qual diz que o então vigário geral da diocese alemã, Gerhard Gruber, assumiu “a plena responsabilidade” pelo ocorrido.

“Evidentemente o vigário não seguiu as indicações do então arcebispo Joseph Ratzinger, que tinha definido que o sacerdote não desenvolveria atividade pastoral alguma”, disse Lombardi.


O arcebispo alemão Robert Zollitsch durante encontro com o Papa Bento XVI nesta sexta-feira (12) no Vaticano, em foto do ‘L’Osservatore Romano’. (Foto: AP)

Fonte: G1/OVERBO

Kaká pede perdão ao técnico do Real pelas palavras do seu assessor


Kaká pediu desculpas ao técnico Manuel Pellegrini pelas palavras escritas por seu assessor de imprensa, Diogo Kotscho, no Twitter. O meia afirmou estar envergonhado e garantiu que não compartilha da mesma opinião do seu contratado. As informações são do jornal espanhol “As”.

Chateado com a substituição de Kaká durante o empate por 1 a 1 com o Lyon, que eliminou o time merengue da Liga dos Campeões, na última quarta-feira, Kotscho escreveu:

“Técnico covarde sempre tira um jogador cobrado para tentar desviar o foco de sua própria incompetência”.

O assessor se justificou dizendo, no próprio twitter que emite suas opiniões como torcedor e que por isso não retiraria o que escreveu.

A conversa entre Kaká e Pellegrini aconteceu nesta quinta-feira, um dia após a eliminação. O técnico primeiro reuniu o grupo para dar seu apoio. Utilizou palavras fortes para levantar o moral do elenco e disse que era necessário esquecer a derrota, pois a temporada não acabou. Em seguida, o brasileiro chamou o treinador para o papo reservado.

Kaká, envergonhado, ressaltou que não tem a mesma opinião de Kotscho e que gostaria de manter a boa relação com técnico intacta e saudável, sem que terceiros pudessem prejudicá-la.

Ainda de acordo com o jornal, Kaká disse só ter tomado conhecimento das palavras do assessor depois de deixar o Estádio Santiago Bernabéu e se mostrou indignado com as pessoas que utilizaram a sua substituição para pressionar o contestado treinador.

Fonte: Globo Esporte/OVERBO

Assassino que matou Glauco, um dos maiores cartunistas do Brasil, queria provar ser Jesus. Assista


O suspeito de assassinato contra o cartunista Glauco queria ajuda para provar à mãe que é Jesus. A versão foi contada nesta sexta-feira pela enteada do cartunista, segundo o cunhado de Glauco, Douglas Pinheiro, que a acompanhou durante depoimento em Osasco.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Segundo Pinheiro o suspeito rendeu a família e queria levar todos para sua casa para que eles o ajudassem a convencer a mãe de que é Jesus. Glauco resistiu à ideia de levar todos e se prontificou a ir sozinho, mas ainda assim foi atingido por quatro tiros.

Primo de Glauco e um dos fundadores da Igreja Céu de Maria, Orlando Cardoso de Oliveira, disse que o suspeito rendeu a enteada do cartunista e a fez bater na porta da casa de Glauco.

Segundo ele, Glauco saiu da casa e teve uma arma apontada para a cabeça. Foi quando o suspeito pediu que ele o acompanhasse até a casa dele.

“Ele escolheu o Glauco talvez pelo fato de ele ser um líder e carismático”, disse Oliveira. Quando Glauco já estava entrando no carro, o filho Raoni chegou, de acordo com o parente. O suspeito, então, ameaçou se matar e chegou a apontar a arma para a própria cabeça.

“Ele [o suspeito] estava afastado há seis meses da igreja. E não usava nenhum remédio psiquiátrico. Quem toma medicamento, não pode ingerir o daime.” Segundo Oliveira, em 2009, 11 mil pessoas passaram pela igreja fundada por ele e por Glauco.

O delegado Archimedes Cassão Veras Junior, do Setor de Investigações Gerais de Osasco, afirmou que a polícia já conversou com familiares do suspeito do assassinato do cartunista Glauco e do filho dele, Raoni.

Assassino do cartunista Glauco queria ser Jesus



Fonte: G1 / Gospel+
Via: Pavablog

Referência a Deus no dólar é constitucional



SÃO FRANCISCO — Um tribunal federal da Califórnia decidiu na quinta-feira, por dois votos a um, que as referências a Deus no dólar e no juramento de lealdade à bandeira dos Estados Unidos, recitado em algumas escolas públicas, não constituem um doutrinamento religioso por parte do Estado.
O caso foi levado à justiça por Michael A. Newdow, que considera as referências a Deus no juramento de lealdade e na moeda nacional contrários à Constituição americana.
"O juramento é constitucional", decidiu a corte a respeito da promessa solene que fazem todas as manhãs à bandeira os alunos de escolas públicas e que inclui a frase "One nation under God" ("Uma nação sob Deus").
A referência foi adicionada ao juramento em 1954 pelo presidente Dwight Eisenhower.
Em relação ao dólar, a frase "In God we trust" ("Em Deus nós acreditamos") está impressa em todas as moedas e cédulas americanas.
"O juramento serve para unir a nossa vasta nação com a recitação orgulhosa de alguns dos ideais sobre os quais se fundou nossa república e pelos quais continuamos lutando", afirmaram os dois juízes que decidiram contra a ação.

AFP/Notícias Cristãs

Secretário de Segurança é chamado para dar explicações sobre escolta de "apóstolo"


O secretário de Segurança Comunitária, José Milton da Costa, terá de dar explicações à Câmara, no próximo dia 18, sobre o fato de guardas municipais e agentes de trânsito atuarem como batedores para a comitiva do líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago Oliveira, de 46 anos, que participou de evento religioso no último sábado na cidade. Paralelamente, terá de encaminhar aos vereadores cópias dos documentos referentes ao pedido de solicitação e ainda a autorização para que a Guarda Municipal e os agentes de trânsito realizassem a escolta do líder da Igreja.
Também no dia 18, José Milton e mais um secretário municipail, um presidente de entidade , um promotor de justiça e um delegado de polícia terão de ir à Câmara para dar explicações aos vereadores sobre problemas ocorridos em festas realizadas nos parques municipais da cidade. Além de José Milton, eles são o secretário Anderson Santos (Cultura), o presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA), Paulo Mortari, além do promotor e do delegado da Infância e Juventude, Antonio Domingues Farto Neto e José Augusto de Barros Pupim, respectivamente. O que motivou a iniciativa foi um tumulto no último fim de semana no Parque dos Espanhóis, em Pinheiros.
O secretário das Parcerias, Roberto Juliano, também terá de dar explicações aos vereadores, no dia 18, sobre a coleta seletiva de lixo, sobretudo em relação à remuneração dos cooperados que atuam na cidade.

Líder religioso
O pedido para José Milton falar sobre a escolta a um líder religioso partiu do presidente da Casa, o vereador Marinho Marte (PPS). Ao se manifestar sobre o assunto classificou-o como inexplicável e uma ofensa aos cofres públicos e à Guarda Municipal. Defendeu ainda que a corporação passe por uma uma reorganização interna e um redirecionamento, no intuito de enquadrar suas atividades nos preceitos constitucionais e legais. Não é a primeira vez que eu defendo uma reorganização da GM. O editorial do jornal Cruzeiro do Sul, publicado na edição de hoje, foi muito acertado ao colocar que a corporação, na forma que vem sendo conduzida, precisa ser revista, disse o vereador que continuou: O atendimento a uma demanda particular, além de configurar desvirtuamento dos objetivos da guarda, insinua neste caso específico, clientelismo político, já que quem solicitou os serviços foi um ex-vereador; um colega nosso, que fez parte desta Casa de Leis. Moralmente essa situação é grave e inexplicável. Isso causa perplexidade. É de tamanha a vergonha que deixa tomate vermelho essa situação, ironizou.
O presidente da Câmara, após solicitar os documentos e a presença do secretário para ser sabatinado sobre o assunto, também apresentou requerimento no qual pede a transcrição nos anais da Casa do inteiro teor do editorial, sob o título Escolta da GM.

