sábado, 14 de novembro de 2009

AVISO

QUERIA PEDIR PERDÃO A TODAS AS PESSOAS QUE VISITAM O MEU BLOG, POIS ÀS VEZES ESTA FICANDO DESATUALIZADO, ISSO ACONTECE PORQUE ESTOU ESTUDANDO MUITO E COM ISSO ESTOU SEM TEMPO!!!
MAS AGRADEÇO A TODOS PELAS VISITAS, POIS PASSEI DE 51.000 VISITAS!!

“Pastores homossexuais”, fundadores da “Igreja Gay”, irão se casar no Rio de Janeiro


O conteúdo aqui exibido não representa a opinião do Gospel+ e demais sites afiliados, o mesmo foi republicado aqui unicamente para fins de informação.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

No próximo dia 20 de novembro, dois pastores evangélicos irão assinar um contrato de união estávél. O casal que está junto desde 2006 tem o objetivo de adotar uma criança. A cerimônia acontece no Rio de Janeiro.

O sonho de casar e ter filhos está próximo de se tornar realidade para dois pastores evangélicos. Juntos há três anos, Fábio Inácio de Souza, 30, e Marcos Gladstone, 33, assinam contrato de união estável no próximo dia 20, no Rio. A data, Dia de Zumbi dos Palmares, foi escolhida porque, segundo eles, representa a luta contra o preconceito.

Dois dias após começarem o namoro, em 2006, eles fundaram a Igreja Cristã Contemporânea, hoje com três sedes e mais de 500 seguidores. A denominação tem como objetivo acolher o público gay que, segundo eles, não se sentia bem em outras igrejas.

Antes de conhecer Gladstone, Souza foi pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e, por quatro anos, noivo de uma mulher. “Íamos nos casar, mas chegou um momento em que não pude mais me enganar. Eu nasci gay. Quando resolvi assumir minha homossexualidade, tive que me afastar da igreja porque aquilo era visto como um pecado.”

Os dois, que passarão a lua de mel na Costa do Sauípe, na Bahia, planejam adotar uma criança. “Queremos todos os direitos que os casais heterossexuais têm. Estamos construindo um patrimônio juntos”, afirma Souza.

Os dois esperam abrir caminho para novas uniões entre pastores evangélicos.

Fonte: Agência AIDS / Gospel+

Pastor e fiéis da Assembléia de Deus brigam na igreja e caso vai parar na polícia


O pastor Claudio da Silva Vasconcelos, 33 anos, registrou boletim de ocorrência contra fiéis da igreja Assembleia de Deus, da ala chamada “ministério Madureira”, em Ribeirão. Segundo o pastor, ele, a mulher e o filho teriam sido agredidos na segunda-feira à noite. À reportagem, fiéis negaram as agressões e acusaram o pastor de não pagar contas da igreja no Jardim Salgado Filho.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Vasconcelos disse que se desentendeu com os fiéis após o fim do culto na segunda-feira. Eles teriam ficado insatisfeitos com o que ele pregou durante a cerimônia. Um dos fiéis teria chutado Quitéria Maria dos Santos Vasconcelos, mulher do pastor, e outro teria agredido o filho dele, Valmir dos Santos Vasconcelos, 14 anos.

O pastor também disse ao delegado plantonista, Renato Saverio Costa, que foi ameaçado de morte pelos frequentadores da igreja. “Não posso falar nada sem autorização dos meus superiores na igreja. Tenho que ficar quieto”, afirmou o pastor nesta terça-feira por telefone.

Fonte: Jornal A Cidade / Gospel+

PL 122: Gays mentem, tentam ofender e acusam evangélicos de tentarem burlar a enquete do Senado, Gospel+ opina


Texto na integra retirado do site gay “Mix Brasil”, uma das principais páginas voltadas para homossexuais no Brasil:

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Evangélicos ensinam suditos a brular enquete do Senado sobre projeto que criminaliza homofobia
Por Redação

Um e-mail enviado por um grupo chamado de Internautas Cristãos ensina como seus fies devem fazer para brular a proteção e votar mais de uma vez na enquete do Senado que pergunta “Você é a favor da aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que pune a discriminação contra homossexuais?”. É claro que o e-mail pede para que todos votem na opção “Não”. Mas o e-mail vem com alguns erros.

Começa assim: “Diga NÃO ao PLC 122/2006 novamente! O Senado ZEROU a enquete (que já tinha mais de meio milhão de votos) alegando que antes era possível aos usuários votar mais de uma vez. Mas isso é uma grande MENTIRA, pois CONTINUA SENDO POSSÍVEL VOTAR VÁRIAS VEZES, bastando para isso deletar os cookies do navegador após votar.”

Vale lembrar que a enquete saiu do ar por conta de um hacker que colocou um robô para votar insesantamente na opção NÃO, como o MixBrasil apurou.

