sexta-feira, 19 de março de 2010

Valdemiro Santiago afirma que pastores presos não são da Igreja Mundial, mas é desmentido por outros pastores. Assista


Em seu programa de televisão o apóstolo e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, Valdemiro Santiago, realizou um pronunciamento oficial afirmando efusivamente não conhecer os acusados Sebastião Braz Neto, Felipe Jorge Freitas e Francisco de Moura como pastores da Igreja Mundial. Os três pastores foram presos por tráfico internacional de armas.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O apóstolo afirmou que os acusados possivelmente seriam apenas freqüentadores da igreja e atacou a Rede Globo de Televisão dizendo que conhece funcionários e atores que comentem crimes. Segundo o Apóstolo Valdomiro esta é uma perseguição da Globo devido ao fato dele saber da suposta condição desses funcionários e atores da emissora.

Apóstolo Valdemiro Santiago além de repedir algumas vezes que os acusados não são pastores de sua denominação, afirmou que espera que eles sejam punidos por suas ações. Porém, em sua defesa o Apóstolo se contradisse ao afirmar que “tendo Jesus escolhido 12 [apóstolos], um era diabo. Teria eu direito de em quase 5 mil [pastores] ter 3 diabos?”.

O Outro Lado

Em reportagem à Rede Record, os pastores confessaram pertencer à denominação. A reportagem afirma que eles estavam voltando para Campo Grande (MS) depois uma pregação em uma igreja de Corumbá quando tentaram burlar a fiscalização usando a identificação de pastores.

A reportagem também apurou que membros da Igreja Mundial do Poder de Deus prestaram depoimento a polícia atestando que os acusados realmente são pastores da denominação.

Os acusados também confessaram que um terceiro pastor da mesma igreja estava em Campo Grande esperando com o veículo e os armamentos para levá-los até o Rio de Janeiro, onde outra pessoa iria receber essas armas no morro carioca. Os pastores foram contratados para transportar as armas e ganhariam cerca de R$20mil.

Um pastor da mesma sede em que os acusados pastoravam afirmou que os presos já deveriam ter sido expulsos da igreja, porém ainda esse fato não teria acontecido. Antes da prisão eles exerciam suas funções como pastores normalmente.

O Vice-Presidente do Conselho de Pastores do Município de Três Lagoas também confirmou que, diferente do que Valdemiro Santiago diz, os três são realmente pastores da Igreja Mundial do Poder de Deus, mas afirma que esse foi um caso isolado.





Reportagem da Record denuncia pastores da Igreja Mundial


Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.