quarta-feira, 26 de agosto de 2009

OAB debate demonização de cultos afro

Temendo que os casos de intolerância religiosa se agravem, cerca de 200 adeptos da religião de matriz africana vão se reunir amanhã na sede da Ordem dos Advogados do , Seccional Alagoas, para discutir a demonização dos cultos afro. O debate, que está marcado para começar às 9h, será encabeçado pela Comissão de Direitos Humanos da OAB/AL, pela União de Negros pela Igualdade (Unegro), e também pela Federação de Zeladores de Cultos Afro.
De acordo com coordenador-geral da Unegro, Adriano José, o encontro tem a intenção de apagar o estigma de demonização da religião de matriz africana. “Por falta de conhecimento sobre o que é a cultura afro, a religião de matriz africana passou por um processo de demonização. E é essa imagem negativa que queremos apagar”, disse Adriano José.
“A religião de matriz africana é uma herança cultural dos nossos antepassados e é um patrimônio da cultura do povo brasileiro”, defendeu o coordenador-geral da Unegro.
Além do grupo de adeptos que participará do encontro, estarão presentes os representantes dos terreiros de candomblé de Arapiraca, Mata Grande, Japaratinga, Porto Calvo e Matriz do Camaragibe.

OAB-AL/NC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.