sexta-feira, 9 de abril de 2010

Secretaria de Educação não proíbe uso das pulserinhas do sexo nas escolas

A Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEDF) orientou as instituições de ensino da rede pública do DF a tratar a questão das "pulserinhas do sexo" no âmbito pedagógico. A orientação consta na Circular n° 32/2010, distribuída nesta sexta-feira (9/4), aos diretores regionais de ensino.

A SEDF não cogita proibir ou coibir o uso do acessório por acreditar que esta atitude interfira na liberdade de estudantes e familiares. No entanto, o tema não é ignorado pela educação pública do DF.

Por ser uma questão que envolve integridade física e emocional de crianças, adolescentes e jovens, a recomendação é que as escolas desenvolvam ações que busquem o esclarecimento. O tema precisa ser abordado de forma coletiva, envolvendo professores, estudantes, familiares, equipes de apoio à aprendizagem e demais participantes da comunidade escolar, por meio de ações específicas, buscando o diálogo.

CORREIOWEB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.