sábado, 27 de junho de 2009

Brasil tem primeiras prisões por intolerância religiosa


Dois homens estão detidos no Rio acusados de envolvimento na depredação de um templo espírita e de pregações ofensivas a outras religiões.
Pela primeira vez, o crime de intolerância religiosa levou acusados à prisão no país. O pastor Tupirani da Hora, líder da igreja Geração Jesus Cristo, e o fiel Afonso Henrique Lobato estão detidos no Rio desde sexta-feira (19). Eles são acusados de serem responsáveis por invadir e depredar um templo espírita em junho do ano passado. A Justiça decretou a prisão temporária dos dois baseada no artigo 20 da lei Caó (7.716/89), de autoria do ex-deputado negro Carlos Alberto Caó (PDT-RJ), que define crimes de preconceitos de raça, religião, etnia, entre outros.
"Antigamente, um caso como esse era enquadrado como injúria ou dano ao patrimônio. É um marco histórico", afirma Jorge Mattoso, secretário da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR). A organização surgiu no ano passado para defender a liberdade de práticas religiosas, e foi responsável por denunciar o episódio da depredação do templo ao Ministério Público (MP).
O pastor Tupirani e Lobato podem pegar até cinco anos de prisão. Eles foram detidos após um culto da igreja Geração Jesus Cristo, que fica no Morro do Pinto, região portuária do . Além de serem acusados de envolvimento na invasão ao templo espírita há um ano, a polícia investiga os dois por vídeos na internet em que fazem ofensas a outras religiões.
O pastor Tupirani, líder da igreja Geração Jesus Cristo, foi indiciado e teve a prisão decretada porque o MP e a Justiça entenderam que ele é o mentor intelectual da invasão ao templo. À época da depredação, Tupirani se disse surpreso com a atitude do grupo de fiéis da sua igreja. Em um vídeo no site YouTube, o pastor nega que sua obra seja intolerante com outras religiões, já que diz não reconhecer o que é praticado em algumas igrejas como religião. "Eu não respeito satanismo; se alguns vão chamar isso de religião, é problema deles", diz ele.
Lobato é investigado pelos crimes de intolerância religiosa, injúria qualificada e incitação ao crime desde março deste ano, quando postou um vídeo no YouTube confessando participação na invasão do templo e fazendo afirmações difamatórias a outras religiões. "Todo centro espírita é lugar de invocação do Diabo", diz Lobato no vídeo. Além disso, ele faz comentários sobre a polícia: "Aqueles policiais militares ignorantes pensam que são autoridade, mas para a igreja não são autoridade".
O delegado Henrique Pessoa, representante da Polícia Civil na CCIR, diz que as obtidas na internet foram importantes no inquérito. "Eles produziram provas contra si mesmos. Sem isso, seria muito mais difícil provar a incitação ao crime", diz. "Foi uma vitória, porque em geral o incitador fica isento de qualquer punição." Segundo Pessoa, a situação se agrava por haver um incentivo à insurgência contra as autoridades: "A conduta do pastor ofende a própria democracia".
O templo espírita Cruz de Oxalá, que mistura conceitos de religiões afro-brasileiras e do Kardecismo, foi invadido e depredado em 2 de junho de 2008 por três rapazes e uma moça. O grupo invadiu o templo e quebrou imagens e utensílios. Os jovens foram contidos pelos dirigentes do centro e levados à delegacia, onde disseram que faziam parte da igreja evangélica Geração Jesus Cristo. O pastor Tupirani afirmou que os envolvidos eram 'exemplares' na igreja.
"A pena deles (jovens que invadiram o templo) foi pagar uma cesta básica", disse Mattoso, secretário da CCIR, integrada por instituições que representam diversos grupos religiosos, como umbandistas, candomblecistas, católicos, judeus, muçulmanos, hare krishnas e budistas. "Entendemos que essas ações são atitudes independentes de determinados grupos. Normalmente partem de pequenas igrejas, em comunidades onde há uma interpretação fanática do evangelho", afirma.

Época/NC

Mylla Karvalho faz show hoje em Belém


Mylla Karvalho, ex-vocalista da Cia do Calypso, faz show em Belém neste sábado (27) no lançamento do “Ofertar” em Belém, álbum gospel que marca o início da carreira solo da paraense. A apresentação será no ginásio da Tuna Luso, às 19h. Os ingressos antecipados estão a venda nas livrarias Kadosh, Bless e CPAD, a R$ 5,00.
Após a breve participação no Louvor Norte 2009 será o primeiro grande show da cantora na capital paraense desde a saída da Cia do Calypso. Dessa vez o público vai poder conferir as canções do repertório animado que traz como novidade na música gospel ritmos dançantes como o calypso e carimbó.
Ofertar - Gravado ao em Marabá, na Igreja de Cristo Ministério Apostólico Nova Terra, o álbum foi lançado de forma independente. Entre os participantes do CD estão o produtor musical Dedê, o mesmo da banda Calypso, ex-integrantes da Cia do Calypso e instrumentistas do Trio Manari.

Comissão de Intolerância Religiosa faz denúncia de "ditadura" religiosa à ONU

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa - CCIR - entrega nesta sexta-feira, em Brasília, ao Embaixador Martin I. Uhomoibai, presidente do Conselho de Direitos Humanos da ONU, relatório que denuncia o estado de "ditadura" religiosa promovida pelos neopentecostais no .
O documento relata 15 casos atendidos pela CCIR que acarretaram em 34 ações judiciais, no Estado do , além de 3 vítimas que vivem ameaçadas em suas próprias comunidades e 10 casos de intolerância religiosa em outros quatro estados. O relatório aponta a Igreja Universal do Reino de Deus como propagadora da intolerância religiosa no país.
O objetivo é pedir ao Embaixador que designe um investigador para comprovar as denúncias e que seja elaborado um diagnostico pela ONU. Outro objetivo é acelerar a realização do Plano Nacional de Combate à Intolerância Religiosa pelo governo brasileiro.

SRZD/NC

ALERTA: CRISTÃOS FOGEM E BÓSNIA SE ISLAMIZA

Cidade do Vaticano, 26 jun (RV) - A Bósnia está se islamizando sempre mais, segundo Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica. O Cardeal Franc Rode acaba de retornar de uma visita às Dioceses de Sarajevo e Banja Luka.

“Os católicos – denunciou o cardeal, falando à RV – diminuíram muito, numericamente, em conseqüência da ‘intenção de islamização’. Por exemplo, na Diocese de Banja Luka, antes da guerra de '91-'95, havia 150 mil católicos; hoje, são 35 mil. A maior parte deles foi embora porque suas casas foram queimadas, porque foram pressionados e tinham medo de ser mortos. Muitos católicos fugiram”.

O mesmo fenômeno se verificou em Sarajevo, cidade de 600 mil habitantes e apenas 17 mil católicos, “praticamente uma cidade muçulmana”. “Mais de cem mesquitas foram construídas nos últimos anos, inclusive em aldeias aonde não havia sequer uma. Isso demonstra a intenção de islamizar a região de Sarajevo, e a vontade do governo de fazer da República Sérvia um país ortodoxo, onde o governo constrói igrejas ortodoxas.

Para o cardeal, os católicos são as vítimas principais desta guerra: “perderam muitas igrejas, destruídas, queimadas; muitos conventos foram demolidos, vários sacerdotes, religiosos e religiosas foram mortos. A tragédia sofrida pela população católica é grande, mas eles não se deixam desencorajar e não reina um clima pessimista: ao contrário, em banja Luka, está sendo projetada uma universidade católica cuja característica será justamente o diálogo inter-religioso”. (CM)

VATICANO

Vaticano pode abrir sarcófago de São Paulo

CIDADE DO VATICANO - O cardeal Andrea Cordero Lanza de Montezemolo, arcipreste da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, afirmou que o Vaticano analisa a ideia de abrir o sarcófago do apóstolo São Paulo.

- Há tempos se pensa na abertura do sarcófago de São Paulo. O papa não exclui a hipótese de um dia ordenar uma análise da tumba - contou o cardeal, ressaltando, no entanto, que é preciso considerar que o túmulo data de séculos passados e nunca foi aberto.

Montezemolo explicou que a abertura do sarcófago seria um 'trabalho pesado, já que é enorme, e levaria à demolição do altar da Basílica de São Paulo Fora dos Muros', localizada no Vaticano.

Em 2006, a Santa Sé anunciou a descoberta do sarcófago, depois de anos de escavações arqueológicas na basílica dedicada ao apóstolo. Acreditava-se que São Paulo tinha sido enterrado no local, mas não havia confirmações disto.

Segundo o arcipreste da Basílica de São Paulo Fora os Muros, alguns especialistas tentaram introduzir no túmulo aparelhos microscópicos sofisticados. No entanto, não foi possível concluir os trabalhos "porque o sarcófago tem uma espessura de 25 centímetros e não passa nada".

São Paulo é o nome apostólico de Saulo, nascido na cidade de Tarso, e é considerado uma das figuras mais importantes do cristianismo.

Na última sexta-feira, o papa Bento XVI encerrou o Ano Paulino, período litúrgico dedicado aos dois mil anos do nascimento de São Paulo.

O Ano Paulino, iniciado em junho de 2008, foi marcado por uma série de eventos religiosos de exaltação e reflexão dos trabalhos do apóstolo.

