sábado, 11 de julho de 2009

Filho encontra pai de 73 anos após sumiço em rodoviária na Bahia


Aposentado disse que se perdeu quando foi conhecer o local.
Ele estava desaparecido desde quinta-feira (9).

Um aposentado, de 73 anos, que estava desaparecido desde quinta-feira (9), em Salvador, foi encontrado por policiais militares no bairro de Itaigara. Edvaldo Ferreira de Souza não se lembra como se perdeu e foi levado pelos policiais até a sede da Polinter, na capital baiana.

Veja o site do BATV


O filho dele, Tucásio Souza, ficou emocionado ao rever o pai. Os dois vieram de Vitória da Conquista (BA), mas na volta para casa, seu Edvaldo desapareceu na rodoviária.


Tucásio e os parentes ficaram desesperados. "A aflição é grande. Saber que um ente querido está assim, sem saber onde está. A felicidade agora é grande porque a gente sabe que ele está bem. Meu coração agora está aliviado", disse o filho.

"Saí para conhecer a rodoviária. Quando eu cheguei, não encontrei mais ele", disse o aposentado. "Já não sabia mais o que fazer. Já não tinha mais a quem recorrer para encontrar meu pai", afirmou o filho.

G1

União estável entre homoafetivos

A procuradora-geral da República, Deborah Duprat, enviou parecer para o Supremo Tribunal Federal (STF) opinando pela procedência da ação em que o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, pede que o regime jurídico das uniões estáveis, seja aplicado às uniões homoafetivas.

"A negativa do caráter familiar à união entre parceiros do mesmo sexo representa uma violência simbólica contra os homossexuais, que referenda o preconceito existente contra eles no meio social", afirma Duprat no parecer.

Para ela, a negativa de equiparação "é, em si mesma, um estigma, que explicita a desvalorização pelo Estado do modo de ser do homossexual, rebaixando-o à condição de cidadão de 2ª classe".

Na ação, Sérgio Cabral pretende que a equiparação seja feita para beneficiar os funcionários públicos civis do Estado. No parecer, a procuradora-geral da República defende que o Supremo dê ao pedido caráter nacional e declare a "obrigatoriedade do reconhecimento, como entidade familiar, da união entre pessoas do mesmo sexo, desde que atendidos os mesmos requisitos exigidos para a constituição da união estável entre homem e mulher".

Ela informa, ainda, que o MPF optou, "por cautela", pelo ajuizamento de outra ação no mesmo sentido, com o objetivo de "assegurar que eventual conclusão de procedência do pedido assuma foro nacional, considerando a importância da questão para a sociedade brasileira". Essa ação foi proposta no último dia dois pela procuradora-geral.

Segundo ela, "a união entre pessoas do mesmo sexo é hoje uma realidade fática inegável, no mundo e no Brasil" e não há "qualquer justificativa aceitável" para se impedir que casais homossexuais tenham os mesmos direitos de casais heterossexuais.

A procuradora-geral afirma que negar esse direito às uniões homoafetivas está "em franca desarmonia com o projeto do constituinte de 88, que pretendeu fundar uma ''sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos'', como consta no Preâmbulo da Carta".

No parecer, Deborah Duprat afirma que "as religiões que se opõem à legalização da união entre pessoas do mesmo sexo têm todo o direito de não abençoarem estes laços afetivos", mas que o Estado "não pode basear-se no discurso religioso para o exercício do seu poder temporal, sob pena de grave afronta à Constituição".

Fonte: JB

Bíblia indica identidade de foragido em Caxias do Sul

CAXIAS DO SUL - Homem tentou fornecer o nome de um irmão para PMs durante abordagem.
A verdadeira identidade de um foragido foi descoberta por PMs na manhã desta quinta-feira por meio de uma Bíblia que Gilmar Borges Luiz, 31 anos, carregava no bolso. Ele foi abordado às 8h30min, conduzindo uma motocicleta na Avenida Marcopolo, no Planalto.
Inicialmente, o rapaz, que não portava documentos, forneceu aos brigadianos o nome e a data de nascimento de um irmão para consulta no sistema do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Porém, depois da descoberta da Bíblia com outro nome em seu poder, Gilmar admitiu a farsa.
Ele estava com a prisão decretada pela Justiça. O homem estava foragido desde janeiro passado e foi conduzido à Penitenciária Industrial de Caxias. O mandado de prisão tinha validade até 20 de fevereiro de 2017.

FONTE: Pioneiro/NC

Hoje é feriado Evangélico em Confresa


Muita gente foi pega de surpresa, mas hoje é feriado em Confresa. Bancos, correios, órgãos públicos não tabalharão.
Em setembro de 1997, a Lei 094/97 instituiu em seu primeiro artigo o Dia Municipal do Evangélico, promulgando em parágrafo único o feriado municipal no dia 10 de julho.
O feriado não era cumprido há muitos anos e somente agora foi resgatado pela ação dos pastores do município que buscaram na Câmara Municipal informações sobre o assunto.
A comemoração acontece durante todo o dia com mobilizações das diversas igrejas que juntas promoverão um grande encontro nas principais ruas de Confresa.
O comércio, bancos, órgãos públicos e escolas tiveram dificuldade em se preparar para o dia de folga, muitos só ficaram sabendo um dia antes, em alguns casos nem ficaram sabendo. Isso causou certa confusão na cidade, principalmente para aqueles que precisavam utilizar os serviços postais e bancários.
A comunidade evangélica do município vem numa variação crescente desde o ano 2000 quando foram contados 28,25% da população da época, segundo dados do IBGE.
Pesquisas não registradas apontam hoje para um número próximo a 50% da população.

FONTE: O Parlamento/NC

Secretário acusa Pastor de incitar movimento com conotação política

O secretário de Cidadania e Justiça, Roosevelt Vita, negou nesta quarta-feira, 8, a prática de maus tratos contra presidiários, como também a proibição de visitas íntimas de familiares aos detentos. O secretário acusou um pastor evangélico – ele não citou o nome – assessor da presidência da Assembléia Legislativa de incitar o movimento.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

“Durante a semana que passou um juiz federal, outro da vara Criminal e um promotor vistoriaram o presídio do Roger e não constataram esse absurdo de denúncia sobre tortura, quanto às visitas, elas foram suspensas pela Vara das Execuções Penais apenas por duas semanas, durante a relocação de mais de 300 presos para outras unidades prisionais”, disse Vita. “Um assessor da Assembléia, que se diz pastor evangélico, foi que reuniu algumas mulheres, que não sei se ao onze esposas de detentos num protesto na praça, portanto, um movimento com conotação política”, acrescentou.

O secretário disse que os familiares dos apenados foram informados através de avisos fixados no presídio da suspensão provisória das visitas e o motivo. “Uma dessas pessoas chegou a rasgar os avisos que estavam fixados em seis locais, são pessoas que fazem parte de um movimento político”, declarou.

No início da semana, uma dezena de mulheres participou de um protesto em frente ao Palácio da Redenção, pedindo o afastamento de diretores do presídios do Róver, ao tempo em que denunciaram maus tratos supostamente sofridos pelos apenados.

Fonte: Paraiba / Gospel+

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Obama promete ao papa reduzir número de abortos nos EUA, diz Vaticano

Presidente e Bento XVI tiveram seu primeiro encontro oficial.
Outros temas de política internacional também foram discutidos.


O presidente dos EUA, Barack Obama, comprometeu-se nesta sexta-feira (10) com o Papa Bento XVI a "tentar reduzir" o número de abertos nos EUA, disse o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi.

O presidente e o papa tiveram seu primeiro encontro oficial nesta sexta, a portas fechadas. Também foram abordados temas de política internacional, como Oriente Médio, América Latina, imigração, narcotrágico e bioética.

A Casa Branca não confirmou o teor da conversa, que durou 40 minutos.

No encontro, o primeiro do chefe de Estado Americano com o pontífice, Obama disse a seu interlocutor que a cúpula do G8 (os sete países mais industrializados e a Rússia), realizada na cidade italiana de L'Aquila, foi "muito produtiva", já que nela foram definidas "ajudas para os países pobres".

Foto: AP
O presidente dos EUA, Barack Obama, e a primeira-dama, Michelle, encontram-se nesta sexta-feira (10) com o Papa Bento XVI no Vaticano. (Foto: AP)

"Santidade, é uma honra para mim estar aqui", disse Obama, recebido pelo papa com um cordial apertão de mão na sala anexa à Biblioteca Privada, local da audiência.


Uma vez sentados um de frente para o outro, Bento XVI perguntou a Obama sobre a cúpula do G8, concluída horas antes.


O presidente americano, sempre sorrindo, disse: "Foi muito produtiva. Decidimos ajudas aos países pobres".


Depois, os dois brincaram sobre o grande número de fotógrafos presentes na sala para registrar o encontro. "Tenho certeza de que o senhor está acostumado a ser fotografado. Eu também estou", comentou Obama.


Logo em seguida, os fotógrafos, cinegrafistas e jornalistas abandonaram a Biblioteca Privada. As portas foram fechadas e a reunião começou, com a participação de dois intérpretes.


Protegido por um forte esquema de segurança e acompanhado por uma comitiva de 17 pessoas, Obama chegou ao Vaticano às 16h (11h de Brasília). O Arco dos Sinos foi o local escolhido para a entrada do presidente, que cruzou a Praça de São Pedro.


Dezenas de carabineiros e policiais da tropa de choque montaram guarda para proteger a praça vaticana e a Via da Conciliação, a ampla rua que liga o Vaticano a Roma, onde grupos de pessoas aplaudiram a comitiva presidencial.


Por ocasião da visita de Obama, a Basílica de São Pedro foi fechada aos turistas, e o tráfego na região foi desviado.


Antes de se reunir com o pontífice, Obama manteve um encontro de aproximadamente dez minutos com o secretário de Estado da Santa Sé, cardeal Tarcisio Bertone.