O e-mail continua: “A verdade é que a liderança do NÃO incomodou os militantes pró-homossexualismo. E, aliás, se alguém burlou a enquete foram justamente eles, que surpreendentemente estavam conseguindo, em vários momentos, alcançar os votos dos cristãos. Algo muito improvável considerando a gigantesca mobilização cristã contra esse projeto maldito. Faça uma busca na internet e verá a grande quantidade de sites e blogs convocando os cidadãos a votarem NÃO”.

O e-mail termina de uma forma gentil, própria dos cristãos: “Portanto, vamos CONTINUAR dizendo NÃO a esta aberração!”

A gente acha que você não deve votar e apagar seus cookies para votar novamente. Achamos que você deve votar com sua cosciência sobre esse projeto. Se ele for aprovado um dia, a homofobia será criminalizada e dificilmente alguém poderá te agredir ou xingar pelo fato de você ser gay, só isso. Em um momento da história recente, negors poderiam ser ofendidos sem que fossem punidos pela lei. Naquela época, quando o movimento negro passou a exigir seus direitos, eram exatamente as hostes fundamentalistas cristãs que iam contra a aprovação da lei anti-racismo. Eles não mudam. Mas a história já provou que esse tipo de reação conservadora costuma lutar, lutar em nome de fundamentos absolutamente ultrapassados e morrer na praia.

A matéria – totalmente parcial e dúbia – em nenhum momento visa informar, apenas denegrir a imagem dos evangélicos com informações que, se não falsas, são sensacionalistas.

Em nenhum momento o email citado pelo site incita os evangélicos a burlarem a enquete como é noticiado e, pelo contrário, alerta que o sistema é falho. Entre essas, outras mentiras são facilmente encontradas nesta “matéria” repleta de erros de português.

O Gospel+ como qualquer cidadão de bem entende que realmente não é certo uma pessoa ser xingada, agredida ou discriminada por causa de uma opção ou opinião que tenha. Condenamos toda a forma de violência, seja ela qual for, portanto condenamos a homofobia (agressão a uma pessoa homossexual) assim como condenamos a teofobia (agressão a uma pessoa que confesse uma religião, que é o nosso caso) e pedimos para que os Cristãos em geral mostrem o amor que Cristo mostraria e não xinguem, agridam ou discriminem um homossexual – mesmo porque se nos mostrarmos violentos ou não receptiveis, um homossexual não aceitará e nem buscará a Cristo um dia. Cabe a nós sermos o corpo de Cristo e não cruz dos homossexuais, afinal quem irá julgá-los e puni-los não seremos nós, os evangélicos.

Por outro lado, o Gospel+ jamais apoiará o homossexualismo, visto que a luz da Bíblia é pecado e muito menos apoiaremos que grupos hajam com discriminação e calunias contra nós, evangélicos. Fazer aquilo que dizem que fazemos não mostra que há um lado certo, mas sim que há mentiras, e entendemos que isso é errado, vindo do lado que for.

A PLC 122/06 pode sim ser aprovada se for pelo menos parcialmente mudada, pois o texto que nela contém fere até mesmo a Constituição Federal que é acima de qualquer Lei, fere a liberdade religiosa. Não queremos que um homossexual seja agredido, nós queremos que nossa crença não seja agredida. Os gays e senadores poderiam parar um pouco e pensar sobre isso: fazer um Brasil melhor para todas as pessoas e não ou para os evangélicos ou para os gays. Dá para fazer algo “justo” para os dois lados, basta os dois lados quererem. Em outras palavras, essa guerra Evangélicos X Homossexuais não leva a nada, nem a felicidade e nem a salvação.

Renato Cavallera
Diretor Geral do Gospel+

O Gospel+ tem a função de informar sempre e de forma imparcial. Essa provavelmente a é primeira e última vez que um integrante da equipe se pronuncia aqui sobre algum fato. Continuaremos com nosso trabalho de informar imparcialmente, esperamos que o texto não ofenda ninguém, mas sim apenas gere discussão e pensamento. Não é nosso trabalho opinar, nosso ministério é outro e pedimos desculpas a quem não gostaria, não concorda ou não precisaria ler este texto.

