sábado, 27 de novembro de 2010

Comunidade mórmon quer derrubar veto à poligamia no Canadá

Uma comunidade mórmon do Canadá apelou à Suorema Corte de Columbia Britânica para descriminalizar a prática da poligamia no país.

Robert Wickett, advogado da comunidade de Bountiful, localizada em Columbia Britânica, disse nesta quinta-feira em suas declarações iniciais que a criminalização da poligamia viola o direito de liberdade de religião das pessoas.

Wickett alega que a proibição foi criada originalmente para criminalizar a prática comum entre os mórmons até os anos 50.

O advogado afirmou ainda que vai convocar 16 testemunhas, a maioria mulheres da comunidade de 550 pessoas. Segundo Wickett, elas temem que a criminalização da poligamia destrua suas famílias e devem dar à corte uma perspectiva da vida na comunidade.

A primeira testemunha será ouvida na próxima segunda-feira (29) e o julgamento deve se extender até janeiro de 2011.

Fonte: O Verbo / Folha Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.