Cruzeiro do Sul/Notícias cristãs

Padres são acusados de pedofilia no município de Arapiraca

Monsenhor Luiz Marques Barbosa
O programa Conexão Repórter, apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini no SBT, exibiu na quinta-feira, 11 de março, uma matéria bombástica, referente a dois monsenhores e dois padres da cidade de Arapiraca, no Estado de Alagoas, que segundo as denúncias feitas ao programa, estão envolvidos em casos de pedofilia no município localizado no agreste alagoano. As denúncias feitas ao programa vieram acompanhadas de provas evidenciais, o que despertou na produção o interesse de averiguar os fatos, pois estavam de posse de um vídeo onde um dos monsenhores, Luiz Marques, faz sexo com um jovem.
Ao chegar a Arapiraca, Roberto Cabrini informou que encontrou Fabiano, o rapaz que aparece mantendo relações sexuais com o padre no vídeo. As surpresas estavam apenas começando! O jovem Fabiano, que hoje está com 20 anos, declarou que conheceu o padre quando começou a ser coroinha na igreja, quando na época tinha apenas 12 anos. Desde então, Fabiano declarou a produção do Conexão Repórter, que foi assediado sexualmente pelo padre.
Com as declarações do jovem Fabiano, outros foram localizados e com eles veio a confirmação do envolvimento de outros padres no “escândalo da igreja”. Entre os jovens que foram localizados, está um menor de 11 anos, que também confirmou as acusações, afirmando que foi assediado por outro padre da região, Edilson Duarte, que atualmente é o administrador paroquial da Igreja Catedral de Nossa Senhora do Bom Conselho.
Ao desenrolar da reportagem, várias denúncias de pais de jovens coroinhas foram feitas, nas quais, afirmam que foram assediados sexualmente pelo Monsenhor Luiz Marques, pelo padre Edilson Duarte e pelo Monsenhor Raimundo, além de um outro padre que até o final da reportagem, não havida sido identificado.
Para garantir a imparcialidade e efetivar o princípio do contraditório e da ampla defesa, mesmo que de forma extra-judicial, pois a reportagem foi feita por apresentadores e não por juízes, a produção do programa procurou os padres envolvidos no escândalo, que negaram toda a história, porém, a situação foi agravada, quando a reportagem flagrou um advogado identificado como Daniel Fernandes, ameaçando os jovens Flávio e Fabiano, que segundo informações da produção, são os responsáveis pela gravação. As denúncias se acumulavam, e após a gravação do vídeo que mostra o advogado tentando subornar os jovens, ficou confirmado que o Monsenhor Raimundo ofereceu R$ 30 mil reais, para que os vídeos não fossem divulgados.

Transcrição do Blog de Roberto Cabrini onde ele conta os detalhes da matéria

Para não levantar suspeita em Arapiraca, nossa equipe teve de se separar na hora da hospedagem. O ponto de partida da nossa reportagem foi um vídeo que recebemos no qual um padre de Arapiraca (AL) faz sexo com um rapaz. Então, partimos para a cidade para localizar os personagens centrais da história e comprovar a veracidade das imagens.
O levantamento inicial, encontrar as pessoas envolvidas no vídeo, levou cinco dias. Nosso primeiro contato foi com Fabiano, o rapaz que aparece ao lado do padre mantendo relações sexuais. Fabiano, hoje com 20 anos, relatou que se tornou coroinha na igreja com12 anos de idade e desde então foi assediado sexualmente pelo padre. Contou ainda que manteve um relacionamento com o religioso durante anos, e por isso desistiu do antigo sonho de se tornar padre.
Durante a apuração, outros jovens foram localizados dizendo que passaram pelo mesmo assédio, chegando a prática do sexo com os padres. Entre eles está um menino, de 11 anos. Ele afirmou que foi assediado por um outro padre da região.
Em seguida, procuramos os padres apontados nos relatos: os três principais nomes da Igreja em Arapiraca. Para não levantar suspeita, já que a cidade é pequena, nossa equipe se hospedou separadamente em hotéis não só na cidade, mas também na região. Um a um, os religiosos foram localizados pela equipe. Os três padres negaram qualquer envolvimento com os garotos e jovens da cidade.
A fase final de nossa reportagem foi questionar os jovens envolvidos e acompanhá-los em seus depoimentos à promotoria de Alagoas. O promotor responsável pelo caso ouviu todos os envolvidos e, diante dos fatos narrados, encaminhou o material à Polícia Civil alagoana e pediu a instauração de um inquérito para apurar a denúncia. Atualmente, a investigação cabe a delegacia especializada em crimes contra a criança.

AquiAcontece/Notícias cristãs

Minissérie da Record A História de Ester continua surpreendendo

Depois de estreiar com direito a liderar a audiência na TV Aberta por 7 minutos a minissérie bíblica da TV Record A História de Ester continua rendendo boas audiências para a TV de Edir Macedo.
Na última terça-feira a minissérie conquistou média de 10 pontos no Ibope, número superior a audiência no mesmo horário antes da estréia da atração.
A minissérie é fruto de investimento de mais de 5 milhões de reais e tem 10 capítulos. Gabriela Durlo e Marcos Pitombo são os protagonistas da trama.

Tititinet/Notícias cristãs

Uma mulher presidente Conselho de Pastores


O Dia Internacional da Mulher marcou, pela primeira vez, uma mulher assumindo o Conselho de Pastores das Igrejas Evangélicas de Botucatu, entidade criada nos anos 70. A entidade tem 20 membros na diretoria.
Assumiu o comando da entidade, que reúne mais de 40 igrejas na cidade, a pastora da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, Lígia Coelho Minetto.
“Para mim é um desafio e uma honra. Os pastores estão confiando em mim, dando um voto de confiança, além de estarmos quebrando mais um paradigma, com uma mulher ocupando uma posição de liderança na Igreja”, revela a pastora, que nos últimos anos era vice-presidente do Conselho.
Ligia Minetto é uma das poucas pastoras na cidade. Ela comanda as celebrações da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo há 14 anos
“Vou trabalhar a unidade das igrejas evangélicas, unir as nossas forças, para que trabalhemos juntos. Afinal, todos temos a mesma fé”, afirma a nova presidente do Conselho.
Ligia Minetto sucede o pastor Josué Oliveira Santos, da Igreja Batista Central, que presidiu o Conselho dos Pastores nos últimos dois anos.
A Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, onde Lígia Minetto é a pastora, está localizada na Rua General Telles, 32 – centro. As orações acontecem aos domingos, às 19 horas.

Entrelinhas/Notícias Cristãs

Vaticano defende celibato apesar das críticas por casos de pedofilia

CIDADE DO VATICANO — O Vaticano defendeu nesta quinta-feira o celibato dos padres, apesar das críticas à abstinência sexual feitas por teólogos e analistas, que citam esse comportamento como uma das causas da pedofilia após os recentes casos denunciados na Alemanha, Irlanda, Áustria e Holanda.
"O celibato sacerdotal é um dom do Espírito Santo que exige ser vivido e compreendido com um sentimento de plenitude e gozo, com uma relação total com o Senhor", afirmou o cardeal brasileiro Claudio Hummes, prefeito da Congregação para o Clero, ao abrir nesta quarta-feira uma conferência teológica sobre o tema "A fidelidade de Cristo, a fidelidade do religioso".
"É uma relação única e privilegiada com Deus, que converte o sacerdote em uma testemunha autêntica da paternidade espiritual", completou.
O debate sobre o celibato voltou à tona depois que dois renomados teólogos, o suíço Hans Küng e o alemão Eugen Drewermann (ambos destituídos pelo Vaticano), chamaram de "desumana" a obrigação de privar os clérigos católicos de uma vida sexual e apontaram esse comportamento como uma das causas da pedofilia.
O arcebispo de Viena, o cardeal Christoph Schönborn, que disse não entender o questionamento à regra do celibato dos padres, afirmou na quarta-feira que a Igreja Católica precisa se questionar sobre as razões que levaram religiosos a cometer atos de pedofilia.
As denúncias em Irlanda, Alemanha, Áustria e Holanda somam mais de 500 casos e envolvem longos períodos, o que comoveu a sociedade com os depoimentos de vítimas de abusos cometidos nos últimos 30 a 40 anos por religiosos.
O cardeal pediu que sejam levadas em consideração as consequências da "revolução sexual de 1968" para a formação e educação dos padres, assim como do "celibato" no desenvolvimento pessoal do religioso.
Várias organizações laicas católicas, entre elas o movimento internacional "Somos Igreja", além de associações de ex-padres casados, solicitam há muitos anos o fim da tradição.
Desde o início, no século IV, a Igreja Católica institucionalizou a castidade e o celibato com uma ordem do Papa, ou seja, humana. Por este motivo, outras igrejas cristãs não praticam a abstinência sexual e o celibato.

