terça-feira, 25 de maio de 2010

Excesso de religião prejudica canarinha

De vez em quando, não só os boémios exageram, mas também os da Igreja. Querem rezar de manhã, à tarde e à noite e isso também atrapalha o trabalho do grupo", disse Andrés Sánchez, presidente do Corinthians e chefe da delegação brasileira na África do Sul, em entrevista ao diário brasileiro Folha de São Paulo.
Apesar do desabafo, o dirigente garantiu que, caso Dunga dê folga aos atletas, não os vai controlar. 'Se os jogadores nos seus dias de descanso vão a discotecas, a bares, ao shopping ou à Igreja é uma opção deles. O problema advém dos exageros', frisou. E foi mais longe: 'Eu prefiro que um jogador solteiro tenha dez mulheres, a que tenha um homem...'
Apesar de ter sido escolhido para chefiar a delegação do Brasil durante o Mundial e de estar prestes a ser integrado no grupo, o mandatário não se coibiu de comentar a convocatória de Dunga: 'Ninguém repetiria esta lista. Cada um tem a sua. Mas eu respeito. Ele está há três anos e meio a montar a equipa e ganhou tudo. Quem somos nós pra questionar?', salientou.
Tendo em conta que, segundo a entidade, oito dos 23 atletas chamados por Dunga frequentam as reuniões dos Atletas de Cristo assiduamente – Kaká e Lúcio são os mais emblemáticos –, as palavras de Sanchéz podem vir a ter um impacto negativo no seio do ‘escrete’.
A organização Atletas de Cristo é 'um movimento integrado por desportistas que reconheceram Jesus Cristo como filho de Deus, Salvador pessoal e único caminho de ligação entre o homem e o Deus único, eterno e criador de todas as coisas' e tem como presidente Jorginho, ex-jogador da selecção brasileira e actual auxiliar técnico de Dunga, e como vice-presidente Silas, ex-jogador do Sporting.

CM/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.