segunda-feira, 8 de março de 2010

Cardeal próximo do Papa exige «limpeza» na Igreja católica


O cardeal Walter Kasper quer ver os culpados de actos de pedofilia serem condenados e, assim, promover uma «limpeza» na Igreja católica. O presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos diz que «já chega».
«Os abusos sexuais de menores por parte de responsáveis do clero são actos criminosos, vergonhosos, pecados mortais inadmissíveis», afirmou, em entrevista ao jornal La Repubblica, que a TSF cita.
O colaborador próximo de Bento XVI adiantou ainda que «o Papa não tem intenção de ficar a olhar» sem agir e exige «a tolerância zero em relação aqueles que são culpados de más condutas tão graves».
As demissões de bispos irlandeses acusados de terem encoberto aquele tipo de abusos são exemplo da mão pesado do líder dos católicos. Mas o Papa «não vai parar aqui», assegurou Walter Kasper, remetendo novidades para a próxima semana.
«Creio que um problema tão melindroso, que apareceu não apenas na Irlanda, mas também na Holanda, na Alemanha e nos Estados Unidos, merece uma análise mais vasta relativa à Igreja universal e não a um único país», sublinhou.

ABola/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.