AFP/Notícias Cristãs

sexta-feira, 12 de março de 2010

Polícia diz agora que Glauco foi baleado ao tentar impedir suspeito de se matar

O cartunista Glauco, em foto de 2002 (Foto: Raphael Falavigna/Folha Imagem)



O cartunista Glauco Villas Boas, 53 anos, morto a tiros na madrugada desta sexta-feira (12) em sua casa em Osasco, na Grande São Paulo, foi atingido quando tentava impedir o suspeito do crime, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de se matar, segundo informações da Polícia Civil. Raoni Villas Boas, de 25 anos, filho de Glauco, também foi morto. O suspeito, de 24 anos, é procurado pela polícia. A foto foi divulgada nesta tarde.

A Polícia Civil chegou a dar uma versão diferente dos fatos. No boletim de ocorrência registrado no 1º Distrito Policial de Osasco, consta que três homens atiraram em Glauco e no filho dele na Estrada de Portugal. O boletim, de homicídio simples, não deixa claro se o crime foi na casa do cartunista ou perto dela. Ainda segundo o registro, uma terceira pessoa estava com as vítimas, mas não foi atingida.

O crime teria acontecido durante uma discussão entre o suspeito e o cartunista. Segundo o delegado do Setor de Investigações Gerais (SIG) da Delegacia Seccional de Osasco, Archimedes Cassão Veras Júnior, o suspeito era conhecido da família e tinha acesso à residência. “Todas as testemunhas apontam que essa pessoa discutiu com o Glauco”, disse o delegado.

Veras Júnior ainda contou que os tiros foram dados no terreno do imóvel onde Glauco morava com a família. Em um primeiro momento, o suspeito teria apontado a arma para a própria cabeça. Ao tentar impedir que ele atirasse, o cartunista foi atingido. Em seguida, seu filho também foi alvejado.

Reprodução de foto liberada pela polícia do estudante universitário Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 24 anos, principal suspeito do assassinato do cartunista Glauco e do filho dele (Foto: J. F. Diorio/AE)

O cartunista havia fundado a Igreja Céu de Maria, que era inspirada nos cultos do Santo Daime e funcionava na mesma comunidade.


Segundo a Agência Estado, o suspeito do crime vive no Alto de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, e estava afastado dos cultos havia cerca de seis meses. No fim da noite de ontem, ele teria ido ao encontro de Glauco e Raoni, levando uma pistola 765.

De acordo com o delegado, a família ouviu uma discussão durante a noite e foi para fora da casa verificar o que estava ocorrendo. Vizinhos também presenciaram a confusão.

Segundo o major Isaías Vieira, da Polícia Militar, pouco antes da discussão estava sendo realizado um culto no local, na noite de quinta-feira (11). O suspeito dos crimes teria pedido para falar com o cartunista e com o filho Raoni. Uma discussão teria começado e o homem atirou em Glauco e em seguida em Raoni, fugindo logo em seguida num carro cinza.

Glauber Salzano, que é zelador do condomínio onde Glauco morava, afirma que o suspeito de ter matado o cartunista e o filho frequentava a Igreja Céu de Maria. "Ele [o acusado] buscava a igreja em torno de um caminho, mas tem espírito que é assim mesmo...", disse.

Ainda segundo a polícia, Raoni levou quatro tiros no tórax e no abdome. Três deles transpassaram o corpo do jovem e um ficou alojado. Glauco também foi baleado quatro vezes. Um tiro acertou o lado direito do rosto, entrou pela bochecha e ficou alojado. Os outros três atingiram o abdome e o tórax e atravessaram as costas do cartunista.

Terceira versão

Outra versão foi dada pelo advogado da família do cartunista, Ricardo Handro, ao G1. Segundo ele, dois homens invadiram a casa de Glauco Villas Boas. Eles estavam aparentemente drogados. “Eles não falavam coisa com coisa, estavam aparentemente drogados. Mais que advogado da família, sou amigo de Glauco há 12 anos. Foi uma fatalidade, uma coisa terrível”, disse.

Segundo Handro, os homens renderam a filha do cartunista quando ela tentava entrar em casa. Eles entraram na residência e anunciaram que levariam toda a família. Glauco negociou para que apenas ele fosse levado. Durante a negociação, o cartunista levou uma coronhada no rosto.

“Não posso dizer que o boletim está errado, mas o que aconteceu foi isso. São informações que a família me passou”, disse Handro ao chegar no Instituto Médico-Legal (IML) de Osasco, na manhã desta sexta.

Foto: Kleber Tomaz/G1

Policiais militares em frente de propriedade do cartunista (Foto: Kleber Tomaz/G1)

Ainda nessa versão, o filho Raoni chegava da faculdade quando o cartunista era levado pelos assaltantes. Ele teria se assustado com o pai sangrando e com uma arma apontada para a cabeça. Raoni tentou negociar e, neste momento, foi atingido por quatro tiros. Outros quatro disparos foram dados em direção ao cartunista. Um dos tiros acertou o rosto do cartunista. A mulher e a filha de Glauco presenciaram tudo.

Glauco e Raoni chegaram a ser levados para o Hospital Albertin Sabin, na Lapa, Zona Oeste de São Paulo, mas chegaram mortos ao local. Até as 11h desta sexta, os corpos continuavam no IML de Osasco. Ninguém foi preso, segundo a polícia.

Assim que forem liberados pelo IML, os corpos de Glauco e Raoni deverão ser velados na casa da família, na Estrada de Portugal. O enterro deve acontecer no Cemitério Anhanguera. Ainda não foi definido o horário do sepultamento.

Glauco Villas Boas nasceu em Jandaia do Sul, no Paraná, em 1957. Como cartunista, publicou seus primeiros trabalhos em 1976, no "Diário da Manhã" de Ribeirão Preto, e, em 1977, ganhou seu primeiro prêmio no Salão do Humor de Piracicaba.

Veja imagens dos personagens de Glauco

No início da década de 1980, passou a fazer parte do elenco de cartunistas do jornal "Folha de S. Paulo", onde consagrou personagens como Geraldão, Geraldinho, Dona Marta, Zé do Apocalipse, Casal Neuras e Doy Jorge.

Dono de um traço marcante e de um estilo de humor ácido e de piadas visuais rápidas, Glauco criou personagens que de certa forma representavam suas próprias experiências na São Paulo dos anos 1980, com referências a sexo, drogas e violência urbana.

Em 1991, participou ao lado de Angeli e Laerte da criação da tira "Los 3 amigos", uma brincadeira do trio de cartunistas com o universo dos filmes de bang-bang e seu retrato dos personagens mexicanos.

Atualmente, Glauco publicava tiras diárias e charges no jornal "Folha de S. Paulo". Seus quadrinhos antigos vinham sendo republicados por editoras como Opera Graphica e L&PM.

