terça-feira, 29 de setembro de 2009

Ibope: Para 78% dos católicos, excomunhão por aborto não contribui para diminuir a prática


A excomunhão de mulheres que recorrem ao aborto não contribui para diminuir a prática para 78% dos católicos, revelou pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da organização Católicas pelo Direito de Decidir (CDD). Entre os evangélicos a reprovação aumenta, e fica em 81%. O levantamento, realizado em julho deste ano, ouviu mais de 2 mil brasileiros de 16 anos ou mais em 142 municípios.

Ao analisar o nível de escolaridade, 74% dos entrevistados com instrução até a 4ª série do Ensino Fundamental declararam que não concordam com a excomunhão. Enquanto, entre os que possuem Ensino Superior, a discordância sobe para 83%. Para os que cursaram da 5ª a 8ª série, o índice ficou em 79%.

As regiões Norte e Centro Oeste foram as que apresentaram o maior índice de rejeição ao preceito católico, com 83%. Em seguida aparecem Sul (81%), Sudeste (79%) e Nordeste (76%). ( Leia a íntegra do estudo )

O estudo mostra ainda que 86% dos católicos discordaram da excomunhão, pelo arcebispo de Recife , da mãe e da equipe médica que realizou o aborto de uma menina de nove anos que, depois de estuprada pelo padrasto, ficou grávida de gêmeos. Ainda de acordo com a pesquisa, 86% dos católicos concordaram com a declaração do ministro da Saúde, José Temporão, sobre o caso. Temporão defendeu na época a opção pelo aborto , justificando que em casos de estupro a lei garante o direito de interrupção da gravidez.

Já a atitude do arcebispo foi considerada uma violência por 71% ao colocar em risco a vida da menina. No mesmo grupo, 84% concordaram com o posicionamento do Vaticano, que condenou as declarações do arcebispo.

Em relação ao acordo entre o governo e a Santa Sé aprovado agosto pela Câmara, que dará mais direitos à Igreja Católica no Brasil, 78% dos entrevistados foram contrários. Desses, 46% acreditam que o governo não deve fazer acordo com nenhuma religião e 32% defendem que o tratado desrespeita brasileiros de outras crenças.

Fonte: O Globo Online/OVERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.