quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Igreja mexicana condena operação que prendeu traficante em missa


A Conferência do Episcopado Mexicano (CEM) condenou, na segunda-feira, a prisão de um dos mais procurados traficantes do país durante uma missa. A CEM criticou a “falta de respeito e a violência” dos policiais durante a cerimônia religiosa, celebrada por ocasião aniversário de 15 anos da filha do traficante, na localidade de Apatzingán, no Estado de Michohacán, no oeste do país.

“A Santa Missa é o ato sagrado mais importante para os fiéis católicos e, por isso, os fins não justificam os meios”, disse a entidade religiosa.

Mais de 200 homens participaram da operação, realizada junto com a Agência Antidrogas dos Estados Unidos.

Apreensão

Miguel Ángel Beraza, conhecido como “La Troca”, foi preso junto com outros 33 familiares e amigos. Ele é considerado “o maior exportador de drogas sintéticas para os Estados Unidos”.

Na operação também foram apreendidos 11 carros de luxo, duas armas de fogo, duas granadas de fragmentação, um computador, 30 telefones celulares, dinheiro no valor de US$ 13 mil e 4,5 mil comprimidos psicotrópicos usados na fabricação da droga sintética.

O traficante é suspeito de liderar o cartel “La Familia”, conhecido por exportar para os Estados Unidos metanfetamina, também chamada de “gelo”.

Segundo a polícia, o cartel é responsável pela produção e envio de pelo menos meia tonelada da droga para os Estados Unidos todos os meses.

Por essa razão, autoridades americanas e mexicanas classificaram a operação um passo significante nos esforços para interromper o transporte de metanfetamina para os Estados Unidos.

Beraza é acusado de ser responsável pela logística da operação de tráfico, que envolvia esconder a droga dentro de caminhões com frutas.

Fonte: BBC Brasil

O VERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.