Em uma entrevista publicada na "Folha de S. Paulo" em 2004, Glauco lamentou a suposta falta de sintonia com as novas gerações. "Meu traço não é bom para retratar o futuro. Corro o risco de não falar a língua da moçada."

Glauco também fez parte da equipe de redatores dos programas "TV Pirata" e "TV Colosso", da Globo.

Foto: Reprodução

Capas da revista 'Geraldão' mostram personagens criados pelo cartunista Glauco (Foto: Reprodução)

G1.COM

VÍDEO DO DIA

Pedofilia: Sexo, Intrigas e Poder


Atrás da Sacristia, o segredo. Uma imagem perturbadora. Sexo, intrigas e poder na Igreja Católica. O altar e o crucifixo como testemunhas. Mentes traumatizadas. Lembranças que persistem. Pesadelos intermináveis. O ensino sagrado, evangelho e a formação do caráter de jovens. Pretexto para se aproximar de meninos que achavam que ser coroinha era o caminho mais curto até Deus? O verdadeiro caminho do calvário. A inocência negada. Proibida. Violentada.


Nossa investigação começa quando temos acesso a um vídeo, entregue por um morador de uma cidade de Alagoas. Cenas que revelam uma face obscura da fé. No fundo, o altar de uma casa construída com o dinheiro dos fiéis. Na cama, um padre. O sacerdote em ato sexual com um jovem. Ao final, o padre se assusta ao perceber que tudo estava sendo registrado.

Arapiraca, duzentos mil habitantes, a segunda maior cidade do estado de Alagoas. Como em tantos lugares do interior do país, a igreja exerce colossal influência na vida da comunidade. O padre trata-se de um dos religiosos mais conhecidos na região. De seus oitenta e dois anos, cinquenta e oito são de sacerdócio e vinte a frente da Paróquia de São José. Mesmo aposentado continua celebrando missas e casamentos pelo enorme prestígio. Camisetas foram vendidas para arrecadar dinheiro para a construção de uma casa para ele. Os fiéis de Arapiraca o enxergam como um verdadeiro santo.


A suposta vítima um ex-coroinha que aparece no vídeo mantendo relações sexuais com um Monsenhor de Arapiraca. Hoje ele diz que tem consciência do mal que o assombrou durante oito anos. Mas a fé, até então inabalável, foi sendo pouco a pouco substituída por outro sentimento. Revolta. Localizamos também quem filmou as imagens. Trata-se de outro ex-coroinha que também disse que foi vítima do padre, com doze anos. Hoje, com vinte e um anos, ele diz que resolveu dar um basta. O ex-coroinha aproveitou que o portão da casa estava entreaberto e com uma câmera na mão registrou a tarde de orgia e luxúria do padre. As imagens sugerem uma relação consentida, mas o ex-coroinha conta que os abusos começaram quando ele era apenas um menino.


O Monsenhor aceita conversar com Cabrini diante de nossa câmera. O crucifixo, no peito, é seu Senhor e Mestre. Ele nega o excesso de casos de pedofilia na cidade, que dizem. Afirma que o padre comete um pecado mortal, mas que pode se arrepender. Declara também não conhecer nenhuma caso de abuso de crianças ou coroinhas. No momento mais tenso da entrevista Cabrini pergunta se ele já abusou de algum coroinha. O padre não afirma e não nega. Apenas diz que o único que pode saber de seus pecados é seu confessor. Após ser questionado pede que Roberto Cabrini saia de sua casa.



Mais um sacerdote aparece no escândalo, citado pelo ex-coroinha. É uma padre responsável pela Igreja mais importante de Arapiraca. Vamos ao encontro dele em sua casa. Desconfiado, ele quer se certificar que a conversa não está sendo gravada, batendo no peito de nosso produtor à procura de microfones. Seu comportamento é estranho para uma pessoa supostamente inocente. Ele nega todas as acusações e ainda tenta passar a imagem de um padre dedicado.

Abusos ou relações homossexuais? Padres em pecado ou garotos atrás de dinheiro? Padres e coroinhas...um relacionamento atrás da sacristia.


+ Se preferir, assista ao vídeo do programa

LINK: http://www.sbt.com.br/conexaoreporter/reportagens/reportagem.asp?id=4&t=Pedofilia:+Sexo,+Intrigas+e+Poderma

FONTE: SBT/CONEXÃO REPÓRTER

Demônio está na Igreja Católica


Exorcista garante que há padres que não creem em Jesus O exorcista-chefe do Vaticano, Gabriele Amorth, afirmou que os abusos sexuais cometidos pelos padres são obra do demônio que se instalou na Igreja Católica.
Exorcista há 25 anos, o padre assegura com veemência que “o demónio está instalado no coração da Igreja” e que muitos dos padres que compõem a hierarquia católica não acreditam em Jesus e estão ligados ao demónio.
Amorth garante que o filme ‘O Exorcista’ de 1973 retrata quase fielmente a prática de exorcizar alguém.
Em entrevista ao jornal ‘La Repubblica’, o padre de 85 confessa que é um homem “feliz” com o seu trabalho e que não tem dúvidas que a tentativa de assassinato de João Paulo II e o ataque ao Papa Bento XVI no Natal foram causados pelo demónio que quer vencer a Santa Sé.
Em 2006, Amorth já tinha dado uma entrevista na qual acusava os nazis de serem a prova de que o demónio realmente existe, alegando que eles estavam possuídos.

CM/Notícias Cristãs

Lançamento do livro “Para ver o Milagre”, do Pr. Ari Caetano do Nascimento


Pr. Ari Caetano, presidente do Ministério da Comunidade Evangélica Cristã de Vila da Penha, igreja que tem longa trajetória no cenário nacional de louvor e adoração desde 1981, com canções como “Consagração”, “Tempo de Guerra” e muitas outras, além de gerar e edificar ministérios consagrados que abençoam nossas vidas, como Pra. Aline Barros, Pra. Fernanda Brum, Adriana Marques, e outros, vem através de sua mais nova obra literária, edificar nossas vidas com o livro “PARA VER O MILAGRE“.

Pr. Ari, tem seu ministério caracterizado por uma avalanche de unção, sob suas ministrações e se vê como um avivalista, com um ministério voltado para edificação de pastores e líderes. Já ordenou diversos pastores no Brasil e também no exterior.

Comentários de personalidades que leram o livro:

Pra. Fernanda Brum

“Pude sentir o sopro de Deus ao ler, “Para Ver o Milagre” viajei a momentos de profunda intimidade e aprendizado de Deus. Recordei frases e sermões que encheram minha vida do fogo do Espírito Santo, nos dias em que tive o privilégio de pertencer à comunidade Evangélica de Vila da Penha.

O livro é cheio de palavras de revelação e de sinceridade, sobre o milagre da família restaurada e de se viver na vontade de Deus. Fui formada nessa realidade e recordei da experiência de nadar no rio de Deus. Andando com o Pr. Ari como profeta, vivi muitas dessas experiências porque perto dele e sua família o sobrenatural é bem natural. Credibilidade é outra palavra que não sai da minha cabeça enquanto escrevo.

Tenho muitas saudades do tempo em que essas experiências eram freqüentes, quando jejuávamos quarenta dias e ao final desse tempo éramos ungidos diante da igreja. Ainda hoje carrego em meu coração, princípios irrevogáveis que recebi nesse ministério e desejo que o mundo inteiro seja impactado por esse rio de avivamento que virá sobre a terra. Sei que esse ministério ora sem cessar, para que o avivamento venha por onde vier e esta onda romperá e a todos inundará com graça e poder. Porque estamos prontos para VER O MILAGRE”.

Pr. Antônio Cirilo (Ministério Santa Geração)

“Para mim é uma grande honra estar escrevendo estas poucas linhas que na verdade servem para te dizer, querido leitor, que eu já li o que está escrito neste livro e que valeu a pena. Fui edificado, desafiado a crer, e até mesmo confrontado, pois, para mim, representa mais que palavras uma vez que tenho o imenso privilégio de conhecer o Pr. Ari um pouco mais de perto e comprovar que seu modo de vida está alinhado com os seus escritos.