JB ON LINE

Missionário adventista apela políticos a trabalharem com espírito de equipe

Malanje - O missionário da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Abílio Martins de Brito, apelou hoje, nesta cidade, aos políticos e ao povo angolano no sentido de trabalharem com espírito de equipe para o desenvolvimento do país.

De acordo com o missionário, de nacionalidade portuguesa, que falava em entrevista a Angop, após de ter dissertado uma palestra sob o tema “ África e o Cristianismo”, urge a necessidade de se continuar com o progresso e o esforço que visam proporcionar as pessoas o equilíbrio e o bem estar das suas vidas.

“É importante que cada cidadão angolano não conte apenas que os políticos façam tudo, mas que cada possa fazer a sua parte, participando e colaborando para o desenvolvimento multifacético do país”, sustentou.

Abílio de Brito precisou que todos devem trabalhar para se alcançar o mesmo objectivo para se ter um país melhor.

ANGOLA PRESS

Americana é acusada de matar amiga em jogo sexual

ATUALIZADA

Amanda se enrolou desde o princípio. Disse inicialmente que estava na casa quando Meredith foi morta. Afirmou ter visto Meredith e Guede se fecharem no quarto dela. Disse ter depois ouvido os gritos de Meredith e se aterrorizado com eles. A polícia encontrou no apartamento do namorado de Amanda, Rafaelle Sollecito, a faca com a qual Meredith provavelmente foi morta. A faca tinha o DNA de Amanda e o de Meredith. A defesa alega que não se trata da faca do crime, mas, segundo a polícia, há evidências de que ela foi usada para atacar alguém. No sutiã de Meredith foi achado o DNA de Sollecito. As peças do quebra-cabeça começavam a se juntar. O quadro que afinal emergiu das investigações policiais mostrava Amanda, Sollecito e Guede, os três sob efeito de drogas, tentando forçar Meredith a uma orgia. Meredith teria reagido e sido morta. Os namorados, hoje separados, foram presos ainda no começo de novembro de 2007. Eles tinham começado a namorar duas semanas antes. Amanda confessou o crime.

A prisão deu status de celebridade instantânea a Amanda. Ela tinha tudo para conquistar as manchetes da mídia italiana: beleza, currículo sexual, drogas, suspeita de assassinato. Numa votação popular feita no ano passado por uma publicação italiana para determinar as personalidades de 2008, Amanda Knox foi a mulher mais votada, à frente de ícones femininos europeus como Carla Bruni-Sarkozy.

Faz mais de um ano que Amanda e seu ex-namorado estão presos. A Justiça italiana não é exatamente rápida, e só agora o julgamento vai chegando ao fim. A sentença deverá sair em novembro. Em meados de junho, Amanda depôs no tribunal de Perúgia. Cabelos presos num rabo de cavalo, colar de Peter Pan no pescoço, ela falou em inglês e no italiano fluente aprendido na cadeia, e contou uma nova versão dos fatos. Disse que, na noite em que Meredith foi assassinada, ela ficou no apartamento do namorado. “Naquela noite vimos O fabuloso destino de Amélie Poulain, um filme realmente bom”, disse ela. “Terminado o filme, comemos, fumamos maconha, transamos e fomos dormir.” Sob os holofotes da mídia de vários países, Amanda afirmou que confessou porque foi forçada pela polícia. Disse que se dava bem com Meredith, o que contraria relatos de amigas britânicas da vítima, segundo as quais as duas não se entendiam bem.

Amanda, em sua primeira versão, pouco depois do assassinato, esticara os dedos para Patrick Lumumba, dono de um bar em Perúgia onde ela trabalhava. Disse que Lumumba e Meredith se fecharam no quarto dela e, depois, dali vieram gritos. Amanda afirmou estar confusa e quase não se lembrar dos fatos por causa das drogas. Lumumba foi preso. Depois se viu que era inocente. Lumumba pleiteou e recebeu uma indenização de 8 mil euros pelas duas semanas atrás das grades. Nunca se soube direito por que Amanda tentou incriminar seu ex-patrão. Ele a está processando agora. Um jornalista de Perúgia fez um bom blog inteiramente dedicado ao caso de Amanda, no qual fica claro o encantamento do autor e a fé quase cega na inocência da jovem de Seattle. Fã- -clubes a celebram na Itália. Amanda Knox é uma celebridade no país. Mas, dadas as evidências pesadíssimas, é provável que ela passe os próximos anos dando autógrafos basicamente para suas colegas presidiárias.

OGLOBO

Gravação do próximo CD/DVD do Diante do Trono já tem lugar definido

Após muita expectativa finalmente a gravação do próximo CD Diante do Trono já tem data e lugar para acontecer: dia 25 de julho em Belo Horizonte. Mas o lugar exato ainda não foi definido. Depois de oito anos sem gravar em um CD da série que deu nome ao ministério mineiro, o grupo retorna às origens.
A ideia inicial era gravar em Manaus, porém as dificuldade encontradas foram muitas e a liderança acabou optando por mudar de cidade. Confira nessa entrevista exclusiva com Ana Paula Valadão o que levou o DT a essa mudança e as impressões pessoais da líder do Ministério.

1- No início do ano, durante uma ministração em Manaus, você manifestou a intenção de gravar o próximo projeto Diante do Trono ali. De onde veio esse desejo e por que Manaus?
Desde o ano passado eu já orava sobre como e onde seria a próxima gravação. Depois de um comecei a ter uma impressão de que deveríamos ir a Manaus. Vários acontecimentos chamaram a atenção do meu coração para o Amazonas. Um deles foi uma matéria que li sobre a Festa do Boi e entendo que um dos propósitos do Senhor para nós é profetizarmos nesses locais onde acontecem as festas do , celebrando Cristo, declarando que só Ele reina e é digno de ser adorado. Outro fato que chamou minha atenção foi o contato com missões na Amazônia e a necessidade de despertar a Igreja para esse campo dentro de nossas fronteiras. Quando orava por Manaus percebi também um sentido profético para a nação toda. O encontro das águas, como é chamado o encontro dos rios Negro e Solimões, ministrou ao meu coração sobre unidade. Dois rios caudalosos, ricos, tão diferentes, correndo lado a lado por quilômetros. Aos poucos as águas se misturam, formando o grande Amazonas. Creio que Deus tem uma unção para derramar sobre todo o país a partir de Manaus, trazendo cura para a Igreja em suas divisões e conflitos. Podemos ser diferentes, mas se de coração amarmos uns aos outros e deixarmos nossas “águas” se misturarem, veremos o maior Rio fluindo em nós e através de nós.
Baseados nesses propósitos trabalhamos para gravar em Manaus. Porém, assim como em um sonho que tive ainda no ano passado, em que estávamos dentro de um rio muito turvo e turbulento, a ponto de quase nos afogarmos, as dificuldades foram muitas e não temos mais tempo hábil para prepararmos um evento tão grande ali. Apesar de ser difícil aceitar isso, a paz de que Deus está no controle, nos guiando, enche nossos corações.

2- Quais foram as dificuldades encontradas ao longo do caminho?
Durantes os 10 anos passados produzimos nossas gravações sem a ajuda de nenhum parceiro financeiro. Investimos acreditando que cada ajuntamento era ordem do Senhor, e que o propósito ia além de gravar músicas ou DVDs, mas tinha a ver com mobilizar, unir, gerar intercessão, clamor e arrependimento em favor de cada lugar para onde o Senhor nos direcionava (e os testemunhos de cada ajuntamento são maravilhosos!). Se fôssemos pensar em termos de lucro, jamais faríamos produções tão grandes, de entrada franca, que demandaram uma infraestrutura enorme, toda por nossa conta. Até recuperarmos o investimento feito tínhamos que vender muitos CDs. Mas continuamos obedecendo ao que cremos que foi a vontade do Senhor durante aquele tempo. Com a queda radical do número de vendas, devido principalmente à pirataria, passamos a ter que diminuir nosso investimento nas produções. Ano passado, no Recife, tivemos que cobrar ingresso e Deus levantou um parceiro, o dono da casa de shows onde gravamos, para dividir conosco os custos de produção. No DVD dos 10 anos também experimentamos a provisão sobrenatural de Deus, em que um homem não crente quis patrocinar a gravação e nos deu o que há de melhor. Nossos gastos foram mínimos e pudemos investir na produção do nosso documentário.
Desta vez, em Manaus, buscamos parceiros financeiros, mas não alcançamos. Os custos simplesmente para transportar o grupo e equipamentos são enormes. Fizemos muitos contatos e agradecemos a Deus pelas pessoas que se levantaram e tentaram nos ajudar. Mas, depois de meses batendo em portas cerradas, preferimos crer que quando Deus abre a porta ninguém pode fechar, e o contrário também é verdade, ou seja: quando Deus fecha a porta, ninguém pode abrir.

