quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Após fim da união gay, campanha quer proibir divórcio na Califórnia O site da campanha que coleta assinaturas para proibir o divórcio na Califórnia


Vídeo satiriza emenda que baniu união entre pessoas do mesmo .
'Crianças de pais separados são repulsivas e antipáticas', diz anúncio.
Um escritor americano está coletando assinaturas para tentar colocar em votação um projeto polêmico: caso seja aprovada, a iniciativa pretende tornar o divórcio ilegal no estado, informa o site “Huffington Post”.
A real intenção de John Marcotte, no entanto, não é banir o divórcio, mas satirizar as campanhas contra os direitos gays no estado, cuja Suprema Corte proibiu este ano a união civil entre pessoas do mesmo sexo e invalidou os cerca de 18 mil casamentos já realizados.
Segundo o site, Marcotte afirma que “quem argumenta que o gay pode ser ruim para o tradicional, também deve concordar que o divórcio é pior.”
No site da campanha, “RecueMarriage.org” (Resgate o Casamento), foi lançado um vídeo ( clique para assistir ao vídeo, em inglês) em que atores defendem os polêmicos slogans da campanha, como: “Crianças de pais separados são repulsivas e antipáticas” ou ainda “O inferno é eterno, assim como seu casamento deveria ser”.
Na opinião de John Marcotte, o projeto pode ser “uma extensão” das ideias defendidas pelos proponentes da emenda 8, que incluiu na Constituição do estado a frase: “Só o casamento entre um homem e uma mulher é válido ou reconhecido na Califórnia”.

G1/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.