Existem livros que são escritos para gerarem emoção nos leitores, outros porque os seus escritores se emocionaram. Alguns livros para gerarem fé, outros por que os escritores creram, ou seja, alguns escritos são contos, outros são vida, pois, emanam de uma experiência pessoal do autor. E este livro é exatamente isso. É o sentimento do coração de um homem de profunda experiência com Deus, que numa linguagem literária envolvente, depositará dentro dos leitores uma porção preciosa da fé que tem sido aglutinada passo a passo através dos seus jejuns, orações, e leitura da Bíblia, como ele mesmo descreve no decorrer deste livro.

Pr. Ari Caetano é para mim um dos grandes referenciais de homem de Deus que temos em nossa nação. Suas palavras nos inspiram, nos elevam, nos faz ir mais longe.

Através deste livro você navegará com o Senhor Jesus no mar da Galiléia, atravessará o mar vermelho com Moisés, conhecerá partículas preciosas das Escrituras e se ouvir atento com os ouvidos do coração, descobrirá o líder que habita em você”.

Pra. Ludmila Ferber
“Pr. Ari é um desses homens do céu que Deus enviou para abençoar as nossas vidas”

Adquira o livro através do site: www.comushop.com.br
ou pelo telefone (21) 3013-1415

OVERBO


O congresso “Mulheres de Fé”, promovido pela cantora Soraya Moraes, estreia nesta sexta-feira, dia 11/3, no templo da Igreja Evangelho Quadrangular, em Limeira (SP). Durante dois dias de evento, serão realizadas programações evangelísticas que incluem louvor, adoração, estudo bíblico, orientação médica, exposições, desfile de moda, entre outros.

Além de Soraya Moraes, também participam do evento a apresentadora do SBT, Cris Poli (Super Nani), o médico Lenilto Marques Araújo e as pastoras Rosa Maria, Ozaide C. Lago e Iracema Knupp, de Miami (EUA).

O ingresso custa R$25 e garante participação nos dois dias de congresso. As inscrições podem ser feitas em Limeira, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Americana, Piracicaba e Santa Bárbara do Oeste. Os endereços dos pontos de inscrição estão disponíveis no site www.mulheresdefe.com.br. Mais informações também podem ser adquiridas pelos telefones (11) 3607-3486, (11) 3695-0335, (19) 3451-4046 e (19) 3889-2503.

Fonte: Assessoria de Imprensa Line Records/OVERBO

Pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus são presos por tráfico internacional de armas. Assista o vídeo


Três pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus foram presos em flagrante com sete fuzis que seriam entregues ao tráfico do Rio de Janeiro.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu sete fuzis 5.56 que tinham como destino Niterói (RJ). A apreensão ocorreu na tarde de ontem, em Miranda, na BR 262.

A apreensão ocorreu quando os policiais abordaram um veículo Vectra, de Três Lagos, que estava sendo ocupado por duas pessoas que se identificaram como pastores da Igreja Mundial, sendo o condutor S. B. F. N., 42 anos e o acompanhante F. F. M., 31 anos.

Para a polícia, eles tetaram dizer que tinham ido a Corumbá para fazer uma pregação aos fiéis, porém como estavam nervosos e caíram em contradição, a polícia decidiu realizar uma vistoria no carro onde encontraram sete fuzis de fabricação norte-americana, marca Bushmaster, Modelo M-15, Calibre 5,56. As armas estavam escondidas em compartimentos de fundo falso nas portas dianteira e traseira e assento traseiro do veículo.

Para facilitar o transporte, as armas estavam desmontadas e envolvidas por material plástico. Aos policiais, o condutor disse que iria encontrar uma pessoa em Campo Grande e que os dois viajariam para Niterói, onde as armas seriam entregues a traficantes da região.

Os policiais se dirigiram para Campo Grande e prenderam F.J.S.F, de 36 anos, próximo a uma residência no bairro Nova Bandeirantes, que também se identificou com sendo pastor da mesma igreja.

Vídeo: Jornal Nacional – Pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus presos levando armas a traficantes



Fonte: Midia Max / Gospel+

O Apóstolo Valdemiro Santiago, líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, também já foi preso por porte ilegal de armas, em 2003 foi preso durante uma blitz em Sorocaba. Ele estava levando consigo uma escopeta, duas carabinas e também 400 caixas de munição. Mais armas e munição foram apreendidas em sua casa. Valdemiro alegou que as armas são de caça e estavam sendo levadas para um amigo.

Igreja Contemporânea – Entenda a crença da igreja evangélica para gays

A matéria a seguir não representa a crença e a opinião de nenhum site da Rede Gospel+. A mesma foi publicada aqui apenas para fins de informação e discussão dos usuários.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Durante a inauguração da mais nova filial da Igreja Cristã Contemporânea, o Pastor Marcos Gladstone (fundador da denominação) e o Pastor Fábio (ex pastor da Igreja Universal) falaram um pouco sobre a doutrina, como nasceu e a história da denominação que acredita que a Bíblia não condena o homossexualismo.

A nova sede da Igreja Contemporânea fica em Belo Horizonte, é a primeira fora do estado do Rio de Janeiro e será liderada por uma pastora lésbica declarada. A escolha de Minas Gerais como primeiro estado diferente do Rio para receber uma filial da Igreja GLS foi porque, segundo os próprios pastores, em Minas existem muitos gays nas igrejas evangélicas, demostrando a idéia de tirar essas pessoas das denominações que estão e fazerem-as migrar para a Igreja Contemporanea.

No fim de 2009 os pastores gays se casaram em uma luxuosa festa no Rio de Janeiro. Em uma carta aos fiéis de sua igreja os pastores afirmaram que esperam que esse ato seja o primeiro passo para muitos outros casamentos gays e uniões homossexuais entre evangélicos. A Igreja Cristã Contemporanea já realizou outros casamentos gays.

O Jornal da Alterosa, em Minas Gerais, mostra como é o culto e quem são as pessoas que trabalham e frequentam a igreja. A reportagem é de Ricardo Carlini e Gilmar Alves.

Igreja Contemporânea

AVISO: no vídeo a algumas pequenas cenas de beijos gays dentro da igreja.



Fonte: Gospel+

Evangelismo para transformar a Cracolândia em Cristolândia


Mais um passo está sendo dado para que a Cracolândia possa ser chamada de Cristolândia. Isso porque, no dia 27 de março, Missões Nacionais inaugurará um espaço destinado ao atendimento integral dos marginalizados do centro da capital paulista. O imóvel, alugado com a ajuda da Igreja Batista Bom Retiro, estará de portas abertas 24 horas por dia.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A Missão Batista Cristolândia, como já está sendo chamada, será a sede dos radicais e de todos os batistas que desejarem capacitação no trabalho de evangelização e discipulado de dependentes químicos e excluídos socialmente. Como apresenta a coordenadora local do Radical Brasil, missionária Soraya Machado: “A Missão é a resposta dos batistas brasileiros a esta atrocidade chamada cracolândia”.

O quartel general do Radical Brasil está localizado dentro da cracolândia e nesse espaço serão oferecidas 300 refeições diárias – café, almoço e janta, espaço para banho, lavanderia, doação de roupas e calçados. Além do amparo social, o investimento espiritual será alto, com quatro cultos por dia nos períodos da manhã, tarde, noite e madrugada. Na missão também funcionará um centro de capacitação para o trabalho com excluídos. “Os interessados estarão, no período de três meses, residindo no alojamento do projeto e depois retornarão para suas igrejas como um agente multiplicador”, comentou a missionária. A primeira turma deve começar em abril desse ano, com inscrições sendo feitas pela Sede Regional de Missões Nacionais em São Paulo.

