domingo, 21 de março de 2010

Igreja quer construir abrigo para grávidas


Paróquia do Sagrado Coração de Jesus está promovendo uma rifa para arrecadar fundos.
Uma das comunidades mais pobres de Jaboatão dos Guararapes poderá ser a sede da primeira casa de acolhimento a grávidas em situação de abandono e antiabortiva da Arquidiocese de Olinda e Recife.

Padre Rodrigo Maria lamenta que o projeto esteja parado há um ano por falta de recursos.

Há cerca de um ano, no entanto, o projeto está emperrado por falta de verba para compra de materiais de construção. Com o objetivo de angariar fundos para a obra, a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, que está à frente do projeto, promove uma 4ª rifa beneficente com sorteio pela Loteria Federal no próximo dia 15 de maio.
Em maio do ano passado, Igreja e comunidade conseguiram arrecadar R$ 50 mil em três rifas beneficentes. A quantia serviu para levantar o pavimento térreo hoje construído nos fundos da Capela Nossa Senhora das Graças, no Curado IV. Mas é necessário pelo menos mais R$ 50 mil para concluir o primeiro e segundo andares do prédio e começar a atender de 20 a 30 mulheres em regime integral.
"A nossa Arquidiocese tem mais de três milhões e meio de pessoas, mas não possuiuma casa-abrigo para grávidas. Precisamos dar uma resposta mais prática em relação a essas mulheres que estão em situação de desespero", defendeu o padre Rodrigo Maria, que administra a paróquia. Radicado em Pernambuco há um ano e meio, o pároco que é natural de Jaraguá (GO) que trazer a experiência vivida por ele na paróquia de Anápolis, também em Goiás, onde ajudou a criar projeto semelhante. "Lá conseguimos salvar dezenas de vidas e orientar mulheres que estavam perdidas".

Polêmica
A obra da casa de acolhimento foi paralisada duas vezes por falta de dinheiro. E quase não saía do papel. A ameaça foi em função de um episódio de repercussão internacional: o aborto da menina de 9 anos de Alagoinha, no agreste pernambucano, que engravidou do padrasto. O caso, que gerou ampla comoção no País e foi parar até no Vaticano, completou um ano no dia 4 deste mês. Antes da polêmica, o padre Rodrigo teve uma reunião, em janeiro daquele ano, com o então arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, que lhedeu apoio incondicional, embora não tenha ofertado ajuda financeira. O projeto só pôde ser retomado quatro meses depois.
"Já conversei com dom (Fernando) Saburido (atual arcebispo de Olinda e Recife) e ele me deu apoio também. Este é um projeto arquidiocesano", declarou o pároco. "O episódio de Alagoinha foi muito triste. E não é a única. Sempre aparecem mulheres em situação de fragilidade, ou que foram expulsas de casa ou abandonadas pelo marido e, desesperadas, pensam no aborto. Há ainda o agravante que algumas delas estão envolvidas com o vício das drogas", comentou.
Além dos dormitórios, a casa-abrigo terá auditório, sala para cursos profissionalizantes e área de lazere serviço. A ideia é montar uma equipe de apoio multidisciplinar (clínicos gerais, ginecologistas, psicólogos, assistentes sociais etc) para dar orientação e atendimento terapêutico durante o tempo que elas precisarem permanecer. Mas, para isso, será preciso também a ajuda de voluntários. "Necessitamos também de mão-de-obra. A comunidade jános ajuda bastante, mas queremos atender mães de todo o Grande Recife", informou padre Rodrigo.
Empresários também podem fazer doações à parte para a aquisição de material de construção, desde cimento e tijolo até tinta. Quem não tem dinheiro, mas quer ajudar, pode ainda auxiliar na venda as rifas. Cerca de dez mil talões, com dez papéis cada, foram impressos, mas até agora só foram distribuídos 1 mil talões. "Nosso ideal seria arrecadar R$ 300 mil, mas a meta é pelo menos R$ 50 mil", afirmou. A rifa irá sortear cinco prêmios: uma moto de 125 cilindradas, um notebook, uma TV a cores, uma câmera digital e um aparelho de DVD.

Serviço

4ª Rifa Beneficente em prol da construção da 1ª Casa da Gestante na Arquidiocese

Valor da rifa: R$ 3
Onde comprar: na Paróquia Sagrado
Coração de Jesus, dos Curados (Rua Ary Barroso, s/n, Curado II) ou no Círculo Católico de Pernambuco (Rua do Riachuelo, 105, Boa Vista, Recife)

Para doações em dinheiro:

Bradesco S/A, Agência 2140-7, Conta
Corrente 34315-3, Paróquia do Curado
Informações: (81) 3251-1544/ 8544-7670

DP/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.