Do local em que se reuniu com Bertone, anexo à monumental Sala Clementina, Obama seguiu para a biblioteca do papa.


Ao término da audiência, o papa presentearia Obama com uma cópia assinada da última encíclica, "Caritas in Veritate", e com um mosaico da Praça de São Pedro e da basílica vaticana.


Já Obama doaria ao pontífice uma estola de São João Nepomuceno Neumann, padroeiro das crianças doentes e dos imigrantes.


Cerca de uma hora antes da chegada de Obama, chegaram ao Vaticano a primeira-dama americana, Michelle, as duas do casal e avó materna destas. As quatro visitaram a Basílica de São Pedro, a cripta onde estão enterrados os papas e a Capela Sistina.

G1

Pai de Michael Jackson suspeita de crime na morte do popstar

LOS ANGELES (Reuters) - O pai de Michael Jackson disse na sexta-feira que suspeita de ação criminal na morte do cantor, acrescentando que seu filho aparentemente tomou drogas para ajudá-lo a relaxar e "não acordou mais".

Joe Jackson, 79 anos, disse à ABC News em entrevista que foi ao ar na sexta que ficou estarrecido quando soube que seu filho de 50 anos tinha desmaiado em sua casa e estava sendo levado às pressas ao hospital, duas semanas atrás.

"Não consegui acreditar no que estava acontecendo com Michael. Acredito que tenha sido crime", disse ele, sem dar maiores detalhes.

Indagado o que sabia sobre os medicamentos fortes, vendidos com receita médica, que teriam sido encontrados na casa de Jackson após sua morte, em 25 de junho, Joe Jackson respondeu: "Eu não sabia nada sobre as drogas. Nem sabia os nomes delas. Mas sei que, seja lá o que for que ele tomou, tomou para descansar. Ele vinha trabalhando muito duro, e essa droga supostamente o ajudaria a relaxar."

"Mas ele não acordou. Nunca mais acordou. Michael morreu dormindo."

Ainda são aguardados os resultados dos exames toxicológicos que devem revelar a causa oficial da morte de Jackson, mas segundo vários órgãos de mídia, o sedativo forte Diprivan, normalmente usado por anestesistas em hospitais, foi encontrado em sua casa em Los Angeles.

No dia antes de sua parada cardíaca súbita, Jackson estivera ensaiando em Los Angeles para uma série de concertos que iriam começar em julho, em Londres, com o objetivo de reativar sua carreira, depois de um julgamento em 2005 por abuso sexual infantil, no qual foi inocentado das acusações.

O Los Angeles Times divulgou na quinta-feira que o instituto médico legal intimou vários médicos que já trataram de Jackson, incluindo o dermatologista Arnold Klein, a entregar os registros médicos do cantor.

Klein nega que tenha receitado doses excessivas de medicamentos a Jackson.

Joe Jackson disse que acha que os três filhos de Michael - Prince Michael Jr, 12 anos, Paris, 11, e Prince Michael II, 7, também conhecido como Blanket - poderão um dia seguir a mesma carreira que seu pai.

"Fico observando Paris", disse ele. "Ela quer fazer alguma coisa. Pelo que vejo, Blanket realmente sabe dançar", acrescentou ele.

As crianças estão sendo cuidadas pela mãe de Michael Jackson, Katherine, e na próxima semana haverá uma audiência judicial em Los Angeles sobre a guarda.

Ainda não foram anunciados os planos para o sepultamento do corpo de Michael Jackson.

O GLOBO

Pesquisadores encontram vírus ebola em porcos

Animais criados nas Filipinas tinham uma variação do vírus que não causa doença em humanos. Os cientistas temem, contudo, que o vírus sofra uma mutação e torne-se tão perigoso quanto o encontrado na África
REDAÇÃO ÉPOCA
 Reprodução
Porcos criados nas Filipinas têm ebola
Cientistas encontraram uma variação do vírus letal
Cientistas encontraram uma variação do vírus ebola em porcos domésticos das Filipinas. É a primeira vez que o vírus ebola é encontrado em outra espécie que não macacos e humanos. Identificado como Reston ebolavirus, este é o único vírus da família ebola que não causa a doença em humanos. Mesmo assim, é classificado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos como um agente nível 4, graduação reservada aos causadores das doenças mais perigosas e exóticas.

O maior risco, segundo os pesquisadores, é que o vírus sofra uma mutação e se torne perigoso para humanos. Os resultados do estudo, liderado pelo americano Michael McIntosh, do Laboratório de Diagnóstico de Doenças de Animais Estrangeiros, do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, foram publicados na última edição da revista Scientifc American.

No começo de 2009, seis filipinos que trabalham diretamente com a criação de porcos foram infectados pelo vírus, mas nenhum ficou doente. As Filipinas já sacrificaram 6 mil porcos este ano para prevenir a proliferação do vírus. Segundo McIntosh, ainda há diversas dúvidas, não se sabe, por exemplo, como ocorreu a contaminação dos porcos e nem se o vírus os afeta.

O primeiro exemplar da família ebola foi identificado em 1976, no Congo, quando matou 280 pessoas. Em outros surtos na África, em 1995 e em 2007, morreram 245 e 187 pessoas. O vírus do Congo causa uma doença extremamente contagiosa que se manifesta com febre, vômitos e hemorragias, e tem uma mortalidade de 90%. A variação Reston foi encontrada em 1989, em um laboratório americano que pesquisava macacos filipinos, e nunca causou sintomas em humanos.

SP registra segunda morte por gripe suína do Brasil

SÃO PAULO - A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou nesta sexta-feira a segunda morte pelo vírus H1N1 no país. De acordo com a secretaria, a morte ocorreu no último dia 30 de junho. A vítima seria uma menina de 11 anos, que morava em Osasco, na Grande São Paulo.

Segundo a secretaria, os pais e o irmão da menina também foram infectados pelo vírus do influenza A H1N1.

Segundo o boletim técnico do Ministério da Saúde, divulgado nesta sexta-feira, o Brasil tem 1.027 casos confirmados da nova gripe. O Estado de São Paulo registra o maior número de pacientes infectados, com 457, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 129.

Primeira morte

A primeira morte confirmada no país ocorreu no mês passado no Rio Grande do Sul. O caminhoneiro Vanderlei Vial, 29 anos, de Erechim, no Rio Grande do Sul, morreu em 27 de junho, 13 dias depois de apresentar os primeiros sintomas, durante uma viagem à Argentina, país que vive uma epidemia da doença.

Descrito como forte e saudável por parentes, Vial passou mais de duas semanas na Argentina. Levou uma carga de copos plásticos para Buenos Aires e trouxe de volta para o Brasil um carregamento de azeitonas em conserva. Ele teve febre, tosse e dores no corpo no dia 15, segundo relato feito à família por telefone desde a capital argentina. Retornou a Erechim no dia 19.

- Ele chegou e disse que não conseguiu dormir naquela noite por causa de uma dor de cabeça. Como pode um rapaz forte daqueles morrer? - surpreendeu-se Alcides de Oliveira, 44 anos, tio do jovem.

Conforme a Secretaria Estadual da Saúde, o caminhoneiro só buscou atendimento no dia 20, um sábado. Ao procurar socorro no Hospital Santa Teresinha, em Erechim, acabou internado. No dia 23, foi transferido para o hospital de Passo Fundo, referência na região norte para pacientes portadores do vírus da gripe A. Com um quadro de pneumonia viral, entrou em coma e foi submetido a hemodiálise. Teve parada cardíaca às 7h50m do dia 27 de junho.

O GLOBO

Obama conversou 40 minutos com o Papa

CIDADE DO VATICANO, Santa Sé, 10 Jul 2009 (AFP) - O presidente americano Barack Obama encontrou-se na tarde desta sexta-feira, no Vaticano, com o Papa Bento XVI pela primeira vez, dizendo desejar "uma relação forte" entre os Estados Unidos e a Santa Sé.


A conversa a portas fechadas no gabinete privado de Bento XVI no Vaticano durou 40 minutos, constatou a AFP. Ao final do encontro, o Papa disse que reza sempre por Obama que o agradeceu


"É uma grande honra. Muito obrigado", disse ao Papa ao cumprimentá-lo com um aperto de mãos.


O presidente dos Estados Unidos esteve, antes, em L'Aquila, perto de Roma, onde participou da cúpula do G8, dizendo ao Papa que a reunião dos oito países mais industrializados do planeta havia sido "produtiva".


Instalados frente a frente na biblioteca pontifícia, os dois posaram para uma sessão de fotos. "Estou certo de que o senhor está acostumado com os fotógrafos. Eu também", afirmou o presidente.


Obama vestia um terno escuro e mostrava-se muito sorridente. Bento XVI, também sorridente, usava uma sotaina branca, com a capa pontifical vermelha.


Ao final do encontro, Obama apresentou a família e outras pessoas que o acompahavam. Michelle Obama estava vestida com um tailleur preto e usava mantilha para cobrir a cabeça.


As duas filhas de Obama, Malia e Sasha, e a sogra de Obama, também cumprimentaram o Papa, mas as imagens não foram transmitidas ao vivo pela televisão do Vaticano.


Durante a tradicional troca de presentes, Obama recebeu uma cópia em couro branco da primeira encíclica social do pontífice, lançada na terça-feira passada, na qual insta os dirigentes do mundo a promover uma "nova ética" para administrar a globlalização.


"Nossas expectativas são as de fortalecer nossas relações", disse Obama ao despedir-se do Papa.


O Papa também deu de presente a Obama um documento da Congregação para a Doutrina da Fé, 'Dignitas personae', sobre os problemas da bioética, que reitera a rejeição da Igreja ao aborto e à pesquisa com células-tronco.


Obama, um cristão protestante, só havia conversado com o Papa pelo telefone, após a eleição de 4 de novembro.


Ele deixou o Vaticano às 15H10 GMT para viajar a Gana, na primeira visita enquanto presidente, à África, o continente de origem de sua família paterna.


