quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Mortos em chacina, mãe e bebê são enterrados no Paraná

CURITIBA – Um infeliz desvio no caminho de volta para casa resultou na maior tragédia que uma família de Tamarana, Norte do Paraná, poderia passar. Mãe e filho foram vítimas de uma chacina no limite entre as vilas União e Icaraí, no Uberaba, bairro da zona Leste de Curitiba, durante a noite de sábado, em que oito pessoas morreram. Os corpos chegaram ao Norte na madrugada desta segunda-feira para serem velados na casa do pai da vítima. O enterro ocorreu às 18h, no Cemitério Municipal de Tamarana.

“É a coisa mais horrível você chegar ao salão da casa do pai, que encontra filha e neto, lado a lado, cada um em um caixão. A família está chocada. Não há palavras nem explicação”, resumiu Levi Alves dos Santos, tio de Nilza Ribeiro dos Santos, de 29 anos, que morreu junto com o filho de 5 meses, Mateus Alves da Silva, quando passavam pela Rua Helena Piekarski, na vila União, por volta das 22h30m de sábado.

Depois de participar do culto em uma igreja evangélica em Curitiba, Nilza passou na casa do sogro para comer uma pizza. “Ela mora do outro lado da cidade. Depois de passar na casa do sogro, ela voltava para casa. Infelizmente, no caminho de volta, o marido dela saiu um pouco da rota de costume e acabaram ficando no meio do fogo cruzado”, contou Santos. O carro do marido da vítima tinha pelo menos pouco mais de 30 perfurações de tiros. “Graças a Deus ele não sofreu nenhum arranhão.”

Por sorte, segundo o tio, a outra filha do casal, que tem 6 anos, não acompanhou a mãe na igreja, porque havia ido brincar com uma amiga. Nilza morava na capital há cerca de dez anos. “Ela se casou e foi para Curitiba construir família.” Atualmente, ela não trabalhava fora de casa. O velório foi aconteceu durante a tarde desta segunda-feira na casa do pai dela. Muitos moradores da cidade compareceram.

Fonte: O Globo Online/OVERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.