quarta-feira, 19 de maio de 2010

Condenada, missionária americana é libertada no Haiti


A líder do grupo de missionários americanos detida no Haiti acusada de tentar retirar ilegalmente crianças haitianas do país foi libertada nesta segunda-feira, apesar de condenada pela Justiça local.

O juiz do caso considerou que os três meses e meio que Laura Silsby passou presa foram punição suficiente.

Silby era a líder de um grupo de dez integrantes da Igreja Batista que foram detidos na fronteira do Haiti com a República Dominicana em 29 de janeiro com as crianças, supostamente órfãos.

Os missionários alegaram acreditar que as crianças fossem órfãs embora muitas autoridades no Haiti contestassem isso.

A Justiça do Haiti determinou que as 33 crianças fossem devolvidas a seus pais.

Oito dos dez missionários foram libertados em fevereiro e o nono, em março. Silby permaneceu o tempo restante em uma prisão de Porto Príncipe.

Inicialmente acusada de tráfico infantil, as acusações contra Silby foram posteriormente mudadas para “viagem irregular”.

Fonte: BBC Brasil/OVERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.