domingo, 15 de novembro de 2009

Condenado a 175 anos por abuso de menores

O pastor evangélico Tony Alamo, outrora aclamado pregador e líder da Igreja «Ministérios Cristãos», foi condenado esta sexta-feira a 175 anos de cadeia por abusar de meninas com as quais se «casava» e mantinha relações sexuais.
A condenação é mais pesada porque o pastor levou várias das suas «esposas» - com algumas das quais chegou a trocar anéis de - para fora do Estado onde exercia o seu sacerdócio, o Arcansas, o que é um delito federal, recorda a Lusa.
A sentença ditada pelo juiz do Arcansas, nos EUA, Harry Barnes, é praticamente uma pena de prisão perpétua, já que o condenado tem 75 anos e terá que cumprir pelo menos 85 por cento da condenação antes de poder aceder à liberdade condicional.

Iol Diário/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.