3- Recentemente foi divulgada uma carta assinada por você contando sobre o desfecho e a mudança do local. Você acredita que essa seria uma derrota diante das afrontas?
Em cada gravação enfrentamos muitas dificuldades. Daria para escrevermos um contando histórias de cada ano, dos milagres e provisões que recebemos de Deus. Mas quando penso em afrontas do inimigo eu me lembro muito da gravação do DT 10, no . Afinal, mesmo com recursos e todas as autorizações, éramos “jogados” de um lado para o outro, e até uma semana antes da data não sabíamos onde iríamos gravar. Mas, o impulso do Espírito Santo em nós era para prosseguirmos, não desistirmos, não retrocedermos. Desta vez a impressão foi outra. Lutamos até nossas forças se esgotarem, até não podermos mais prosseguir, para assim termos a certeza de que fizemos a nossa parte. Mas quando chegamos ao ponto de decisão, tivemos a paz de não lutar mais. Por isso não vejo como uma derrota. Retroceder nem sempre significa perder, se assim formos guiados por Deus.
Cremos que há um propósito para esta gravação acontecer em outro lugar, e em breve saberemos as respostas. Quanto aos propósitos em Manaus, ainda estamos planejando ir até lá e orarmos pelo país no local do encontro das águas. Vamos também fazer um documentário de missões entre os índios e ribeirinhos no Amazonas. E quanto à festa do Boi, cremos que as vezes em que estivemos no Sambódromo, mesmo sem terem sido gravadas ou com grandes estruturas, foram oportunidades que tivemos de profetizar e celebrar intensamente ao Rei Jesus. E se o Senhor quiser, um dia ainda iremos registrar uma grande festa ao nosso Deus ali.

4- A do Diante do Trono 12 seria sobre o Encontro das Águas, baseada no encontro dos rios Negro e Solimões. Com a mudança da cidade a mensagem central do CD mudará?
Desde o início, quando comecei a compor as canções, o que veio ao meu coração foi escrever músicas para um culto a Deus. Ou seja, canções que pudessem ser cantadas em uma reunião na Igreja, para diversas ocasiões. Temos canções de renovo, de celebração, de vitória, de agradecimento, de arrependimento, de entrega e submissão, de adoração, de missões e de unidade. Portanto, penso que o título do CD não será mais Encontro das Águas, como seria em Manaus, mas vamos manter a música no repertório e teremos um momento de intercessão em favor da unidade da Igreja no Brasil e no mundo. Mas ainda não sei qual será o novo título. Assim que souber, divulgarei.

5- A nova banda do CTMDT tem participado bastante das atividades do ministério. Eles terão alguma participação na gravação?
Com certeza! Uma das minhas convicções é a de que devo sempre treinar e levantar outras pessoas. Fiz isso durante todos esses anos até aqui e tenho procurado ser sensível àqueles que Deus coloca em meu caminho, para que eu possa ser uma plataforma que levante outros. O CTM é um lugar riquíssimo em dons e talentos e a cada ano me alegro em conviver com uma nova geração de adoradores. Nem todos terão a oportunidade que esses jovens que convidamos para gravar este ano estão tendo, mas essa geração maravilhosa estará sendo representada pela Ana Paula Nóbrega, pela Roberta e pelo Israel, além do Juninho tecladista, do Jarley guitarrista e do Vinícius tecladista, sendo que estes últimos dois já integram o DT oficialmente.

6- O que você diria às pessoas que têm orado pela gravação?
Obrigada a cada um que ora para que a vontade do Pai seja feita em nós e através do nosso ministério. Podemos sentir o carinho nas palavras e nas manifestações daqueles que nos procuram, nos dando seu apoio nesta hora de decisão. Que também possamos nos alegrar juntos quando chegarmos ao final de mais uma missão que o Senhor nos dá, pela Sua graça.

FONTE: DT/NC

Protestantes posicionam-se sobre bioética

Em texto de oito páginas, a Federação Protestante Francesa (FPF), através da Comissão Igreja e Sociedade, posicionou-se quanto à revisão das leis de bioética, em debate no país europeu. A bioética não deve ter o predomínio sobre a ética e a exigência de justiça, defende a Federação.
Protestantes manifestam preocupação quanto ao custo de técnicas que tem a ver com a vida num país onde “o acesso aos tratamentos torna-se sempre mais difícil para uma parte sempre mais ampla da população”.
Por isso, o documento protestante, elaborado por um grupo de médicos, teólogos e pastores, enfatiza a noção de partilha, que “deve estar no centro de todas as políticas públicas”, segundo matéria da repórter Élodie Maurot, publicada no jornal La Croix.
No documento, emitido há duas semanas, protestantes franceses defendem “soluções alternativas” à utilização de células-tronco embrionárias e são a favor “de uma restrição do número de embriões suscetíveis de serem transferidos”.
A FPF alerta que é “estritamente problemática” toda a prática que leve a uma seleção de pessoas humanas em potencial e expressam inquietação com “a pressão social que o filho perfeito idealiza”.
Ao contrário da Igreja Católica, protestantes franceses nunca se opuseram à reprodução assistida a serviço de um projeto conjugal. Mas são contrários à reprodução assistida aplicada a pessoas sozinhas, a casais homossexuais ou aplicada na “gestação de ”.
Protestantes não aprovam a gestação de aluguel porque são contrários à “instrumentalização das pessoas” e à comercialização dos corpos.

FONTE: ALC/NC

Governo faz parceria com igrejas na prevenção do uso de drogas

O curso “Fé na prevenção” vai capacitar 5 mil religiosos, de diferentes credos e famílias confessionais, na prevenção do uso de álcool e outras drogas que geram comportamentos de risco. Até 2011, o curso pretende capacitar 20 mil pessoas.
A iniciativa é da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), ligada à Presidência da República, em parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Na modalidade Educação a Distância (EaD), o curso, gratuito, terá a duração de dois meses, com carga horária de 60 horas. Os participantes receberão certificado de extensão emitido pela Unifesp. As inscrições podem ser feitas junto à Senad, até o dia 10 de julho.
A Senad reconhece, assim, a contribuição que casas de acolhida, fazendas de desintoxicação e projetos vinculados a igrejas prestam à sociedade na prevenção e eliminação do uso de álcool e outras drogas.
“A espiritualidade mexe com o censo ético do dependente, resgata o amor próprio e ocupa um vazio antes dominado pela droga”, afirmou o padre Márcio Roberto Geira, da Fazenda Esperança, de Guaratinguetá, à repórter Fernanda Aranda, do jornal O Estado de São Paulo.
A Unifesp e o governo federal mantêm clínica de recuperação de pessoas dependentes de drogas em São Bernardo, onde oração e meditação fazem parte do tratamento junto com a medicação.
Em 1998, a Conferência Nacional dos Bispos do (CNBB) criou a Pastoral da Sobriedade, que tem sede em Curitiba, que trabalha na prevenção, recuperação, inserção familiar e social do dependente.
“Temos cerca de mil grupos espalhados por 24 Estados, atendemos, em média 20 mil pessoas por semana”, informou o padre João Ceconello à Agência Brasil. A Pastoral conta com mais de 11 mil agentes capacitados para atuar nas comunidades.
A Pastoral da Sobriedade quer chegar até as 9.500 paróquias brasileiras. Ela desenvolveu um processo de vivência diária, denominado 12 Passos da Sobriedade, que levam a um maior comprometimento com a espiritualidade.
“Arriscamos mesmo a dizer que é de 100% a recuperação dos que praticam cada um dos 12 Passos da Sobriedade, um programa fundamentado na doutrina da Igreja Católica e em processos terapêuticos da psicologia e psiquiatria. A família participa do processo terapêutico simultaneamente com o dependente, o que facilita a reinserção”, explicou Ceconello.
Hoje é comemorado o Dia Internacional de Luta contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas. O Brasil lembrou, de 22 a 26 de junho, a XI Semana Nacional de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas, este ano debatendo o tema “Ações integradas na prevenção ao Uso de Drogas e Violência”.

FONTE: ALC/NC

Assaltos a templos preocupam a Igreja

PORTUGAL - A onda de assaltos a templos do Arciprestado de Águeda continuam. Numa só noite, na semana passada, foram “visitados” das igrejas de Barrô (Santo António), Belazaima do Chão (S. Pedro) e S. Miguel e Santo António (Aguada de Cima).
Há dias foram os de Ois da Ribeira (igreja e capela de Santo António), Cabanões, Aguada de Cima, Espinhel e Piedade. E os ladrões, que até agora se “ficavam” pelas caixas de esmolas, estão a ir mais longe na ousadia, roubando e alfaias religiosas. Na igreja de Espinhel, por exemplo, terão provocado prejuízos na ordem dos 25 000 euros - cinco mil contos - entre cruzes, lanternas, castiçais, caldeirinhas, bases para velas um cálice, uma custódia e até uma coroa da imagem de Nossa Senhora.
Sacerdotes há já que, nas suas paróquias, admitem instalar alarmes - e alguns já os instalaram, mesmo - e ligá-los aos sinos, através de sensores, para que toquem a rebate na hora dos assaltos.

Abaixo-assinado nas missas

Os padres de Águeda, entretanto, estão a recolher assinaturas, para uma petição que vão entregar ao Governo Civil de Aveiro, pedindo o aumento de vigilância das igrejas. A decisão foi tomada no Dia do Arciprestado e o documento está em elaboração, para circular em todas as paróquias.
“Se preciso, faremos chegar a petição à Assembleia da República”, disse o padre João Paulo Sarabando, pároco de Valongo e Macinhata do Vouga, frisando que “o trabalho da GNR não está em causa, mas é evidente que faltam efectivos, são muito poucos para uma maior vigilância”.
As suas duas paróquias têm mais de 40 templos e, segundo o sacerdote, “já todos eles foram assaltados e alguns por mais de uma vez, só no último meio ano”.
O grupo, aparentemente, actua organizado e estará ligado ao consumo de drogas. “Está referenciado, mas não há forma de provar quem são. E se forem apanhados, a GNR leva-os a tribunal e são mandados embora. A lei é muito permissiva e flexível, acho eu. Ninguém cuida do que é nosso e, ainda mais grave, ninguém cuida do que é da conunidade”, considerou o padre João Paulo Sarabando.

