quinta-feira, 22 de abril de 2010

Mara Maravilha diz que Dia D é um símbolo de libertação

Mara: "Eu não era feliz como hoje"

Para a cantora, a fé a ajudou a superar problemas pessoais e a solidão.

A cantora gospel Mara Maravilha, que fará um show nesta quarta-feira (21) no Dia D, no Autódromo de Interlagos, na zona Sul de São Paulo, afirmou à reportagem do R7 que o evento é um símbolo de libertação em sua vida. Evangélica há 14 anos, Mara disse que não se sentia totalmente realizada antes da conversão.
- Não era feliz como hoje. Eu era viciada em remédios e sofria de solidão. Hoje, meus conflitos e lutas são resolvidos de outra forma.
Na expectativa para o show, que deve começar às 15h, Mara contou que sua próxima missão é gravar um DVD em Israel. A cantora disse que já perdeu a conta de quantos CDs já tem gravados.
Segundo Mara, a ideia de produzir músicas gospel surgiu do conflito entre acreditar e ter fé em algo e cantar outro tipo de música.
- Sou dona de casa, procuro ter uma vida onde o deslumbre não prevaleça e eu possa ser uma cantora de Deus.
Durante a entrevista, Mara Maravilha disse que sempre foi uma pessoa de muita fé. Ela lembrou a música que gravou com o cantor Roberto Carlos, Jesus Cristo. Atualmente, ela está casada e ainda não tem filhos.

R7/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.