quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Nívea Soares fala sobre ecumenismo, família e ministério em entrevista exclusiva para o Gospel+, confira na íntegra


Bonita, dona de uma voz lindíssima, uma adoradora dedicada a Deus – essa são algumas das características de uma das maiores cantoras gospel da atualidade, Nívea Soares. Em entrevista exclusiva para o Portal Gospel+, Nívea revela os bastidores da vida de cantora cristã, os desafios da adoração, momentos difíceis e sobre a sua própria família. Nívea mostra que alguém que está no palco passa pelas mesmas lutas que qualquer cristão e que em Jesus há vitória e superação. Nívea fala ainda sobre o seu mais recente trabalho, o “Nívea Soares Acústico”, lançado pela Aliança no ano passado. Confira:

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

Entrevista com Nívea Soares

Gospel+: Como foi a experiência de produzir o Acústico com a Aliança, uma das maiores distribuidoras no meio gospel do Brasil? Como foi a tomar essa decisão?

O Convite para fazermos um DVD acústico veio no início de 2008. Eu já conhecia o Ricardo e o Mauricio porque já havia participado anteriormente dos DVDs do pastor Adhemar de Campos e da Vineyard, ambos produzidos pela Aliança. Orei ao Senhor. Não queria fazer algo simplesmente por fazer. Por isso perguntei a Ele se esse era Seu propósito. Deus me trouxe uma palavra de confirmação e imediatamente senti paz a respeito.
Foi uma experiência muito nova pra mim e pra todos da nossa equipe. Tivemos que reaprender a cantar e tocar canções que já tocávamos antes, já que elas foram rearranjadas pela Aliança em SP. A esse respeito o Senhor me trouxe uma palavra baseada no livro de Malaquias, onde vemos sacerdotes oferecendo sacrifícios a Deus de qualquer maneira, por habito apenas, mas sem amor ao Senhor. Por isso tivemos que reaprender a cantar as velhas canções com um novo significado, um novo coração e motivação. Deus não quer que vivamos de rituais, mas que tenhamos Sua vida abundante em nos.
Na gravação, creio que tudo seguiu essa palavra. Foi feito o melhor em termos técnicos e o tempo de comunhão entre todos os que participaram foi muito precioso. Muitos testemunhos têm chegado a nós de pessoas que têm sido tocadas pelo Senhor através das canções do DVD e Cd. Toda Glória a Jesus!

Gospel+: Hoje, cada vez mais, a música gospel ganha terreno dentro do meio secular, em filmes, novelas e grandes premiações mundiais. Como você avalia esse momento para a Música Gospel? O que você acha que precisa mudar ou melhorar ainda nesse meio?

Creio que o cristão precisa estar em todas as áreas da sociedade. Quando digo “cristão”, quero dizer muito mais do que “musica crista”. Quero dizer que pessoas que se pareçam com Jesus, que manifestem Seu caráter, precisam estar nas diversas áreas da sociedade. A música cristã cresceu sim. Mas será que como músicos cristãos crescemos em vida e em compromisso com Jesus e Sua palavra? Será que crescemos em compaixão e compromisso com a sociedade em que vivemos? Essa é a pergunta que devemos fazer. A musicalidade vai bem, mas será que o verdadeiro cristianismo está sendo vivido?

Gospel+: Recentemente o cantor André Valadão dividiu o palco com artistas católicos em um evento ecumênico gerando muita discussão e algumas críticas. Você dividiria o palco com algum artista católico? Qual sua opinião sobre o caso?

Não sei o que aconteceu exatamente, por isso não posso opinar. Não acredito em ecumenismo (andarão dois juntos se não estiverem em concordância?), mas acredito que cada ser humano tem o direito de professar a fé que bem entender sem ser por isso oprimido. Acima de tudo, acredito na unidade do Espírito Santo. E essa só é possível ter quando todas as partes tiveram uma experiência real com Jesus e, conseqüentemente, são habitação do Seu Espírito. Já estive em eventos chamados “evangélicos” onde nem todos os músicos evangélicos estavam no mesmo espírito. O Espírito Santo é que traz unidade, não é mesmo? Creio e conheço católicos que tiveram uma experiência real com Jesus e que são cheios do Espírito Santo.
Com relação a convites, vou onde Deus me trouxer paz para ir.