G1

Evangélicos são chamados para orar por “Fantasma” de Michael Jackson no Caribe colombiano


Bogotá - O suposto “fantasma” de Michael Jackson apareceu em forma de sombra na casa de Rocío Salazar, na localidade caribenha colombiana de Malambo, enquanto ela ensinava aos filhos alguns passos de dança do artista.

Assim ela contou hoje a várias emissoras de rádio colombianas, pedindo a Deus que o “fantasma” de Michael “não volte” a sua casa.

A mulher, de 44 anos, estava na quarta-feira em casa, em Malambo, vendo vídeos do falecido artista e ensinando a seus filhos alguns passos de dança do “rei do pop” que aprendeu na televisão quando era menina.

De repente, sentiu um intenso “cheiro de formol, que persistiu por seis minutos”, e seus filhos lhe disseram que havia uma sombra atrás dela.

“Senti medo e fiquei gelada. Cada vez que lembro fico gelada”, disse Salazar.

As crianças gravaram em um telefone celular essa sombra e outra “branca” que apareceu depois.

“Começaram a mostrá-la à comunidade, eu não acreditava neles. Depois a vi e, é verdade, a sombra estava atrás de mim”, disse a mulher.

A casa de Salazar começou a encher de gente e ela queria apagar a imagem gravada no celular, mas um senhor disse: “não apague. Isso pode ser notícia. Chame a imprensa”.

“Disse a alguns rapazes evangélicos que façam uma oração na casa. Eu peço a Deus que (o ‘fantasma’) não retorne”, disse Salazar.

Há dias, circula um vídeo no site YouTube, que está perto de chegar aos 7 milhões de visitas, no qual aparece o suposto “fantasma” de Michael Jackson caminhando dentro do rancho de Neverland.

Fonte: G1

OVERBO

Atacante brasileiro do Hull City atua também como pastor na Inglaterra


Segundo o jornal britânico “The Sun”, o atacante brasileiro Geovanni encontrou uma atividade extra durante suas férias: atuar como uma espécie de pastor em uma igreja de Manchester. O ex-jogador do Cruzeiro é titular do clube inglês Hull City.

Na Igreja “Comunhão da Nova Esperança”, Geovanni trabalha com jovens. Ele também ensina futebol a crianças, desde que chegou ao clube, há dois anos.

– Geovanni faz um grande trabalho com os garotos da região. Como o Kaká, ele é um brasileiro que mantém a fé e a humildade mesmo vivendo em situação bastante diferente. Ele quer fazer parte da comunidade e ajudar no desenvolvimento do bom comportamento da juventude – explicou o pastor Ezequias Santos, líder da Igreja.

Atualmente, Geovanni está em pré-temporada com o Hull City na Itália.

Fonte: Globo Esporte

OVERBO

Irlandeses peregrinam para rezar em árvore que tem a forma da Virgem Maria

Milhares de irlandeses tem ido até uma igreja católica em Limerick, na Irlanda, para rezar diante de um toco de árvore. O salgueiro tem atraído muitos fiéis, porque eles acreditam que o toco tem a forma da Virgem Maria. O fenômeno na paróquia de St. Mary’s lembra as peregrinações de décadas passadas, que eram uma característica dominante nas regiões rurais na Irlanda.

Fonte: G1

Legado de Calvino continua desafiador, dizem reformados

Genebra - Em remetida às igrejas afiliadas no mundo, a Aliança Reformada Mundial (ARM) agradece a Deus o legado deixado pelo reformador francês João Calvino, que é desafiante para a atualidade.
Assinada pelo presidente e secretário-geral da ARM, reverendo Clifton Kirkpatrick e Setri Nyomi, a mensagem remete aos 500 anos de nascimento do reformador, que serão comemorados nesta sexta-feira. 10.
A família reformada comemora a data não para cultuar Calvino, nem apresentá-lo como um "santo perfeito". É contra princípios de cristãos reformados fomentar culto a personalidades. O próprio Calvino insistiu que "só a Deus cabe glória", diz a mensagem.
Calvino continua inspirando pessoas com o seu legado, em diferentes contextos, em resposta aos desafios da atualidade. "Em nosso mundo, hoje em dia, muitos sofrem por causa da injustiça na economia, e isto muito antes do atual colapso nos mercados financeiros", apontam os reformados.
Aquele quadro agravou-se com a crise financeira e a perda de emprego em muitos países, enquanto os que se beneficiaram do sistema são salvos de apuros. Reformados lembram palavras de Calvino: "Uma justa distribuição pode converter-se em realidade se os ricos não tragarem, avidamente, [...]o que pertence aos demais para satisfazer sua cobiça..." (comentário de Calvino sobre Êxodo 16,19.)
A mensagem da ARM frisa que a humanidade ignora, "descaradamente", o meio ambiente e a criação de Deus. As palavras de Calvino podem ser instrutivas: "Quem é dono de um pedaço de terra deve escolher os frutos de tal maneira que o solo não sofra danos", atuando como mordomos de Deus nem dando mau uso ao que Deus deseja preservar, comenta o reformador sobre o texto de Gênesis 2,15.
Mesmo dentro da igreja, onde há tantas divisões e cristãos não se levam a sério, Calvino arrola, segundo mensagem dos reformados, o chamado à unidade: "Cristo não pode ser dividido. A fé não pode ser alugada. Não existem vários batismos, senão um, que é comum a todos. Deus não pode estar dividido em diferentes partes".
Calvino escreveu tais comentários no século XVI, que, no entanto, continuam pertinentes nos dias de hoje. "Esse é o legado pelo qual damos graças a Deus. É nossa esperança que ele inspire o a nós, que vivemos no século XXI e devemos ser fiéis a Deus no nosso compromisso com a unidade dos cristãos e fazer frente às forças do mal e à injustiça na sociedade, fazendo todo o possível para sermos agentes de Deus para a transformação, fazendo a diferença nas nossas comunidades", assinala a ARM.

FONTE: ALC/NC

Comunicação religiosa será tema de Congresso

Chicago - O Fundo Global de Sociedade vai patrocinar estudantes e profissionais da comunicação que não sejam dos Estados Unidos e do Canadá para participarem do Congresso Mundial de Comunicação Religiosa, que terá lugar em Chicago de 7 a 10 de abril de 2010.
Interessados envolvidos com religião, fé e comunicação devem remeter carta de recomendação ao Fundo até o dia 15 de julho, seguindo as instruções arroladas no sítio http://www.rccongress2010./globalpartners/index.shtml
O Congresso deverá reunir mais de 1,2 mil comunicadores, que terão, na programação, a escolha de 50 oficinas sobre os mais variados aspectos da comunicação diante do cenário de mudanças e desafios as novas tecnologias disponibilizam à área.
Câmbios sociais motivam novos ministérios e mudanças religiosas conclamam ao diálogo, reforça o convite dos organizadores do evento em Chicago.

FONTE: ALC/NC

Igreja Luterana elege bispa lésbica

Estocolmo - Adversários da pastora luterana Eva Brunne, 55 anos, recém eleita bispa de Estocolmo, apresentaram seis recursos para invalidar a eleição. Ela é lésbica e dobrou seu adversário, o pastor Hans Ulvebrand, por 412 votos a 365.
“As polêmicas eram previsíveis”, declarou Eva à repórter Anais Ginori, do jornal La Repubblica. A bispa tem uma companheira, Gunilla Linden, que há três anos deu à luz ao filho delas. “Gunilla é pastora como eu, e acho que isso facilita a nossa relação”, disse a bispa.
Depois da eleição, a bispa de Estocolmo concedeu entrevistas à gay mais conhecida da Suécia, a “QX”, e à revista francesa “Tetu”, do mesmo gê.
No outono europeu, o Sínodo da Igreja Luterana da Suécia vai se pronunciar a respeito de celebração de casamentos a pessoas do mesmo .
Na Suécia, o sacerdócio feminino foi autorizado no final dos anos 50, mas somente em 1971, a pastora Margit Sahlin assumiu uma paróquia. Mas segundo pesquisa, as pastoras ganham cerca de 400 euros a menos do que seus colegas homens. Dos 14 bispos da igreja 12 são homens.

FONTE: ALC/NC

Pastora enxuga as lágrimas de pessoas sofredoras

Mais de 110 exemplares do “Eu vi as tuas lágrimas – Amparo e consolo no sofrimento”, da pastora Vera Cristina Weissheimer, foram vendidos no lançamento da obra, ocorrido no dia 29 de junho no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.
Depois de trabalhar por oito anos na Paróquia Centro da capital, a pastora Vera está implantando, desde fevereiro, a capelania no hospital, um dos mais conceituados e tradicionais da capital paulista.
Diretores, médicos, enfermeiros e funcionários de diversos setores do hospital participaram do lançamento, considerado um grande sucesso pelos representantes da Editora Sinodal, que publica o livro.
A cardiologista Janice Caron Nazareth, coordenadora da Comissão de Bioética do Oswaldo Cruz e autora do texto da orelha do livro, salientou que a pastora Vera “trouxe luz e alento para os nossos corredores”. “Ela realmente vê as lágrimas e não quer enxugá-las, mas sim passar uma esponja suave e ensinar que é importante reconhecer e vivenciar esses momentos de sofrimento”, disse.
Falando ao público à sessão de autógrafos, Janice Nazareth contou que seu pai, também médico e atualmente com 83 anos de idade, leu os originais do livro, gostou muito e disse que “precisava conhecer essa senhora” que o havia escrito.
Membros de várias comunidades da Igreja Luterana em São Paulo estiveram no lançamento. O pastor sinodal do Sínodo Sudeste da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no (IECLB), Guilherme Lieven, compareceu junto com sua esposa, Norma. O mundo ecumênico esteve presente com integrantes das igrejas católica, metodista, presbiteriana e anglicana, entre outras.
“Eu vi as tuas lágrimas” fala da morte como parte integrante da vida e traz histórias, relatos bíblicos e meditações que podem ajudar aqueles que estão se defrontando com a dor do luto ou com a perspectiva da terminalidade da vida.
Vera Weissheimer é formada pela Escola Superior de Teologia da IECLB (São Leopoldo, RS) e tem mestrado em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). É autora, com Telma Guimarães, da série “Encontro com Deus”, de ensino religioso, publicada pela Editora Ática.
Antes de assumir a criação da capelania do Hospital Oswaldo Cruz, trabalhou em comunidades da IECLB em Blumenau (SC), Boa Vista (RR), Valinhos (SP) e São Paulo.
No dia 8 de julho, a partir das 19h30min, o livro será lançado com sessão de autógrafos na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country, em Porto Alegre (Av. Túlio de Rose, 80).