O endereço da Missão Batista Cristolândia é Alameda Barão de Piracicaba 509, São Paulo – SP. Para participar do treinamento para evangelização e assistência aos marginalizados, entre em contato com a regional através do telefone (11) 3224-0916 ou e-mail regionalsaopaulo@missoesnacionais.org.br

Fonte: Missões Nacionais / Gospel+
Via: Gospel Prime

quinta-feira, 11 de março de 2010

VÍDEO PARA MEDITAÇÃO

Mulher acusada de ajudar a introduzir agulhas em corpo de menino é solta em Salvador


SALVADOR - A mulher acusada de ajudar o pedreiro Roberto Carlos Magalhães a colocar dezenas de agulhas no corpo de um menino de 2 anos , em Ibotirama, na Bahia, foi libertada da prisão. Angelina Capistana Ribeiro dos Santos era amante de Roberto Carlos e é acusada de ser cúmplice dele. O padastro da criança declarou, em interrogatório, que Angelina ajudava a introduzir as agulhas durante rituais de magia negra. Ele continua preso .
O pedido de revogação da prisão preventiva da ré, para que ela respondesse ao processo em liberdade, foi avaliado pela Vara Criminal do Fórum de Ibotirama. O juiz Oclei Alves da Silva aceitou o pedido e ordenou a soltura de Angelina. Também os promotores do Ministério Público avaliaram o pedido e deram parecer favorável.
A Justiça vai realizar mais uma audiência do caso. Até agora foram ouvidas 11 testemunhas, oito arroladas pelo Ministério Público e três pela defesa de Angelina. Uma nova testemunha, uma mulher, foi convocada e, após a audiência, a Justiça deverá decidir se Angelina irá ou não a júri popular.
O menino chegou a ser levado ao Fórum para ser ouvido pelo juiz, caso tivesse condições. Porém, foi avaliado por uma psicóloga, que concluiu que a criança não deveria ser ouvida.
A mãe do menino e Roberto Carlos viviam juntos há cerca de seis meses. Ela não desconfiou da agressão até que a criança teve o pulmão perfurado por uma agulha e começou a sentir dores . As agulhas foram inseridas no corpo do garoto aos poucos, num período de um mês. A criança não apresentava marcas ou hematomas na pele. Levado a Salvador, o menino foi submetido a várias cirurgias para retirada de agulhas.

Globo/Notícias Cristãs

Impedir ingresso de mulheres no sacerdócio é uma violência de gênero, diz pesquisador

Managua - Congregações vinculadas ao Conselho de Igrejas Evangélicas Pró-Aliança Denominacional (Cepad) lembraram, na segunda-feira, o Dia Internacional da Mulher e o Dia Mundial de Oração, intercedendo por companheiras maltratadas e sofridas de Camarões e da Nicarágua.
O vice-diretor do Cepad, professor Evenor Jerez, destacou a maior participação da mulher na sociedade nicaragüense. Lembrou, contudo, que 21% do universo feminino sofrem algum tipo de violência na trajetória de suas vidas, segundo a organização espanhola Inter-Vida.
A pesquisadora Blanca Cortés, do Centro Intereclesial de Estudos Teológicos e Sociais (CIEETS) lamentou a inexistência de dados confiáveis no país a respeito da violência contra as mulheres perpetradas em meios evangélicos. Ela disse que é uma violência de gênero quando pastores não permitem a ordenação de mulheres ao sacerdócio.

AC/Notícias cristãs

Igreja critica venda de preservativos em escola de Roma

A Igreja Católica criticou a iniciativa de uma escola de Roma de instalar máquinas de distribuição de camisinhas para alunos. De acordo com os religiosos, a medida torna a "sexualidade algo trivial", informou o site do jornal britânico Guardian, nesta quarta-feira.
A Escola Científica Kepler se tornou a primeira no sistema de educação italiano a instalar máquinas de venda de camisinhas para estudantes. Os aparelhos, instalados nos banheiros masculinos e femininos, venderão preservativos com desconto.
O cardeal Agostino Vallini deplorou a iniciativa e disse que torna a "sexualidade algo trivial". A escola fica a apenas alguns quilômetros do Vaticano, do lado de fora das antigas muralhas que cercam Roma.
O chefe da associação médica local também desaprovou a medida. "É como reconhecer que você pode fazer sexo dentro da escola", disse o médico Mario Falconi.
Os preservativos custarão 2 euros (cerca de R$ 4,80) por um pacote com três unidades - menos da metade do preço usual de venda em Roma.

Terra/Notícias Cristãs

Mais de 5.000 anglicanos dos EUA querem passar para a Igreja Católica


Reverendo Martyn Minns dá a bênção em celebração anglicana em Woodbridge, Virgínia

CIDADE DO VATICANO — Um grupo de mais de 5.000 anglicanos americanos quer passar para a Igreja Católica após a oferta feita pelo papa Bento XVI, informou nesta quarta-feira em Roma a agência de notícias católicas Zenit.
Os bispos da "Anglican Church in America" (ACA, Igreja Anglicana na América), anunciaram que haviam realizado recentemente um encontro em Orlando, sul dos EUA, durante o qual decidiram solicitar "formalmente" a plena comunhão com a Igreja Católica.
O Vaticano anunciou em novembro passado a adoção da Constituição Apostólica, que permite uma conversão coletiva para o Catolicismo dos tradicionalistas anglicanos decepcionados com a visão extremamente progressista de sua Igreja, principalmente em temas como o homossexualismo e a ordenação de bispas.
A Constituição Apostólica autoriza o nascimento de uma "estrutura canônica" específica para os novos "anglicanos católicos".
O papa Bento XVI decidiu em outubro passado criar uma estrutura para receber os setores mais tradicionalistas anglicanos, o que gerou reações dentro e fora da Igreja Católica, acusada de querer unificar os setores mais conservadores.
A nova estrutura poderá aceitar os sacerdotes casados, embora os bispos anglicanos casados que se juntarem à nova congregação não possam ser reconhecidos como bispos e os sacerdotes que entrarem não possam se casar depois.
Os bispos celibatários terão que ir a cada cinco anos ao Vaticano para uma "visita ad limina" ao Papa, como está previsto para as conferências episcopais de todos os países.
A ACA tem cerca de 5.200 membros em 100 congregações e é diferente da Igreja Episcopal.
Também não faz parte da Comunhão Anglicana, que têm como primado principal o arcebispo de Canterbury.

AFP/Notícias Cristãs

Igreja evangeliza 2º maior pólo de turismo no Estado

O pastor Agenildo Soares, que há oito meses foi enviado pela Junta de Missões Nacionais/Convenção Batista Alagoana com a missão de plantar igrejas multiplicadoras no município de Maragogi, está otimista com a receptividade que tem encontrado junto à população nativa e visitante do segundo maior pólo turístico do Estado em ouvir e aceitar a mensagem do Reino de Deus.
“Viemos de Pernambuco, onde plantamos igrejas e exercemos o ministério pastoral durante 14 anos. Aqui em Maragogi, neste lugar encantador, de belas praias e coqueirais, sentimos o poder, a perfeição e os cuidados de Deus com a criação a cada instante. Somos imensamente gratos a Ele por ter nos abençoado desde o primeiro instante que aqui chegamos”, conta o pastor-missionário.
O crescimento da Igreja Batista que ele pastoreia na cidade – e que já está precisando de ampliar seu templo – começou a partir do resultado da operação Jesus Transforma, ou Trans, como é mais conhecida a ação missionária que levou a Maragogi 40 missionários voluntários no mês de julho de 2009 para anunciar o evangelho aos habitantes do município, obtendo muitos estudos bíblicos e decisões.
“Depois da Trans, continuamos com os estudos bíblicos, discipulado e cultos evangelísticos. Abrimos uma frente missionária em nossa casa. A aceitação da Palavra tem sido ótima! Pedimos as orações dos irmãos para avançarmos na evangelização da cidade, que apesar do turismo, tem seus problemas de pobreza, violência, alcoolismo e prostituição, inclusive infantil”, reforça o pastor.
Para alcançar os turistas, a igreja realiza evangelismo pessoal nas casas de veraneios, distribui literatura e faz cultos ao ar livre e luais na praia. Mas o foco do trabalho, segundo o pastor Agenildo, são os nativos da cidade, “para que tenhamos uma igreja multiplicadora vivendo os propósitos de Deus e, consequentemente, alcançarmos os turistas com maior impacto”, reforça.
No mês de janeiro, o pastor Agenildo e sua esposa Maria Isabel receberam a visita e o apoio de duas jovens de Manaus, Nilmara Simukawa e Nara Suelen, das IB Manancial e IBC em São José, respectivamente. Elas tinham participado da Trans Alagoas de 2009 em Maragogi e Pão de Açúcar e retornaram no início do ano, durante o período de férias, para ajudar na evangelização do município.

