quarta-feira, 14 de outubro de 2009

ONG supostamente ligada a Igreja Universal pode ter bens bloqueados devido a suspeita de fraudes


A AGU (Advocacia-Geral da União) pediu à Justiça Federal de São Paulo o bloqueio dos bens da Sociedade Pestalozzi de São Paulo para garantir a devolução, ao Fundo Nacional de Saúde, de R$ 800 mil gastos na compra de ambulâncias por meio de licitações sob suspeita de fraude, informa reportagem de Elvira Lobato e Rubens Valente, publicada neste domingo pela Folha.

Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Biblia Online

A Pestalozzi de SP, que presta atendimento a crianças e jovens com deficiência mental, é dirigida por integrantes da Iurd (Igreja Universal do Reino de Deus) e tem como parceira a Rede Record de Televisão.

O processo é um desdobramento da máfia dos sanguessugas, descoberta em 2006 pela Polícia Federal. A ação da AGU foi proposta em novembro de 2008.

Segundo a reportagem, a AGU moveu a ação civil pública, por suposta improbidade administrativa, baseada em três auditorias da Controladoria-Geral da União e do Ministério da Saúde que apontaram irregularidades em três convênios destinados à compra de seis ambulâncias.

Ao todo, a entidade recebeu R$ 960 mil de seis emendas parlamentares propostas entre 2002 e 2004 por ex-deputados federais integrantes da Universal. Os advogados da União cobram a devolução do dinheiro de três emendas.

Outro lado

A Igreja Universal negou, em e-mail enviado à Folha, que tenha qualquer ingerência sobre a Sociedade Pestalozzi de São Paulo. “A Pestalozzi não é controlada pela igreja”, disse a assessoria da igreja.

Sobre doações direcionadas à ONG, a assessoria de imprensa da Iurd informou que a igreja já “colaborou muito em tempos passados” com recursos financeiros, mas hoje a ajuda não mais existe.

A assessoria da Pestalozzi informou, por e-mail, que nos autos da ação movida pela AGU a entidade apresentou “argumentos processuais que demonstram a impossibilidade de continuidade da ação”.

A Pestalozzi também afirmou que não tem relação com a igreja e não há indicação de integrantes da igreja para compor a diretoria da entidade.

Fonte: Folha Online / Gospel+
Via: Pavablog

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.