Orações foram fator determinante para a queda do muro de Berlim


ALEMANHA – “Estávamos preparados para tudo. Mas não para velas e orações”. A declaração foi dada pelo membro do Comitê Central da Alemanha Oriental (RDA), Horst Sindermann, pouco antes de sua morte, e referia-se à derrubada do Muro de Berlim, em 9 de novembro de 1989. As reuniões de oração de uma igreja evangélica foram decisivas para a mobilização popular que derrubou aquela estrutura de concreto que separava o mundo. Hoje, 20 anos depois, a celebração inclui o convite à continuidade das orações, feito através da página da igreja na internet. Na Igreja de São Nicolau, os pastores destacam a necessidade de orar pelo ser humano como um todo, inserido no seu contexto social. Eles dizem: “Os nossos cultos de oração de paz continuarão! Trataremos com problemas de hoje – o apoio ao desempregado e esforços para integrar estrangeiros na nossa cidade – como tratamos com problemas no passado. As nossas intercessões e o nosso compromisso são tão necessários hoje como no passado, especialmente para as áreas críticas do mundo onde as novas guerras e os conflitos estouram constantemente”.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

No Brasil, talvez levados por um noticiário da mídia nacional que subestima tais fatos que exaltam a postura de uma igreja protestante num acontecimento tão importante mundialmente, os evangélicos perdem a oportunidade de espalhar esse testemunho para outras pessoas e, assim, atrair mais gente ao convívio cristão.

Na Alemanha, a igreja celebra e tem o reconhecimento da sociedade. E relembram que, além das orações, a palavra do Evangelho fez grande impacto até na vida daqueles que estavam ali para perseguir e reprimir o povo. Durante as reuniões semanais de orações pela paz que levaram o povo a derrubar o muro, com repercussões mundiais até o dia de hoje, as palavras de Jesus eram enfatizadas. Como conta o pastor da igreja, Reverendo C. Führer:

“Eu sempre apreciava que os membros da polícia secreta estavam ouvindo as bem-aventuranças bíblicas do Sermão do Monte cada segunda-feira. Onde mais eles ouviriam isso? Assim, muita gente e os membros infiltrados do governo ouviram o Evangelho de Jesus Cristo que eles não conheciam, em uma igreja onde eles não podiam fazer nada. Eles receberam as boas-novas de Jesus que disse: “abençoado são os pobres!” E não: só gente rica é feliz. Jesus disse: “ame os seus inimigos!” E não: Abaixo com o seu oponente. Jesus disse: “muitos que agora são primeiros, serão últimos!” E não: Tudo ficará sempre o mesmo. Jesus disse: “quem salvar a sua vida, a perderá; e seja quem for que perder a sua vida por amor de mim, a encontrará!” E não: Tome grande cuidado. Jesus disse: “você é o sal!” E não: Você é a nata.”

As orações da paz começaram o processo que levou o povo a derrubar o muro de Berlim. Deus estava nisso! Comente isso ainda hoje com seu colega de trabalho, escola, vizinho, familiar. Flores enfeitavam a igreja de dia e velas chamavam a atenção à noite. O povo, mesmo os não cristãos, se achegavam esperançosos e confiantes. A igreja orava. A mobilização espontânea confundia a repressão.

“O espírito de Jesus da não violência agarrou as massas e tornou-se um poder material, pacífico. As tropas e a polícia retiraram-se. O partido e a ditadura ideológica caíram. Como diz a Bíblia: “Ele destrona os poderosos e entroniza os débeis”; “Você terá sucesso, não pelo poder militar ou pela sua própria força, mas pelo meu espírito, diz o Senhor”. É o que experimentamos. Houve milhares nas igrejas. Centenas de milhares nas ruas em volta do centro da cidade. Mas nem uma janela de loja foi despedaçada. Isto foi a experiência incrível do poder da não violência”, relada o reverendo da Igreja de São Nicolau. O líder da Alemanha Oriental Sindermann não soube como reagir a velas e orações.

Fonte: Portas Abertas / Gospel+
Via: O Verbo

A sua igreja tem o selo de “Igreja Verde”?


O deputado estadual José Bittencourt criou o através de projeto de lei o “Selo Igreja Verde” para ser entregue às igrejas comprometidas com as causa ambientais. A iniciativa visa conceder o Selo, através da Secretaria do Meio Mabiente aos templos que se destacarem pela promoção da preservação do meio ambiente, conscientização comunitária, reciclagem de materiais, economia de energia, no consumo de água e na ministração de palestras ou cursos sobre leis ambientais.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Segundo o deputado, o selo será um fomentador de ações em prol do meio ambiente, pois as medidas que visam à preservação ambiental já é um consenso em todos os setores da sociedade. “As igrejas verdes abriram espaço para conscientização ecológica, sendo elas multiplicadoras de ações ambientais, e queremos reconhecer tais trabalhos através do Selo”. Explicou o deputado que também é membro efetivo da comissão de meio ambiente da ALESP.

Igreja Verde

O programa Igreja Verde luta para implantar nas igrejas os projetos de reciclagem, economia de água e energia elétrica, reutilização de água de chuva, captação de energia solar, entre outros projetos ecológicos. O programa foi criado em 2002, mas está em fase de amadurecimento, procurando estabelecer relacionamentos e parcerias com diversas comunidades.

