terça-feira, 6 de abril de 2010

Ratinho grava entrevista com Guilherme de Pádua em segredo


Guilherme de Pádua, assassino de Daniella Perez, foi entrevistado por Ratinho, no SBT. O ex-ator, que agora é pastor evangélico, entrou na emissora sem ser notado e com o nome de Guilherme Thomáz, informou a coluna “Olá”, do jornal “Agora São Paulo”. A entrevista foi feita há 15 dias e deve ser exibida na próxima quinta-feira (8).
O anúncio da matéria gerou indignação por parte de Glória Perez, autora de novelas e mãe de Daniella, que foi assassinada há 17 anos, com 18 golpes de tesoura. “Lastimável a atitude do Ratinho de levar o psicopata ao seu programa”, escreveu Glória em seu Twitter.

A autora Glória Perez usou seu blog para criticar a nova atividade de Guilherme de Pádua, assassino de sua filha, Daniela Perez, que virou pastor de uma igreja evangélica em Minas Gerais.
Para falar de Pádua, Glória Perez também usou como exemplo de “impunidade” o assassino da menina Miriam Brandão, que foi queimada por seqüestrados por supostamente ter chorado no cativeiro. “Um dos seus assassinos, o Wellington, teve a pena extinta e virou pastor: já é dono de três igrejas! Sequestrou, incendiou viva uma criança de 5 anos, e hoje ganha a vida contando seu feito!”, escreveu a autora.
Glória complementou sua revolta da seguinte forma: “Aliás, Guilherme de Pádua também [é pastor]! Com todo respeito aos fiéis iludidos, parece que se tornou final de carreira para psicopatas assassinos, virar pastor!”, declarou Glória Perez que finalizou. “Bem que Jesus podia voltar a Terra e expulsar de novo, a chicotadas, esses vendilhões do templo!”.
Daniela Perez tinha 22 anos quando foi assassinada por Guilherme de Pádua e sua mulher na época, Paula Nogueira Thomaz, no dia 28 de dezembro de 1992. Daniela foi morta com 18 golpes de tesoura.

Abril/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.