terça-feira, 15 de setembro de 2009

Vereador Deraldo afirma que dentro das igrejas têm corruptos e criminosos


O clima esquentou na noite desta segunda-feira (14) na Sessão Legislativa da Câmara de Vereadores do município de Ouro Preto do Oeste, tudo começou quando o vereador Almir Barbosa (PT) usou a tribuna para rebater as sérias acusações que seu colega de partido Dr.Deraldo (PT) havia afirmado no último sábado no encontro municipal do PT, que ocorreu no plenário da Casa de Leis. Almir sentiu-se ofendido quando Deraldo proferiu palavras de baixo escalão ao petista, “ladrão, criminoso, vagabundo e de ter se vendido ao prefeito Alex Testoni (PTN)”, tudo isso porque o vereador tem votado favorável nos projetos enviados pelo Executivo à Câmara Municipal.


Segundo Almir, em sua vida política, com quatro mandatos consecutivos, nunca foi tão humilhado como está sendo agora, assegurou que o motivo real de estar votando favorável nos projetos do Executivo, devido até o presente momento,todos estão sendo em favor da coletividade, beneficiando a população, e que o município está sendo bem administrado, mesmo sendo de diferentes cores partidárias, seu objetivo é ver o crescimento de Ouro Preto, lamentou atitude do seu colega partidário, por ter uma formação superior, professor universitário e mesmo assim não ter ética com seus colegas vereadores.


“Registrei na DP um boletim de ocorrência, vou representá-lo criminalmente, não sou bandido, quero provas do que ele disse na plenária do PT e que recebo propinas desde o mandato do ex-prefeito Carlos Magno, agora porque visitei alguns bairros vistoriando a lama asfáltica e acompanhado de Testoni, estou recebendo propinas? Também não aceito dizer que nas igrejas tem ladrões e vagabundos, isso é uma vergonha, se tem eu não sei, ele generalizou, degradando a honra de muitos fiéis, pastores e padres”, destacou Almir.


No uso da palavra a vereadora Rosária Helena (PRB) e Evaldo Pium (PTN), solidarizou com o caso e defenderam Almir Barbosa perante o público presente, que compareceu em massa para acompanhar a sessão.


Religião


Foi feito baixo assinado na manhã de ontem (14), pelos evangélicos que estão sentindo ofendidos com as palavras do vereador Deraldo. No baixo assinado, pedem ao presidente da Câmara Gilvane Fernandes (PTN), providências no caso, que seja analisado, podendo caber até decoro parlamentar, sobre tais acusações proferidas pelo parlamentar.


Segundo morador da zona rural, V.A.S (67 anos), temendo represarias não quis se identificar, afirmou ter ficado surpreso, pelo vereador ter denegrido não só a imagem da igreja Católica, (a qual Deraldo participa), como das igrejas evangélicas do município.

Entenda o caso

O diretório municipal do PT realizou o encontro no último sábado (12), Deraldo, acusou Almir de não comparecer de forma proposital, a sessão da última quarta-feira (9) em que foi reeleito para o biênio 2011/2012 o atual presidente da Câmara municipal vereador Gilvane Fernandes. Almir foi acusado de ter pegado dinheiro proveniente de propina durante a administração do ex- prefeito Carlos Magno, perdendo a noção disse que dentro das igrejas haviam ladrões e vagabundos.


Almir disse não entender o porquê da revolta do mesmo, já que nas eleições da mesa diretora em janeiro do corrente ano, Deraldo tinha votado no atual presidente vereador Gilvane Fernandes, afirmando também que durante a campanha eleitoral de 2008, o candidato a prefeito Alex Testoni havia ajudado financeiramente o então candidato a vereador Dr. Deraldo.


Na palavra vaga aos vereadores, já na sessão legislativa desta segunda-feira (14), Deraldo dispensou o uso da palavra, nem se quer pediu desculpas aos evangélicos e católicos, que lotaram o plenário esperando explicações do parlamentar.

Autor: Rodrigo Guerreiro
Fonte: O NORTÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.