sexta-feira, 26 de março de 2010

Bispo prega fim das festas profanas

Dom Jaime: "festas são desserviço"
Campina Grande - Desde a Quarta-feira de Cinzas até o próximo domingo, os católicos vivem o tempo da quaresma. Nesse período a Igreja prega o jejum, a conversão, oração, abstinência de carne e a penitência.

Só que nos últimos anos, essas práticas estão sendo esquecidas na sociedade moderna. As festas consideradas "profanas" passaram a ser realizadas praticamente todos os finais de semanas do período de recolhimento proposto pela Igreja. Esta foi uma análise feita pelo bispo de Campina Grande, dom Jaime Vieira da Rocha. Ele sugeriu que as festas realizadas na Quaresma deveriam ser cessadas e transferidas para o período em que se celebra a Páscoa.
No entendimento de dom Jaime, "tudo aquilo que na sociedade contribui para o esvaziamento de valores espirituais, transcendentais e cristãos que devem sedimentar o sentido da existência das pessoas, deve ser reprovável. "Eu vejo tudo isso como algo que é um desserviço", observou. Ele alertou a sociedade para as consequências da falta de observância dos valores que preservam a vida. Depois, segundo ele, a sociedade não terá direito de lamentar a escalada da violência que vai ceifando de forma prematura a vida de tantos jovens e até idosos. "Então, tudo isso está dentro de um contexto em que as pessoas se liberam de tudo que poderiam ser parâmetros para a sua formação humana, cristã, sua consciência ética e por conseguinte, a sua vida como cidadão", ilustrou.
Dom Jaime destacou que os mistérios da Semana Santa são um memorial da presença dos mistérios de Cristo na vida da igreja e das pessoas. "Por isso deveríamos com muita humildade estarmos em sintonia com esses mistérios de Cristo que se apresentam a nós numa atualidade para serem vividos e tornados presentes em nosso meio", destacou.

DP/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.