Alagoas 24 horas/Notícias Cristãs

Cristina Mel está de aniversário hoje


Hoje, 10/03, a cantora cristã Cristina Mel completa mais um ano de vida.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

Cristina comemora este aniversário com muitos motivos para estar feliz: seu novo CD infantil “Clube da Cristina Mel” em breve será lançado e o DVD de mesmo nome será gravado no mês de abril – detalhes do cenário, roteiro e personagens já foram definidos pela cantora e produtora Marina de Oliveira e pela equipe Dayane Andrade (coordenadora de Vídeo), Alomara Andrade (Produtora Executiva) e Jaqueline Macedo e Flávia Dourado (produtoras).

A rede Gospel+ deseja à cantora Cristina Mel parabéns e que as maiores bênçãos do Senhor estejam presente em sua vida e em seu trabalho.

Fonte: MK Music / Gospel+

Gilson Campos, Sula Miranda, Janaína Brandão e Leonor fazem mega apresentação


Os cantores Gilson Campos, Sula Miranda, Janaína Brandão e Leonor apresentaram-se para mais de 25 mil jovens no último dia 27 no estacionamento da Catedral da Igreja Universal do Reino de Deus, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo pelo evento “Eu Tenho Consciência Jovem”.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

O evento, que contou também com a participação Jovem Sampa e Resgate Soul, além dos cantores Marquinhos Gomes e Ricardo Leite, foi promovido pela Força Jovem Brasil. O objetivo do evento era a divulgação do Dia da Consciência Jovem, promulgada pela Lei Estadual nº 13.752. A lei determina que durante as 24 horas do último domingo do mês de abril sejam realizadas diversas ações de conscientização em todas as cidades paulistanas, mostrando a importância de atitudes que acrescentem à formação de caráter, à preservação da família e à boa moral dos jovens.

Além das atrações musicais, durante o evento também foram apresentados testemunhos de jovens que obtiveram uma transformação de vida após a conversão ao Senhor Jesus. Uns usavam drogas, outros viviam na marginalidade, enfim, não agiam de maneira consciente e acabavam colhendo péssimos frutos das atitudes impensadas que tomavam.

O coordenador do Força Jovem Brasil, pastor Jean Madeira, aproveitou a ocasião e convidou os presentes a se entregarem totalmente a Jesus. Cerca de 350 jovens tomaram esta decisão e receberam as túnicas, sepultando a velha criatura durante o batismo nas águas. Enquanto uns choravam emocionados, outros sorriam porque tinham a certeza de que a partir daquele momento teriam uma vida diferente.

Fonte: Assessoria de Imprensa Line Records / Gospel+

Crise no Vaticano – Nova onda de casos de pedofilia abala a Igreja Católica em todo o mundo


Na Áustria Bruno Becker, arcebispo, demitiu-se ao ser acusado de ter molestado sexualmente, há 40 anos, uma criança de 11 anos. Segundo provas, agora apresentadas, Becker teria tentado silenciar a presumível vítima, já adulta, oferecendo-lhe 5000 Euros.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Estas situações estendem-se a outros países. Na Holanda foram divulgados mais de 200 casos de abuso sexual de menores perpetrados não apenas por padres mas por freiras. Este país irá recorrer-se a uma comissão independente, fora da igreja católica, para analisar estes relatos de abusos, uma resposta ao crescente número de vítimas que tem surgido.

Na Alemanha a ministra da Justiça acusa o Vaticano de bloquear o trabalho com uma diretriz de 2001 que diz que as suspeitas de abuso sexual devem ser investigadas primeiro no seio da Igreja.

Um dos casos mais falados no país aconteceu no coro de Ratisbona. Georg Ratzinger, o irmão do papa que liderou este grupo, afirma não saber nada sobre os abusos sexuais apesar de admitir que agrediu algumas crianças.

O Vaticano defende-se e afirma que a pedofilia acontece em vários setores da sociedade e diz que acusar apenas a Igreja Católica é deturpar a realidade.

Igreja Católica na Holanda investigará os abusos

A Conferência dos Bispos da Holanda anunciou nesta terça-feira o início de uma investigação independente a respeito de mais de 200 supostos casos de abusos contra menores cometidos por sacerdotes dentro de instituições mantidas pela Igreja Católica no país.

O anúncio foi feito depois de denúncias sobre casos que teriam ocorrido entre as décadas de 1950 e 1970 terem vindo à tona na mídia holandesa nas últimas semanas.

Em uma entrevista coletiva concedida na cidade de Zeist, no centro do país, as autoridades católicas holandesas anunciaram que as investigações serão lideradas pelo ex-ministro e ex-prefeito da cidade de Haia Wim Deetman.

“Nós estávamos procurando por alguém de fora do círculo da Igreja Católica Romana para mostrar que queremos uma investigação o mais aberta possível. Nós não queremos esconder nada e é por isso que nós escolhemos alguém com um bom nome e reputação”, disse o bispo Gerard de Korte na coletiva de imprensa.

O bispo ainda pediu desculpas às vítimas dos abusos cometidos por religiosos.

“É muito doloroso e um pecado que precisa ser confessado por diversos padres e membros da Igreja que não se comportaram com cuidado com crianças e outros jovens em meados do século passado”, disse.

Outros casos

Também nesta terça-feira, veio à tona a notícia de que o líder de um monastério em Salzburgo, na Áustria, teria renunciado após admitir ter abusado de um garoto há 40 anos.

As novas denúncias de abusos – também surgidas na Alemanha – fizeram com que o Vaticano se pronunciasse oficialmente sobre o tema.

Em um comunicado divulgado nesta terça-feira, o porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, afirmou que os escândalos de abuso sexual são “particularmente repreensíveis”, principalmente frente às responsabilidades morais e educacionais da Igreja Católica.

Ele elogiou, no entanto, as reações das autoridades da Igreja na Alemanha, Holanda e Áustria, afirmando que elas demonstraram estarem procurando transparência.

“Eles demonstraram seu desejo por transparência e, de uma certa forma, aceleraram o surgimento do problema ao convidarem as vítimas a falarem, mesmo nos casos que ocorreram há muitos anos”, disse.

Ele ainda negou as acusações feitas pela ministra da Justiça alemã, Sabine Leutheusser-Schnarrenberger, que na última segunda-feira acusou o Vaticano de construir um “muro de silêncio” sobre os escândalos.

As críticas da ministra foram motivadas pelo fato de 18 das 27 dioceses católicas da Alemanha estarem sendo investigadas por supostos abusos de menores.

Irmão do Papa é denunciado em casa do pedofilia

Até mesmo irmão do papa Bento 16, o padre alemão Georg Ratzinger, se viu envolvido na polêmica ao admitir, em uma entrevista publicada nesta terça-feira no jornal alemão Passauer Neue Presse, que ele próprio chegou a dar tapas em alunos de um coral que dirigia.

“Alguns alunos me contaram durante viagens sobre o que acontecia (abusos físicos), mas não me ocorreu que eu precisava fazer algo, eu não sabia da extensão destes métodos brutais”, disse.

“No começo, eu também dei tapas nos rostos de pessoas, mas sempre ficava com consciência pesada”, disse, afirmando ter ficado aliviado quando a punição corporal foi banida em 1980.

Ratzinger, no entanto, disse desconhecer qualquer denúncia de abuso sexual envolvendo membros do coro.