Intermediários impunes
Os assaltantes têm arrombado caixas de esmolas e levado alfaias religiosas (tudo o que for de metal e possa ser fundido), porque é muito comercializável.
Há, portanto, gente no circuito que aceita comprar o material roubado - os intermediários. “Deviam ir dentro. Eu ainda sou capaz de entender que os desgraçados que assaltam o façam, até entendo... mas o tipo que compra, sabendo que compra objectos roubados e de culto religioso, isso já não é a mesma coisa”, considerou João Paulo Sarabando.
O sacerdote debita culpas ao sistema judicial, que considera “permissivo e quase protector dos criminosos”. “Eu, se for chamado a depôr, por causa de um assalto, sou multado, se por qualquer razão faltar, e a multa não é pequena. Mas o assaltante é ouvido e vai embora, continua impune…”, disse o pároco de Valongo e Macinhata do Vouga,reapontando o dedo aos intermediários.
“Não compram coisas inóquas, são alfaias religiosas. Um custódia não é mesma coisa que um qualquer objecto que se possa derreter, não há respeito”, considerou o sacerdote, que, sobre a possibilidade serem roubadas imagens, disse que “nem quero falar disso”.
“São de valor incalculável, um património histórico e religioso que não tem valor comercial, devia haver respeito por isso”, considerou o padre João Paulo Sarabando.

Reforço da autoridade
A petição ao Governo Civil de Aveiro está a ser elaborada e, essencialmente, iá sugerir o aumento do policiamento (mais agentes da GNR, no caso de Águeda) e alterações legislativas, para “dar mais autoridade à autoridade”.
“A culpa é do ministério, não é dos agentes da GNR - que são mandados para a caça à multa, ao mau estacionamento, aos carecas, aos documentos desactualizados, porque o Estado precisa do dinheiro das multas. Os agentes da GNR rigorosamente não tem culpa de não haver efectivos suficientes. E também têm direito a folgas e a férias. O sistema é que não dá resposta aos problemas da sociedade”, disse o padre João Paulo Sarabando.

FONTE: SP/NC

Casal pede informação sobre casamento e assalta igreja em Curitiba


A Paróquia Nossa Senhora das Dores, conhecida como Igreja dos Passarinhos, em Curitiba, foi assaltada no fim da tarde de quarta-feira. Um casal entrou na paróquia, pediu informações sobre a realização de um suposto e saiu do local. Poucos minutos depois, os dois retornaram armados e renderam o padre Gabriel e duas secretárias da igreja.
- Eles nos surpreenderam, apontaram um revólver e começaram a nos encher de ameaças. Ficamos mais de uma hora com os ladrões. Foi uma experiência que não desejo para ninguém - conta o padre.
Uma câmera digital, dois , algumas jóias e R$ 3 mil reais em dinheiro foram roubados pelos ladrões. Eles ainda não foram capturados pela polícia.
De acordo com o delegado da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Paulo de Castro, as secretárias e o padre rendidos já foram ouvidos. Além disso, uma equipe de investigação está monitorando a região do Bigorrilho em busca dos autores do roubo. Com base no depoimento das vítimas, também já foi solicitado ao Instituto de Criminalística um retrato falado do casal.
Esta não é a primeira vez que a Igreja dos Passarinhos é vítima de um assalto. Em fevereiro deste ano, um canário belga, considerado o grande xodó do padre Figura, foi roubado da paróquia. Alguns dias depois da perda, o padre recebeu a doação de três canários que passaram a fazer companhia aos outros vinte pássaros que viviam no local na época. Atualmente a igreja conta com dez aves.

FONTE: Globo/NC

Preces pelos doentes funcionam?

Saúde e religião têm estado sempre interconectadas, de forma mais óbvia quando preces são feitas em benefício de alguém doente. Será que as preces intercessórias pelas pessoas doentes de fato ajudam a curá-las?
Por milhares de anos, as pessoas têm acreditado que sim. Mas uma nova pesquisa demonstra que, ao longo dos últimos 40 anos, os estudos médicos sobre as preces intercessórias - as preces de estranhos para alguém que está distante - falam muito mais sobre os cientistas que estão conduzindo os estudos do que sobre o poder das preces para curar.

Intercessão entre religião e medicina
As preces intercessórias têm sido assunto de estudos científicos desde o século dezenove, quando um cientista inglês, assumindo que se rezava mais para os reis do que para as pessoas comuns, quis descobrir se essas preces eram de fato respondidas. Ele concluiu que não, mas que as preces podem ser confortantes para as pessoas por quem se reza.
Depois de entrevistar médicos que se preocupavam com o poder da prece para curar pacientes, a socióloga Wendy Cadge, uma especialista na intercessão entre os campos da religião e da medicina, começou a pesquisar os estudos sobre as preces intercessórias conduzidos desde 1965, o primeiro ano em que esses estudos começaram a ser publicados na literatura médica internacional.
"Esta análise é a primeira a traçar a história social dos estudos sobre preces intercessórias e para situá-las nos seus contextos médico e religioso," diz Cadge, que leciona na Universidade de Brandeis, no Reino Unido e está para publicar um sobre o assunto, intitulado "Chamando Deus: A Religião no Campo da Medicina."

Pesquisas sobre preces intercessórias
Cadge avaliou dezoito pesquisas científicas publicadas sobre as preces intercessórias feitas entre 1965 e 2006. Coletivamente, os estudos fornecem um quadro fascinante das mudanças da demografia religiosa, da evolução das ideias sobre o relacionamento entre religião e ciência médica e do desenvolvimento dos testes clínicos como o padrão-ouro da pesquisa biomédica," afirma a pesquisadora.
"Eu não sei porque os médicos e cientistas fizeram essas pesquisas, mas as crenças religiosas parecem ter desempenhado um papel importante, juntamente com a curiosidade," diz ela.
Os primeiros estudos, feitos nos anos 1960, basearam-se exclusivamente nas preces protestantes, enquanto os estudos mais recentes, refletindo a crescente consciência social das outras religiões, combinam Cristianismo, Judaísmo, Budismo e preces de outras religiões. Alguns estudos sugerem que as preces funcionam, enquanto outros concluem que não funcionam.

Esforços científicos insuficientes
Os pesquisadores aplicaram metodologias científicas para o estudo das preces intercessórias, mas Cadge descobriu que mesmo o enfoque científico veio acompanhado de problemas.
Por exemplo, questiona-se se os grupos de controle - aqueles para os quais não se estava rezando durante a pesquisa - eram de fato grupos de controle, uma vez que seus próprios familiares estavam provavelmente rezando por eles. A análise também questiona qual seria a "dose" adequada de preces, como as preces deveriam ser feitas e como lidar com as intercessões não-cristãs.

Campos separados
"Com estudos duplo-cego, os cientistas tentaram dar o melhor de si para estudar algo que pode estar além do alcance das suas melhores ," diz Cadge, "refletindo mais sobre eles e seus pressupostos do que sobre se as preces de fato funcionam."
Refletindo sobre uma tendência recente que tenta tirar a legitimidade dos estudos das preces intercessórias, comentadores da literatura médica concluíram: "Nós não precisamos da ciência para validar nossas crenças espirituais, da mesma forma que nunca usamos nossa fé para validar nossos dados científicos."

FONTE: DS/NC

CCJ do Senado aprova divórcio sem separação prévia

BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje emenda à Constituição que acaba com a exigência de separação prévia do casal para efetivar o divórcio. Aprovada há pouco mais de um mês no plenário da Câmara, a proposta terá agora de ser votada, em dois turnos, pelo plenário do Senado. Atualmente, para entrar com processo de divórcio, o casal precisa provar separação judicial por mais de um ano ou separação de fato por mais de dois anos.
"Com essa emenda, o divórcio poderá ser feito de maneira rápida. Do jeito que é hoje, só serve para dar dinheiro para cartórios e para o Judiciário", disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), relator da proposta. Ele explicou que exigência de separação prévia antes da efetivação do divórcio, instituído no em 1977, foi uma medida adotada para acomodar as pressões da Igreja Católica na época da aprovação da lei.

FONTE: AE/NC

Americana é acusada de matar amiga em jogo sexual



Por trás das feições delicadas da americana Amanda Knox pode estar uma fria assassina. Ela é acusada de matar na Itália uma colega que recusou fazer sexo grupal
Dois nomes exercem um fascínio extraordinário sobre os italianos nos dias que correm. Um deles é o premiê Silvio Berlusconi, de 72 anos, um dos homens mais ricos da Itália. Desde que compareceu há algumas semanas sem cerimônia à festa de 18 anos de uma linda e até ali desconhecida ragazza napolitana, a quem deu um colar de diamante e ouro, a cara, faustosa e agitada vida amorosa de Berlusconi vem sendo freneticamente escrutinada pela mídia italiana e estrangeira. Depoimentos sobre as farras de Berlusconi vão se acumulando, e em meio às picantes revelações sua melhor frase é: “Nunca paguei por sexo”.