Fonte: ALESP / Gospel+

Igreja Católica estaria beatificando padre brasileiro para conter avanço das igrejas evangélicas, diz pesquisador que faz graves denúncias


Documentos obtidos pelo autor de “Padre Cícero: Poder, Fé e Guerra no Sertão” nos arquivos do Vaticano mostram que a Igreja Católica deu a largada para criar um santo brasileiro, com a intenção de conter a ofensiva evangélica no país, o que pode abrir terreno para uma nova era de exploração política e comercial da religião no Nordeste.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O livro de 544 páginas começou a chegar às livrarias, nesta quinta-feira (12). Lançado pela Companhia das Letras, a obra é fruto de um trabalho de pesquisa de dois anos nos arquivos da Igreja Católica. Atualmente, no Vaticano, há um processo de reabilitação do padre Cícero (1844-1934), excomungado no passado devido a seus relatos de milagres.

Em podcast, o autor Lira Neto conta que o papa Bento 16 abriu o processo de reabilitação do padre, que morreu proibido de batizar, casar, celebrar missa, ouvir confissões, entre outras tarefas sacerdotais.

Ele cita os passos do processo de reabilitação rumo a uma canonização. O primeiro passo é a anistia, em que o padre será absolvido das acusações de forjar milagres. Depois, avança para uma beatificação até ser saudado como santo, em um processo que pode durar décadas, mas que pode ser acelerado devido aos planos do Vaticano de evitar uma perda mais acentuada de devotos para as igrejas neopentecostais.

O biógrafo diz que já surgem sinais mais claros da reabilitação, como a elevação da igreja construída por Cícero em Juazeiro do Norte (CE) à condição de basílica, bem como a instalação de um vitral ao lado dos santos católicos na capela em que o corpo do padre está enterrado.

Ele diz que existe uma mercatilização da fé usando a imagem de Cícero, mas também lembra o aspecto social e transgressor da questão: cerca de 2,5 milhões de devotas já consideram um santo o “padim Ciço”, como dizem, na contramão das ordens da cúpula católica.

“É uma fé insubmissa, indomável, que não se enquadra nos rituais oficiais da igreja”, afirma o biógrafo.

Jornalista Lira Neto lança biografia de Padre Cícero

Tudo começou em 1889, quando Cícero, então um jovem sacerdote de Juazeiro do Norte, ao oferecer a comunhão à beata Maria de Araújo, viu a hóstia simplesmente… sangrar. O evento se repetiria inúmeras vezes, com diferentes audiências. Médicos foram chamados, mas não conseguiram explicar o fenômeno, considerado, a partir de então, um milagre pela população local. Os homens da Igreja, porém, não acreditaram no que se passava. Julgaram Cícero um mistificador, um explorador da ingenuidade popular.

Os relatos do livro referentes a passagens supostamente milagrosas são muito vívidos. Apesar de não ser religioso, Lira Neto não nega de modo taxativo esses eventos. “Algo aconteceu ali”, diz. No texto, porém, deixa transparecer certa ironia com relação a episódios que parecem delirantes. “Uso um pouco de humor. Por outro lado, alimento um profundo respeito pela devoção alheia.”

Para reconstruir tais eventos e o diálogo entre autoridades da Igreja no Brasil e destes com Roma e o tribunal do Santo Ofício, Lira Neto contou com o acervo da Cúria do Crato, onde estão mais de 900 cartas.

Também conseguiu uma fonte de informações valiosa no Vaticano, que não revela. O livro mostra como, suspenso das atividades sacerdotais, Cícero voltou-se para a política. Lira Neto acha que, assim, demonstrou capacidade de reinvenção. “Cícero foi engolfado pelo instante histórico que o gerou. Mas soube se posicionar e sobreviveu a outros beatos, varridos pela história.”

Samba e cachaça

O biógrafo diz querer desconstruir a imagem de místico caricato do líder. Considera-o um homem inteligente e sagaz ao fazer alianças. E muito, mas muito conservador. Era obcecado por reconstituir famílias desagregadas. Posicionava-se contra o samba e a cachaça. O tom de seus discursos, muitas vezes, era apocalíptico.

O autor chama a atenção para os dois universos diferentes que o formaram. “Tinha um pé no universo sertanejo, mas carregava a rigidez do seminário em que estudou. Não era culto, mas lia livros de autores ocultistas. Tinha dificuldade na articulação das ideias e concebia o mundo com simplicidade.

Mas era hábil nas relações e, com isso, manteve-se.” Lira Neto trabalhou mais de dez anos no jornal “O Povo” como repórter e, depois, como ombudsman da publicação. Também é autor das biografias “Maysa” e “Castello”.

Conta que sempre sonhou em escrever a história do Padre Cícero, mas que achava o personagem “grande demais”. A perspectiva de mexer com documentos inéditos o estimulou a ir em frente com o projeto. O jornalista não tem dúvida de que Cícero será absolvido.

