quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Luxemburgo confirma balada de Emerson mas limpa barra do volante


Depois de desconfiar que os evangélicos inventaram que o volante Emerson teria saído carregado de uma casa noturna na cidade Santos por estar muito bêbado, o técnico Vanderlei Luxemburgo disse que o ex-volante da Seleção Brasileira confirmou que foi para a boate. No entanto, o treinador declarou que o jogador não deixou o local bêbado.

"Eu acho isso uma preocupação desnecessária. Vocês vão para a balada, enchem a cara. É uma coisa desnecessária. Eu conversei com o Emerson. Ele foi à boate, mas o resto é mentira. Eu fico vendo como uma coisa desnecessária. Até parece que é proibido", afirmou Luxemburgo, que acusou a imprensa de também abusar da vida noturna.

"As vezes vejo vocês na boate, conosco e até bêbados. Como se jogador de futebol fosse proibido de tomar um uísque. É complicado essa preocupação. A imprensa mais antiga fazia isso: saía para beber", completou.

O treinador também reafirmou que alguns torcedores disseram que foram os evangélicos que inventaram o fato de Emerson deixar o local bêbado, por estarem defendendo o volante Roberto Brum, evangélico declarado, e que foi afastado por Vanderlei Luxemburgo.

"Torcedores que estiveram lá perceberam que os evangélicos disseram isso. Porque o Brum saiu para a entrada do Emerson. Vamos esperar Emerson estrear para depois julgarmos", disse Luxemburgo.

Emerson participou de um jogo treino nesta terça-feira entre os reservas do Santos e os atletas sub-20 do clube. Segundo Luxemburgo, o jogador deverá estrear na partida contra o Internacional, na Vila Belmiro, no próximo dia 26.

"Emerson estava com 98 kg e está com 92. Eu queria saber se pessoal que toma muito chopp fica com a garganta ruim. Domingo contra o Goiás ou quinta-feira contra o Inter ele estreia, mas é mais provável que seja contra o Inter", concluiu o treinador.

Especial para Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.