sábado, 17 de outubro de 2009

Aiatolá iraniano alerta que mulheres no governo provocam a ira de Deus


TEERÃ — Um dirigente religioso ultraconservador iraniano alertou nesta quinta-feira que "a ira de Deus será desatada" caso as mulheres assumam cargos de governo no Irã, uma possibilidade aventada por um ministro.
"As pessoas que querem mudar os princípios e os valores da Revolução Islâmica sem levar em conta a opinião dos religiosos terão de enfrentar a fúria de Deus e do povo", afirmou o aiatolá Lotfola Safi Golpayghani em seu site.
O líder religioso coentou assim uma declação do ministro do Interior, Mostafa Mohammad Najar, que considerou possível a nomeação de mulheres para o cargo de governador das províncias do país.
O presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad já teve que enfrentar uma forte resistência de deputados e religiosos conservadorse quando propôs que várias mulheres formassem parte de seu governo.
Os deputados aceitaram finalmente a candidatura de uma única mulher no cargo de ministra da Saúde, um fato inédito desde a Revolução de 1979.

AFP/Notícias Cristãs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.