quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Amparado na religião, Nenê tenta levar o Denver ao topo do basquete americano

Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, pivô mostra confiança nos Nuggets e afirma que, ‘se for a vontade de Deus’, vai ao Mundial 2010.

Agência/Getty ImagesAos 27 anos, Nenê já é um veterano na NBA. Da noite em que foi draftado pelo New York Knicks e trocado para o Denver Nuggets até o início da temporada 2009/10, o brasileiro superou obstáculos e conquistou a confiança dos americanos. Na entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, as referências constantes a Deus deixam claro que o pivô abraçou a religião, principalmente após se curar de um câncer no testículo em 2008. Dentro da quadra, o pensamento é outro: levar o Denver ao título e, se tudo der certo, defender a seleção brasileira no Mundial de 2010.

Nenê sobe para a bandeja no jogo contra o Utah Jazz: o brasileiro confia no título nesta temporada

GLOBOESPORTE.COM: O técnico George Karl já declarou que a evolução dos Nuggets neste ano vai acontecer por causa do crescimento de jogadores como você, Chris Andersen e JR Smith. O que você espera do seu rendimento na temporada 2009/10?
NENÊ: Eu trabalhei muito duro neste verão, e como equipe nós temos grandes expectativas para a temporada. Temos muitos jogadores de talento e, se jogarmos da forma correta, tenho certeza de que teremos um bom ano. Minha expectativa pessoal é ter um bom ano e ajudar meu time a conquistar o campeonato. Deus tem um plano na minha vida e, se for da vontade de Deus, tudo é possível.

Dos grandes times da liga, o Denver é o único que não fez nenhuma contratação de impacto para esta temporada. Você gostaria que a diretoria tivesse se mexido mais?
Acredito que a minha equipe time tem muitos talentos, e temos condições de competir e fazer bonito com qualquer um dos grandes times da NBA. Estamos muitos confiantes e, se Deus quiser, teremos muitas bênçãos neste ano.

  • Aspas Fisicamente não estava com a seleção [na Copa América], mas torci bastante e fiquei muito feliz pelas conquistas do nosso basquete. Se for a vontade do Senhor, eu estarei no Mundial da Turquia em 2010"
Chauncey Billups chegou no meio do campeonato passado e, desta vez, participou do período de treinos da equipe antes da temporada. Carmelo Anthony começou o torneio motivado, e muita gente diz que ele pode até ser MVP. O que espera desses dois atletas?
Espero que eles, assim como todos na equipe, trabalhem firme e unidos para que possamos trazer o primeiro título da NBA para Denver. Tenho certeza de que o Carmelo e o Chauncey também pensam assim.

Você conseguiu descansar e se recuperar fisicamente nestas férias. No ano que vem, a seleção vai disputar o Mundial da Turquia. Está disposto a sacrificar esse período de recuperação física para jogar pelo Brasil?
Infelizmente não foi possível estar com a seleção em 2008 e 2009, não por motivos de descanso, mas por lesão. Em 2008 tive de parar todas as atividades para fazer o tratamento que, graças à misericórdia do Senhor, correu bem. Em 2009, quando a seleção estava em quadra para o primeiro jogo da Copa América, eu estava retirando o gesso do meu braço da fratura que sofri no ultimo jogo da final da Conferência Oeste contra os Lakers. Fisicamente não estava com a seleção, mas torci bastante e fiquei muito feliz pelas conquistas do nosso basquete. Minha atenção está voltada neste momento para a temporada 2009/10 da NBA e ajudar minha equipe a brilhar em nome de Jesus. Se for a vontade do Senhor, eu estarei no Mundial da Turquia em 2010.

Globo Esporte/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.