O segundo nome que captura a atenção apaixonada dos italianos é, curiosamente, uma jovem cuja idade, rosto e medidas se encaixariam à perfeição no padrão típico das mulheres que frequentam – por cachês de cerca de 2 mil euros, segundo inconfidências de algumas delas – as festas animadas do premiê. Amanda Knox, de 21 anos, “Rosto de Anjo” na definição ambígua dos jornalistas italianos, está no centro do julgamento do ano na Itália. Atlética, aluna dedicada e competente, filha de uma família de Seattle, Amanda é acusada de ter matado sua colega de quarto Meredith Kercher numa trama que mistura sexo anticonvencional, drogas e sangue em grandes quantidades. Amanda e seu ex-namorado Raffaele Sollecito estão presos sob a suspeita de ter matado Meredith, inglesa de Londres, depois de ela ter recusado participar de um jogo erótico. Outro envolvido, Rudy Hermann Guede, de 20 anos, natural da Costa do Marfim, já foi submetido a um julgamento sumário, dadas as evidências contra ele, e cumpre uma sentença de 30 anos na prisão.

O acaso reuniu Amanda e Meredith em Perúgia, uma cidade de paisagem deslumbrante na região da Umbria, no centro da Itália. Perúgia tem 160 mil habitantes, 40 mil deles estudantes de variadas partes do mundo que para ali acorrem em busca do reconhecido ensino de alta qualidade de suas faculdades. Foi o caso de Amanda e de Meredith. Perúgia, terra do aclamado chocolate Bacci (beijos, em português), impressiona pelo contraste embelezador entre a juventude permanente de seus estudantes e as linhas medievais de sua arquitetura.

Amanda e Meredith dividiam uma casa com mais duas alunas italianas. Estudar em Perúgia não é barato. O gasto médio de um estudante lá, tudo incluído, gira em torno de 1.000 euros por mês, ou cerca de R$ 3 mil. Tanto Amanda como Meredith, oriundas de famílias de classe média, trabalharam duro para poder financiar os estudos lá. Há relatos divergentes sobre como as duas se davam. O certo é que não eram, definitivamente, grandes amigas. Desembaraçada, exuberante, atraente, Amanda é o tipo de mulher que parece se encaixar melhor na companhia de homens que na de mulheres. Em seu diário, ela anotou que fizera sexo com sete homens desde que se instalara na Itália. Amanda se definira, no Facebook, como alguém com escassas “inibições sociais”.

Perúgia estava mais calma que o habitual no primeiro final de semana de novembro de 2007 graças ao feriado prolongado do Dia de Todos os Santos. As duas italianas que moravam com Amanda e Meredith tinham viajado. Estavam sozinhas na casa, descrita com graça e fluência por Amanda no Facebook como “bonita, bem no centro de Perúgia, a dois minutos da universidade. A casa tem uma cozinha, dois banheiros e quatro quartos, sem falar numa máquina de lavar e acesso à internet, sem falar na vista maravilhosa”.

Foi nessa casa que, na manhã de 2 de novembro de 2007, Meredith foi encontrada morta. Estava nua da cintura para baixo, a garganta cortada por uma faca, sob um cobertor ensanguentado. Um exame apontou, depois, que ela fizera sexo pouco antes de morrer. Também se descobriram evidências de que ela lutou pela vida. Policiais de Perúgia foram bater à porta da casa de Meredith depois que seu celular foi achado nas imediações. A porta de seu quarto estava trancada. Num primeiro momento, a polícia suspeitou que Meredith fora assaltada e morta por alguém que fugira pela janela do quarto, quebrada. Depois, foram se acumulando sinais de que se tratava de uma montagem. Segundo os peritos, Meredith agonizou por cerca de duas horas antes de morrer.

Na manhã seguinte à descoberta macabra, Amanda foi vista numa lavanderia com roupas e um par de sapatos para lavar. Estava acompanhada de um homem negro, que mais tarde se saberia ser Guede. Filho adotivo e problemático de um homem rico que o renegou depois de continuadas delinquências, notório viciado em drogas, testemunhas viram Guede lavar-se de sangue numa fonte em Perúgia horas antes de Meredith ter sido achada. Estava fora de si, segundo os depoimentos, e gritava: “Matei ela, matei ela”. O sangue nas roupas de Guede eram mesmo de Meredith. Ele nega tê-la matado, e afirma que o sexo foi consensual.

A versão de Guede, um “tremendo mentiroso” segundo seu pai adotivo, é que um homem irrompeu no quarto e atacou Meredith. “Você está ferrado, seu negro safado”, o assassino teria dito a ele. Guede afirma que ficou tão “assustado” que fugiu, uma história “altamente improvável”, segundo os investigadores. Guede foi capturado num trem a caminho da Alemanha em que viajava sem bilhete. Na noite em que Meredith foi encontrada morta, testemunhas afirmam ter visto Guede numa danceteria. Quando o DJ pediu um minuto de silêncio pela garota assassinada, ele continuou a dançar, segundo depoimentos.

OGLOBO

“Não sou uma tarada sexual”


Braga: Professora acusada de abusos desmente versão de alunos



A professora Ana Margarida, acusada da prática de três crimes de abuso sexual de menores, decidiu finalmente depor em tribunal, após três faltas justificadas com atestado médico. Com o julgamento a decorrer à porta fechada, a arguida conseguiu autorização do Tribunal de Braga para ontem entrar e sair por uma porta traseira com acesso directo à sala de audiências.

Durante cerca de três horas de depoimento, negou a prática dos crimes. "Não sou uma tarada sexual como querem provar", ouviu--se Ana Margarida dizer. A professora da Escola EB 2,3 André Soares assumiu apenas ter tido conversas de carácter sexual com os alunos adolescentes, a pedido dos mesmos. Defendeu que eram conversas "pedagógicas e perfeitamente normais".

Levantada a dúvida sobre se alunos de 12 e 13 anos falam de sexo, respondeu, taxativamente. "Acha que não? Claro que falam."

A docente foi confrontada com o facto de ter convidado uma aluna para passar férias, altura em que, alegadamente, terão ocorrido os abusos sexuais. Negou a acusação e desmentiu também ter praticado outros actos de carácter semelhantes para incentivar um rapaz e uma rapariga, ambos de 12 anos, a terem relações sexuais.

Negou ainda adoptar o estatuto de madrinha e tratar os alunos por afilhados, expressões que três dos jovens afirmam ter ser usadas pela professora Ana Margarida durante as aulas.

CORREIO DA MNHÃ

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Igreja Búlgara pede proibição da marcha do Orgulho Gay

Em 2008, participantes da marcha foram atacados por ultraconservadores com pedras e garrafas.

SÓFIA - O Sínodo da Igreja Ortodoxa Búlgara condenou a realização da marcha do Orgulho Gay no país, prevista para o próximo sábado, 27. Os clérigos disseram que o desfile é "uma demonstração vergonhosa e ignominiosa desse grave pecado mortal".
Em comunicado divulgado na capital, Sófia, a principal autoridade religiosa do país disse que a marcha "provocará consequências malignas para a sociedade e, especialmente, para a juventude".
"O Santo Sínodo pede que as autoridades seculares proíbam essa reunião de Sodoma e aos cidadãos, que não participem desses assuntos diabólicos que destroem os fundamentos da moral pública", acrescenta a declaração.
Na segunda-feira, estudantes de teologia e famílias ortodoxas do país balcânico espalharam críticas á marcha em páginas da internet.
A parada, que ocorre pela segunda vez na Bulgária, conta com apoio do Partido Verde e de 11 embaixadas, incluindo EUA, Alemanha, França e reino Unido, que publicaram declarações de apoio na internet.
Em 2008, a marcha búlgara terminou em violência, com mais de 80 ultraconservadores que atacaram os manifestantes com garrafas, pedras e bombas , presos.

AE/NC

Aluno evangélico vence concurso de cartazes de paróquia

A comunidade dos conjuntos Maguari e Satélite ficou surpresa com a premiação do aluno Gideão da Cruz Tavares, 17 anos, no I de Cartazes da Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio. Com o tema “Em Nossa Senhora do Bom Remédio queremos Segurança, Justiça e Paz”, o cartaz de Gedeão foi o grande vencedor do concurso. A surpresa foi por conta do aluno ser evangélico e fazer parte do ministério Nova Aliança. Ele é aluno da escola estadual Dilma Sousa Cattete, no conjunto Pedro Teixeira.
O cartaz foi apresentado em missa na igreja da paróquia. Gideão desenhou e pintou no cartaz uma santa segurando no colo a imagem do menino Jesus, que segundo ele, foi feito para representar a segurança. A pomba representou a paz e as folhas do carvalho, a justiça.
“Tudo começou com a intenção de ganhar o prêmio, um , e pedi a um tio que tirasse na internet a imagem de uma santa. A minha surpresa veio quando nos primeiros traços, percebi que o tom das cores ficava cada vez mais parecido com o tom do ”, relatou o vencedor. O pastor de sua igreja ficou surpreso com o dom do estudante, e elogiou Gideão.
A seleção ocorreu no início do mês, quando diversos profissionais escolheram o cartaz vencedor. Entre eles, Marcelo Isaias Pinheiro, bacharel em Licenciatura em Artes Visuais; Pedro Henrique Xavier, formado em Designer em Projetos de produtos; Andréa Kellermann, professor de Matemática e Designer Gráfico e assessor de Comunicação e Designer Gráfico do Instituto de Artes do Pará, e Nando Lima, escritor, produtor de eventos e atualmente diretor do Departamento de Artes Cênicas da Secult – Secretaria de Estado de Cultura.
A iniciativa foi do padre Bruno Farias, que pretendia envolver as escolas estaduais do bairro. “O Padre Bruno é novo na paróquia e organizou o concurso para conhecer os jovens da comunidade”, contou Magna Lima, secretária da igreja. O cartaz já está na gráfica e será reproduzido para todas as igrejas do bairro. O lançamento acontecerá em setembro, quando começam as festividades da padroeira.

