quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sula Miranda diz que fama, dinheiro e beleza não a completavam

Sula: "As músicas que eu cantava deprimiam as pessoas"

A ex-cantora sertaneja conta o que mudou em sua vida depois que tornou-se evangélica.

Depois de quase 25 anos de carreira, pela primeira vez, Sula Miranda cantou para um público de cerca de 2 milhões de pessoas. A cantora se apresentou no Dia D, evento organizado pela Igreja Universal do Reino de Deus, no autódromo de Interlagos, na zona sul de São Paulo, nesta quarta-feira (21). Há seis anos, a ex-cantora sertaneja se tornou evangélica e começou a cantar música gospel.
Em conversa com o R7, Sula comparou o tipo de música que fazia antes com as de agora.
- As músicas sertanejas que eu cantava deprimiam ainda mais as pessoas. Agora, com a gospel tem o poder de fortalecer quem escuta.
Sula ainda contou que a fama, dinheiro e beleza, que conquistou na época do sertanejo gerou certa insatisfação e impulsionou sua conversão.
- Eu tinha tudo, mas não me sentia completa. Eu era muito egocêntrica, mas agora me sinto mais feliz, é bem diferente.
A cantora também afirmou que o público evangélico é bem diferente daquele que estava acostumada.
- Agora eu desço do palco e as pessoas têm reações mais tranquilas, porque o propósito delas é louvar a Deus. Um artista secular, se fizesse um show e não ouvisse o público gritar seu nome, chegaria em casa e cortaria os pulsos.

R7/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.