FONTE: ALC/NC

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Americano ganha na Justiça direito de ficar no Brasil por manter união gay


Normalmente, permanência é concedida a casais heterossexuais.
União ainda pode recorrer da decisão.

Um americano ganhou na Justiça o direito de permanecer legalmente no Brasil por manter uma união estável homoafetiva com um mato-grossense. Normalmente, o visto de permanência é concedido a estrangeiros casados com brasileiros, mas numa relação heterossexual.


A relação de Christopher Woodward Bohlander, 48, e Zemir Moreira Magalhães, 38, já dura 11 anos. Primeiro, eles precisaram comprovar que formavam um casal, o que foi reconhecido pela Justiça de Goiás em maio de 2008. O passo seguinte foi entrar com uma ação na Justiça Federal para garantir a permanência de Bohlander no país. Atualmente, o casal vive em Goiânia.


A sentença favorável, emitida pelo juiz Emilson da Silva Nery, da 8ª Vara da Seção Judiciária do estado de Goiás, saiu no final de junho. Com isso, o americano poderá viver legalmente no país. A União ainda pode recorrer da decisão.


Magalhães contou ao G1 que ele conheceu o parceiro em janeiro de 1998. Após um ano e meio de namoro, foram morar em Chicago (EUA). “Como o meu visto expirou, decidimos voltar ao Brasil porque achávamos que aqui seria possível obter o visto permanente para ele”, lembra Magalhães.

Chegaram de volta ao país em 2006, mas demoraram para encontrar um advogado que pegasse a sua causa. “Na verdade, todos os profissionais com quem conversávamos nos diziam que não sabiam que seria possível. Depois de muito tempo, encontramos um advogado que se dispôs a nos ajudar.”


“Resolvi apostar numa decisão que levasse também em consideração a união entre duas pessoas do mesmo sexo”, afirma advogado Yuri de Oliveira Pinheiro Valente, de 28 anos. Em maio de 2008, veio o reconhecimento na Justiça, mas o americano ainda estava ilegal e corria o risco de pagar multa e ser até expulso do país.


“Nesse período em que o Christopher ficou ilegal, foi muito estressante. Eu precisava até dirigir o carro para ele porque ele não tinha carteira de motorista. Ele também precisou fazer uma cirurgia e nem pude ficar com ele. Foi muito difícil”, conta Magalhães.


Em outubro de 2008, entraram com o pedido de permanência com base na união estável. Uma decisão liminar foi concedida e Bohlander pôde aguardar legalmente no país até sair a sentença, o que aconteceu no final de junho.


“Foi uma grande vitória. Nós estávamos assistindo ao jogo de futebol entre Brasil e Estados Unidos quando o advogado nos ligou para contar. Nem acreditamos. Demorou até cair a nossa ficha”, afirma. “As nossas famílias estão comemorando muito. E quisemos contar a nossa história justamente para servir de exemplo para outros casais na nossa situação.”


Para o advogado do casal, a decisão é inédita e representa um avanço muito grande. “O Judiciário está dando provas de que a legislação precisa acompanhar as mudanças da sociedade.”

G1

Bala que atingiu menina de 8 anos passou a três centímetros do coração


Criança ficou ferida durante perseguição policial na Favela de Heliópolis.

Médicos dizem que ela está fora de perigo, mesmo após levar tiro no peito.

A menina Tainá Alves Costa, de 8 anos, foi baleada na porta de casa durante uma perseguição policial na noite de quarta-feira (8) na Favela de Heliópolis, na Zona Sul de São Paulo. Os médicos dizem que ela está fora de perigo, mesmo depois de levar um tiro no peito. A bala passou a apenas três centímetros do coração.

Veja o site do SPTV

Uma hora e meia depois de conseguir ver a filha, Genivaldo Alves deixou o hospital com boas notícias. “Ela está consciente, falando, disse que só sentiu uma queimação e subiu a escada correndo”, contou sobre o momento do tiro. Os médicos dizem que ela se recupera tão bem que pode ter alta já no fim de semana.

A situação na Favela Heliópolis era de aparente tranquilidade nesta quinta-feira (9), com poucos policiais. Bem diferente da noite de quarta-feira (8). O tiroteio começou depois de uma perseguição a dois homens que estavam em uma moto. Tainá foi atingida na porta de casa. A polícia diz que atirou porque foi atacada. “As nossas viaturas e motocicletas foram alvejadas, foram agredidas a tiros. E nesse momento nós tivemos que responder à agressão”, disse o major Wanderlei Rodrigues.

Mas alguns moradores afirmam que só os policiais atiraram. “O policial não falou nada, não acendeu giroflex da moto, nada, e continuou perseguindo. Simplesmente a hora que foi fazer a curva, ele sacou a arma e deu dois tiros no moleque. O moleque virou e acabou acertando a criança lá", contou uma testemunha. “Os policiais vieram correndo com a moto e começaram a atirar. Aí um tiro pegou nela”, disse um primo da vítima.

Os moradores protestaram e pediram justiça. “Já virou uma prática de tolerância zero. Não conversam com a comunidade. E o pessoal ficou revoltado e prendeu o policial que atirou aqui”, contou José Geraldo de Paulo Aquino, líder comunitário de Heliópolis. Um grupo pegou a chave de uma moto da PM. “A gente vai devolver a chave na corregedoria da polícia ou para o comandante da Polícia Militar”, afirmou Aquino. Houve negociação, e a chave foi devolvida.

Os dois rapazes que estavam sendo perseguidos fugiram. Um deles chegou a ser algemado, mas aproveitou a confusão para se soltar. A polícia disse que vai apurar o que aconteceu. O pai de Tainá anda acusa os policiais que estavam na favela de não prestarem socorro à sua filha.

A Polícia Militar disse que, no momento que a menina foi atingida, só havia dois policiais em motos na favela - os que faziam a perseguição - e que, por isso, eles não puderam prestar socorro à menina. A PM afirmou também que, logo depois, um carro foi colocado à disposição da família, que seguiu até o hospital para onde Tainá tinha sido levada.

G1

Ex-deputado Carli Filho espalha outdoors em cidade para agradecer orações

20 peças publicitárias ficarão expostas em Guarapuava por duas semanas.
Para especialistas, ex-deputado trabalha para recuperar a imagem.

Desde a última terça-feira, quem circula pelas ruas de Guarapuava, na região central do Paraná, se depara com outdoors do ex-deputado Fernando Ribas Carli Filho, de 26 anos, agradecendo às orações que recebeu pela recuperação de sua saúde. Com a frase “Agradeço a Deus pela vida e a todos que estão orando por mim”, os cerca de 20 outdoors, ao custo médio de R$ 200 cada, ficarão expostos por duas semanas nas principais ruas centrais e dos bairros de Guarapuava.

Para Gilmar Yared, pai de Gilmar Rafael, 26 anos, uma das duas vítimas mortas no acidente envolvendo o ex-deputado (a outra vítima foi Carlos Murilo de Almeida, 20 anos), os outdoors fazem parte de uma estratégia para sensibilizar a opinião pública.

O ex-deputado é acusado de dirigir em alta velocidade, depois de beber, e causar o acidente com o veículo onde estavam os dois jovens - os jovens Gilmar Rafael Yared, 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, 20 anos. A colisão ocorreu há dois meses, em Curitiba. E, devido à repercussão do caso, Carli Filho acabou renunciando ao cargo de deputado estadual – a primeira renúncia na história da Assembleia Legislativa do Paraná.

“É uma estratégia para que ele se transforme em uma pessoa arrependida e para mobilizar a opinião pública a seu favor. Mas nada vai esconder ou mudar os fatos. Ele estava dirigindo em alta velocidade, embriagado, e é isso que tem que ser deixado bem claro. O outdoor vai sensibilizar alguns, mas a população tem que julgar os fatos”, disse Gilmar Yared ao G1 nesta quinta-feira (9).

A mãe de Gilmar Rafael, Cristiane Yared, falou sobre a morte do filho: “Estamos muito sentidos, a dor é recente. Ele cortou os sonhos do nosso filho. Agora, temos que levar a vida adiante e tirar algo de útil de tudo isso para os que estão vivos. Vamos ensinar as crianças qual o caminho em que elas devem andar, para que haja pessoas mais dignas ao volante no futuro. Queremos que sejam cidadãos, antes de serem motoristas”.

O advogado da família, Elias Mattar Assad, diz que a manifestação do ex-deputado é direito dele, mas não acrescentará nada de útil ao processo. “Nunca vi um réu agir dessa forma. Do ponto de vista do processo, é irrelevante. Ele deve ter feito isso por questões religiosas”.

O G1 tentou entra em contato nesta quinta-feira (9) tanto com o assessor quanto com o advogado de defesa do ex-deputado, mas sem sucesso.

Imagem pública

Segundo especialistas em comunicação, as recentes manifestações públicas de Carli Filho indicam que ele começa a trabalhar para resgatar sua imagem pública.

Há duas semanas, o pai de Carli Filho, o prefeito de Guarapuava, Fernando Ribas Carli (PP), agradeceu a todas as mensagens de apoio e afirmou que o filho poderá voltar à política. Dias atrás, Carli Filho disse estar em busca de sua “missão” na Terra, demonstrou apego à religião após o acidente e afirmou esperar não ser alvo de um pré-julgamento.