Agência Pará/NC


Daniel Alves: 'Sou um abençoado por Deus'


RIO - Herói da classificação do para a final da Copa das Confederações, o lateral-direito Daniel Alves voltou a sentir nesta quinta-feira o sabor de se destacar em uma vitória importante da seleção. Há dois anos, ele fez um dos gols brasileiros nos 3 a 0 sobre a na decisão da Copa América.
- Sou um abençoado por Deus. Estava lá atrás do , lembrando da Copa América e pensando 'me coloca no , quem sabe não dá certo' - declarou Daniel Alves após a partida.
O jogador entrou em campo apenas aos 35 minutos do segundo , e improvisado pela esquerda, no lugar do lateral André Santos. Além do gol decisivo, marcado aos 42, Daniel Alves também fez uma grande jogada aos 45 que quase terminou em gol de Luís Fabiano.
- Estou aqui para somar no que for necessário. Em outras oportunidades já tinha entrado em outras posições. O importante é contribuir para a seleção - declarou Daniel Alves, que também falou sobre a cobrança perfeita de falta que decidiu a partida.
- Estava bastante concentrado em onde deveria colocar a bola, e graças a Deus deu certo - completou.

Globo/NC

OVERBO

Igrejas evangélicas que se proliferam em locais carentes se transformam em base para a comunidade

"Graças a Deus! Boa-noite, gente. Quem está feliz coloca a mão no coração! Vamos falar com Deus esta noite. Quero pedir que o Senhor venha com toda a Sua força. Vamos buscar a Sua presença".
A pastora Danielle mantém o em punho e se dirige às mais de 50 pessoas no salão da Comunidade Cristã Libertar, na avenida principal do Itapoã. É quarta-feira, às 19h47. Acompanhamos o terceiro culto do dia na ex-invasão que virou cidade e hoje reúne quase 100 mil habitantes. Homens, mulheres e crianças ouvem com atenção cada frase escolhida pela líder evangélica. De mãos erguidas, eles se levantam para entoar canções religiosas.

Migração de fiéis da Igreja Católica para a evangélica avança nas áreas mais pobres

Perto dali, centenas de igrejas evangélicas seguem tom parecido na noite do Itapoã. A cidade abriga cerca de 300 templos, um para cada grupo de 300 pessoas. O cálculo revela o contraste em relação à Igreja Católica na região, limitada a quatro capelas. "Vivemos em uma comunidade carente de tudo. Talvez por isso tenham tantas igrejas. É onde as pessoas procuram uma base para viver", avaliou o pastor e policial militar Leiber de Souza, fundador da Libertar. O templo existe há três anos. E aparece entre os inúmeros que mantêm as portas abertas entre as 7h e as 22h na avenida principal.

Só aos domingos
Cenário parecido se forma no Condomínio Privê, em Ceilândia. A falta de infraestrutura na comunidade às margens da BR-070 não impediu a proliferação de templos evangélicos. São 42. A Rua 7, conhecida como avenida principal, tem cinco deles. A única paróquia fica na entrada do local, mas passa o dia fechada. Missas ocorrem só aos domingos. A quinta-feira se resume a um grupo de oração. Com tanta oferta na concorrência, fica fácil encontrar católicos em cultos evangélicos. A maioria das igrejas permanece de portas abertas e com um pastor à disposição.
Para o pedreiro Raimundo Santos Oliveira, 53 anos, a quantidade de congregações evangélicas no Privê se revela conveniente e às vezes confusa. Ele, por exemplo, aluga o espaço reservado ao térreo da para a Igreja Evangélica Coluna de . Ele também é o único católico em uma família de evangélicos. E não vê problema em acompanhá-los aos cultos de outra religião. "Deus está acima de tudo isso. Se a capela da Igreja Católica pelo menos ficasse sempre aberta, iria lá. Mas como isso não acontece, frequento as evangélicas perto da minha casa", afirmou.
O Setor Habitacional Pôr do fica nos arredores do P Sul, em Ceilândia. E, como ocorre em quase todo assentamento recente e carente das necessidades mais básicas no DF, os templos protestantes tomam conta da vizinhança. Há 68 na localidade.

Braziliense/NC

Deputado evangélico já negocia com pastores votos para 2010


O bispo Manoel Ferreira, presidente vitalício da Assembleia de Deus e deputado federal (PTB-RJ), tem mandado cartas aos pastores importantes da igreja, a maior denominação evangélica do País - com cerca de 3,5 milhões de adeptos - para pedir votos ao também pastor Dilmo dos Santos para deputado estadual em São Paulo nas eleições do próximo ano.

Obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo, a correspondência tem tom ameaçador e deixa claro aos pastores presidentes de campo (responsáveis pela administração de uma média de 50 templos) que seus cargos são de confiança e eles estão obrigados a apoiar o candidato.

“Esta eleição me mostrará quem são meus amigos e homens de confiança através dos mapas eleitorais. (…) Oro a Deus que não tenha nenhuma surpresa negativa, o que evidenciaria em quebra de confiança”, diz o texto. Ferreira determina aos pastores em outro trecho que rompam qualquer acordo com outro político. “Mais vale a presidência de uma igreja e a confiança de um presidente nacional vitalício que qualquer acordo político contra a nossa vontade.”

A seguir, o dirigente conclama os pastores a iniciar imediatamente o que chama de “conscientização” da pré-candidatura. “Não vamos iniciar o trabalho na época da eleição”, defende. A legislação define a data de 6 de julho do ano de pleito, ou seja, daqui a pouco mais de um ano, para o início da propaganda política.

Presidente da Assembleia de Deus em Piracicaba, interior de São Paulo, Dilmo dos Santos não vê nenhuma irregularidade na propaganda antecipada. “Esta é uma decisão interna corporis da igreja. Eu tive minha pré-candidatura aprovada em um congresso da denominação em novembro do ano passado, em Bauru. Além disso, não estou fazendo campanha, sou apenas pré-candidato indicado pela instituição e não temo que a carta seja interpretada como campanha antecipada”, disse. Procurado pela reportagem durante três dias, o bispo Manoel Ferreira não retornou às ligações com pedido de entrevista.

Fonte: Última Hora

OVERBO

Cantora gospel Ráina Magdalon disputa concurso nacional na televisão


Ela tem 17 anos de idade - sendo 14 dedicados quase que exclusivamente à música. Ráina Magdalon é mais uma cantora do segmento gospel a tentar alçar voos mais altos. Apesar de ser bastante conhecida pelo público evangélico capixaba, é de São Paulo que chegam as mais recentes notícias sobre sua carreira.

Ráina é uma das quatro finalistas no Concurso Nacional de Canto, promovido pela Gravadora Reuel, e transmitido pelo canal de TV CNT (em São Paulo, o sinal é aberto, mas aqui no Espírito Santo ele é transmitido apenas pela TV a cabo). O concurso e a gravadora pertencem à cantora Cassiane, uma das artistas que mais vendem discos no meio e que tem quase 30 anos de carreira.

Para participar da audição, Ráina teve que ir até São Paulo, já que a fase capixaba tinha sido cancelada. Foi cantando em estilo israelita e gregoriano “Canção de Ester”, de sua autoria, que ela conquistou os jurados e deixou para trás outros 700 concorrentes.

Fonte: Gazeta Online

OVERBO

Pastor dos EUA convida fiéis a levarem armas para a igreja


Um pastor de Kentucky nos Estados Unidos está convidando seus fiéis a participarem de um evento que pode surpreender os que não acreditam na relação entre fé e armas. Segundo disse o reverendo Ken Pagano à edição online da revista Time, a Celebração Pública de Tenencia, programada para o próximo sábado, não é um culto, mas ele espera que todos os cristãos devotos e que gostam de armas compareçam à igreja para dar graças pelo direito de poder usá-las.

Segundo Pagano, pastor da Igreja New Bethel, da congregação Assembléia de Deus, o evento está sendo planejado há meses, mas atraiu pouca atenção até ser noticiado pelo jornal Louisville Courier, no início do mês. Desde então, o pastor virou uma celebridade na região.

O reverendo, que também é voluntário no departamento de polícia de Louisville - onde não usa uma arma - disse que é um excelente atirador e defensor do porte responsável de armas. Apesar de receber criticas por misturar armas e religião, ele diz que, na sua opinião, os cristão precisam estar preparados para defender a si e a suas famílias.

Pagano admite que casos recentes, como o do homem que entrou atirando no Museu do Holocausto, em Washington, parecem desacreditar sua teoria, mas reforça que as pessoas precisam aprender a utilizar as armas.

