quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Pastor da Igreja Mundial é preso durante culto, ele era fugitivo da polícia e condenado a 23 anos de prisão

O culto da Igreja Mundial da Palavra de Deus, no Jardim das Palmeiras, em Sumaré (SP), foi interrompido pela Polícia Militar. O pastor Jaime Martiniano dos Santos, de 33 anos, que lia versículos da Bíblia a um grupo de pelo menos 30 pessoas, recebeu voz de prisão e foi levado, com as mãos algemadas, para a Delegacia da Polícia Civil, onde ficou preso. Segundo a polícia, ele está condenado a 23 anos e 4 meses por um latrocínio (roubo seguido de morte) em 2002 na Vila Matilde, na Capital.

A informação de que o pastor da igreja deveria ser preso chegou à PM por intermédio do Serviço Disque-Denúncia. Os policiais foram até o templo, na Avenida Ivo Trevisan, na noite de sábado, e anunciaram ao pastor que ele estava preso. Santos não reagiu. Ele interrompeu a palavra, entregou a Bíblia a outro obreiro e seguiu com os policiais na viatura.

Uma pesquisa feita por policiais civis revelou que Santos, atualmente morador na Vila São Pedro, em Hortolândia, era procurado pela Justiça. Foi condenado pelo assassinato de um comerciante em 30 de agosto de 2002, na Capital, durante um assalto. A condenação é da 30ª Vara Criminal de São Paulo e a sentença foi proferida em 11 de abril de 2006. O pastor também está condenado por furto. Conforme informações da polícia, ele estava morando em Hortolândia desde 2005.

Na madrugada de domingo, Santos foi encaminhado para a Cadeia de Sumaré e ontem, transferido para uma das seis unidades do Complexo Penitenciário Campinas-Hortolândia. Ele deve cumprir a pena em regime fechado, conforme determina a sentença. Representantes da igreja e pessoas da família do pastor não foram encontradas ontem pela reportagem.

Fonte: O Liberal / Gospel+
Via: Guia-me

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.