Ao contrário das escassas manifestações dos Carli Filho até agora, nesses dois meses os familiares das vítimas do acidente realizam uma série de protestos e aparecem frequentemente na mídia para cobrar providências no caso.

O consultor de marketing Hudson José afirma que a sociedade começa a assistir a uma “guerra de mídia”, em que a figura do ex-deputado vai voltar aos meios de comunicação, depois de um distanciamento enquanto ele esteve internado.

Hudson José considera que as estratégias usadas por Carli Filho estão sendo corretas, do ponto de vista do marketing, para a recuperação de sua imagem. “Ele está se mostrando humano, frágil, fortalecendo sua figura como filho, e demonstrando fé”, afirma o consultor. “Tudo isso vai pesar no andamento do processo e do julgamento.”

Para o jornalista e consultor em gerenciamento de crises Carlos Brickman, o caso é complexo porque envolve morte. “Tudo bem ele espalhar cartazes agradecendo pelas orações. Mas quem vai orar pelos que morreram?”, questiona Brickman. Ele afirma que todos os fatos que envolvem pessoas públicas podem ser vistos de diversas maneiras. Neste caso, diz o consultor, o importante seria que Carli Filho emitisse uma carta pública afirmando que errou ou então que tentasse provar, por meio do inquérito policial, que não estava embriagado nem em alta velocidade.

(* Com informações do Portal RPC e do jornal Gazeta do Povo)

G1

MEDITE



Governo emite manual para controlar atividades cristãs


VIETNÃ - Um manual interno obtido pela Christian Solidarity Worldwide (CSW) revela detalhes das contínuas intenções das autoridades de controlar as atividades religiosas, principalmente entre protestantes.

O manual, intitulado “Manual de treinamento sobre questões da religião protestante” foi emitido por um departamento do governo, o Escritório Central de Assuntos Religiosos.

Em uma reportagem, a CSW fornece uma análise do documento, uma versão revisada daquela amplamente criticada dos manuais anteriores, de 2006 e 2007. O relatório aponta que, apesar de o novo manual ser menos crítico ao protestantismo e sua retórica, ele mantém uma dúvida quanto à religião protestante, e seu visível potencial de ser abusada por “forças hostis” para criar instabilidade política.

O trecho que faz referência a renúncias de fé é particularmente preocupante. Apesar de o documento deixar claro que abandonar a religião é proibido, ele encoraja os oficiais locais a “criar os meios” para que recém-convertidos ao protestantismo voltem para suas crenças tradicionais.

A reportagem pede que o governo vietnamita crie medidas para prevenir qualquer tentativa de forçar os protestantes a renunciarem sua religião, retire palavras provocativas que levantem dúvidas em relação ao protestantismo e faça emendas que deem ao governo controle direto sobre os cultos e práticas religiosas de igrejas registradas, para que elas possam receber autonomia.

Experiências anteriores dos protestantes no Vietnã, particularmente entre minorias, incluíram tentativas de forçar o abandono de sua religião através da tortura, agressão e ameaças. Nos últimos anos, muitos protestantes foram presos por causa de sua fé, e muitas mortes foram atribuídas às autoridades. Até as igrejas registradas foram monitoradas e restringidas pelas autoridades locais.

Para ler o manual na íntegra, clique aqui (manual em inglês).

Fonte: Portas Abertas

OVERBO

Embrapa planeja concurso público para 705 vagas


Com salários de até quase 7.000 mil reais, Embrapa pretende preencher 705 vagas

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, planeja seu próximo concurso público de âmbito nacional. A empresa publicou nesta semana, o edital para a realização do pregão que definirá a organizadora da seleção para 705 vagas e formação de cadastro reserva.

O concurso oferecerá vagas para cargos de ensino fundamental e superior nas funções de pesquisador, analista e assistente. As oportunidades serão distribuídas entre as 41 unidades da Embrapa, localizadas em diversos Estados brasileiros.

Para concorrer aos cargos de pesquisador (divididos em classes A e B), é necessário que o candidato tenha nível superior completo e mestrado ou doutorado dependendo da área em que irá atuar. Para o cargo de analista será exigido apenas o nível superior dos candidatos, e para assistente, o nível fundamental completo.

Segundo o edital do pregão, os salários serão de R$ 6.999,96 para pesquisador classe A, R$ 6.021,86 para pesquisador classe B, R$ 5.975,23 a analista classe A, R$ 5.132,14 a analista classe B e R$ 1.649,01 ao cargo de assistente.As inscrições ficarão abertas por um período de 15 dias, que deverão ser realizadas pela internet. Após definido a organizadora do concurso.

Editais Brasil

William Douglas fala para concursandos do TCU


O Ponto entrevista William Douglas!

Olá! Meu nome é Carolina Teixeira, concurseira de Brasília – DF, atualmente no exercício de cargo efetivo no Supremo Tribunal Federal (STF). Há algum tempo, fui entrevistada, aqui no Ponto, pelo Vicente Paulo (quando da minha aprovação no concurso da Câmara dos Deputados) e, agora, estou mudando de lado e iniciando meu trabalho como colaboradora do Ponto.

Eu fui aluna do Vicente aqui em Brasília e, por meio dele, conheci o Ponto, que me foi muito útil na aprovação em dois concursos (Câmara dos Deputados e STF). Há já algum tempo, o Vicente me convida para integrar a equipe do Ponto, mas, só agora, com a conclusão da minha faculdade, é que eu pude, felizmente, aceitar esse desafio.

E, cá entre nós, não haveria melhor estímulo para esse meu novo desafio no Ponto do que começar entrevistando William Douglas, a maior autoridade do país quando o assunto é concurso publico!

De passagem por Brasília, para ministrar duas palestras no Supremo Tribunal Federal, o William Douglas encontrou um tempinho na agenda para responder às perguntas abaixo, especialmente direcionadas aos candidatos (apreensivos!) que farão as provas do TCU/2009:

William, nossa conversa será sobre a angústia e a ansiedade que têm tomado conta dos candidatos ao concurso do TCU/2009, cujas provas serão aplicadas no próximo fim de semana de julho (dias 11 e 12), devido a uma particularidade que marca esse certame. Vou explicar...

Como eu disse, havia milhares de candidatos estudando, há anos, para esse concurso do TCU/2009, para a área de Auditoria Governamental, que normalmente oferece o maior número de vagas. Acontece que, em cima da hora, foram eles surpreendidos com a divulgação do edital sem nenhuma vaga para essa área e 90 vagas para Auditoria de Obras, que cobra pesadamente conhecimento de engenharia. Alguns candidatos simplesmente desistiram do concurso, mas muitos resolveram seguir em frente, mesmo sem ser engenheiro e sem saber diferenciar “tubulões” de “sapatas”.

Esses não-engenheiros que decidiram encarar o desafio (mesmo sem conhecer nada de engenharia!), agora, na véspera das provas, estão inseguros e muito ansiosos com as incertezas que se aproximam – afinal, para eles, o tempo entre o edital e as provas é muito exíguo para assimilar tanto conhecimento sobre uma matéria tão extensa e complexa, que é engenharia. Em verdade, eu tenho alguns amigos não-engenheiros que estão estudando para esse concurso e, confesso, estão à beira de um estresse, de tamanha ansiedade e insegurança em relação às provas! Nossa intenção aqui no Ponto é, portanto, levar um pouco de tranquilidade a esses candidatos, pois você, como ninguém, sabe o quanto esse estado de equilíbrio é importante para uma aprovação, né?

Carolina: Aí, William, acontece que milhares de candidatos, já afiadíssimos nas matérias características da área de Auditoria Governamental, inclusive aqueles candidatos que chegaram muitíssimo perto nos anos anteriores, descobrem, apenas algumas semanas antes da data de realização da prova, que, de fato, o sonho não está tão perto assim. É necessário um recomeço. Você, pessoalmente, já se deparou com algo assim na vida? Um novo obstáculo que altera drasticamente os seus planos iniciais?

William: Carol, em primeiro lugar, parabenizo o Site Ponto dos Concursos, por abordar esse assunto chato... mas necessário. E digo que tive meus reveses e surpresas desagradáveis, sim. Tenho certeza que contá-las não vai alegrar o leitor, mas espero que fazê-lo mude um pouco seu foco nesse momento. Nos concursos, nunca tive uma frustração dessas, não. Tive várias reprovações, algumas injustas, adiamentos etc., mas uma mudança de Programa/Vagas desse tamanho, não. Quem passar por isso terá uma “carta” maior do que a minha para botar na mesa. Daqui a algum tempo, irá contar isso como eu, Vicente, Marcelo e todos os aprovados contamos nossas agruras. Apenas, agora, camarada, é a sua vez. São suas agruras, agora.

Mas deixe-me falar sobre obstáculos e surpresas que alteram drasticamente nossas vidas. Há 8 anos, eu já era juiz federal, professor, estava com a vida andando bem, dentro do previsto, trabalhando, com férias por chegar e uma bela viagem marcada... quando descobrimos um câncer de pâncreas em minha mãe. Três meses e duas cirurgias depois, eu tive que lidar com essa perda. Outro revés foi o fracasso do primeiro casamento, e uma filha recém-nascida dormindo longe de meu teto, surpresas que me derrubaram. Perdoem-me dizer isso, mas, por esse prisma, um concurso “sair dos eixos” não é a pior coisa do mundo. Ainda bem que ninguém descobriu um câncer altamente agressivo, ou teve uma tragédia similar. E é por aí que eu iria se um irmão estivesse nessa desconfortável situação das mudanças no concurso para o TCU. Eu lhe daria um abraço e diria que a situação é muito frustrante, mas que também não é o fim do mundo.

“Podia ser pior” ou “dos males, o menor” não são frases agradáveis de se ouvir, mas não deixa de ser um consolo. Lamento pelos colegas que estão passando por isso, mas, infelizmente, tenho que dizer: isso faz parte, acontece. E aí volto ao ponto de partida. A certeza é simples, a dúvida é se você vai desistir, se vai desistir da desistência (caso já tenha desistido) ou se vai ver a melhor outra forma de lidar com o problema.