Um grupo que se opõe ao evento organizado pelo pastor está planejando outra manifestação para o mesmo dia. Terry Taylor, que organiza o evento paralelo, disse à Time que a defesa do uso de armas passa uma imagem errada de Louisville, que, de acordo com ele, “é o centro espiritual dos Estados Unidos”.

Fonte: Terra

OVERBO

Empresária evangélica é acusada no Orkut de manter relacionamento amoroso com um pastor

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou que a Google Brasil Internet Ltda retire o nome de uma empresária de Juiz de Fora do site de relacionamentos Orkut, sob pena de multa diária de R$ 500. No entanto, há uma determinação para que a empresária identifique as URLs em que consta seu nome, para que a empresa possa fazer a exclusão.

A empresária entrou com ação judicial depois de fazer uma viagem à Europa com intuito missionário em agosto de 2008. Conforme constam os autos, ela é casada e membro de uma igreja evangélica. Tempos depois da viagem, ela teve a informação de que algumas fotografias referentes à viagem estavam no site de relacionamento com provocações e insinuações de que ela estaria mantendo um relacionamento amoroso com um pastor.

A empresária entrou com ação para que o seu nome, ou qualquer referência a ele, fossem retirados do site de relacionamentos, sob pena de multa diária a ser fixada pelo Judiciário. O pedido foi acatado pelo juiz da 5ª Vara Cível de Juiz de Fora.

A empresa recorreu ao Tribunal com o argumento de que não há meios de varrer ou monitorar os bilhões de páginas existentes no site para remover o conteúdo. Alegou ainda que, além da inviabilidade técnica, o pedido configura uma forma de censura e supressão do direito à livre manifestação do pensamento dos usuários, garantida pela Constituição Federal.

O desembargador Nicolau Masselli acatou em parte o recurso, pois entendeu que é impossível fiscalizar todas as páginas criadas. Sendo assim, o relator manteve a determinação, mas com a condição de que as URLs sejam identificadas pela empresária. O argumento da liberdade de expressão não foi aceito pelo desembargador, que alegou que a Constituição Federal garante a liberdade de expressão, mas veda o anonimato.

Fonte: O tempo / Click

OVERBO

China proíbe usuário comum de acessar sites sobre saúde sexual

PEQUIM (Reuters) - Usuários comuns da Internet na China não poderão acessar sites relacionados a pesquisa e saúde sexual a partir do próximo mês, como parte de uma ofensiva contra a pornografia online.

Os provedores de informação médica devem instalar um software que permita apenas os profissionais a acessarem informações e pesquisas sobre sexo, de acordo com as novas regulamentações publicadas pelo Ministério da Saúde em sua página na Internet.

"Está proibido divulgar conteúdo pornográfico em nome de pesquisas sexuais", disse a regulamentação.

A nova regra, no entanto, ameaça prejudicar a educação sexual em um país onde a maioria das pessoas é muito tímida para falar sobre sexo publicamente.

Salas de bate-papo online em sites populares, que são uma das poucas fontes de informação sobre sexo e as doenças sexualmente transmissíveis, também estão incluídas na regulamentação.

"As partes de saúde dos portais da web não têm autorização para ter serviços de pesquisa relacionada ao sexo", acrescentou a regulamentação.

O texto não especifica exatamente o que está incluído em "pesquisa científica" sobre sexo.

As novas regras foram publicadas após uma série de medidas antipornografia na Internet, que culminaram com o anúncio este mês de que o governo de Pequim vai exigir a instalação de um filtro de Internet para todos os novos computadores produzidos ou entregues após 1o de julho.

(Reportagem da Redação de Pequim)

O GLOBO

Tavinho vê preconceito religioso em evento Sem João Com Cristo


O evento “sem João Com Cristo” – show gospel – que acontece amanhã no Espaço Cultural, recebeu críticas nesta quinta-feira, 25, do líder do prefeito na Câmara, Tavinho Santos (PTB), que considerou a iniciativas como preconceituosa.

“O evento é preconceituoso, está em desacordo com a liberdade de religião, preconceito constitucional, porque falta com o respeito com as outras religiões”, disse Tavinho, se referindo ao show como evento que pretende concorrer com os festejos de São João, comemorados na região Nordeste.

O nome do evento “Sem João Com Cristo” foi considerado de mau gosto, mas pretende reunir na sexta-feira, jovens evangélicos num show com músicas gospel – não se sabe se ao som do zabumba, da sanfona e pandeiro. Também não menciona que o João, tão festejado, era primo do Cristo.

A vereadora Elisa (PPS), que se mantém atenta em defender interesses dos evangélicos na Câmara, não rebateu as criticas de Tavinho.

PARAIBA.COM

Dupla assassina religioso a tiros

O pastor Rogério Gonçalves Segundo, de 40 anos, foi assassinado com dois tiros enquanto realizava orações em uma trilha no morro Sítio do Queiroz, em Cubatão, na Baixada Santista. Por enquanto, ninguém foi preso. O crime aconteceu na manhã da última quarta-feira. De acordo com a Polícia Militar, o pastor e mais dois evangélicos caminharam cerca de meia hora até o alto do morro, próximo a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, onde costumavam subir para orar.

Eles tinham acabado de chegar ao local quando dois indivíduos armados chegaram e efetuaram os disparos, fugindo em seguida. Um dos evangélicos presentes afirmou à polícia que correu e escapou ileso. Pastor da igreja "Pentecostal Deus é Fiel na Terra", Segundo morava na Vila Esperança com a esposa e seis filhos. O caso está sendo investigado pela equipe do 3º. Distrito

JORNAL CRUZEIRO DO SUL

quinta-feira, 25 de junho de 2009

ASSEMBLÉIA DE DEUS A PIONEIRA COMEMORA 92 ANOS DE FUNDAÇÃO

Em 1909, dois jovens suecos, Gunnar Vingren e Daniel Berg, residentes nos Estados Unidos, foram ali batizados no Espírito Santo. Ao mesmo tempo, em suas orações tiveram a chamada missionária e chegaram ao nosso País, a Belém do Pará, em 19 de novembro de 1910. Esses consagrados homens de Deus, com um pequeno e humilde grupo de crentes, fundaram, em 18 de junho de 1911, a Missão da Fé Apostólica, rebatizada, em 11 de janeiro de 1918, como Assembléia de Deus.

Nas primeiras décadas de sua existência no Brasil, as Assembléias de Deus foram impiedosamente discriminadas, alvo de incontáveis hostilidades. Não poucos daqueles irmãos pioneiros foram agredidos, feridos pelo amor de Cristo e até em prisões estiveram. A firmeza de sua fé e os princípios éticos ensinados na igreja, praticados pelos seus líderes e membros, foram, porém, modificando o conceito sobre as Assembléias de Deus, de parte dos que não entendiam as visíveis marcas da presença do Espírito Santo na vida dos crentes.

Atualmente, em todas as unidades da Federação, as Igrejas Evangélicas Assembléia de Deus passaram a ser tratadas com apreço pelas nossas autoridades e, de seu próprio seio, vêm surgindo importantes lideranças. A partir dos pobres e desprezados subúrbios e das zonas rurais, a Igreja, antes integrada quase exclusivamente por pessoas das classes mais humildes, estendeu-se para as áreas nobres das grandes cidades, alcançando, também, a classe média. Incontável número de líderes comunitários, de vereadores, de vice-prefeitos, de prefeitos, de deputados estaduais e federais, como também de professores, de oficiais militares, de magistrados, membros do Ministério Público, de empresários e profissionais liberais são, agora, membros da Igreja Evangélica Assembléia de Deus.

Essa ascensão social e essa contribuição, no sentido da conquista da cidadania e da dignificação do ser humano que a conversão a Cristo proporciona, chegou a ser reconhecida inclusive pela escritora Rachel de Queiroz, membro da Academia Brasileira de Letras, que focalizou o avanço dos crentes em artigo publicado pela imprensa, no qual consta o seguinte:

Os jovens que viviam como bichos no dizer dos velhos, sem doutrina, sem ensino, hoje, vivem como gente, se entregam a Jesus, cantam hinos, falam línguas, assumem novo status e os velhos atiram-se sofregamente às novas práticas, como recuperando o tempo perdido. Vale a pena ver a dignidade com que se cumprimentam: 'A paz do Senhor!' Sentem-se membros honrados de uma comunidade, não vivem mais em abandono.

No Amapá, a Assembléia de Deus chegou em 1916, através do Missionário CLÍMACO BUENO AZA. Esse missionário chegou até ser preso por pregar uma 'nova religião'. Mas em 27 de junho de 1917, o Pastor JOSÉ DE MATOS iniciou oficialmente os trabalhos, com seis pessoas. Neste ano a Pioneira completa 92 anos de fundação, sendo a terceira igreja mais antiga do Brasil.

Importante frisar que o dia 27 de junho passou a ser, através de Lei Estadual, o Dia da Assembléia de Deus.

Em seu penoso início, a Igreja Assembléia de Deus reunia-se na casa de poucos irmãos, de cujas famílias alguns ainda vivem, vindo a se instalar definitivamente alguns anos depois no local onde funciona até hoje na Rua Tiradentes.

Nos primórdios, para chegar àquele local, distante da vila de Macapá que limita-se aos arredores da Fortaleza, caminhava-se pelo meio do mato (em direção aos campos do laguinho), em caminhos que levavam ao local das reuniões, antes uma casa de farinha.

