segunda-feira, 19 de abril de 2010

Exército mata homens que pretendiam atacar aldeia cristã

(Nigéria) -O exército nigeriano matou domingo dois homens, aparentemente muçulmanos fulani, que se preparavam para atacar uma aldeia cristã da periferia de Jos, capital do Estado de Plateau, no centro do país, noticiou hoje (segunda-feira), a France Press (AFP), citando fontes afectas ao exército.

Segundo uma equipa de tropas especias desdobradas para a região de Jos, um grupo de assaltantes pretendia tomar de assalto uma aldeia de Bisichi.

“O que se tratou foi uma real ameaça à paz, abortada pelas forças especias que rapidamente reagiram, matando dois dos assaltantes “, declarou o general Doald Oji, num comunicado.

Segundo o oficial general, a situação no terreno voltou a normalidade domingo à tarde.

Os pastores fulani lançaram vários ataques contra aldeias cristãs berom em Março, matando mais de 500 pessoas, segundo fontes oficias, num ciclo de violência inter-comunitária que dura desde há muitos anos.

Jos, foi durante muito tempo o epicentro da violência na Nigéria, país mais populoso de África com 150 milhões de habitantes distribuidos em paridade, ou seja, uma metade cristã e uma metade muçulmana.

Fonte: Angola Press / O Verbo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.