Considera que o interesse da Igreja Católica no processo é o de deter o avanço da Igreja Evangélica no Brasil ao atrair para si um ícone popular que costuma levar mais de 2,5 milhões de peregrinos todos os anos a Juazeiro do Norte.

Fonte: Folha Online / Gospel+

André Valadão gera polêmica ao discutir pela Internet com o Pr.Olivar Alves


Mais um lamentável episódio do ministério “Diante do Trono”. Dessa vez aconteceu com o pr. André Valadão em um show que realizou em Goiânia com a banda Rosa de Saron, em um evento intitulado “Um só Deus”. E essa fusão de protestante com católico no mesmo palco deu o que falar pra alguns. Deixo aberto pra vocês discutirem quem está certo.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

O texto abaixo foi retirado do Fórum Gospel.

1ª Mensagem (Pr.Olivar – postada no blog de André Valadão em 19/09/2009)
“Pr. André. Fiquei me questionando o que de fato foi o foco desse evento. Antes, é importante definir o que é um “foco”. Creio ser algo que fica em evidência. neste exato momento com toda sinceridade de meu coração tento encontrar o foco desse evento. Encontrei: vocês. Sei que vivemos uma época em que a tolerância deve ser praticada, embora veja que os profetas de Deus sempre foram taxados de intolerantes (Acabe que o diga!), e nem por isso se intimidaram ou cederam à pressão da moda do momento. Estou também me perguntando sobre “o que realmente une” uma banda católica e um cantor evangélico no mesmo palco (antes eram púlpitos). E antes que me venham com essa conversa de que o que vale é a intensão do coração, já vou dizendo que boa intensão não muda a vontade de Deus. Davi teve boa intensão ao trazer a Arca de volta, mas não fez da forma correta. O resultado foi a reprovação de Deus. Por isso, neste exato momento não dá pra dizer que Deus reprovou e nem que Ele aprovou esse evento, e assim sendo, como mineiro que sou ficarei aguardando o que acontecerá. Se é “algo novo de Deus para nossas vidas”, não me preocupo em participar pois, assim como a Graça de Deus veio para aqueles que nem a esperavam, esse “algo novo” (aliás, qual é o nome?), virá a mim também, pois, esse “algo novo” não será maior do que a Graça de Deus revelada em Cristo e recebida pela fé (da qual eu já participo), e por isso tenho a garantia de não ficar de fora desse “algo novo” se ele for de Deus. Agora, se for mais uma dessas modas contemporâneas, não perderei meu tempo, e nem o meu foco. Pastor Olivar Alves Pereira (São José dos Campos – SP)”.

Resposta de André Valadão em 19/09/2009
Pense o que quizer, Caminho sob direção de Deus e nem mesmo minha liderança reprovou o que aconteceu naquela noite. Muitos, mas muitos mesmo, centenas entregaram a vida a Cristo como seu UNICO SALVADOR E SENHOR… E outra coisa, se você deseja ficar enfiado nas 4 paredes da sua igreja e não tem coragem de entrar e alcançar novas pessoas, isso é problema seu. Pare de mandar emails, você e sua “turminha” pro meu blog achando que vão mudar minha opinião ou até mesmo balançar minhas ações no ministério. Sou apaixonado por Jesus e não pela religiosidade de muitos que nos impedem de sermos livres e verdadeiros evangelistas e luz neste mundo. Se te incomodo, não posso fazer nada. Fique com Deus e vá pregar na sua igreja, quem sabe algum crente que você vê todo dia vai te ouvir e aceitar a Jesus de novo de novo e de novo, ou então os 2 gatos pingados que devem converter de vez em quando na sua igreja vão te suportar e ficar por lá…. Pare de mandar comentarios ridículos no meu BLOG, inclusive saiba que este seu já esta na mão dos meus advogados e todos os outros dos fariseus espirituais da sua turma também. Andre Valadao.

