quinta-feira, 6 de agosto de 2009

“Família um Projeto de Deus” é levado às escolas municipais com o apoio do Legislativo


A Câmara de Cacoal com o intuito de fortalecer os vínculos familiares através das escolas inicia no próximo dia 13, a caminhada com o projeto “Família um Projeto de Deus” nas instituições de ensino do Município.
O projeto busca envolver os jovens através da reflexão, sobre a importância da família. A primeira a ser atendida será a escola Maria do Socorro, no Bairro Habitar Brasil.

Dia da família

Durante o evento serão apresentadas palestras, atividades e apresentações teatrais, visando chamar a atenção dos jovens para a importância da valorização familiar. O projeto foi uma iniciativa do presidente da Câmara, vereador Luiz Carlos Katatal que através do Projeto de Lei 31/2009-CMC, institui o Dia 11 de junho, como sendo o Dia Municipal da Família, por já se tratar de um feriado de Corpus Christi.

A primeira mostra do projeto foi realizada na Câmara no mês de junho e reuniu centenas de pessoas no período de 09 a 12, pela manhã, à tarde e a noite. Com o sucesso do evento, e também a dificuldade encontrada entre os jovens quanto ao relacionamento familiar, se viu a necessidade de levar esse projeto também às escolas. “Estamos buscando o fortalecimento das famílias através desse projeto, nada mais justo do que iniciarmos com nossas crianças”, disse o coordenador, Nilson Ferreira.

Família é a base da sociedade

De acordo com o presidente da Câmara, está faltando comprometimento dos pais com a educação dos filhos. É por isso que a partir de agora, o projeto será levado para dentro das escolas. “Ou nós levantamos a bandeira da família e reconhecemos nossos erros e nossas falhas como chefes de família, ou entraremos num caos social”, disse o vereador, destacando que esse projeto conta com o apoio da Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho (Semast), Associação dos Pastores Evangélicos de Cacoal (Apec), Pastoral da Família, Pró-Jovem, Secretaria Municipal de Educação, Governo do Estado através da Representação de Ensino e comunidade em geral.

Questões como a exploração sexual de crianças e adolescentes, gravidez na adolescência, pedofilia e outros temas de interesse da comunidade serão discutidos nas escolas. No próximo dia 18, o projeto será levado à Escola Carlos Drumond de Andrade, localizada no Bairro Vista Alegre.

Fonte: Diário da Amazônia

O VERBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.