quinta-feira, 25 de março de 2010

Justiça chilena condena padre por pornografia infantil

Pedófilo pode ter abusado de 15 menores e filmado os atos na escola em que dava aulas.

O religioso espanhol José Angel Arregui foi condenado, nesta quarta-feira (24), no Chile a uma pena superior a dois anos de prisão por armazenar pornografia infantil, informaram fontes judiciais.

Arregui, 53 anos, recebeu uma pena de 817 dias de reclusão, depois de ter seu pedido de liberdade assistida negado pelo juiz César Orellana, que se pronunciou sobre o caso:

- Os relatórios sobre os antecedentes sociais e características de personalidade tornam pouco aconselhável a autorização [da liberdade assistida].

Na semana passada, o jornal El País, de Madri, noticiou que Arregui deu aulas na universidade de Santo Tomás de Santiago do Chile desde janeiro de 2008 até sua prisão, em agosto de 2009, por posse de pornografia.

Segundo o jornal espanhol, o religioso, que antes de sua chegada ao Chile foi professor de “educação física, língua ou religião” em sete colégios espanhóis dos Clérigos de Viator, está sendo investigado por supostos abusos contra 15 menores e por ter filmado esses abusos nos centros educacionais trabalhou entre 1992 e 2005.

O religioso poderá enfrentar, na Espanha, a acusação de agressão sexual, “com o agravante de ter se aproveitado de uma situação de superioridade” por conta de seu cargo de professor, destacou o El País.

Fonte: R7/OVERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.