A Igreja foi-se estruturando e se organizando à medida que os pontos de pregação foram aumentando.

Contudo, foi com o Pr. OTONIEL ALVES DE ALENCAR, que chegou ao Estado em 1962, que a Assembléia de Deus ganhou impulso. Ao chegar aqui, Pastor Otoniel organizou departamentos, fundou congregações, consagrou pastores, fundou a Convenção e trabalhou duro para o fortalecimento até o dia de seu falecimento em abril de 1994.

Tenho a certeza de que todos saberemos reconhecer o seu trabalho ao lado de renomados servos de Deus que, no lapso desses 92 anos, pregaram o Evangelho, fazendo crescer a denominação, bem como muitas outras que surgiram posteriormente, todas preocupadas em levar o Evangelho, que liberta da escravidão do pecado centenas de milhares de pessoas, não somente no Amapá, mas também em outros países da América, Europa e África.

Hoje a condução da igreja Pioneira está nas mãos do Rev. Dr. Oton Miranda de Alencar, que em quinze anos alargou fronteiras e alcançou todo Amapá com o evangelho.

A assembléia de Deus acolhe a todas as classes sociais, dá sentido e impulsiona o processo de conversão no qual se valoriza a individualidade.

É oportuno enfatizar que a Igreja fundada por Daniel Berg e Gunnar Vingren tem, entre os seus milhões de fiéis, muitas centenas, talvez milhares, que foram resgatados da marginalidade pela mensagem poderosa e libertadora do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nenhum programa de governo jamais alcançou, nem de longe, tantos desajustados sociais, alcoólatras, dependentes do tabaco, da maconha ou da cocaína. A Assembléia de Deus, que não fica à mercê do Poder Público, sempre trabalhou incansavelmente na recuperação de vidas, o que infelizmente nem sempre é reconhecido pelas nossas autoridades. Inúmeras creches, obras sociais e escolas são mantidas pela própria comunidade.

Além do extraordinário trabalho social, a maior realização da Igreja Evangélica Assembléia de Deus é a transformação de vidas, a evangelização de uma pessoa muitas vezes marginalizada, destituída de valores íntimos, transformando-a, por meio da pregação da palavra de Deus, em uma pessoa de respeito, em um bom cidadão brasileiro. Tudo isso graças ao trabalho ungido pelo Espírito Santo de Deus.

Não apenas no aspecto social e de transformação de vidas, como também no aspecto histórico, somos os pioneiros na maior transformação realizada através da evangelização neste País.

Nós, os evangélicos, podemos afirmar que fomos os primeiros a levar a Bíblia Sagrada para o meio do povo. É um trabalho inestimável!

Somos também os pioneiros na evangelização objetiva, em um linguajar claro e em Língua Portuguesa. Em nossos cultos, louva-se, glorifica-se e canta-se a Deus e todas as pessoas que entram no recinto e participam da cerimônia saem dali sabendo o que foi realizado. Fizemos escola.

Temos hoje no Brasil, graças a Deus, em várias denominações e em várias casas de oração, cultos parecidos com os que foram instituídos pela Assembléia de Deus, com louvores, com acordeões, com gaitas, com violões e com aquele famoso Aleluia! que assustava muitos e que, atualmente, tomou conta dos estádios e das igrejas.

Hoje, as autoridades que participam conosco das cerimÿnias repetem Aleluia! Glória a Deus e a Paz do Senhor!

Para comemorar essa data, preparamos uma grande festa, que começou dia 23 no Templo Sede da Tiradentes e vai até domingo no Avertino Ramos, contando com grandes nomes da música evangélica como Shirley Carvalhaes, Bruna Karla e Robinson Monteiro.

Comemoremos pois tão importante marco pois, nenhum instituição chega a 92 anos se não tiver credibilidade, honradez e seriedade.

ANTONIO CORREIA NETO ON LINE

Famosos que viraram evangélicos


Eles mudaram a maneira de viver a vida em busca da evolução espiritual. Abandonaram vícios, hábitos e atitudes para se adequarem a um perfil mais coerente com o que são agora.

O Vila Glitter conversou com alguns famosos que se converteram para a religião evangélica e descobriu o que mudou em suas vidas.

O ex-vocalista da banda Raimundos, Rodolfo Abrantes, hoje tem uma postura totalmente antagônica a que tinha antes de converter. Segundo ele mesmo diz, antes ele e a esposa Alexandra, com quem é casado há oito anos, viviam constantemente sob efeitos de entorpecentes e levavam uma vida sem luz. “Minha saúde estava debilitada, e meu relacionamento com minha esposa, na época namorada não estava bom”, lembra.

O músico diz que Alexandra se converteu a religião antes, e passou a fazer cultos dentro do apartamento. Em uma das cerimônias, Rodolfo diz ter sido curado. “Para ouvir o chamado de Deus, você precisa estar atento aos sinais”. Ligado nesses sinais, ele mudou de vida e viu que o novo Rodolfo não combinava mais com a banda.

Assim como Rodolfo, a dançarina Carla Perez também passou por mudanças “Na época, estava vivendo um momento muito difícil no meu casamento, quase separação. Fui para uma reunião no sítio de meus pais e lá na oração eu senti a presença de Deus. Foi uma sensação emocionante, como nunca tinha sentido”. Ela fala que antes não pensava nas coisas que não agradavam a Deus e hoje, é bem diferente.

Famosos que viraram evangélicos

Carla Perez. Foto: divulgação.

Carla conta que quando virou evangélica, muita gente olhou torto, desconfiou. “Eu era dançarina do grupo “É o Tchan” e aceitei Jesus. Então acabo sendo alvo de julgamentos, muitas das vezes preconceituosos”, fala. No entanto, a cantora não dá importância para isso. “Não me vejo na necessidade de mudar o trabalho que faço hoje, que é cantar para as crianças, para agradar o ego dos homens”.

Assim como Carla Perez, Rodolfo também lembra que quando decidiu entrar para a igreja a receptividade não foi boa. “Todo mundo achou que eu estava louco, outros acharam que era jogada de marketing. Poucos que acharam que era uma coisa boa”, afirma.

Segundo ele, o mundo hoje tem valores distorcidos. “A sociedade é atraída por sujeira, é uma coisa que você vê em qualquer área, como pessoas fazendo de tudo para chegarem ao sucesso. O pecado é maquiado para parecer inofensivo”, opina. Carla Perez também analisa a situação do mundo de maneira negativa. “Fico chocada com as coisas que vejo na mídia. Acho que as pessoas têm que ter mais Deus em seus corações. Eu sou a favor de que se você não pode ajudar um milhão de pessoas, então ajude uma. Imagine se um milhão de pessoas que tem mais condições pensasse dessa forma: teríamos 1 milhão de irmãos necessitados sendo acolhidos”.

Após sua saída do Raimundos, Rodolfo direcionou seu talento para outro projeto, a Banda Rodox, que também acabou. Foi então que decidiu seguir carreira solo, deixando de lado as luzes e os holofotes da mídia para se dedicar ao que realmente lhe faz sentir bem: cantar para Jesus. Em 2006, lançou seu primeiro CD chamado “Santidade ao Senhor”, e no ano seguinte, lançou “Enquanto é Dia”. Seu estilo de música permanece fiel ao rock, mas as letras são destinadas a Deus. “Sempre cantei sobre aquilo que eu era apaixonado. Não preciso mais de artifícios e performances”.

Atualmente, Carla Perez direciona seu talento para o público infantil. Um de seus projetos é o “Bloco Algodão Doce”, que percorre micaretas de todo o Brasil. “Pretendemos fazer ainda esse ano um DVD infantil com músicas dançantes e bem divertidas para toda a família”, declara. E afirma que pretende transformar o que aprendeu estudando Artes Cênicas, em uma peça infantil.

A ex-assistente de palco do programa do Luciano Huck, Sandra Andrade, mais conhecida como Sandrinha, também "se converteu". Ela conta que teve uma educação católica, mas não era praticante. “Quando fui à igreja Comunidade Evangélica da Barra da Tijuca, senti algo diferente, pela forma como a palavra de Deus é colocada lá”.

Ícone de beleza, Sandrinha fala que não sente remorso por ter feito ensaios sensuais. “Nunca me arrependi e também nunca me criticaram na minha igreja por conta disso, pelo contrário. Deus com certeza não acha que tenho que esconder a beleza que ele mesmo me deu”. Ela fala que antes de entrar para o programa de Huck já ia aos cultos. “Me converti aos quinze anos, e entrei no caldeirão aos 17”, conta. Formada em jornalismo, ela saiu do programa em 2006. Atualmente, ela apresenta um programa no canal da web WTN e curte a filhinha Maria Paula.

Assim como eles, outros famosos também direcionaram sua fé para a religião evangélica. Uma delas é a cantora Baby do Brasil, que se ordenou pastora e prega na igreja que fundou chamada “Ministério do Espírito Santo de Deus em Nome do Senhor Jesus Cristo”.

Além deles, Joana Prado e Victor Belfort, Mara Maravilha e Gretchen também acharam na religião evangélica respostas para seus questionamentos. Independente da fé ou linha religiosa, mais do que celebridades, eles são pessoas iguais as outras que procuram evolução espiritual.

Por Cínthya Dávila (MBPress)

TERRA