Gospel+: Durante todos esses anos, qual foi o momento mais difícil do seu ministério?

Tive vários momentos difíceis. Já são mais de 10 anos de caminhada ministerial, e nesse processo a gente tem a oportunidade de receber algumas marcas que fazem parte do pacote. Já sofri traição, difamação, humilhação, tive medo, insegurança, sofria a dor da perda entre outras coisas.
Um dos momentos difíceis foi quando perdi meu pai, e tive que cumprir minha agenda apesar de toda dor. Entendi bem o significado da graça naquele ano. Fui carregada pelo Senhor. Vi pessoas sendo tocadas e cheias da presença de Deus apesar da minha incapacidade. Ainda bem que Deus não depende de nós!
Pude perceber o quanto os meus sentimentos não são um empecilho para Deus. Pela fé podemos prosseguir, ainda que não estejamos nos sentindo bem.

Gospel+: E o momento mais engraçado? Você ou alguém que acompanha seu ministério já passaram por alguma situação cômica?

Minha memória não é lá essas coisas, mas com certeza já tivemos momentos muito engraçados.

Gospel+: O que Gustavo Soares representa para você e seu ministério?

O Gustavo é meu marido querido! Meu presente de Deus, meu melhor amigo. Alguém com quem eu quero caminhar pra sempre. Sou particularmente tímida no que se refere a ministrar sobre as pessoas. O Gustavo é quem Deus colocou pra me empurrar adiante, pra me encorajar. Ele sempre me incentivou a caminhar na ousadia do Senhor e a ouvir de Deus o que há de específico em cada lugar aonde vamos. Deus fala muito com ele e mostra coisas durante nossas ministrações. Muitas experiências tremendas aconteceram a partir de direções que ele recebeu de Deus.

Gospel+: Você e Gustavo planejam ter filhos?

Temos conversado mais a esse respeito e acho que está chegando a hora. Temos orado pelo tempo certo de Deus.


Gospel+: Todos conhecem a Nívea Soares adoradora que busca estar sempre no centro da vontade de Deus. Mas como era sua vida antes de cantar e ser conhecida nacionalmente? O que fazia? Há alguma diferença da Nívea Soares de antes para a de hoje?

Eu era uma menina tímida que tinha muitos complexos e muito medo das pessoas. Completei o Segundo grau e tentei seguir várias outras carreiras que não incluíam a musica e muito menos a ministração da palavra. Meu relacionamento com Deus era muito superficial naquela época, apesar de ter sido criada num lar cristão. No processo de Deus (que incluiu o meu tempo no grupo DT) recebi muita cura do Senhor. Meus sonhos em relação a musica foram transformados. O músico precisa ser curado nos seus sentimentos, senão ele vai sempre desejar receber a atenção e o louvor das pessoas. Fazer performance e ministrar são coisas distintas. Para ministrar precisamos diminuir para que Deus faça. Tenho aprendido isso no decorrer da caminhada.

Gospel+: Depois de lançar um CD em inglês, ser a primeira artista gospel a gravar um trabalho em Alta Definição (essa super produção elogiadíssima que é o Acústico), fazer o lançamento do DVD em um cinema, o que mais você sonha em fazer em seu ministério no futuro?

Temos planos para um novo cd de estúdio. Já tenho algumas canções novas e quero muito começar a ministrá-las. Estamos esboçando também um programa de TV e, se Jesus nos permitir, estaremos indo a algumas nações como Cuba, Portugal e Inglaterra. Temos também o constante desafio de nos envolvermos mais com as questões sociais de nossa nação.

Entrevista feita por Renato Cavallera

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.