quarta-feira, 7 de abril de 2010

SBT prepara novo programa sobre Padres de Arapiraca com várias revelações


O programa Conexão Repórter, capitaneado pelo jornalista Roberto Cabrini no SBT, exibido no dia 11 de março de 2010 mudou a vida de Arapiraca, a denúncia de um vídeo com o Monsenhor Luiz Marques fazendo sexo com um jovem e as denúncias contra outros dois padres resultou em um escândalo sem proporção.

Depois da grande repercussão que levou o nome de Arapiraca as páginas e imagens de veículos como a CNN, Le Monde e New York Times e chegou até o Vaticano, que pediu a apuração e determinou o afastamento dos padres, ficou a certeza de que o escândalo pode ser ainda pior.

Outras pessoas além do grupo de jovens que produziu o vídeo, a visita da CPI da Pedofilia, o Inquérito Policial conduzido pelas Policia Civil, a entrada do Gecoc do Ministério Público e a realização de uma nova reportagem do Programa Conexão Repórter trarão novas revelações que ligam os casos envolvendo os padres a uma quadrilha especializada em prostituição juvenil.

os produtores do SBT estavam até a semana passada em um hotel em Maceió e o próprio Roberto Cabrini esteve em Arapiraca, Feira Grande e Penedo onde concedeu entrevista a rádio local.

O desaparecimento de uma criança em Feira Grande, explicitado em uma gravação divulgada em primeira mão pelo Cadaminuto pelo padre Edilson Duarte, ex-pároco da paróquia de Nossa Senhora do Bom Conselho foi o ponto de partida para a ligação entre o escândalo sexual e a atividade criminosa.

Uma fonte ouvida pelo Cadaminuto ligado a CPI da Pedofilia contou que dificilmente os padres envolvidos se livrem da prisão e que a divulgação destes fatos vai sim ajudar na revelação de um esquema que envolve outros setores da sociedade alagoana além da igreja.

A ida da CPI da Pedofilia daqui a quinze dias para Arapiraca coincidirá com o fim do inquérito policial e a divulgação do novo programa Conexão Repórter e o depoimento dos padres e de novas vítimas já identificadas pode ser fundamental para o desfecho deste caso.

“Não tenho dúvida que neste mato, tem muito mais cachorro” explicou o senador Magno Malta que disse a reportagem do Cadaminuto estar ciente das denúncias que envolve não só outros padres mas alguns empresários da região.

Fonte: Correio do Povo / Cadaminuto / O Verbo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.