Resposta do Pr.Olivar em 19/09/2009
Sabe, Pastor André, algumas coisas me chamam a atenção na sua atitude (numa coisa pelo menos concordo com você, e é quando você diz que me incomoda): 1) Pra quem fala de (ou pelo menos demonstra com suas atitudes) ecumenismo, conversar, dialogar (coisas tão importantes para esse fim) você não gosta muito não; prefere as “vias de fato”. Se o seu blog é só para elogiá-lo, então de fato minha palavra não tem lugar mesmo, pois isso só vem mostrar que você é carente de aplausos e holofotes. 2) Uma coisa básica da vida cristã é resolver as coisas domesticamente. Mas, você já quer ir pra Justiça. Não que eu tenha medo de tribunais. Apenas um me mete medo, e é o de Deus, parente o qual o que importará não são os números (”centenas” … ou “2 gatos pingados”), mas sim, fidelidade à Palavra, tanto na pregação quanto na vida. 3) A aprovação da liderança nem sempre reflete a vontade de Deus, pois a liderança toda pode estar errada. Não preciso lembrá-lo dos vários casos que a Bíblia registra, pois você os conhece muito bem. 4) Outra coisa básica da teologia, da boa teologia da qual nós somos herdeiros (eu presbiteriano, e você batista), não se “aceita a Jesus” e muito menos “de novo, de novo, de novo”. Não cuspa no prato em que come, ou, não destrua a teologia da qual sua igreja é herdeira. Concordo com você que os meus irmãos me suportam, os irmãos se suportam, aguentam críticas e respondem a elas com amor (lá em Minas a gente chama isso de “bater na canga pro burro entender”, entendeu?). Não se preocupe, eu não quero mudar sua opinião, isso é coisa pra quem tem poder, e esse alguém é só Jesus. O que eu quero é deixar bem claro que não falamos a mesma língua, não somos farinha do mesmo saco. Existem “evangélicos” que querem se promover a qualquer custo, e existem evangélicos que só querem viver a simplicidade do Evangelho, pregando com a vida pra 2 gatos pingados (aqui chamamos os crentes de irmãos e carinhosamente “ovelhas” do Pastor Jesus Cristo). Sobre o fato de você caminhar “sob a direção de Deus” eu não posso questionar, pois não conheço seu coração. Saulo caminhava crente que estava sob a direção de Deus, afinal a liderança dos judeus, os sacerdotes e outras autoridades, lhe deram carta autorizando a prisão do crentes, mas o fim da história você já conhece… Termino aqui com a bela poesia de Paulo Cesar, do Grupo Logos (isso é que é música, e não esse “mantra evangélico que você produz”):

“Olhando grandes servos do passado e observando agora os nossos dias eu temo que tanta euforia, se rompa no teste do amor. Olhando grandes servos do passado e observando agora os nossos dias eu temo que tanta euforia se rompa no teste do amor. Até porque a alegria não é o indicador verdadeiro da paz. Há sorridentes bebendo as próprias lágrimas do coração. Olhando nossas vidas hoje em dia pergunto a mim mesmo até que ponto eu tomaria a cruz e seguiria aquele a quem chamo de Senhor? Até porque resultados não são o indicador verdadeiro de aprovação Há quem curou e o diabo expulsou mas Jesus nunca conheceu. Olhando a atitude a ser seguida de quem se desenrola do embaraço me sinto mais seguro passo a passo vivendo para agradar (a) Jesus Até porque Ele se humilhou e suportou a agonia da cruz não pra seja um artista, um destaque mas, simplesmente, uma luz. Quando você conseguir cantar uma música dessas (não somente pela técnica, mas pela verdade e porque não, qualidade!?) aí voltaremos à nossa conversa. Olivar

Resposta de André Valadão em 19/09/2009
Vai cuidar da sua vida. Andre Valadao. www.andrevaladao.com

Resposta do Pr.Olivar em 20/09/2009
Críticas nunca (nunca mesmo) são positivas enquanto são feitas, mas, se forem devidamente avaliados serão positivos. Da minha parte essa é a última vez que lhe respondo. Mas, lamento profundamente a sua incapacidade de dialogar e até mesmo de responder (você age como um menino mimado). Mas, vamos prosseguindo até que cheguemos diante do Trono (de Deus, é claro) e lá veremos as obras de cada um inclusive a sinceridade dos nossos corações. Olivar Pastor Olivar Alves Igreja Presbiteriana no Jardim Sul (IPJSul) São José dos Campos – SP

Fonte: Projeto Megafone / Gospel+

_

Moda britânica onde cor de Pulseiras determina tipo de relação sexual entre jovens


Virou moda entre muitas meninas britânicas o uso de pulseiras de plástico coloridas, apelidadas de “shag bands” (”pulseiras do sexo”, em tradução-livre).

Cada cor representa um ato afetivo ou sexual que, em teoria, a meninas precisariam fazer caso um menino consiga arrebentar a pulseira. Esses atos vão desde um inocente abraço até sexo oral e relações sexuais completas.

A moda está causando enorme polêmica entre pais e professores e chegou até a secretaria da Criança do país.

Com meninas a partir de oito anos de idade aparecendo com as pulseiras, algumas escolas já proibiram o uso.

Muita gente acha que trata-se apenas de brincadeira de criança, que as pulseiras não significam que as meninas irão realmente fazer o que as cores determinam e que jogos com fundo sexual não são novidade no parquinho. Quem nunca brincou de pega-pega em que o menino dá um beijinho na menina, perguntam eles.

Por outro lado, há quem acredite que a prática expõe crianças pequenas a termos sexuais que elas não conheceriam de outra forma e promove a erotização infantil.

