quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Padre gastou 17 mil euros em linhas eróticas

Um sacerdote de 27 anos, padre nas localidades de Noez e Totanés, gastou 17 mil euros, provenientes do dinheiro das congregações e irmandades, em linhas telefónicas eróticas e sites pornográficos na Internet, informa o «20minutos.es».
O Arcebispado de Toledo já confirmou a destituição do jovem padre e iniciou uma investigação perante estes «acontecimentos lamentáveis».
A instituição religiosa pede desculpas e afirma confiar na investigação em curso para esclarecer o ocorrido. Enquanto isso, o sacerdote não poderá exercer as funções «sacerdotais, paroquiais e educativas».
O Arcebispado determinou que as irregularidades económicas detectadas na paróquia, congregações e irmandades sejam corrigidas pela administração da diocese e mantém a hipótese de o padre ter sido «vítima de uma chantagem».

Rumores na vizinhança
Uma moradora de Noez, Yolanda Sánchez, assegurou que o padre confessou publicamente, numa missa, que tinha «tirado dinheiro» das irmandades e que comprometeu-se a resolver a situação.
Questionada acerca dos motivos de cariz sexual que podem ter levado o padre a gastar o dinheiro, Yolanda reconheceu que havia «comentários desse género» entre os vizinhos. «É uma aldeia muito pequena, fala-se de tudo e de todos», afirmou.

TVI24h/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.