segunda-feira, 19 de abril de 2010

Igreja Evangélica participa na alfabetização

Ao todo, três mil pessoas, com idades entre 20 a 50 anos, foram alfabetizadas nos últimos cinco anos, nos municípios do leste da Huíla, numa acção desenvolvida pela Igreja Evangélica Congregacional em Angola (IECA) e pela Direcção provincial da Educação.
A informação foi prestada ao Jornal de Angola pelo secretário-geral cessante da IECA na Huíla, que referiu terem sido alfabetizadas pessoas dos municípios da Matala, Jamba, Cuvango, Chipindo e Quipungo.
O reverendo Azevedo Bango disse que a Igreja, nos últimos cinco anos, registou ganhos significativos do campo da educação, com a construção de escolas nos municípios do Lubango, Chipindo e Matala frequentadas por mais de cinco mil crianças do ensino primário ao secundário do II ciclo.
Outro ganho, afirmou, foi no sector da saúde, com a construção de postos médicos e a formação de promotores e auxiliares de saúde.
Actualmente decorre na Escola Técnica Profissional da La­lu­la/­Lubango, afecta à IECA, a formação de técnicos básicos e médios de saúde.
“Foram ainda desenvolvidos projectos de agricultura, no âmbito de um programa integrado, em parceria com a Direcção Provincial da Agricultura e Desenvolvimento Rural, iniciado em 2003, que abrangeu 22 aldeias de Bunjei, município de Chipindo, cujas famílias atingiram níveis de desenvolvimento aceitáveis”, declarou o reverendo.
O crescimento no seio da igreja, disse, também foi notável, já que de quatro passou para 17 pastores e a dimensão ecuménica cresceu bastante na província.

Missões reabilitadas
A IECA na Huíla investiu um milhão de dólares na construção da nova sede na cidade do Lubango, valor proveniente dos membros da Igreja
O secretário-geral da IECA, reverendo Augusto Tchipesse, revelou, na quarta-feira, na cidade do Lubango, que 75 por cento das missões destruídas durante a guerra já foram reabilitadas, com o apoio do Governo.
O religioso, que falava à margem do culto de acção de graças pela posse do novo secretário-geral da IECA na província da Huíla, realizado no Pavilhão Multiuso da Nossa Senhora do Monte, disse que foram reabilitadas as missões de Camundongo, Bié, Elende, Bailundo e Nandi, província do Huambo, Bunjei, e duas na província do Bie.
Augusto Tchipesse disse que isso permite que as missões funcionem plenamente.
“No âmbito do programa de reconstrução em curso no país, o Governo apoiou, e continua apoiar, a recuperação das missões da Igreja Evangélica em Angola, destruídas durante o conflito armado, incluindo hospitais, escolas, postos de saúde e pontos de água”, frisou.
O secretário-geral da IECA afirmou na província da Huíla estão em curso o Programa dos Investimentos Públicos e o de recuperação da Missão do Bunjei, no município de Chipindo.
No âmbito destes projectos, revelou, já foram reabilitados uma escola, com cinco salas de aulas, e um posto médico.
Assistiram ao Culto de Acção de Graças, membros do governo provincial, presidentes de várias denominações religiosas em Angola e secretários gerais da IECA das provinciais de Benguela, Huambo, Bié, Moxico, Cunene, Namibe, além de fiéis.

Mudança de vida
O nível de vida da população mudou consideravelmente face aos vários programas de investimentos públicos e de reconstrução decorrente no país.
O secretário-geral da Igreja Evangélica Congregacional em Angola lembrou que, embora o nível de vida ainda não seja o desejado, já estão lançadas as bases para que isso aconteça, com as acções realizadas por todo país, de que são exemplos a construção e reabilitação de escolas, hospitais e estradas e intervenções nos sectores de energia e de água.

Jornal de Angola/Notícias cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.