Há também o temor de que proibir as pulseiras só vai torná-las mais desejáveis.

Fonte: BBC Brasil/OVERBO

Curso que ensina masturbação para jovens causa polêmica na Espanha

Um novo curso escolar que ensina masturbação a jovens de 14 aos 17 anos está provocando polêmica entre pais e educadores na Espanha.

Segundo organizadores, curso “O prazer está em suas mãos” quer atacar mitos

O curso faz parte de um programa introduzido pelas Secretarias de Educação e Juventude da província de Extremadura, e intitulado “O prazer está em suas mãos”. Ele pretende acabar com mitos para que os adolescentes entendam a sexualidade de forma natural.

As aulas sobre sexo serão facultativas nas escolas de segundo grau da província de Extremadura (oeste do país) a partir de novembro. Os conteúdos vão de anatomia e fisiologia sexual masculina e feminina até técnicas de masturbação e uso de objetos eróticos.

Para a secretária de Juventude de Extremadura, Laura Garrido, o novo curso “não deveria escandalizar a ninguém, principalmente porque todos nós fomos adolescentes algum dia e todos nós temos sexualidade”.

Consciente das críticas de grupos de pais de alunos e veículos de comunicação conservadores, que classificaram a atividade escolar de imoral e irresponsável, a secretária disse à BBC Brasil que “resumir tudo em uma polêmica sobre como sentir prazer é uma barbaridade”.

“O programa tem muitos mais aspectos, como hábitos saudáveis, auto-estima, afetividade, identidade de gênero, doenças de transmissão sexual… e esperamos derrubar muitos mitos negativos sobre a masturbação, é óbvio”.

Dúvidas

A Secretaria de Educação de Extremadura elaborou 1.200 livros em formato revista com exemplos de dúvidas habituais de adolescentes sobre o tema e as respectivas respostas de educadores e sexólogos.

O material didático das aulas inclui mapas da anatomia humana, explicações sobre tipos de brinquedos eróticos, endereços úteis e até um baralho que coloca os jogadores em exemplos de situações de risco como uma ereção prolongada ou uma infecção genital, para que saibam como resolver os problemas.

Os slogans do curso escolar – “O prazer está em suas mãos” e “Prazer quando e onde você quiser” – foram aprovados pelo Instituto da Mulher de Extremadura (ONG que reúne associações feministas locais), porque consideram as aulas necessárias para que os jovens entendam que o sexo não é apenas um ato físico.

“Se esse curso conseguir que os nossos filhos se desenvolvam através de uma sexualidade saudável, será mais fácil evitar condutas discriminatórias e agressivas em suas relações”, disse à BBC Brasil a diretora geral do Instituto da Mulher, Maria José Pulido.

“É importante que pais e educadores possam tratar a sexualidade como um comportamento, uma expressão afetiva e de saúde também”.

Fórum na internet

Mas nem todos os pais de alunos estão de acordo. A Associação de Pais Católicos de Extremadura formou um grupo de protesto chamado “Cidadania para a Educação” e ameaça levar o governo regional aos tribunais.

O grupo abriu um fórum de debate na internet e enviou uma carta ao governador local reclamando do novo curso escolar.

“Exigimos ser informados previamente da natureza, do conteúdo e da orientação de toda atividade que tenha alguma implicação de caráter moral, porque somos os primeiros e principais educadores de nossos filhos”, diz a carta.

A presidente da associação, Margarita Cabrer, disse à BBC Brasil que ainda não recebeu resposta do governo e que o grupo de pais estuda vias legais para processar o Estado se o curso continuar até o fim do ano letivo (junho de 2010).

“O problema não é o ensino de masturbação. Não me preocupa que meus filhos se masturbem. O que me preocupa é que um adulto, cujos hábitos e valores morais eu desconheço, seja quem ensine os meus filhos a fazê-lo”, afirmou.

Cabrer disse também que espera uma intervenção imediata do Juizado de Menores de Extremadura, porque acha que o curso pode infringir o código penal nos artigos sobre corrupção de menores.

A assessoria de imprensa do Juizado de Menores de Extremadura não quis fazer comentários sobre o assunto à BBC Brasil.

Fonte: BBC Brasil/OVERBO

Miss Califórnia diz que Bíblia aprova silicone no peito

A ex-Miss Califórnia Carrie Prejean, que se envolveu em uma polêmica ao se declarar contra o gay, disse que implante de silicone no peito não desrespeita os preceitos cristãos.
"Não acho que exista algo errado em ter implante nos seios e ser cristã. Acho que é uma decisão pessoal. Não há em lugar nenhum da Bíblia algo que diga que você não deva ter silicone", disse a norte-americana "Christianity Today".
Na quarta-feira passada, Carrie quase abandonou uma entrevista ao apresentador Larry King por causa de uma pergunta sobre um vídeo no qual aparece exibindo os seios. As foram divulgadas por um ex-.
À revista ela aproveitou ainda para afirmar que seu cabeleireiro é gay.