Carolina: E, afinal, como lidar com o problema?

William: Bem, eu acho que, apesar de tudo, a pessoa deveria ir fazer a prova, nem que “só de raiva”, ou por esporte, ou para ver como será, desde que, ao fazer isso, leve a prova a sério. Creio que alguém que já vem se preparando está com um bom grau de intimidade com a matéria (ou, ao menos, com boa parte dela!), com a resolução de questões, com a parte emocional, etc. Isso permite um desempenho razoável. A pessoa deve, pelo menos, “pagar para ver”. Acho mesmo que um concurseiro experiente leva vantagem mesmo sobre um engenheiro que tenha se animado a fazer o concurso, mas que não tem um bom número de “horas de vôo” nesse meio. E, claro, eu não me preocuparia com eventuais engenheiros que são concurseiros também. Isso é perda de tempo: preocupe-se com você. Também vale mencionar que há muitas matérias em que quem está se preparando já chegou a um bom nível e que as que mudaram... mudaram para todos, não é mesmo? Mais que tudo, acho que as pessoas que estão há meses ou anos se preparando para o TCU estão em um grau tão bom que devem fazer outros concursos também. Assim, uma aprovação para outro cargo pode servir como “escada”, “porto” ou “passagem” para esperar, com mais tranquilidade e dinheiro no bolso, as vagas que irão abrir mais cedo ou mais tarde para Auditoria Governamental. Por fim, me permitam contar que meu sonho era ser Promotor de Justiça. O concurso não abria e eu fui fazer, “por esporte”, o de Defensor Público. Passei, assumi, aumentei o currículo, comecei a ter um contracheque/hollerit todo mês e, curiosamente, descobri que minha maior vocação era a Defensoria, e não o Ministério Público. Então, nos insondáveis engendramentos do destino, pode ser que este revés momentâneo seja a porta para novas experiências e oportunidades para quem, no momento, está achando que o fato é só negativo.

Em suma, acho que o pessoal que vem se preparando com dedicação há já muito tempo realmente tem motivos para estar triste, mas não deve desanimar nem desperdiçar todo esse tempo de estudo. Na agradável conversa que tive com o Vicente Paulo após as palestras no STF, ele me disse que o pessoal está super-afiado, em um altíssimo nível de preparação. Isso certamente vai trazer coisas boas se tais candidatos não “jogarem tudo para o alto”.



Carolina: William, quem conhece o seu trabalho sabe que o seu nome está diretamente associado à fé, à perseverança e a outros tantos valores muito válidos, não só na preparação de um candidato a um concurso público, mas em vários outros aspectos da vida. Qual a sua opinião sobre os candidatos que, não-engenheiros (a maioria desses, imagino, completamente leiga no assunto), resolve encarar livros, normas técnicas e milhares de novos conceitos, em busca de um sonho?

William: Já até falei um pouco disso antes, mas a sua pergunta é ótima, pois me permite tocar nesse assunto com maior profundidade. Um não engenheiro que pega esses livros é alguém que admiro muito, mesmo que não conheça o nome. É uma pessoa de coragem, alguém que vai buscar o que deseja não se importando com as dificuldades. Já foi dito que “obstáculos são aquelas coisas que você vê quando deixa de focalizar no seu sonho” ou, outra boa também, que “obstáculos são os muros que se criam para parar aqueles que não querem realmente passar por eles”. Eu posso dar meu depoimento como testemunha de que ser formado nisso ou naquilo não quer dizer necessariamente uma garantia, e não ser formado não quer dizer necessariamente um impedimento. Nos concursos para o Judiciário, para Auditor, para Tribunais, vemos todos os dias pessoas que fizeram Letras, Biologia, Odontologia, Fisioterapia etc superarem quem fez Direito. Em muitos casos, cai apenas Português e matérias jurídicas e mesmo assim pessoas de outras áreas entram, e não é raro entrarem nas melhores colocações. Isso acontece porque a preparação especifica para concursos é mais importante e relevante para a aprovação do que aquela faculdade que, todos sabemos, nem sempre é bem feita, ou foi feita há muitos anos, ou sem o foco e objetividade que apenas nos concursos públicos nós vemos acontecer em grau de profundidade.

Sun Tzu, mestre da guerra, diz que “os números não significam nada isoladamente”. Os títulos acadêmicos também não.



Carolina: Confesso que tenho um amigo que, ontem mesmo, me disse: “Carol, depois de estudar ‘como um louco’ nessas últimas semanas, há momentos que parece que eu sei tudo de engenharia, que vou gabaritar a prova; mas, por outro lado, há outros em que parece que eu não sei absolutamente nada, dá um branco danado, parece que eu vou zerar a prova”. Como conviver com essa insegurança, com esse medo de “dar um branco” na hora da prova? Você tem alguma dica para o candidato trabalhar esse medo agora, na véspera da prova?

William: O cérebro é um computador programável. Cada vez que alguém passa “filminhos” mentais de angústia, branco, nervosismo etc, o cérebro pode (e quase sempre faz isso mesmo) registrar tais “filminhos” como ordens... E isso acontecerá no dia da prova. O estudo do cérebro, dos métodos de controle mental (Método Silva, PNL etc.) demonstra a importância de pensarmos aquilo que desejamos e não o contrário. Então, o primeiro passo é não deixar esses pensamentos e atitudes tomarem espaço. Como dizia Martin Luther, “não posso impedir que os pássaros passem por cima de minha cabeça, mas posso impedir que façam um ninho nela”. Então, esse seu amigo, quando começar a pensar nas tragédias (e isso é normal ocorrer), deve se treinar para substituir esses pensamentos por outros, melhores: ele calmo, sereno e tranqüilo, feliz mesmo, por estar fazendo a prova. Isso funciona.

Além do problema da programação do cérebro, entra em campo o assunto geral de como lidar com as vésperas. A aproximação da prova faz com que os candidatos fiquem nervosos, tensos, angustiados, pensando em todo tipo de “tragédia” de concurseiro, desde a relação candidato-vaga até aquele gênio que sabe tudo (a imagem comum é a do “japonês que estuda enquanto eu descanso”, rs). O caminho deve ser o contrário. Se acalmar, fazer as revisões, mas, um ou dois dias antes, já não estudar ou fazer estudo muito leve. Aquelas viradas de madrugada que fazem parte do período de preparação não devem acontecer essa semana. Estar com o sono em dia para ir fazer a prova é tão ou mais importante do que fazer mais aquela “revisãozinha extra” ou mais aquela bateria de 800 questões. Afinal, com sono o acesso à memória fica prejudicado.

É preciso descansar, relaxar, tirar o “peso do mundo” das próprias costas. Não se obrigar a passar na prova , mas apenas a fazer o seu melhor é outra dica que funciona bastante.

Recomendo que a pessoa não deixe de fazer alguma caminhada, corrida, natação ou qualquer outro exercício físico que permita melhorar seu estado geral. Sem exageros, claro, pois a idéia é manter um clima de “concentração para o jogo da final da Copa”. Mas pensando no Brasil de 2002, não no de 1998. Duas atitudes diferentes sobre como jogar uma final e que valem para o concurso público também.

Outra coisa boa é internalizar alguns dos “mantras”: “concurso se faz até passar e não para passar”; “a dor é temporária, o cargo é para sempre” etc.

Enfim, não existe um cuidado único ou isolado. O resultado da prova é o resultado do conjunto de atitudes, pensamentos e comportamentos de todos os meses ou até anos anteriores ao dia da prova. O conjunto é que importa. Por isso, quem tem um bom conjunto se sairá bem, e deverá ir tranqüilo. Quem não tem, deverá ir lá fazer seu melhor também, mas sem excesso de cobranças e sabendo que, se não for dessa vez, outros concursos virão. E, para os próximos, cabe melhorar o conjunto. Não tem milagres, segredos, mistérios nem curas milagrosas. É só um conjunto de técnicas, de estudo, de preparo... e de tempo de vôo.

No meu site, eu fiz um check list para o dia da prova e a véspera. Carol, vamos reproduzir o check list aqui, pra ajudar especificamente esse candidatos ao TCU / 2009?

CHECK LIST PARA A VÉSPERA DA PROVA:

 Alegria, alegria, alegria!!! Não estudar ou, se estudar, algo muito leve

 Ritmo de concentração para jogo de Copa do Mundo

 Comer só em lugares conhecidos e comidas conhecidas

 Evitar esforços físicos (lesões) e novidades.

 Lazer agradável. Relaxe!

 Concentração : pensar na prova e visualizar-se calmo e tranqüilo

 Separar roupas

- levar agasalho para se o tempo esfriar

- roupas confortáveis, não é dia de desfile

- roupa compatível com o lugar e cargo

 Faça alguma caminhada ou passeio leve, se possível, para relaxar

 Vá ao cinema ou teatro, nada muito tarde Despertador, pelo menos dois sistemas (um sem depender de energia elétrica). Acorde mais cedo que a “conta do chá”

 Deslocamento: Condução ou carro ok? (Preveja um pneu furado)

Material para a prova:

 Cartão de inscrição

 Identidade

 Dinheiro para o deslocamento e lanche

 Material: caneta (duas ou três)

 Corretivo, liquid paper (pergunte ao fiscal se pode usar)

 Lanche

 Sugestões: algo para beber, biscoito salgado e doce, chocolate

 Remédios (dor de cabeça, diarréia, pessoais etc.)

 Dê uma última olhada nos códigos e/ou livros de consulta

 Motive-se ! A hora chegou!

Dormir:

 Conferir despertadores / acordar com boa antecedência (cedo). Hora de dormir, alegre-se: amanhã é um grande dia!

CHECK LIST PARA O DIA DA PROVA

 Amanheceu! Hoje é um grande dia!

