segunda-feira, 7 de junho de 2010

Parada Gay 2010 – Não houve evangelismo na edição dedicada a política

Neste ano não houve evangelismo na Parada Gay, que aconteceu neste domingo, dia 06, em São Paulo. Diferente dos anos anteriores em que grupos missionários aproveitavam o encontro LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) para falar de Jesus, a Missão Cena, Jocum e Moses ficaram de fora. A saída aconteceu no momento em que a Igreja trava uma briga jurídica e política com aprovação dos projetos como PLC 122/06 que pode criar uma especie de ditadura gay inibindo a opinião de quem não aprova a conduta homossexual.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A Missão Cena (Comunidade Evangélica Nova Aurora) por telefone disse que há um tempo deixou de fazer este tipo de trabalho na Parada Gay, para se focar no evangelismo a travestis na cracolândia. O Moses também confirmou que deixará de fazer este tipo de ação, assim como Jocum.

Segundo os organizadores a Parada Gay 2010 espera ter a política como centro das atenções. A manifestação, que terá como tema “Vote Contra a Homofobia – Defenda a Cidadania”, vai pedir aos participantes e simpatizantes que votem em candidatos que assumam e defendam publicamente a causa LGBT. “O voto deve ser dado aos que assumidamente defendem a causa LGBT. Isso não é um recado só para nós. Mas para todos que querem eleger um país mais democrático. Você se lembra em quem votou? Quais declarações públicas que ele ou ela tem feito sobre nós? O que fez para a população LGBT? Implementou políticas públicas para nós?”, questionou Alexandre Santos, presidente da Associação da Parada do Orgulho LGBT. A estimativa de público para a Parada Gay de 2010 é de 3 milhões de pessoas, segundo os organizadores.

Fonte: Creio / Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.