/Notícias Cristãs

Senadores denunciam suposta manobra na votação de projeto que criminaliza a homofobia


Os senadores Marcelo Crivella (PRB-RJ), Magno Malta (PR-ES) e Valter Pereira (PMDB-MS) denunciaram em Plenário nesta quarta-feira (11) suposta manobra na aprovação, pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS), na última terça-feira, do projeto que pune discriminação contra homossexuais, idosos e deficientes.
A proposta (PLC 122/06), de autoria da então deputada Iara Bernardi, foi aprovada na forma de substitutivo oferecido pela relatora, senadora Fátima Cleide (PT-RO). A matéria agora será examinada pelas comissões de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), antes de seguir para votação em Plenário. Como foi alterado no Senado, o projeto voltará à Câmara dos Deputados.
Crivella criticou a votação do requerimento para suspender a audiência pública sobre o assunto, considerado polêmico, e a inclusão do projeto como item extra-pauta. Para o senador, na forma como foi aprovado, o projeto é inconstitucional, já que, a seu ver, nega aos cristãos o direito de livre expressão.
- Isso fere todo sacerdote, todo padre, todo pastor; fere todo pai, todo cidadão que queira ensinar ao filho que o homossexualismo é pecado. Não pode mais porque passa a ser crime - disse.
Magno Malta lembrou que a votação às pressas do projeto em Plenário já havia sido tentada em dezembro do ano passado. Em sua avaliação, a proposição cria uma "casta especial".
- A discussão não é religiosa. Trata-se de um projeto de lei inconstitucional. Precisamos debater a questão com a sociedade, e essa precisa votar com a sociedade - disse.
Valter Pereira, por sua vez, observou que o projeto pode fomentar, inclusive, conflitos entre pais e filhos, caso filhos homossexuais decidam questionar a educação que receberam dos pais de acordo com padrões heterossexuais.
- Se essa matéria for aprovada por essa Casa e se o presidente não vetar, ela vai nos colocar no anedotário internacional - disse.

Vote NÃO na Enquete: Clique AQUI

Agência Senado/Notícias Cristãs

Xbox 360 receberá leitor digital da Bíblia


Programa chega à loja virtual do console em dezembro por US$ 5.
No videogame, será em alta definição.
Os jogadores de videogame mais religiosos poderão ler Bíblia sem precisar desligar o console. Um programa chamado “Bible navigator x” permitirá ler todo o conteúdo do livro cristão pela e apresentará e animações.
O aplicativo criado pela editora americana B&H será lançado em dezembro e custará US$ 5 na loja virtual do . O programa rodará em alta definição e terá funções como busca por palavras e marcação de texto. Além disso, o “Bible navigator x” terá dez temas para mudar a aparência da Bíblia do jogador.
Este é o primeiro programa que permite ler a Bíblia em um videogame. O produtor executivo de produtos digitais da B&H, Aaron Linne, diz que “o aplicativo levará a Bíblia para as salas e para as das pessoas de forma totalmente inovadora”. “Podemos usar a tecnologia do videogame para estudar as Escrituras em um meio completamente novo, além levar a Bíblia para pessoas que se sentem mais confortáveis com um do que com um livro”.

G1/Notícias Cristãs

Polícia de Pontal está concentrada no caso do pastor Jacson


A Delegacia da Polícia Civil de Ipanema, em Pontal do Paraná, está concentrada na elucidação do desaparecimento do pastor Jacson Andrade, mas não tem novidades sobre o caso.
Jacson Roberto Andrade, 35 anos, é pastor da Igreja do Evangelho Quadrangular do Jardim Canadá, em Pontal. Ele está sendo procurado desde a tarde do dia 4 depois de sair da imobiliária onde trabalha em de Leste e que fica perto de sua residência. Seu foi encontrado horas depois na beira da praia do balneário de Monções. O veiculo estava intacto e com todos os documentos.
De acordo com o delegado José Antonio Zuba, encarregado do caso, o trabalho de busca da Polícia Civil conta com apoio da Força Verde e Corpo de Bombeiros e ainda da Marinha. O delegado disse que, apesar dos esforços, “infelizmente, não há nenhuma novidade”.
A imprensa já divulgou que Jacson Andrade teria sofrido ameaças de um cliente da imobiliária. O do Litoral apurou que algumas pessoas que moram nos balneários próximos a Monções, inclusive da cidade vizinha de Matinhos, foram convocados a depor.
Quem tiver informações pode ligar anonimamente para a delegacia no (41) 3457-1546.

Correio do Litoral/Notícias Cristãs