 Se possível, caminhada leve e curta e/ou alongamento

 Café da manhã reforçado, mas sem exagero

 Alegria, alegria, alegria

 Pegar material, já separado (ver check list da véspera)

 Beijos na família, reza, oração...

Deslocamento:

 Sair mais cedo do que “a conta do chá”

 Sem pressa, sem estresse

 Hoje não é dia para discutir com ninguém

Chegando:

 É normal a gente olhar as pessoas e achar que somos o único que vai ser reprovado. Relaxa, isto é estresse de prova

 Evitar companhias desagradáveis e assuntos de prova

 Preste atenção em qual é a sua sala

 Procure um lugar agradável e confortável e se arrume (se preocupe em observar onde o sol vai bater)

Antes de começar a prova:

 Relaxe

 Não estude

 Se quiser, leve coisas leves, para ler antes da prova (jornal, revista, etc.)



Carolina: E no dia mesmo da prova, William, quando o candidato acorda e vem imediatamente à sua cabeça “caramba, é hoje o dia!”, o que fazer? O que fazer para não deixar a ansiedade desses momentos finais atrapalhar na hora da prova?

William: Acho que o caminho é assimilar o “caramba, é hoje o dia” da melhor forma possível. A recomendação é falar a frase com alegria e não com medo. A entonação do “caramba” é o cerne da questão. Vale lembrar que passamos muito tempo estudando para fazer a prova, então... que bom que chegou o dia! Eu recomendo que, durante a semana, na véspera e na hora em que acordar, a pessoa faça uma verdadeira comemoração por finalmente ter chegado a hora, por finalmente ela poder ir lá ver o que a banca colocou na prova. Muitos não conseguem fazer isso porque ficam pensando que podem ser reprovados ou coisa parecida. Mas, se por um lado isso é verdade, ninguém passa em concurso sem fazer a prova, não? A internalização emocional deve ser a de que é uma maravilha que a prova esteja acontecendo. Isso significa que a chance está lá. Então, vamos fazer o melhor possível. Se ainda não for dessa vez, então teremos esta tal prova para avaliar como estamos e fazer os ajustes. Outra notícia boa: na próxima terá mais vagas onde eu quero. E outra melhor ainda: o “japonês” vai passar nessa, então, ou eu passo com ele ou pelo menos ele não estará aqui na próxima, para a qual eu virei ainda mais bem preparado.

Sacou o sistema? Eu não vou (não posso, não devo) permitir que pensamentos, atitudes e comportamentos negativos invadam meu “ecossistema” mental, físico ou emocional nessa semana, nem na véspera, nem do dia da prova. Eu só vou abrir a porta para as “visitas” que são bem-vindas: coragem, fé, entusiasmo, orgulho pessoal de estar ali, em campo, jogando.

Essa semana você terá dois “vocês” digladiando-se: o que acredita, trabalha e persiste e o medroso, covarde, pusilânime. Precisamos alimentar apenas o que queremos que sente na carteira para fazer a prova. E para isso há um argumento lógico: ou você passa nessa, ou pega experiência e informações para vir mais bem preparado na próxima.



Carolina: Considerando que a prova é daqui a menos de duas semanas e que o tempo de preparação, dada a quantidade de novas matérias, foi bem pouco, o que você, William, faria nessa época? Reservaria esses últimos dias somente para revisão ou tentaria abordar, também, alguns tópicos do edital ainda não-explorados?

William: Eu dividiria o tempo. A revisão é ótima idéia, mas eu jamais deixaria de dar uma olhada nos tópicos ainda não explorados do Edital. O candidato deve lembrar que, para a grande maioria dos candidatos, esses pontos novos são realmente novos. Tirando um engenheiro com experiência em concursos, para o resto do povo estas matérias são novidade e todo mundo tem o mesmo prazo para se preparar. Então, mesmo uma olhada menos profunda pode fazer muita diferença na hora da prova.

Carolina: William, há algo mais que você queria falar ou alguma outra observação a fazer?

William: Se você não desistiu, receba meus parabéns. Você é um(a) guerreiro(a) mesmo! É de gente assim que são feitas as listas de nomeações. Ah, e não deixe de fazer outros concursos com as mesmas matérias, ok? E de nos avisar quando for aprovado (pois será, cedo ou tarde).

Se você desistiu, entendo, tudo bem. Mas está na hora de voltar ao trabalho. Igualmente, sugiro que faça outros concursos com a matéria parecida e que dê notícias.

Por fim, last but not least, se você conhece alguém que estava se preparando para Auditoria Governamental e desistiu, tenho um pedido muito especial para fazer. Por favor, imprima essa entrevista (pode ser só daqui para frente, se quiser ser mais direto, rs) e faça a gentileza de entregar ao seu conhecido ou amigo. Peça para ele me ouvir. Essa injustiça faz parte do “sistema concursos”, ela não é a primeira nem a última vez que vai acontecer. Se você estava se preparando, seu cérebro está cheio de matéria, suas habilidades cognitivas vem sendo treinadas para fazer algo específico (provas de concurso) e você está provavelmente muito bem encaminhado para passar em várias delas. Se não quis fazer a prova com matéria de Engenharia, tudo bem (se quis, melhor ainda, mas, se não quis, repito: tudo bem). Apenas não desperdice tudo o que já caminhou. Identifique quais concursos estão cobrando as matérias nas quais você vinha trabalhando e vamos em frente.Vejam o caso da minha entrevistadora: ela já passou na Câmara e no STF! Se ela quiser parar agora, já tem um belíssimo cargo. E se quiser ir em frente, tem um vencimento mensal, um cargo estável e um horário de trabalho que permite sonhar outros sonhos e viver outras vidas. Esse patamar que ela galgou vai permitir ou que se dedique para, por exemplo, o TCU (agora ou no futuro, porque, mais cedo ou mais tarde, o cargo de Auditoria Governamental vai abrir de novo), para outro cargo, para fazer outra faculdade, ou um mestrado... ou doutorado... ou, quem sabe, para ir aprender dança flamenca, ou a mergulhar ou a tocar oboé. Ou casar, ter filhos, ou a montar uma ONG para salvar os golfinhos.

Então, por mais chateado que você esteja com o que aconteceu, camarada, ouça-me: ninguém disse que o mundo era justo nem que esse desafio seria fácil. Não é. A única coisa que prometemos é que, apesar de tudo o que tem de errado, vale a pena, compensa. Dói, demora, frustra, cansa, mas dói, demora, frustra e cansa menos do que desistir, do que parar no meio do caminho. Então, vamos terminar a “ressaca” e voltar ao trabalho. O Vicente Paulo e toda sua equipe aqui do Ponto, e todos os professores fantásticos desse “mundo” dos concursos estarão aqui dispostos e animados para que você chegue o mais rápido possível ao seu cargo. Ou o cargo dos sonhos... ou o cargo que vai pagar as contas para você ir cuidar do seu sonho. O único cuidado é ser um bom servidor depois da posse. O resto, cada um é que escolhe.

Mais uma coisa: se você é concurseiro, não se preocupe se esta pessoa voltar e for fazer o mesmo concurso que você. Como dizia minha mãe, “o que é do homem o gato não come”. Quando for sua vez, quando você tiver cumprido sua cota de estudo, treino, sacrifício e tempo, você vai passar. A gente nunca compete com outra pessoa; a gente sempre compete é com a gente mesmo.

Muito obrigado a todos, e boa sorte!

PONTO DOS CONCURSOS

Brooke Shields e Michael Jackson, o relato de uma infância interrompida.


Autor : Pr. Renato Vargens

Na cerimônia fúnebre do cantor Michael Jackson um discurso me chamou atenção. A atriz Brooke Shields em tom emocionado, diante de milhões de pessoas compartilhou um pouco da sua relação de amizade com o rei da pop. No seu discurso Brooke afirmou: "Nós dois tivemos de agir como adultos muito cedo. Mas, quando estávamos juntos, éramos apenas crianças se divertindo", disse. "Nunca trabalhamos juntos, nunca nos apresentamos juntos, nunca dançamos no mesmo palco (...), nunca gravamos um vídeo, uma música juntos. Tudo o que fizemos foi rir."

Michael Jackson ao longo dos anos deu inúmeras entrevistas dizendo que teve que entrar na vida adulta cedo demais. E é claro, que o fato de ter deixado de viver a infância como uma criança comum, contribuiu para os seus distúrbios emocionais. Era nítido que ele não queria ter crescido, e que se pudesse viveria eternamente como um menino.

Caro leitor, infelizmente essa sociedade tem como uma de suas marcas a precocidade infantil. A cada ano que passa, as crianças desse novo tempo vem abandonando praticas da meninice em detrimento de uma maturidade abstrata e superficial. No afã da maturação, muitas vezes incentivados por seus pais, tais crianças, cedo, param de brincar de boneca, de botão, de bola, de pique, e outras coisas mais.

É claro e notório que o lúdico, a fantasia, e as brincadeiras possuem um papel fundamental no desenvolvimento da psiquê humana. Na verdade, os momentos em que as crianças passam se divertindo brincando umas com as outras, contribuem para se desenvolverem tanto emocionalmente como intelectualmente.

Infelizmente a mídia tem tido um papel absolutamente desagregador em nossa sociedade, desconstruindo assim valores indispensáveis à saúde humana. É inegável que os meios de comunicação ao longo dos anos imprimiram cada vez mais em nossas crianças a aceleração do descobrimento e afloramento precoce da sensualidade e sexualidade. Basta repararmos nas meninas que cada vez mais cedo, abandonam a brincadeira de boneca em detrimento do namoro com um menino. Em contra-partida ao focarmos na garotada logo percebemos que as brincadeiras saudáveis cederam lugar aos vídeos games e jogos eletrônicos que corroboram para o adoecimento da mente e do corpo.

Criança tem que ser criança! Viver o lúdico, a fantasia, desfrutar do riso, da alegria. Até porque, quando isso não acontece, a criança emocionalmente adoece.