Na semana passada, surgiram denúncias de que um dos alunos do coral da catedral de Regensburg – que foi conduzido por Ratzinger entre 1964 e 1994 – teria sofrido abusos.

Vaticano diz que age com rapidez e decisão em relação a pedofilia

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, afirmou que a Santa Sé está confrontando o surgimento das denúncias de pedofilia “com rapidez e decisão” e que “concentrar as acusações na Igreja leva a falsear a perspectiva”.

Em uma nota divulgada pela Rádio Vaticana, o religioso respondeu implicitamente a críticas feitas ontem pela ministra alemã da Justiça, Sabine Leutheusser-Schnarrenberger, que acusou o Vaticano de dificultar as investigações sobre os casos de abuso sexual cometidos por religiosos no país.

De acordo com Lombardi, as principais instituições eclesiásticas envolvidas nas denúncias “deram prova de vontade de transparência” e “em um certo sentido aceleraram a manifestação do problema, convidando as vítimas a falar mesmo quando se tratava de casos de muito tempo atrás”.

“Assim fazendo, confrontaram a questão ‘com o pé certo’, porque o ponto de partida correto é o reconhecimento daquilo que aconteceu e a preocupação pelas vítimas e as consequências dos atos cometidos contra elas”, continuou.

O porta-voz declarou que serão colocadas em prática rapidamente “novas indicações operativas” para uma “estratégia de prevenção” a fim de que “similares gravíssimos fatos não se repitam”.

Ainda na nota, Lombardi ressaltou que episódios de pedofilia também acontecem em outros locais e que “é bom se preocupar com isto”. Como exemplo, ele citou a Áustria, onde por um certo período “os casos ocorridos em instituições ligadas à Igreja foram 17, enquanto aconteceram 510 em outros ambientes”.

“Estes fatos movem a Igreja a elaborar respostas apropriadas e são inseridos em um contexto e problemática mais ampla, que se refere à tutela das crianças e jovens dos abusos sexuais na sociedade”, rebateu o padre.

“Certamente os erros cometidos pelas instituições e por responsáveis eclesiásticos são particularmente reprováveis, dada a responsabilidade educativa e moral da Igreja. Mas todas as pessoas objetivas e informadas sabem que a questão é muito maior, e concentrar as acusações só na Igreja leva a falsear a perspectiva”, disse.

Lombardi ressaltou que no âmbito canônico o crime de abuso sexual contra menores “sempre foi considerado um dos mais graves entre todos”, e que as normas do Vaticano reafirmaram constantemente esse status.

“Se não se pode negar a gravidade do tormento que a Igreja está atravessando, não é preciso renunciar a fazer todo o possível para que se obtenha no final também resultados positivos, de melhor proteção da infância e da juventude e da purificação da própria Igreja”, acrescentou o porta-voz.

Lombardi falou ainda sobre a reunião convocada pelo governo alemão para falar sobre os casos de pedofilia denunciados no país — eles teriam ocorrido em escolas jesuítas nas décadas de 1970 e 1980 e no coro de rapazes da catedral de Regensburg, que foi dirigido pelo irmão do papa Bento XVI, Georg Ratzinger, durante trinta anos.

“Justamente da Alemanha vêm agora iniciativas, propostas pelo Ministério da Família, para convocar uma ‘mesa redonda’ das diversas realidades educativas e sociais para confrontar a questão em uma perspectiva complexa e adequada”, comunicou o padre, dizendo que “a Igreja está naturalmente pronta para participar e se empenhar”.

“Provavelmente sua dolorosa experiência pode ser uma contribuição útil também para os outros”, afirmou Lombardi. Além da Conferência Episcopal Alemã, foram convidados para a reunião, que ocorre em 23 de abril, as ministras do país europeu da Família, Kristina Schröder, e da Educação, Annete Schavan.

Fonte: Ansa, UOL e AFP / Gospel+
Via: Folha Gospel

Neozelandesa leiloa “fantasmas engarrafados” por R$ 2,5 mil


Uma neozelandesa leiloou na internet pelo equivalente a R$ 2,5 mil, nessa segunda-feira, um par de garrafinhas contendo água benta onde, segundo ela, dois fantasmas teriam sido aprisionados por um exorcista.

Segundo Avie Woodbury, responsável pelo leilão, os fantasmas de um idoso e de uma criança assombraram sua casa na cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, até que o especialista foi chamado para capturá-los.

No site de leilões virtuais Trade Me, ela explicou aos interessados, quase 220 mil, quais “atividades bizarras” ela vinha enfrentando por causa dos espíritos.

“Eu tinha chaleiras fervendo por conta própria, sentia algo me tocando na nuca, ouvia vozes vindo dos outros quartos, coisas desaparecendo e reaparecendo em lugares estranhos”, contou.

“O cachorro estava maluco, ele não entrava mais em alguns quartos e minha sobrinha ficava comigo e me dizia que estava conversando com uma garotinha”, acrescentou Woodbury.

Mas, em julho do ano passado, a família decidiu recorrer ao exorcista, que teria posto fim às assombrações.

Os fantasmas do idoso e da garotinha teriam sido aprisionados em água benta, que seria capaz de “colocá-los para dormir”, segundo Woodbury.

Seu objetivo com o leilão seria livrar-se das supostas entidades e doar o dinheiro arrecadado, exceto a quantia gasta com o exorcista, para uma entidade de proteção aos animais.

O leilão

Centenas de milhares de pessoas se interessaram pela aquisição dos fantasmas engarrafados.

Mas o lance vencedor, de R$ 2,5 mil, veio da empresa Safer Smoke NZ, que produz cigarros eletrônicos (usados como substitutos dos tradicionais) e pediu no site dicas de o que fazer com as garrafinhas.

Além de possíveis compradores, os fantasmas atraíram muitos comentários no site Trade Me.

Diversas pessoas forneceram dicas de como garantir que os fantasmas não escapassem. Outros, porém, criticaram a moralidade de se negociar as supostas almas.

Claro que houve também quem duvidasse da veracidade do produto.

Mas Avie Woodbury não foi a única a vender material assombrado no site. Um outro vendedor está anunciando um “genuíno fantasma” que estaria aprisionado em uma garrafa com água benta.

Segundo o dono do suposto espírito, a assombração estava presa em água benta azul, mas como ela não foi “forte o bastante” para conter o fantasma, o espírito foi transferido para água benta vermelha.

Por enquanto, o lance está em menos de R$ 14,00. O leilão termina no próximo dia 15.

Fonte: BBC Brasil/OVERBO

Freira descobre que herdou bordel na Áustria

Religiosa decidiu vender o bordel e doar o dinheiro. Ela herdou o bordel após a morte de sua mãe de 75 anos.

Uma freira escocesa de 55 anos, que tinha sido deixada em um orfanato quando nasceu, descobriu que era herdeira de uma grande fortuna e de um bordel na Áustria, na região de Estíria, segundo o jornal austríaco “Kronen Zeitung”.

A religiosa herdou o bordel após a morte de sua mãe, que tinha 75 anos. Conhecida como “Linda K”, a mulher foi uma artista circense que fez fortuna com bordéis. Ela não tinha marido e outros filhos. Por isso, a freira era a única herdeira.

A mulher foi encontrada graças a uma pesquisa nas árvores genealógicas do centro de documentação de Viena. No início, ninguém sabia que a mulher tinha descendência, pois ela não havia mencionado.

A mãe da freira levava uma vida aventureira. Durante uma passagem pela Escócia com o circo do qual fazia parte, ela ficou grávida e, após o parto, deixou a menina em um orfanato. Ela nunca voltou para ver a filha.

A freira identificada como Houston L. mora perto de Glasgow. A religiosa decidiu vender o bordel e doar o dinheiro para as crianças desfavorecidas da Índia.


Freira escocesa herdou um bordel na Áustria. (Foto: Reprodução/Kronen Zeitung)

Fonte: G1/OVERBO