quinta-feira, 11 de março de 2010

Igreja critica venda de preservativos em escola de Roma

A Igreja Católica criticou a iniciativa de uma escola de Roma de instalar máquinas de distribuição de camisinhas para alunos. De acordo com os religiosos, a medida torna a "sexualidade algo trivial", informou o site do jornal britânico Guardian, nesta quarta-feira.
A Escola Científica Kepler se tornou a primeira no sistema de educação italiano a instalar máquinas de venda de camisinhas para estudantes. Os aparelhos, instalados nos banheiros masculinos e femininos, venderão preservativos com desconto.
O cardeal Agostino Vallini deplorou a iniciativa e disse que torna a "sexualidade algo trivial". A escola fica a apenas alguns quilômetros do Vaticano, do lado de fora das antigas muralhas que cercam Roma.
O chefe da associação médica local também desaprovou a medida. "É como reconhecer que você pode fazer sexo dentro da escola", disse o médico Mario Falconi.
Os preservativos custarão 2 euros (cerca de R$ 4,80) por um pacote com três unidades - menos da metade do preço usual de venda em Roma.

Terra/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.