Acredito que os pais possuem papel fundamental no resgate de valores da moralidade. E para tanto é indispensável que entendamos que a televisão foi feita para entretenimento do povo e não para ser babá eletrônica de nossos filhos. É imperativo e necessário também que entendamos que queimar etapas em vez de significar promoção social, representa regressão emocional para muitos de nossos infantes.

FONTE: CACP

Após rezar 4 missas, padre é flagrado no bafômetro e tem carteira suspensa


Ele testou positivo para 0,8 grama de álcool por litro de sangue.
Padre pretende recorrer da punição, pois a considerou injusta.

Um padre italiano identificado apenas como M.C., de 41 anos, teve suspensa a carteira de motorista depois ter apresentado teor de álcool no sangue acima do permitido. Detalhe: o padre foi parado após ter rezado quatro missas, segundo o jornal italiano "Corriere Della Sera".

De acordo com o jornal, a polícia italiana parou o padre quando ele dirigia em uma estrada entre as cidades de Milão e Turim. Ele testou positivo para 0,8 grama de álcool por litro de sangue, enquanto o permitido pela legislação italiana é de 0,5.

O padre precisou chamar amigos para poder voltar para casa. Ele justificou que o nível de álcool no sangue aconteceu em virtude de ter bebido vinho durante a celebração das missas. O sacerdote destacou ainda que é abstêmio.

O padre também pretende recorrer da punição, pois o teste positivo não se deve à ingestão de álcool de forma consciente e voluntária. Ele contratou os advogados Anna Orecchioni e Giacinto Canzona, que têm experiência nesse tipo de caso.

G1

Namorado de jovem morta a tiros está escondido, diz madrinha

Ela teria se colocado na frente dos tiros, diz madrinha da vítima.
Crime teria sido vingança após briga em colégio.

O suposto alvo dos tiros que mataram a estudante Tamires de Paiva Miranda, de 15 anos, o namorado dela encontra-se escondido com medo dos criminosos. “Eles o ameaçaram de morte”, contou a madrinha da estudante, que, com medo, preferiu não se identificar.

Tamires foi assassinada na porta da casa do namorado na noite de quarta-feira (8), em Campo Grande, Na Zona Oeste do Rio, depois que cinco homens em dois carros pararam e perguntaram os nomes dos dois antes de atirar. Segundo o namorado da menina, uma colega de turma e seu namorado estariam envolvidos no crime. As duas estudavam no turno da noite.

“O que me contaram é que as duas discutiram na escola. No fim da aula, o namorado da menina teria ido tomar satisfação com a Tamires e a agrediu. O namorado da Tamires, quando chegou lá e viu, partiu pra cima dele e bateu no rapaz”, disse a madrinha, que depois do ocorrido, esperava a afilhada em casa.

“Ouvi os tiros da minha casa. Mas não imaginava que era com ela. Aqui é uma área violenta, acontece muita coisa e ninguém faz nada. Várias pessoas viram o crime”, desabafou. A madrinha não soube dizer o motivo da briga que iniciou a confusão.

Menina teria se colocado na frente no namorado

Ainda de acordo com a madrinha, o namorado contou ainda que ao ver os homens armados correu e Tamires se colocou entre ele e os criminosos, pedindo para que não o matassem. “Ela acabou levando um tiro nas costas e outro no ombro. Quando cheguei, ela ainda estava respirando, mas não conseguiu esperar a chegada dos bombeiros”, disse.

Tamires morava com a mãe em Campo Grande e tinha um irmão mais novo, que morava com o pai. “A mãe dela está em estado de choque, sedada. As duas eram como irmãs”, conto a madrinha. O enterro da menina está previsto para esta sexta-feira (10), no cemitério de Campo Grande.

Polícia procura suspeito

A policia ouviu, na noite do crime, o namorado de Tamires e uma colega de turma, que teria testemunhado tudo. “Estamos com equipes nas ruas. Nosso objetivo principal é ouvir esse outro rapaz e, depois, chegar aos outros participantes”, disse o delgado Ronald Hurst, da 35ª DP (Campo Grande).

Segundo ele, o namorado de Tamires não solicitou proteção policial, mas, caso queira, pode integrar o Programa de Proteção a Testemunhas da polícia.

G1

Júri condena a 18 anos de prisão acusados da morte de René Senna



Advogados de defesa disseram que irão recorrer da sentença.
Julgamentos de viúva da vítima e mais 4 acusados não foram marcados

Após mais de 72 horas de julgamento e o depoimento de 10 testemunhas, o Tribunal do Júri de Rio Bonito condenou, por 4 votos a 3 dos jurados, dois ex-seguranças acusados da morte de René Senna a 18 anos de prisão em regime fechado.

O julgamento terminou na madrugada desta quinta-feira (9), com a leitura da sentença por parte da juíza Roberta dos Santos Braga Costa, por volta de 3h.

Os advogados de defesa dos réus Anderson Silva Sousa, de 33 anos, e Ednei Gonçalves Pereira, 42, disseram que irão recorrer da sentença. Segundo o TJ, durante o julgamento, os dois acusados - presos há mais de dois anos - se declararam inocentes.

A promotoria informou que não há data ainda para os julgamentos de outros quatro acusados no caso e também da viúva de René Senna, Adriana Ferreira Almeida.

No terceiro dia do julgamento, a promotora Priscila Naegele Vaz, do TJ de Rio Bonito, defendeu a tese, na noite desta quarta-feira (8), que o assassinato do milionário não foi praticado por amadores. Segundo ela, Adriana Ferreira Almeida, viúva do milionário, contratou o ex-PM Anderson Silva de Sousa porque ela sabia que ele era um matador de aluguel.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), o outro acusado, o funcionário público Ednei Gonçalves Pereira, seria amigo de Anderson e parceiro dele no crime.

Em nota, o TJ reproduziu a fala de Priscila Vaz aos jurados: “René foi morto com 52 anos de idade, com um tiro na nuca e três no rosto. Foi um crime covarde e bárbaro. Ele era lavrador de família humilde, e, assim que ganhou o prêmio, a primeira medida foi contratar seguranças e morar no Recreio com o irmão Miguel”.

Como foi o crime

René Senna, ex-trabalhador rural, ganhou R$ 52 milhões em um sorteio da Mega-Sena em 2005. De acordo com as investigações, Adriana Almeida seria a mandante do assassinato, e teria contratado ex-seguranças para matar o marido.

Renné foi assassinado a tiros em janeiro de 2007 na porta de um bar em Rio Bonito, Baixada Litorânea do Rio.

Segundo o delegado Ricardo Barbosa, as investigações apontam o ex-segurança Ednei Gonçalves Pereira como a pessoa que guiava a moto usada pelo assassino, e os policiais Ronaldo Amaral Oliveira e Marco Antonio Vicente como responsáveis por dar apoio aos criminosos em um carro. Janaína Oliveira Silva, mulher de Anderson Sousa e amiga de Adriana, teria ajudado no crime.

De acordo com a polícia, o crime teria sido motivado pelo medo da viúva de perder os 50% da fortuna do milionário. Quatro dias antes do crime, Renné, em consulta habitual ao gerente do banco, descobriu que Adriana havia sacado R$ 300 mil da conta conjunta do casal para comprar uma cobertura em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio.

Durante as investigações, policiais chegaram até o motorista de van Robson de Andrade Oliveira, que admitiu ser amante de Adriana, além de informar que a ex-cabeleireira planejava ir morar com ele na tal cobertura.

G1

Espermatozóide artificial pode combater infertilidade masculina


Em uma descoberta revolucionária que pode ajudar a combater a infertilidade masculina, uma equipe de cientistas conseguiu originar camundongos mediante a utilização de espermatozóides produzidos em laboratório, a partir de células-tronco embrionárias.
Eles isolaram células-tronco de embriões de poucos dias, selecionaram aquelas que haviam começado a se transformar em precursores de células de espermatozóide e as guiaram pelos vários estágios do desenvolvimento até que elas se parecessem com os gametas.
As células foram injetadas em óvulos de fêmeas de camundongo, e os embriões resultantes foram transplantados para o útero de uma fêmea. Sete filhotes nasceram, e seis cresceram até a idade adulta. "É a primeira vez que se demonstra que é possível produzir espermatozóides a partir de células-tronco", disse o professor Karim Nayernia, que liderou a equipe que realizou o estudo, na Universidade de Gottingen, na Alemanha.
"É a base científica para a compreensão da infertilidade masculina. Antes de tratar qualquer doença temos de entendê-la no nível molecular e genético", acrescentou ele, em entrevista. As células-tronco são células mestras do corpo, capazes de se transformar em todos os tipos de célula. Os cientistas acreditam que elas possam oferecer novos tratamentos para várias doenças.
Seu uso, porém, é polêmico, porque as células-tronco com maior poder de transformação são as encontradas em embriões, que têm de ser destruídos para que elas sejam utilizadas. As células-tronco adultas têm um potencial mais limitado. O professor John Burn, chefe do Instituto de Genética Humana na Universidade de Newcastle, na Inglaterra, descreveu a pesquisa publicada na Developmental Cell como um marco.
"É possível imaginar que nos próximos anos o conhecimento obtido com essa análise do do desenvolvimento vai nos levar a novas formas de entender por que alguns homens são inférteis", disse ele. Cerca de um em cada seis casais sofre alguma forma de infertilidade. Por volta de 40 por cento dos casos estão ligados a fatores masculinos. Baixa contagem de espermatozóides, azoospermia ou defeitos no formato ou no movimento dos gametas provocam a infertilidade masculina.
Nayernia, que hoje está na Universidade de Newcastle, vem trabalhando nessa pesquisa há três anos. Sua equipe criou 400 embriões, mas apenas alguns transformaram-se em camundongos, devido a problemas técnicos e de desenvolvimento.
"É um trabalho importante que se junta a uma série de descobertas que mostram que as células-tronco embrionárias podem gerar espermatozóides e óvulos em laboratório", disse Harry Moore, professor de biologia reprodutiva da Universidade de Sheffield.

FONTE: Reuters/NC